ARTIGOS

Quarta-Feira, 24 de Julho de 2019, 08h:25 | Atualizado: 24/07/2019, 08h:36

Vinícius Segatto

Dos crimes falimentares

Vin�cius Segatto

Vinícius Segatto

A recuperação judicial extrajudicial e a falência do empresário e da sociedade empresária é assunto corriqueiramente comentado no campo jurídico-empresarial e disciplinado pela Lei 11.101/2005. Ocorre que, pouco se comenta sobre os assuntos penais e processuais penais envolvendo a falência e a recuperação.

O legislador elencou entre os artigos da mencionada Lei diversas condutas passíveis de responsabilização no âmbito criminal seja do empresário devedor, falso credor, do falido inabilitado, do Juiz, do representante do Ministério Público, do administrador judicial, dentre outras várias pessoas.

Sendo assim, dentre as numerosas ações puníveis com pena de reclusão estão à fraude contra credores, a violação de impedimento e de sigilo empresarial, divulgação de falsas informações, indução a erro, favorecimento de credores, desvio, ocultação ou apropriação de bens pertencentes ao devedor sob recuperação judicial.

Em suma, a essência dos dispositivos legais, além de viabilizar um procedimento escorreito e evitar possíveis fraudações, é justamente atingir a probidade e boa-fé de todos os envolvidos no processo de falência ou de recuperação judicial.

Dentre as numerosas ações puníveis com pena de reclusão estão à fraude contra credores, a violação de impedimento e de sigilo empresarial

Nessa perspectiva, o artigo 179 da Lei 11.101/05 consignou a equiparação ao devedor ou ao falido, isto é, na falência, na recuperação judicial ou extrajudicial de sociedades, os sócios, gerentes, diretores, conselheiros e administradores, de fato ou de direito, assim como o administrador judicial, se assemelham ao devedor ou ao falido para todos os efeitos penais/criminais, na proporção da sua culpabilidade.

Outrossim, de acordo com o artigo 180, todas as infrações penais descrita na Lei em comento possuem como condição objetiva de punibilidade a sentença que decreta a falência ou concede a recuperação judicial e homologa a recuperação extrajudicial.

Ou seja, a ocorrência desse evento futuro e incerto condiciona a própria punibilidade, o delito já se perfez e existe, contudo, a sua punição necessita da sentença que decreta a falência ou concede a recuperação. Caso contrário, sem essa condicionante, fica inexecutável a punibilidade.

Vinícius Segatto é advogado em Cuiabá, pós-graduado em Direito Constitucional pela Universidade Anhanguera-Uniderp e em Direito Eleitoral e Improbidade Administrativa pela Escola Superior do Ministério Público. Pós-graduando em Penal e Processo Penal pela Escola Superior do Ministério Público e em Direito Penal Econômico pela PUC. Membro do Instituto Brasileiro de Ciências Criminais. E-mail: advogado@segattoadvocacia.com.br

Postar um novo comentário

Comentários

  • Comente esta notícia

Álbum de casamento para 300 casais

marcia pinheiro 400 curtinha   A primeira-dama de Cuiabá, Márcia Pinheiro (foto), que desde 2017 lidera alguns projetos sociais de forma voluntária, fez questão de, mesmo com a pandemia da Covid-19, promover, na última segunda, entrega simbólica de álbuns de casamento para 10 casais, que foram...

Fora de vez da disputa para senador

cidinho santos 400 curtinha   O empresário e ex-senador Cidinho Santos (foto), recém-filiado ao DEM, desistiu de vez da ideia de entrar de última hora na corrida ao Senado, na suplementar que será realizada em novembro deste ano. E por algumas razões. Primeira, como sócio do frigorífico União...

TCE suspende licitação de R$ 12 mi

air praiero 400 curtinha   Uma concorrência pública, com valor estimado de R$ 12,5 milhões, tocada pela secretaria de Habitação e Regularização Fundiária de Cuiabá, sob o defensor público licenciado Air Praeiro Alves (foto), foi suspensa cautelarmente pelo TCE por causa de...

6 estão no páreo em Tangará; 2 fortes

vander masson 400 curtinha   Tudo indica que os tangaraenses terão nas urnas 6 candidatos majoritários nas eleições de novembro. O cenário está se desenhando com os seguintes "prefeitáveis": Chico Clemente (PSD), Gunther Duarte (PSL), Vander Masson (foto), do PSDB, Claudinho Frare (Republicanos),...

Bolinha é multado por irregularidades

humberto bolinha 400 curtinha   Por causa de irregularidades cometidas ainda em 2017, ao fazer aquisições sem realizar licitação e/ou pesquisa de preço, o prefeito de Guiratinga, Humberto Domingues, o Bolinha (foto), recebeu multa do TCE de 12 UPFs-MT, correspondente hoje a R$ 1,7 mil. E será intimado pelo...

Puxando o "rei" pra baixo em Tangará

reinaldo morais 400 curtinha   A pré-campanha ao Senado do empresário Reinaldo Morais (foto), o "rei dos porcos", evangélico e bolsonarista, vem ganhando aceitação popular em vários municípios. Mas, em Tangará da Serra, enfrenta muita resistência. Algumas pessoas próximas ao...

ENQUETE

facebook whatsapp twitter email

O Governo de MT estuda retomada das atividades escolares presenciais possivelmente em agosto ou setembro. O que você acha?

Estou de acordo

Não - aulas não podem voltar por agora

tanto faz

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.