ARTIGOS

Domingo, 08 de Setembro de 2019, 07h:00 | Atualizado: 08/09/2019, 07h:16

Wellington Fagundes

Enfim, a grande reforma

Wellington Fagundes artigo

Os números da nossa economia e seus reflexos sobre a qualidade de vida da população, medida na extensão da crise fiscal que se abateu sobre o nosso País a partir de 2013, não deixam dúvidas: estamos no limite para apresentar a sociedade uma alternativa consistente para enfrentar essa dura realidade. Há muito o Brasil clama por reformas. Vivemos nova era e novos tempos.

De todas as medidas previstas e encaminhadas, a Reforma Tributária é a mais aguardada por todos os brasileiros. É a grande reforma do momento.

De todas as medidas previstas e encaminhadas, a Reforma Tributária é a mais aguardada por todos os brasileiros. É a grande reforma do momento

O Brasil enfrenta hoje uma “guerra de tributação”, que impede o crescimento, trava a economia e complica esse sistema tributário. São milhares de legislações, milhões de portarias e decretos que atrapalham a construção de um Brasil pujante e desenvolvimentista.

O resultado disso recai justamente no cidadão, que cobra serviço público de qualidade, seja na área da saúde, educação, segurança e logística eficiente com mais ferrovias , hidrovias, aerovias e mais e melhores estradas . Ou seja:  quem paga o imposto, quer aquele recurso que ele pagou de volta com um bom serviço prestado. Muitas vezes faltam remédios, merendas escolares, atendimento em hospitais e segurança. Isso é inadmissível...

Então por isso, essas reformas precisam vir para que os recursos possam ser efetivamente transformados em benefícios. A hora é passada!

Ao meu ver, o centro da questão está na carga tributária sobre o consumo. Reduzi-la é um imperativo. 

Senão, vejamos:

De acordo com o Instituto Brasileiro de Planejamento  e Tributação, hoje 16,52% do valor do cafezinho sai em forma de imposto  do bolso de quem o consome. Não dá para concordar que 33,95% do preço pago  a um simples pedaço de bolo ou um de pão seja em forma de impostos. Uma simples garrafinha de água tem atualmente 37,44% de tributos.

O atual modelo está vencido e precisa ser substituído por práticas garantidoras modernas e eficazes, em nome da eficiência do estado brasileiro

Portanto, o atual modelo está vencido e precisa ser substituído por práticas garantidoras modernas e eficazes, em nome da eficiência do estado brasileiro.

O imposto pago é fruto do trabalho de cada um. Por isso temos que  simplificar o nosso país: criar oportunidades para quem quer gerar emprego e empreender.

Se fala muito em tamanho do Estado. Ora, quero dizer que o tamanho do Estado ideal é aquele que possa atender adequadamente o cidadão. Por isso, minha expectativa é de que possamos conduzir essas reforma sob o prisma do  Pacto Federativo. É preciso garantir a sobrevivência dos Estados e dos municípios até que essas reformas possam ser implementadas e venham a surtir os efeitos, na defesa dos interesses dos cidadãos e cidadãs brasileiras.

Os próximos meses, portanto, serão de muito trabalho e de muitos debates. Precisaremos dispor de muita perseverança ao encaminhar, da melhor maneira possível, essas necessárias transformações.

Wellington Fagundes é senador da República por Mato Grosso e vice-presidente da Frente Parlamentar de Defesa do Municipalismo no Congresso Nacional.

Postar um novo comentário

Comentários (1)

  • Elson Flávio Oliveira | Domingo, 08 de Setembro de 2019, 15h53
    2
    0

    A redução da carga tributária é essencial para que o País cresça de forma justa, criando novos postos de trabalho a partir da possibilidade de novos empreendimentos. Parabenizo pela luta, senador

Matéria(s) relacionada(s):

Francis dispara contra Túlio, Adriano...

tulio fontes 400 curtinha   O prefeito de Cáceres, Francis Maris, que chegou dos EUA na última quinta, aproveitou dois eventos para, publicamente, disparar sua metralhadora verbal contra algumas pessoas. Na sexta, inaugurou uma unidade do Centro de Testagem e Aconselhamento e fez abertura do Natal de Luzes, no centro. Nas duas...

Audiência na AL em prol dos autistas

diana serpe 400 curtinha   Convidada pela Assembleia, a advogada com forte atuação em São Paulo, Diana Serpe (foto), autora do e-book Autismo Educação e especialista na defesa dos direitos das pessoas com deficiência, vai participar de uma audiência pública e proferir palestra na segunda (9),...

Folha em dia e previsão do 13º dia 20

mauro mendes 400 curtinha   É possível que no dia 20 o governo estadual consiga pagar integralmente o décimo-terceiro dos cerca de 100 mil servidores. Ao anunciar que a folha de novembro será paga na próxima terça (10), em única parcela, pela primeira vez no ano, o governador Mauro destacou que...

Cidinho é o que mais agrega ao Senado

cidinho 400 curtinha   Depois de Blairo Maggi, o nome do empresário e ex-senador Cidinho Santos (foto) seria hoje o que mais agregaria a classe política e o agronegócio em torno de uma candidatura ao Senado numa eventual eleição suplementar. Conta com simpatia do senador Jayme Campos e do governador Mauro Mendes,...

Prova da lisura de membros do Gaeco

paulo prado 400 curtinha   O resultado da auditoria do TCE-MT sobre a prestação de contas do Gaeco das verbas secretas, entre 2012 e 2017, assegurando a sua legalidade, resgata a credibilidade, lisura e reputação ilibada dos membros que atuaram na época nesse braço investigativo do MPE, como o procurador e...

Posse 2 dias antes do possível retorno

maluf 400 curtinha   Guilherme Maluf (foto), que nem esquentou direito a cadeira de conselheiro, vai tomar posse na presidência do TCE-MT dois dias antes do STJ julgar um recurso que tende a suspender as medidas cautelares e definir pelo retorno ao Pleno dos cinco conselheiros afastados há dois anos. A solenidade acontece no...

ENQUETE

facebook whatsapp twitter email

Como você avalia a decisão do Supremo de suspender prisão imediata após julgamento em segunda instância?

Concordo

Discordo

Tanto faz

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.