ARTIGOS

Sexta-Feira, 10 de Dezembro de 2010, 08h:52 | Atualizado: 26/12/2010, 12h:28

Artigo

Medeiros quer projeto para que suplentes sejam eleitos pelo povo

Pedro o quê?

José Medeiros   Logo após o termino da apuração dos votos, o presidente Lula ligou amargurado para Blairo Maggi. "Quem é esse Pedro Taques que ganhou do companheiro Abicalil?", segundo um jornalista, Blairo teria tido dificuldade para explicar o acontecido.

   Pouca gente acreditava na eleição do Pedro. Em uma reunião o Percival falou que não tinha dúvida da eleição dele e alguns chegaram a rir, dizendo que Percival estava vendendo ilusão. Ele constantemente repetia que o povo só vota no pior quando não descobre quem é o melhor. O fato das pessoas não saberem quem era o candidato nos afligia, uns até confundiam com "Pedro do táxi". Em Nova Xavantina um senhor chegou a confessar para o candidato: "incrível seu Pedro do táxi, como o senhor fala bonito", pensando que se tratava de um taxista.

   Porém, de reunião em reunião, de programa em programa, as pessoas começaram a conhecer o Pedro. Os formadores de opinião tiveram uma participação nunca vista. Incrível como encontrei pessoas fazendo campanha por conta própria, através da internet, telefonando pra parentes. Sem sombra de dúvida a candidatura mais beneficiada pelas novas ferramentas virtuais, foi a do Taques. O boca a boca moderno fez uma diferença importante.

   As pessoas votaram pelos mais variados motivos, uns queriam renovação, outros queriam vingança, outros por quererem que o Blairo e não o Abicalil fosse o interlocutor junto à futura presidente e ainda tinha o pessoal do PSDB que, por razões obvias, não queriam "dar" o segundo voto para a chapa Blairo/Abicalil. Por esses e outros motivos o Taques acabou tendo o primeiro voto de muita gente e o segundo de outros tantos.

   Foi uma vitória realmente surpreendente. Não é de se estranhar que Lula ficasse surpreso, pois ele fez por Abicalil o que "nunca na história desse país" um presidente fez por nenhum candidato ao senado. Apareceu no programa como se fosse amigo de longa data, mandou mala direta, mensagem via celular "a rodo" e, mesmo com Dilma, Lula e Blairo, o povo torceu o nariz e declinou da "carona" respondendo que "ia de Taques".

   O Blairo, inclusive, perdeu uma boa quantidade de votos quando começou a pedir votos para Abicalil. Em Rondonópolis os que ainda eram simpáticos a ele no PPS passaram a trabalhar contra e de forma muito consistente, forçando Blairo a largar a candidatura de Abicalil e ter que  andar de bairro em bairro preocupado com sua votação. Mas no fim, como Percival tinha dito, parafraseando JC: "Pedro tu és pedra e sobre essa pedra construiremos as bases de uma nova política em Mato Grosso".

   Para começar sugiro que ele faça um projeto para que o suplente de senador seja também votado, só assim o senador eleito ficará livre de penduricalhos, causando pedras de tropeço. Veneno a parte, agradeço a cada pessoa que acreditou e ajudou construir essa vitória. Milhares de anônimos que nada queriam além de contribuir para a melhoria da política no Estado. Os candidatos entram com a história, mas os méritos são dos que levam essa história até os eleitores.

   José Medeiros é suplente do senador eleito Pedro Taques (PDT) e patrulheiro rodoviário estadual

Postar um novo comentário

Comentários (16)

  • Mauricio | Domingo, 12 de Dezembro de 2010, 19h13
    1
    0

    ESCLARECIMENTO: A quem interessar possa, quando se elege um senador a tira colo, elege-se outros dois suplentes, in casu. Medeiros - Rondonópolis - como 1º suplente de Taques e Fiuza - Sinop como segundo suplente. Medeiros substitiu Viana. Fiuza agora com a eleição garantiida e com as prováveis licenças de Taques em razao de seu doutorado, assume um dos suplentes, vez que o Estado nao pode ficar sem a representação paritária, logo 1º Medeiros legitmo representante eleito na chapa composta por Taques, Medeiros e Fiuza. Este quer por que quer o lugar daquele. Me preocupa a pressão exercida por um representante sobre outro visando seus interesses particulares, como também preocupa o silencio do Senador eleito que sem a incansável campanha feita por Medeiros e amigos em Rondonópolis, jamais teria a votação que teve, tendo em vista o uso da máquina administrativa aqui, pro Abicalil e Maggi. Medeiros nao se deixe intimidar, tu tens amigoos que te apoiam. Senador Taques, esclareça essa Celeuma! Seu silencio soa como conivencia! Podemos nos arrenper desse voto!

  • Vandergleison | Sexta-Feira, 10 de Dezembro de 2010, 19h01
    0
    1

    De onde saiu este patrulheiro? Porque ele é segundo suplente do Taques? Quantos votos ele teve? Tem mesmo que mudar a lei, o suplente do senador deve ser o segundo mais votado...Por que esse patrulheiro não diz quem do PV o ameaçou? Ele quer virar primeiro suplente na marra...

  • xisto | Sexta-Feira, 10 de Dezembro de 2010, 17h01
    0
    1

    xisto, Há expressões agressivas, ofensas e/ou denúncias sem provas. Queira, por gentileza, refazer o seu comentário

  • Reginaldo Vieira | Sexta-Feira, 10 de Dezembro de 2010, 16h21
    1
    0

    Reginaldo Vieira, Há expressões agressivas, ofensas e/ou denúncias sem provas. Queira, por gentileza, refazer o seu comentário

  • Capitão Nascimento | Sexta-Feira, 10 de Dezembro de 2010, 15h58
    0
    1

    Capitão Nascimento, Há expressões agressivas, ofensas e/ou denúncias sem provas. Queira, por gentileza, refazer o seu comentário

  • José Antonio Mesquita | Sexta-Feira, 10 de Dezembro de 2010, 14h13
    0
    1

    Só uma correção: Medeiros não é Patrulheiro Estdual e sim Patrulheiro Rodoviário Federal

  • Carlito | Sexta-Feira, 10 de Dezembro de 2010, 14h10
    1
    0

    A vitória de Taques foi realmente algo surpreendente. Vitória do povo! Vamos em frente!

  • Anônimo | Sexta-Feira, 10 de Dezembro de 2010, 12h56
    1
    0

    Pelas palavras percebe-se que o Sr. Medeiros não presenciou as reuniões da coligação, visto que nem Percival Muniz acreditava na vitória do Sr. Pedro Taques, sugiro que se informe melhor. E outra, esta querendo aparecer, é moleque!

  • Orlandir CAvalcante | Sexta-Feira, 10 de Dezembro de 2010, 12h54
    1
    0

    Orlandir CAvalcante, Há expressões agressivas, ofensas e/ou denúncias sem provas. Queira, por gentileza, refazer o seu comentário

  • Rodrigo Lima | Sexta-Feira, 10 de Dezembro de 2010, 12h52
    1
    0

    Esse é meu senador pra acabar com a corrupção.

França elegível; CNJ desatualizado

roberto franca 400 curtinha   O advogado Rodrigo Cirineu, que assumiu a assessoria jurídica da campanha a prefeito de Cuiabá de Roberto França (foto), assegura que o ex-prefeito está elegível. Explica que o cadastro de inelegibilidades do Conselho Nacional de Justiça, constantando ainda o nome de...

Candidato da família Oliveira à Câmara

luluca 400 curtinha   O jovem advogado Luluca Ribeiro (foto) é uma das apostas do MDB por renovação na Câmara da Capital. Concorre a vereador e tende a "herdar" o espólio político da família Oliveira, dos tios Dante, ex-governador que morreu em 2006, e Thelma, prefeita de Chapada dos Guimarães....

Deputado tenta censura e sem êxito

xuxu 400 curtinha   Em duas tentativas, o deputado estadual Xuxu Dal Molin (foto), candidato a prefeito de Sorriso pelo PSC, tentou, sem êxito, censurar o portal Rdnews. Na 1ª Vara Cível da Comarca de Sorriso, Xuxu ingressou com pedidos de antecipação de tutela, pleiteando retirada do ar de matérias que...

Rei do Gado entra numa difícil disputa

mauricao 400 curtinha   O leiloeiro Maurição Tonhá (foto), chamado por muitos de "Rei do Gado", está de volta à disputa eleitoral. O pecuarista com bens avaliados em R$ 19 milhões é candidato pelo DEM a prefeito de Água Boa, muncípio já administrado por ele por dois mandatos. Em...

Ajudando a enterrar CPI do Paletó

luciana zamproni 400 curtinha   O Palácio Alencastro está convicto de que, assim como na primeira votação, o relatório da CPI do Paletó que propõe punição ao prefeito Emanuel e vai ser votado nesta terça, será arquivado pela maioria dos vereadores cuiabanos. O desfalque do...

8 candidaturas e Thelma com chances

thelma de oliveira 400 curtinha   Mesmo sem apoio de nenhum outro partido, a não ser do seu PSDB, enfrentando forte desgaste político e rejeição popular e ainda problemas de saúde, se recuperando de tratamento de câncer de mama, a prefeita Thelma de Oliveira (foto) ainda tem chances de...