ARTIGOS

Sexta-Feira, 19 de Julho de 2019, 09h:42 | Atualizado: 19/07/2019, 09h:59

Marco Aurélio Medeiros

O que é Recuperação Judicial?

Marco Aur�lio Medeiros

Marco Aurélio Medeiros

Quando uma empresa entra em recuperação judicial aparecem muitas dúvidas da sociedade e dos credores que ainda tem a receber da mesma. Muitas pessoas pensam que uma recuperação judicial significa a falência de uma empresa. Mas não é! Pelo contrário.

Muitas pessoas pensam que uma recuperação judicial significa a falência de uma empresa. Mas não é! Pelo contrário

A Lei 11.101/05 trata de manter a empresa no mercado, através da recuperação judicial, quando esta se mostra viável e capaz de prosseguir em suas atividades e a manutenção do negócio passa a ser a continuação das atividades empresariais.

A recuperação judicial objetiva a superação da situação de crise econômica financeira do devedor, a fim de permitir a sua continuidade empresarial, os empregos e os interesses dos credores, o que constitui a sua função social.

O papel social que a empresa exerce na sociedade é o fundamento que justifica a aplicação do instituto da recuperação visando que a empresa retome a sua liquidez.

Ainda que, na maioria das vezes, a crise da empresa não seja causada pela prática de ilícitos, o certo é que ela, muitas vezes, é o reflexo de equívocos na definição de estratégias ou no estabelecimento de prioridade que refletem sobre todos os agentes econômicos envolvidos, gerando passivos líquidos.

Na lei da Recuperação Judicial, encontram-se regras processuais. Destaca-se a limitação da suspensão das ações e as execuções contra o devedor no prazo de 180 dias, tornando uma das principais vantagens da recuperação judicial este ‘período de blindagem’, com a suspensão de todos os pagamentos, execuções, arresto e sequestros neste período, e possam assim, preparar um ‘plano de recuperação’ e propostas para pagamento a todos os credores com prazos que vão até 20 aos.

A recuperação judicial possibilita que as empresas paguem todas as suas dívidas com bancos, factorings e credores em geral, dentro da capacidade que a empresa tem de gerar receitas, atendendo assim, à função social da empresa e impedindo o fim do negócio.

A recuperação judicial possibilita que as empresas paguem todas as suas dívidas com bancos, factorings e credores em geral, dentro da capacidade que a empresa tem de gerar receitas, atendendo assim, à função social da empresa e impedindo o fim do negócio

O período de seis meses imposto pela lei para que os credores aguardem é um ônus bem pequeno, pois o empresário estará nesse mesmo período "arrumando a casa" e consequentemente dando o retorno pretendido a todos os seus credores.

A lei em vigor, exatamente ao contrário do que determinava a legislação revogada, diz expressamente que o plano de recuperação judicial implica em novações dos créditos. Todos os créditos existentes na data do pedido ficam sujeitos à recuperação judicial, salvo poucas execuções.

O instituto da recuperação de empresas é muito mais abrangente que a antiga concordata, por incluir mais créditos e, principalmente, por permitir a alienação da sociedade, por diversas formas, concessão de prazos e condições especiais para pagamento das obrigações vencidas, substituição de administradores, alterações de controle acionário, possibilidade de os credores elegerem administradores, aumento da capital social, arrendamento do estabelecimento, inclusive para sociedade dos próprios empregados, redução salarial, dação em pagamento e novação de dívidas, venda parcial de bens, constituição de sociedade de credores, usufruto da empresa, administração companhia e emissão de valores imobiliários.

Com relação aos débitos fiscais, os mesmos não se sujeitam a recuperação judicial. Todavia, a jurisprudência do Superior Tribunal de Justiça (STJ) é pacífica no que concerne a suspensão da retirada de bens essenciais da posse da empresa, sob pena de inviabilizar todo o procedimento recuperacional, o que automaticamente vem sendo aplicado pelos juízes federais e estaduais que conduzem as execuções fiscais.

Por fim, a recuperação judicial acaba atingindo a sua finalidade integralmente, resguardando a empresa em sua totalidade.

Marco Aurélio Medeiros é advogado em Cuiabá, especializado em recuperação judicial. E-mail: marcomedeiros@mestremedeiros.com.br

Postar um novo comentário

Comentários

  • Comente esta notícia

Matéria(s) relacionada(s):

Prefeito vai ajustar também 2º escalão

francisco vuolo 400   Depois de alguns ajustes no quadro de secretários, com trocas e remanejamentos, o prefeito Emanuel Pinheiro pretende fazer mudanças no segundo escalão. Ele tem uma lista pontuando aqueles considerados mais produtivos, mas também outros sobre os quais acumulam reclamações, que...

Justino, pico de pressão alta e susto

justino_curtinha   O vereador e ex-presidente da Câmara de Cuiabá Justino Malheiros (foto) teve um pico de hipertensão na noite desta sexta (23). Ele foi levado às pressas para o Hospital Santa Rosa, na Capital, onde dormiu e passou a noite em observação. Apesar do susto, ele passa bem e já recebeu...

Fábio tenta tirar aliados do prefeito EP

fabio garcia 400 curtinha   Fábio Garcia (foto), presidente do DEM-MT, começou um movimento forte de bastidores para tentar tirar partidos que hoje estão no arco de alianças do prefeito Emanuel (MDB), mesmo o futuro do Democratas na disputa majoritária em Cuiabá ainda sendo uma incógnita. De forma...

Licitação irregular em Alto Araguaia

gustavo de melo 400 curtinha   O conselheiro-subtituto do TCE, Luiz Carlos Pereira, determinou que o prefeito de Alto Araguaia, Gustavo de Melo (foto), suspenda de imediato, devido a apontamento de irregularidades, uma licitação para contratar por R$ 2,9 milhões uma empresa com vistas a executar obras de asfaltamento tipo TSD...

Mutirão fiscal prorrogado na Capital

Emanuel Pinheiro curtinha   Levando em consideração o grande número de contribuintes interessados em negociar dívidas com o município, o prefeito Emanuel Pinheiro (foto) decidiu prorrogar o Mutirão de Conciliação Fiscal até 30 de agosto. Os atendimentos foram retomados na terça...

6 deputados podem tentar prefeitura

silvio favero curtinha   Pelo menos seis deputados estaduais ensaiam candidatura à prefeitura. Eles nada têm a perder, pois a legislação não exige renúncia do mandato no Legislativo para disputar vaga no Executivo.  Sílvio Fávero (foto) deve concorrer em Lucas do Rio Verde, numa...

ENQUETE

facebook whatsapp twitter email

Na sua opinião, como está indo o Governo Mauro Mendes?

excelente

bom

regular

ruim

péssimo

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.