ARTIGOS

Sábado, 15 de Fevereiro de 2020, 07h:04 | Atualizado: 15/02/2020, 07h:29

Edna Sampaio

Por um sopro de esperança na eleição do Senado

Edna Sampaio artigo

Neste sábado, o PT fará a sua primeira reunião do Diretório Estadual. Entra em campo uma nova gestão. Esta é a primeira vez que sou membro da direção do partido.

Durante dias, um grande número de pessoas filiadas e simpatizantes do PT, mantive a esperança de ver o nome do deputado Lúdio Cabral ser consagrado candidato ao Senado pelo partido. Muitas forças políticas (pessoas e partidos de diferentes matizes ideológicas) também espreitam a decisão do PT porque ela interfere na decisão dos outros. Política é um jogo, queiramos ou não. A questão é como vamos jogar esse jogo.

Reuniões de bastidores, expectativas, cálculos, interesses que transbordam silenciosamente, à margem da institucionalidade. Seres que povoam a política e cujas escolhas refletem sobre todos nós, povo de Mato Grosso.

Enquanto o povo atordoado aguarda o novo pacote de maldades do Governo Mauro Mendes (a segunda etapa da Reforma da Previdência), preparado cuidadosamente para seguir o script de truculência que lhe é peculiar, há vozes que se colocam na defesa de uma novidade para acalentar a desesperança que tem sido a política em Mato Grosso.

Lúdio Cabral é, como todos sabem, o único candidato capaz de competir pra valer à esquerda, em favor dos trabalhadores e trabalhadoras. Nessa guerra de titãs, numa eleição majoritária de 45 dias, não cabem aventuras, nem interdições tolas. O PT precisa colocar o bloco na rua com seu nome mais competitivo

Como eu, essas pessoas querem uma chance, uma possibilidade de disputa com chances de vitória para a eleição ao Senado.

O PT, ah...o PT! Essa máquina de sonhos, muitas vezes triturados por lógicas do pragmatismo político. Pela mania tão humana de buscar conforto e segurança com pouco, quando sonhamos com tanto: não menos que mudar as coisas.

Lúdio Cabral é, como todos sabem, o único candidato capaz de competir pra valer à esquerda, em favor dos trabalhadores e trabalhadoras. Nessa guerra de titãs, numa eleição majoritária de 45 dias, não cabem aventuras, nem interdições tolas. O PT precisa colocar o bloco na rua com seu nome mais competitivo.

Não inventamos o jogo eleitoral, não somos os “donos da bola” dessa disputa tão desigual, feita sob medida para beneficiar os ricos, o poder econômico. Por isso mesmo, é preciso agarrar pelas mãos o que temos, porque sabemos quanto custa construir um nome fora do domínio do agro, esse monstro insaciável que agora destrói o Estado, as Políticas Públicas e as carreiras do serviço público. É preciso coragem para enfrentá-lo.

Depois de tantos dias, buscando movimentar a opinião pública sobre a importância da candidatura do companheiro Lúdio, depois de tantas conversas, espero que nesta reunião do PT saiamos fortalecidos e unificados com a acolhida de seu nome. E que ele se disponha para essa tarefa que é sua, principalmente.

Confio que o PT de Mato Grosso encontrará sua ousadia para fazer Política. Ousadia de se diferenciar de nossos adversários políticos; daqueles que governam contra o povo (não pode haver acordo com eles); ousadia para defender o legado de nossos governos; ousadia para não esperar a conformação do jogo para se colocar submisso nele. O PT não pode ser peão nesse tabuleiro.

Protagonismo requer a coragem que o partido tem de sobra em sua história. É preciso exercitá-la aqui em Mato Grosso.
Nosso povo está sendo massacrado, nossos direitos estão sendo destruídos dia após dia.

Não esperamos massagear os egos de ninguém, todos somos importantes, mas a cada um a tarefa do momento

O Estado já não se legitima nem mesmo como discurso ideológico. Estado para que? Para exterminar direitos e pessoas (negr@s, mulheres, indígenas, LGBTI's). Em tempos assim, a Política exige radicalidade, exige que sejamos maiores que nossas estaturas ordinárias. É preciso sentido ético da responsabilidade que temos com aqueles que confiaram em nós, que somos parte do motor das lutas por direitos. Esperamos tanto do PT!!

Esperamos poder ter uma escolha nas eleições para o Senado. Uma escolha com chances. Não esperamos massagear os egos de ninguém, todos somos importantes, mas a cada um a tarefa do momento. Ao PT o dever de lutar ao lado do povo trabalhador, dispondo de seus melhores meios.

Neste sábado, continuarei lutando pela candidatura de Lúdio Cabral para o Senado. Espero que ele também compreenda a importância de sê-lo, não por vaidade, mas por necessidade e compromisso com nosso povo. Porém, se não for possivel, que saibamos construir a unidade para manter nossa esperança segurando a mão de quem nos represente pra valer!

Edna Sampaio é doutora em Ciências Sociais, professora da Unemat, gestora governamental e membro do Diretório Estadual do PT/MT. E-mail: oiednaluz3@gmail

Postar um novo comentário

Comentários (3)

  • vania | Sábado, 15 de Fevereiro de 2020, 12h04
    4
    1

    PT, PSOL e os amiguinhos?????? to fora

  • Benedita da Silva | Sábado, 15 de Fevereiro de 2020, 10h47
    5
    1

    Mais uma derrota anunciada, o sopro não vai passar de último suspiro, o PT não está conseguindo atrair outros partidos para suas pretensões atrasadas e equivocadas de poder. Acham que com Iludio Cabral que voces vão ter chance? Será o spoiler da derrota de Outubro, em nivel nacional.

  • Edinaldo de Castro e Silva | Sábado, 15 de Fevereiro de 2020, 08h18
    4
    5

    Parabéns PT pela acertada decisão. Ludio tem se revelado um excelente político, terá meu apoio.

Senadora, ataques e defesa de Galvan

selma arruda 400 curtinha   Selma Arruda, senadora cassada por crimes eleitorais, um deles caixa 2, escreveu artigo entitulado "MP x Aprosoja. Afinal, quem tem razão", especialmente para defender o aliado político Antonio Galvan, presidente da Aprosoja. Ao concordar com plantio de soja dentro de período proibido pela...

Deputado, carona e ainda se gabando

paulo araujo 400 curtinha   Considerado de baixo clero na Assembleia, o deputado Paulo Araújo (foto) agiu de carona e num oportunismo condenável acerca do decreto do governador Mauro Mendes da última quinta, quando resolveu relaxar as medidas restritivas em meio à pandemia do coronavírus e liberou o funcionamento...

Políticos querem suspender eleição

Cresce o movimento entre políticos para adiar as eleições municipais de outubro. O argumento utilizado é o impacto que o coronavírus terá na economia, saúde e vida das pessoas. Isso porque, neste ano, uma vacina não deve ficar disponível ao mercado e os prejuízos causados pela Covid-19 ainda estão só começando. Entre os políticos de MT que defendem adiar o pleito para 2022, quando a...

Ex-vereador, demagogia e contradição

everton pop 400   O ex-vereador por Cuiabá e apresentador de um programa popular de TV que leva o seu nome, Everton Pop (foto), gravou um vídeo em que critica o fato da Mesa Diretora da Câmara da Capital pagar os servidores todo dia 20, antecipando o salário em 10 dias do fechamento do mês. Pop só não...

Jayme é contra decreto do governador

jayme campos 400 curtinha   O senador Jayme Campos (foto), que já foi governador e prefeito, engrossa a lista dos que defendem isolamento social mais rigoroso neste momento. A postura vai na contramão do correligionário Mauro Mendes. O governador editou decreto que prevê a abertura de shoppings e comércio, desde...

EP e 2 medidas junto à Águas Cuiabá

emanuel pinheiro 400 curtinha   O prefeito Emanuel Pinheiro (foto) impôs duas medidas à concessionária Águas de Cuiabá. A empresa está proibida de cortar a água de inadimplentes e não terá direito a um aumento de 6%, aprovado pela Arsec. As medidas, segundo o prefeito, são...

ENQUETE

facebook whatsapp twitter email

Você concorda com a decisão de prefeitos, que começam a decretar estado de emergência, fechando comércio, serviços públicos e o transporte coletivo?

sim

não

sei lá!

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.