ARTIGOS

Terça-Feira, 20 de Outubro de 2020, 12h:15 | Atualizado: 20/10/2020, 12h:18

Olga Lustosa

Tentando converter opinião em saber

Olga lustosa artigo

Olga Lustosa

Eu ainda exploro os muitos mistérios do mundo através de estudos e pesquisas para poder acompanhar as soluções tangíveis para a maioria dos temas de pressão global. Na vida, me posiciono assim, de um conhecimento existente, vou construindo outro, aprofundando, tecendo minhas teias, devagarinho.

A pandemia pela qual todos estamos passando é algo sem precedentes, porém   o sentimento de incerteza não é. Vivemos momentos tensos e incertos o tempo todo. Porém, tenho percebido a existência de dois tipos nas mídias sociais: uns que, em vez de buscar relacionamentos que fazem crescer, desafiar e evoluir, saem em busca de conexões e outros que aproveitando-se destes, buscam converter opinião em saber.

Digo isso porque percebo estar vivenciando um momento em que todos querem falar, aconselhar, mostrar um caminho novo. São tantos experts em tudo, gente sem formação que se arrisca numa imensidão de temas que perplexa me pergunto onde foi que parei de estudar, porque sinceramente, não me sinto capacitada para explorar de questões pessoais, vida amorosa e financeira à aconselhamento profundo sobre mudanças substanciais no rumo da vida de outras pessoas.    

São tantos experts em tudo, gente sem formação que se arrisca numa imensidão de temas que perplexa me pergunto onde foi que parei de estudar

Olga Lustosa

No momento, parece que medimos nosso sucesso quando conseguimos fazer prevalecer nossa visão de mundo, a nossa visão de identidade sobre a visão dos outros. Assim, vamos dando visibilidade também as nossas prioridades, nossas urgências e fazendo da vida alheia, um experimento.   

As receitas mirabolantes ou simplórias são encontradas em páginas na internet, em lives diárias. Segundo minha percepção, pessoas dão conselhos não solicitados porque gostam da maneira poderosa como se sentem quando se posicionam mais do que por uma preocupação genuína pelos problemas de outras pessoas.  

Há pessoas para lhe dizer o que fazer, pessoas que você ama, pessoas que você não curte e pessoas das quais nunca ouviu falar.

Dar conselhos não profissionais é uma forma de provar aos outros que somos mais bem informados do que as outras pessoas, Já que dizer a outras pessoas o que fazer é um grande estímulo para o ego. Atente-se que nem todos que desandam a fornecer fórmulas para uma vida feliz são tão confiantes quanto parecem. Muitos podem ter a auto estima frágil porque não têm certeza do próprio valor e se avaliadas, suas vidas pessoais seguem caminho inverso do que pregam.

Uma coisa é ouvir conselhos de amigos e familiares, pessoas que conhecem os cenários onde se desenvolve a sua vida. Pessoas em quem você confia, pessoas que conhecem você e se preocupam com você, nem sempre estão todos certos, mas vale a pena prestar atenção nos aconselhamentos baseados no respeito mútuo. 

Não importa quantos conselheiros você ouça, mentores e consultores podem ajudar a formar a opinião mas nunca se esqueça de que é você que comanda o show e nunca deve ser pressionado inflexivelmente numa determinada direção.

Nem todo mundo precisa de conserto. Existe uma diferença entre melhorar sistemas e melhorar as pessoas. As pessoas precisam aprender e crescer por conta própria, precisam encontrar seus próprios caminhos.

Olga Borges Lustosa é cerimonialista pública. E-mails: olgaborgeslustosa@gmail.com e www.olgalustosa.com

Postar um novo comentário

Comentários

  • Comente esta notícia

Trentini perde de novo para Pitucha

roland trentini 400 curtinha   Na queda-de-braço nos bastidores, o ex-prefeito por três mandatos de Alto Garças, Roland Trentini (foto), perdeu de novo para o rival político histórico, o também ex-prefeito Júnior Pitucha. Ambos, que já protagonizaram disputas acirradas, tensas e...

2 maiores líderes sob crise partidária

mauro mendes 400 curtinha   Os dois maiores chefes de Executivos em MT hoje enfrentam problemas partidários internamente. O governador Mauro Mendes (foto), mesmo sendo a principal estrela do DEM no Estado, não está confortável dentro do partido por causa de conflitos com os irmãos Júlio e Jayme Campos....

MM e deputados derrotados do MDB

carlos bezerra 400 curtinha   Por coincidência, deputados do MDB que tiveram seus candidatos derrotados nas urnas estão de afagos com o governador Mauro. E até convidaram-no para deixar o DEM e migrar para o MDB, numa articulação do cacicão do partido, o federal Carlos Bezerra (foto), que puxou a corda da...

Os Maia fincam força no Legislativo

silvio maia 400   O ex-prefeito por quatro vezes de Alto Araguaia, Maia Neto, perdeu nas urnas na majoritária, mas ganhou na proporcional. De um lado, a irmã Martha Maia, seu braço-direito durante todos os mandatos, foi derrotada à prefeita por Gustavo Melo, que se reelegeu. Por outro, Maia Neto viu dois dos seus...

Reeleito, Gustavo derruba o clã Maia

gustavo melo 400   O jovem prefeito de Alto Araguaia, Gustavo de Melo (foto), de 36 anos, manteve mesmo o "apertado" favoritismo, conforme mostrou na reta final a pesquisa do instituto Analisando, e derrotou o clã Maia. Venceu por 962 votos de diferença. Filiado ao PSB, Gustavo chegou a 4.805, enquanto Martha Maia (PP) registrou 3.840...

Nivelando para cima o debate em VG

emanuelzinho 400   Em discurso na Câmara Federal, Emanuelzinho (foto), 3º colocado a prefeito de Várzea Grande, disse ter ajudado a nivelar, por cima, o debate eleitoral, com grandeza e altivez e se mostra entusiasmado. Destaca que "política se faz com seriedade, transparência e com o coração sintonizado...