ARTIGOS

Segunda-Feira, 01 de Março de 2021, 16h:11 | Atualizado: 01/03/2021, 16h:11

Wellington Fagundes

Um caminho a mais

wellington fagundes 400 curtinha

 Wellington Fagundes

Na última quarta-feira, o Senado Federal aprovou um projeto de lei complementar muito importante para o futuro do Brasil: o Marco Legal das Startups e do empreendedorismo inovador. De autoria do deputado JHC, e relatada pelo líder do meu partido, senador Carlos Portinho, a proposta – que há tempos caminha pelos corredores legislativos – ganhou nova dimensão, especialmente em função do momento em que o Brasil atravessa.

Startups são empresas inovadoras que quase sempre começam pequenas, mas crescem impulsionadas pelos grandes sonhos dos seus jovens fundadores. Rapidamente, transformam as maneiras como as pessoas aprendem, trabalham, se comunicam, se divertem e até efetuam seus pagamentos. Com muito trabalho, dedicação e criatividade, esses empreendedores desenvolvem soluções inovadoras para a agropecuária, a indústria, o comércio, os serviços e os modelos de gestão para os setores público e privado.

O projeto que o Senado acaba de aprovar – e manda, revigorado, de volta à Câmara dos Deputados para apreciação final – fortalece financeiramente as startups, ampliando e desburocratizando o seu acesso a investimentos indispensáveis para o êxito de seus projetos. A proposta também define, por exemplo, as regras para a atuação dos chamados investidores-anjos — pessoas físicas ou jurídicas que resolvem ajudar empresas iniciantes consideradas promissoras — e elimina os riscos ligados às disputas trabalhistas.

Startups são empresas inovadoras que quase sempre começam pequenas, mas crescem impulsionadas pelos grandes sonhos dos seus jovens fundadores

Também está lá no texto medidas que facilitam a contratação dos serviços dessas empresas pelo o setor público, sempre tão carente de soluções que reduzam a burocracia e simplifiquem a vida do cidadão. Abre-se, com esse projeto, um importante campo para o exercício do conhecimento, através das nossas universidades, que podem exercer papel fundamental nesse processo, ajudando a impulsionar as startups, através de projetos de incubadoras.

Do Vale do Silício, na Califórnia, às incubadoras de empresas da Europa e da Ásia, a relação produtiva com laboratórios e centros de pesquisas das universidades é fator preponderante para o crescimento e a consolidação das startups, graças à simbiose entre pesquisa pura e pesquisa aplicada no contexto das vocações econômicas de cada região.

A nova Universidade de Rondonópolis (UFR) nasceu sob o signo dessa parceria em prol do desenvolvimento regional e local, e, por isso, sua reitora, a professora Analy Polizel, fez questão de comparecer à votação do projeto de lei e aplaudiu o surgimento do marco legal das startups.

Em resumo, o projeto que se consolida para se transformar em lei habilita a eficiência para premiar a ousadia daqueles que primam pela pesquisa, pelo conhecimento e pelo empreendedorismo, dispostos a oferecer à sociedade, com serviços e soluções, melhores condições de vida.

As startups empregam metade da mão de obra disponível no mundo. Mato Grosso abriga em torno de 20% das startups, ou seja, tem um espaço fabuloso para avançar sobre esse perfil de oportunidade, abrindo condições para muita gente que hoje, inclusive, se encontra na fila do auxílio emergencial. Em outras palavras, um caminho a mais sendo construído para que, ao final dessa pandemia, possamos avançar sobre um dos maiores desafios no pós-pandemia, que é promover o emprego.

Wellington Fagundes é senador por Mato Grosso eleito pelo Partido Liberal, o PL, e líder do Bloco Parlamentar Vanguarda

Postar um novo comentário

Comentários

  • Comente esta notícia

Scheila assume APDM e cita projetos

scheila pedroso 400   Esposa do prefeito sinopense Roberto Dorner, Scheila Pedroso (foto), primeira-dama e secretária municipal de Assistência Social, passa a tocar, pelos próximos dois anos, a Associação para o Desenvolvimento Social dos Municípios de MT (APDM/MT). Ela promete juntar força com os...

Prefeito de Araputanga negocia praça

enilson rios prefeito 400 araputanga   O prefeito de Araputanga, Enilson Rios (foto), que ganhou as eleições do ano passado por uma diferença de apenas 56 votos sobre Joel Martins, com placar de 3.492 a 3.436, está no centro de uma polêmica. Ele aceitou uma proposta do Sicredi para utilização de um...

Barra recebe R$ 1,9 mi pra bancar UTIs

adison gon�alves 400   Em Barra do Garças, com 61 mil habitantes e 5.929 casos confirmados de Covid-19, inclusive com 207 mortes, incluindo 26 óbitos de indígenas em consequência da doença, o prefeito Adilson Gonçalves (foto) abriu crédito suplementar no orçamento de R$ 1,9...

De MT para USP; governo comemora

gabriel usp ribeiraozinho 400   O governador Mauro Mendes comemorou o fato do estudante Gabriel Rodrigues Ribeiro (foto), de 18 anos, morador de Ribeirãozinho, município mato-grossense com menos de três mil habitantes, ter conseguido ingresso no curso de medicina da USP, considerada a melhor universidade do país. Aos 18...

ICMS e R$ 150 mi a mais a municípios

rogerio gallo 400 curtinha   O secretário Rogério Gallo (foto), da Fazenda, assegura que o governo estadual já enviou para os municípios, no primeiro trimestre deste ano, R$ 150 milhões somente em ICMS arrecadado a mais do que estava previso na lei orçamentária. O valor é 8 vezes...

Fúrio, última ação no MPE e morte

celio furio 400   Célio Joubert Fúrio (foto), que morreu nesta sexta, aos 56 anos, vítima da Covid-19, foi um incansável combatente de atos de improbidade administrativa em MT e na defesa do patrimônio público. Integrava aos quadros do Ministério Público Estadual havia 29 anos. Ele atuou...

MAIS LIDAS