ARTIGOS

Terça-Feira, 22 de Outubro de 2019, 10h:16 | Atualizado: 22/10/2019, 10h:24

Victor Maizman

Vinhos e tributos

Victor Humberto Maizman

É certo que juntamente com a evolução tecnológica, houve mudança também em conceitos sobre o consumo, vindo a gerar na necessidade de que haja uma adequação na legislação que trate de regular as respectivas atividades.

Lembro que há 30 anos, houve a febre das videolocadoras, alterando sobremaneira o costume dos consumidores que, por sua vez, deixaram de ficar aprisionados às poucas opções filmes inseridas nas grades de programação das hoje denominadas de TVs abertas. 

De fato, com o crescente mercado em questão, não demorou muito para que a legislação municipal fosse alterada para que tal atividade fosse considerada fato gerador do Imposto sobre Serviços – ISS, vindo posteriormente tal exigência ser suspensa judicialmente sob o fundamento de que a locação não é juridicamente considerada como um serviço.

Hodiernamente o conflito está quando a atividade denominada de “streaming”, tal qual os canais como Netflix e outros da mesma natureza.

Recentemente foi aprovada uma alteração na legislação nacional e incluiu tal atividade como serviço, vindo a ser fato gerador do respectivo imposto exigido pelos Municípios.

Todavia, há questionamento por parte dos Estados e das próprias empresas contribuintes de que tal atividade não se trata de serviço, mas sim de venda de um produto virtual, passível portanto de imposto sobre a venda de mercadorias, o ICMS.

Realmente no direito tributário está em vigor a regra geral de que a lei fiscal não pode alterar a natureza da atividade com fins apenas fiscais, ou seja, resta defeso a legislação rotular uma atividade de serviço, referente a uma atividade que não seja serviço, sob pena de violar a regra normativa geral que veda tal pretensão.

Aliás, tal questão já foi amplamente analisada pelos Tribunais Superiores, à exemplo de que a Receita Federal ficou impedida de exigir Imposto sobre a Renda de quantia recebida pelo contribuinte por qualquer forma de indenização, uma vez que esta não se confunde com o conceito de renda, a qual resulta do aumento do patrimônio e não na sua reparação.

De todo exposto, deve ser interpretado com ressalvas o festejado dogma jurídico no sentido de que o Direito cria suas próprias realidades, devendo portanto, concluir que ainda não foi dado ao legislador o mesmo poder de transformar água em vinho.

Victor Humberto Maizman é advogado e consultor jurídico tributário, professor de direito tributário, ex-membro do Conselho de Contribuintes do Estado de Mato Grosso e do Conselho Administrativo de Recursos Fiscais da Receita Federal/CARF. E-mail: soniafiorivg@gmail.com

Postar um novo comentário

Comentários

  • Comente esta notícia

SD também deseja Taques ao Senado

pedro taques 400 curtinha   Empolgado com resultado de uma pesquisa interna, na qual estaria bem pontuado, aparecendo entre os preferidos ao Senado, mesmo após deixar o cargo de governador bastante desgastado, Pedro Taques (foto) passou a flertar não só com o Cidadania, conduzido no Estado pelo seu ex-secretário Marco...

Presidente do TJ-MT assume Codepre

carlos alberto tj 400 curtinha   O presidente do TJ-MT Carlos Alberto (foto) foi eleito presidente do Colégio de Presidentes dos Tribunais de Justiça (Codepre) do país. O cargo alça o membro de MT à liderança de discussões nacionais importantes. Dentre as atribuições do colégio...

Brecha pra futuro cassado ir à Justiça

kero kero curtinha 400   Wilson Kero-Kero (foto), ex-SD (socialista) que foi para ex-PSL (direita), anunciou ida para Podemos, mas permanecerá no partido direitista, é o relator do processo de cassação do colega Abílio Júnior, na CCJ da Câmara de Cuiabá. Na Comissão de Ética o...

Filho de Taborelli assume vaga em VG

Willy taborelli _ curtinha400   O pai coronel Taborelli está fora de combate, mas o filho Willy (PSC), suplente de vereador, vai assumir cadeira na Câmara de VG a partir de 2 de março. Vai atuar na vaga do correligionário Miguel Baracat, que se licencia para fazer tratamento de saúde. O filho do polêmico...

Sem acordo para ter apoio de Selma

otaviano pivetta 400 curtinha   O empresário e vice-governador Otaviano Pivetta, pré-candidato ao Senado, disse que, de fato, recebeu convite para se filiar ao Podemos, inclusive do deputado Medeiros, um de seus prováveis adversários nas urnas de abril, mas que segue firme no PDT. Destaca ser um admirador do senador...

Na expectativa para disputar Senado

nelson barbudo 400 curtinha   Se o TRE flexibilizar a data de filiação para quem quer concorrer ao Senado, na eleição suplementar de abril, a inflação de candidatos tende a ser ainda maior. Entrariam no páreo, além dos 10 que já se dizem pré-candidatos, o ex-governador Pedro...

MAIS LIDAS

ENQUETE

facebook whatsapp twitter email

Na sua opinião, como está indo o Governo Bolsonaro...

excelente

bom

razoável

ruim

péssimo

não sei

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.