Blog do Romilson Cuiabá, 04 de Abril DE 2020 Rdnews RDTV facebook twitter RSS

4674.png

Política

Poderes

Bastidores

Negócios

Análise

Opinião

Aqui, só eu toco

Por 19/11/2018, 14h:51 - Atualizado: 19/11/2018, 15h:03

Dulce Figueiredo

Dulce Figueiredo

Como falar sobre abuso sexual com as crianças? Costumo responder que essa conversa só precisará acontecer se a família não construir valores cotidianos sobre a importância, o cuidado e o respeito pelo corpo.

É possível agir preventivamente, ao construir, no dia a dia, desde muito cedo, uma relação saudável da criança com o corpo. O primeiro passo é nomear todas as partes, inclusive as íntimas, falando sobre suas funções, cuidados e higiene de forma aberta e clara.

A cada faixa etária ampliamos as informações sobre as funções e consequências da falta de cuidados e carinho com o corpo. É muito importante validar o desejo da criança de não receber carinho de pessoas estranhas, amigos da família ou parentes.

Assim, ela saberá que pode dizer não quando se sentir constrangida, envergonhada ou com dor durante um carinho. As crianças não sabem diferenciar carinhos saudáveis de carinhos abusivos se não puderem exercer e exercitar esse direito de escolha.

As crianças não sabem diferenciar carinhos saudáveis de carinhos abusivos

Nós, brasileiros, somos muito calorosos nos contatos interpessoais e, muitas vezes, ensinamos e até mesmo obrigamos as crianças a aceitarem carinho de outros adultos sem consultá-las. Assim, as crianças ficam confusas quando os pais as orientam a dizer não para carinhos abusivos.

É muito difícil para uma criança perceber a intenção por trás do carinho de um adulto. Seja direto e objetivo ensinando sua criança a não permitir que outros vejam ou toquem suas partes íntimas e que, por sua vez, ela não toque nas partes do corpo do outro.

A regra “aqui, só eu toco” ajuda a criança a estabelecer um limite claro para si e para o outro. Ensine ainda seu filho ou filha a perguntar a um adulto de confiança, sempre que tiver dúvidas, sobre o comportamento de determinada pessoa.

A família deve construir com a criança um círculo de confiança, entre ela e os adultos com os quais possa contar, quando precisar perguntar ou dizer algo. Nesse círculo deve haver outras pessoas de confiança além dos pais, pois muitas vezes o agressor ameaça tirar a vida dos pais da criança e será a essas pessoas que ela poderá pedir ajuda.

O segredo é a tática usada pelos agressores, dessa forma, diferencie segredos bons de segredos maus. O segredo que causa tristeza, ansiedade, medo não é bom e deve ser contado para alguém do círculo de confiança. Um segredo bom causa alegria, expectativa, como uma festa surpresa.

Os agressores são geralmente pessoas próximas da família que usam estratégias de aliciamento para ganhar a confiança da criança, entre elas, dar presentes (balas e objetos) e também pedem segredo. Então, a regra em casa deve ser contar sempre para alguém do círculo quando uma pessoa lhe pedir para guardar segredos, oferecer presentes, balas, lembrancinhas ou tentar ficar a sós com ela.

Nos relacionamentos familiares, troque silêncio por diálogo; medo e tabu por construção de conhecimento e amor pelo próprio corpo.

Uma em cada cinco crianças é vítima de violência ou abuso sexual, não importando raça, classe social, poder aquisitivo ou gênero. Os principais agressores são da própria família (pai, padrasto, tio, irmão mais velho, avô), amigos próximos ou profissionais encarregados da educação e/ou formação da criança ou que estejam nesses ambientes. A família deve ficar atenta a qualquer estória que a criança conte, mesmo que use personagens infantis para exemplificar, muitas vezes é mais fácil contar sobre o abuso dessa forma. Então, atenção se de repente o ‘lobo mau’ tocar alguma parte íntima da ‘Chapeuzinho Vermelho’, porque pode ser um pedido de ajuda.

Quando posso iniciar esse processo de orientação quanto ao abuso sexual com meus filhos? A regra “aqui, só eu toco” pode ser introduzida a partir do momento em que ela esteja apta a fazer sua higiene pessoal, sem assistência direta dos pais.

Como atualmente pais e filhos convivem cada vez menos em função do trabalho, é necessário criar um momento diário para troca de informações sobre o dia de cada um. A criança deve ser incentivada a dizer com quem esteve e o que fizeram juntos, uma estratégia consciente para o reforço de vínculos, no círculo de confiança.

Fique sempre atento, pois esta situação é muito frequente e traz muitos prejuízos ao desenvolvimento da criança, gerando traumas difíceis de serem apagados. Nos relacionamentos familiares, troque silêncio por diálogo; medo e tabu por construção de conhecimento e amor pelo próprio corpo.

Dulce Figueiredo é psicóloga com 24 anos de experiência e pedagoga pela UFRJ, especialização em terapia de família sistêmica e MBA Gestão de Recursos Humanos. E-mail: dulcefig@gmail.com

Postar um novo comentário

NEGOCIAÇÕES

Após acordo, Selma recua, assume Pode-Cuiabá e quer Abílio prefeito

Marcos Oliveira

selma arruda 680

A senadora cassada Selma Arruda, que já estava com um pé no PSC, foi convencida a permanecer no Podemos.

Postar um novo comentário

Comentários (1)

  • José Roberto de Freitas | Sexta-Feira, 03 de Abril de 2020, 18h59
    7
    4

    Esse Niuan é um menino sem futuro mesmo. Não tem um pingo de sensatez. Deus me livre.

EM VÁRZEA GRANDE

Pela 5ª vez, governador Mauro na terra dos Campos sem os Campos

Por 03/04/2020, 16h:26 - Atualizado: 03/04/2020, 16h:27

mauro mendes 680

Pela quinta vez em menos de duas semanas, Mauro Mendes pisou hoje os pés em Várzea Grande. Permaneceu por cerca de duas horas inspecionando as obras de reforma do Hospital Metropolitano, no bairro Cristo Rei.

Postar um novo comentário

Comentários (1)

  • Pedro luis | Sexta-Feira, 03 de Abril de 2020, 17h58
    12
    8

    Graças a Deus o governador está distanciando dessa família, que representa o atraso e o coronelismo. É incrível como nos dias de hoje o cidadão ainda tenha coragem de votar nos campos. É depois ainda reclamam dos governantes...

Mistério

Despacho com farofa, velas e galinha preta é deixado perto do Paiaguás

Por 03/04/2020, 16h:03 - Atualizado: 03/04/2020, 16h:06

Reprodução

macumba_680

Um despacho com farofa, velas e uma galinha preta morta foi deixado, durante a madrugada desta sexta (3), na esquina Banco do Brasil, junto ao Palácio Paiaguás, no Centro Político Administrativo.

Postar um novo comentário

TROCA-TROCA

Senadora cassada decide deixar o Pode e sinaliza para PSC

Por 03/04/2020, 10h:45 - Atualizado: 03/04/2020, 10h:46

Marcos Oliveira

selma 680

Senadora cassada, mas ainda ocupando a cadeira, Selma Arruda decidiu sair do Podemos, no qual só tem seis meses de filiação.

Postar um novo comentário

Comentários (5)

  • Marlon | Sexta-Feira, 03 de Abril de 2020, 15h15
    2
    0

    E eu que pensei ter lido ostro dia que ela ia abandonar a politica. Afff

  • JORGE LUIZ | Sexta-Feira, 03 de Abril de 2020, 14h21
    3
    3

    ESSA MULHER, EX TUDO, NÃO SABE O QUE É FIDELIDADE PARTIDÁRIA? O PARTIDO DEVE SER FIEL A ELA SOMENTE, COMO PERDEU MAIS UMA VAI SAIR DO PODEMOS E IR PARA O QUE QUEREMOS, CRIA UM PARTIDO EX TUDO ASSIM VOCÊ CHAMA DE SEU

  • Elias Pereira da Silva | Sexta-Feira, 03 de Abril de 2020, 13h17
    3
    6

    Mas djà?..tá sendo enxotada de todo canto?? política é pros ninja..cururu não se cria lá não..

RUMO À CÂMARA

Irmã de conselheiro se filia ao PSD pra disputa à vereadora

Por 03/04/2020, 09h:46 - Atualizado: 03/04/2020, 10h:49

gisele almeida 680

Quem pensa que o conselheiro afastado do TCE Sérgio Ricardo está fora da política se engana.

Postar um novo comentário

Comentários (8)

  • Amaral de souza | Sexta-Feira, 03 de Abril de 2020, 19h13
    2
    1

    Rdnews publica algumas que nos fazem rir. E muito

  • Claudiano Almeida | Sexta-Feira, 03 de Abril de 2020, 15h19
    9
    0

    Ata essa é irmã Do Conselheiro que tá com os Bens Bloqueados pela justiça, acorda Cuiabá e abre os 👁👃👁

  • ungarete paz da silva | Sexta-Feira, 03 de Abril de 2020, 12h01
    15
    0

    É muita cara de pau ... Jesus precisa voltar

Rondonópolis

Prefeitura amontoa carros e motos em pátio vulnerável; ladrões atacam

Mais de 50 motocicletas foram levadas em 6 meses; furto é quase diário

Por 02/04/2020, 20h:22 - Atualizado: 03/04/2020, 08h:11

patio rondon 680

Ladrões estão fazendo uma verdadeira farra com motocicletas facilmente furtadas do Pátio Rondon, na Vila Salmen, em Rondonópolis. Bandidos costumam agir à noite. Há relatos de furtos de até seis motocicletas numa só vez.

Postar um novo comentário

Comentários (2)

  • Himero | Sexta-Feira, 03 de Abril de 2020, 07h53
    1
    0

    Nem 'amonta', nem 'amontUar'', mas sim 'amontOar'...

  • LUCIO FLAVIO GARCIA | Sexta-Feira, 03 de Abril de 2020, 06h52
    0
    0

    cadê o revisor.....está de férias....amonta significa dar forma de morte e não amontuar ( formar um monte )....

INíCIO
ANTERIOR
1 de 2523