Blog do Romilson Cuiabá, 26 de Abril DE 2019 Rdnews RDTV facebook twitter RSS

4674.png

Política

Poderes

Bastidores

Negócios

Análise

Opinião

Malvadeza 2.0

Por 11/01/2019, 10h:05 - Atualizado: 11/01/2019, 10h:14

moises franz artigo

Moisés Franz

O ano de 2019 começou com um país mergulhado na escuridão, medo, num apagão de ideias, com o ressurgimento dos “terraplanistas” e dos salvadores da pátria, os milagreiros de plantão, os “messias” da vida. Mas se trata apenas de ilusão, e os primeiros movimentos comprovam o que estou relatando neste momento.

O senhor Mauro Mendes está reeditando o espírito malvadeza de seu antecessor, e tenho elementos que indicam que ele pode ser ainda pior que o Pedro Taques. A pessoa que já viu um show de mágica percebe que o segredo do ilusionista é distrair a atenção do público, fazer com que ele desvie o olhar para uma uma direção enquanto o truque acontece em outro quadrante. E aí é que está o segredo do “nosso” mentiroso de plantão: ataca o servidor público, sem nenhuma justificativa, e ao demonizar os funcionários ele tem um interesse maquiavélico bem escondido, mas que não o será por muito tempo.

Logo após a eleição de 2018 um grupo de 19 governadores se reuniu com o Bolsonaro, aquele sujeito que prometeu mudar a política, mas se alia com os políticos e partidos profissionais, possui o motorista mais sabichão em economia (o sumidão Fabricio Queiroz) e deu uma bolsa-mamata ao filho do seu vice, com salário de 36 mil por mês. Na reunião dos 19 governadores com Bolsonaro, tendo Mauro Mendes à frente, houve diversos pedidos, e um deles se destaca: eles querem acabar com a estabilidade, a garantia de emprego dos servidores públicos.

E para isso, logo na primeira semana de mandato o Mauro mente para a sociedade e acusa os servidores mato-grossenses de serem culpados de todo o mal que assola a sua existência. Com isso provoca um clima de medo e insegurança, atrasa os salários, com o objetivo de provocar movimentos de greve. E aí ele começaria o processo de destruição da estabilidade dos profissionais.

Antes de atacar o servidor, Mauro Mendes deveria reconhecer que o grande prestador de serviços para a população é o Estado e o responsável é o servidor público. Ora, toda pessoa precisa de levar o filho na escola, creche, posto de saúde, receber orientação de um agente de saúde etc. E quem oferece isso é um servidor público. O cidadão não vive sem a vacina, precisa de uma certidão emitida por um órgão público, o hospital que a atende é tocado por esses profissionais e até mesmo o serviço funerário tem a participação de agente público.

Portanto, desprezar servidor público é lesar a sociedade.

Para cima de quem tem dinheiro, Mauro Mendes

Mauro Mendes através de projeto de lei encaminhando a Assembléia quer começar a extinguir empresas da administração indireta, ai incluídas a Empaer e a MTI, a antiga Cepromat. Erro grave, porque aos agricultores dos distantes rincões de Mato Grosso a única alternativa de orientação técnica é a Empaer. E a tecnologia de informação é uma das grandes despesas do Estado, portanto deixa de investir internamente e vai pagar empresas terceiras. Extinguir as citadas empresas é imperdoável e servirá somente para fomentar contratos, principalmente de tecnologia de informação, com as empresas de amigos de Mauro Mendes, lá do grupo da FIEMT.

Ainda me aprofundarei sobre este crime anunciado contra a MTI.

Além do que, a ideia de Mauro Mendes seria extinguir as empresas e por tabela os contratos dos servidores celetistas, uma manobra que não poderá ser chancelada pelo controle judicial. Ainda que o vínculo dos servidores seja de emprego público, uma detalhe em “juridiquês”, a mera extinção da empresa não pode ser justificativa para demissão.

O amigo vendedor de móveis para o Estado vai ter que se contentar em somente vender móveis ... a tecnologia de informação é estratégica e tem que ser mantida sob a tutela da administração pública.

Por derradeiro, resolvi dar uma olhadela nos orçamentos dos últimos anos, para ver quais as fontes de “gordura” que Mauro Mendes pode buscar para a solução do drama fiscal.

Vi as últimas leis orçamentárias, principalmente as 9868/2012, 10037/2013 e 10467/2016, com o propósito de verificar a evolução de algumas despesas do orçamento, e aí percebo que o gasto com o duodécimo aos poderes cresceu 144% em um curto período de tempo, passando de R$ 938,8 milhões para R$ 2,3 bilhões de 2009 até hoje. Quase triplicou.

Isso quer dizer que os fóruns, os promotores de Justiça, defensores públicos, deputados estaduais e o Tribunal de Contas estão gastando absurdamente mais (o triplo!), num momento em que todo mundo aperta o cinto para que o dinheiro não acabe antes do dia 30 do mês. É por isso que vemos prédios suntuosos do ministério público, que o tribunal de justiça constrói um caríssimo estacionamento de carros. Aliás a assembleia legislativa mantém um teatro e um estacionamento de carros, que acho desnecessário. É por isso que os deputados gastaram R$ 506,8 milhões no ano de 2018.

O Tribunal de Contas, que paga verba indenizatória aos conselheiros, custou aos cofres públicos a bagatela de R$ 357,7 milhões no mesmo ano de 2018, e a previsão em 2019 é de aumentar ainda mais. É o condomínio mais caro de Mato Grosso.

O projeto de orçamento de 2019 prevê em seu artigo 21 um gasto com o Tribunal de Justiça na ordem de R$ 1 bilhão; com a Assembleia Legislativa a quantia de R$ 506,8 milhões, segundo dito pelo próprio Mauro Mendes em campanha que de a Assembléia de Mato Grosso é o quarteirão mais caro do Brasil, "É um absurdo um quarteirão custar mais de R$ 500 mil ao mês". Ao glorioso Tribunal de Contas disporá R$ 357,7 milhões; à Procuradoria-Geral de Justiça: R$ 410,5 milhões; e com a Defensoria Pública gastará R$ 126,2 milhões.

Para aqueles que dizem que só sabemos criticar ai vai apenas algumas de nossas sugestões para melhorar as finanças do estado:

1) Taxar o agro, exigindo industrialização de pelo menos 30% da produção, gerando assim receita.  combater fortemente a sonegação em que muitas empresas fantasmas geram de créditos de exportação e a consequente industrialização interna fugindo assim de pagar impostos.  A SEFAZ tem que ser mais eficiente no combate a sonegação.  Hoje os Postos Fiscais estão praticamente desativados não fiscalizam nada.

2) Reduzir o repasse aos Poderes que nos últimos anos aumentou em mais de 144%;

3) Diminuir as terceirizações no Estado;

Para cima de quem tem dinheiro, Mauro Mendes.

Moises Franz é servidor público e  candidato a governador de Mato Grosso pelo PSOL nas eleições de 2018. E-mail: msfranz@gmail.com

Postar um novo comentário

Comentários (2)

  • José | Sexta-Feira, 11 de Janeiro de 2019, 12h33
    6
    0

    QUANDO VAMOS INVESTIGAR OS R$20 BILHÕES EM FRAUDES DO GOVERNO TAQUES? Não se pode esquecer de apurar e recuperar todos os desvios e fraudes do desgoverno pedro taques da transformação do estado em caos e roubalheira, os quais juntos já SOMAM $20 BILHÕES. Só para lembrar aí vai a lista detalhada dos $20 bilhões: R$69 milhões em desvios na caravana da transformação; perdão de R$645 milhões em dívida da petrobrás; perdão de R$5 milhões de reais em dívidas da unimed cuiabá; a operação Rêmora por desvio de R$57 milhões na SEDUC; operação Bereré por desvio de R$30 milhões no Detran; operação Grampolândia na segurança pública usada para chantagear adversário; delação de Alan Malouf sobre Brustolin e vários secretários com R$50 mil/mês por fora; mensalinho R$100 milhões por dentro para os deputados; rombo de R$4 bilhões no caixa e desvio de $230 milhões do fundeb; desvio de R$1,2 milhões no fundo de trabalho escravo; desvio e apropriação de R$300 milhões dos municípios; desvio e apropriação de R$300 milhões dos poderes; aumento de $2 bilhões nos Incentivos Fiscais; aumento de milhares de cargos políticos comissionados, aumentou da folha de pagamento pela contratação de mais de 10.000 pessoas; uso da justiça para proteger seus amigos e secretários conforme disse o cabo gerson; delação de Alan Malouf tratando de 12 tipos de corrupção entre elas os $10 milhões de caixa 2 administrados por Alan Malouf e Julio Modesto; licitação irregular de 11 bilhões para transporte interestaduais; desvio de R$58 milhões em pontes na SINFRA; $300 milhões em vantagem cobrada de quem recebeu antecipado no decreto do bom pagador; crédito de R$100 milhões para o primo Paulo Taques; maracutaia com a juiza candidata para ferrar o silval e a familia dele. Além disso, apropriação indébita de R$70 milhões descontado dos salários dos servidores públicos para pagar empréstimos consignados e estouro da folha pagando vantagens para apaniguados políticos.

  • PEDRO JOÃO | Sexta-Feira, 11 de Janeiro de 2019, 10h40
    4
    7

    Tem que acabar mesmo! Se Mauro e Bolsonaro fizerem isso, terão meu respeito.

FILANTROPIA

Estado vai "bancar" a Santa Casa

Por 26/04/2019, 07h:42 - Atualizado: 01h atrás

santa casa fachada 680

 

O governador Mauro Mendes, que já encomendou um plano de reabertura da Santa Casa de Misericórdia de Cuiabá, decidiu que o Estado assumirá para si a gestão da unidade. Fará esse anúncio nos próximos dias. Numa articulação sem alarde, o chefe do Executivo avançou numa pactuação com o Ministério da Saúde para destinação de verbas ao hospital, de modo a ajudá-lo na cobertura das despesas.

Postar um novo comentário

A transformação de tudo começa em você

Por 26/04/2019, 07h:35 - Atualizado: 01h atrás

alessandra vieira

Alessandra Vieira

O trabalho de transformação do mundo começa por mudanças individuais. Cada um de nós traz no subconsciente marcas deixadas pela criação familiar e por exemplos, bons e maus, da atuação do homem na natureza e nas relações sociais. Se queremos um mundo melhor, precisamos nos tonar seres melhores.

Postar um novo comentário

TRE nunca soube de Caixa 2 tucano: é mentira, Terta?

Por 26/04/2019, 07h:22 - Atualizado: 02h atrás

edesio do carmo artigo 400

Edésio Adorno

O ex-secretário de Estado de Educação, Permínio Pinto, confessou seus pecados no confessionário da Procuradoria-Geral da República, jogou o tucanato no mármore quente do inferno político e arrastou a chamada justiça eleitoral para o lodaçal fétido e miasmático do descrédito popular.

Postar um novo comentário

Comentários (1)

  • Janio | Sexta-Feira, 26 de Abril de 2019, 08h47
    0
    0

    Sobrou para a Senadora Selma era a única que peitava esses políticos, Mato Grosso está largado as traças

SUBSÍDIO NO EXECUTIVO

Secretários e queixa de salário baixo

Por 25/04/2019, 16h:36 - Atualizado: 25/04/2019, 17h:33

Mayke Toscano

marcelo padeiro 680

Marcelo de Oliveira, da secretaria estadual de Infraestrutura e Logística, um dos que reclamam do baixo salário

No Palácio Paiaguás, o governador Mauro Mendes começou a receber queixa por causa do baixo salário fixado aos secretários e adjuntos. São 16 integrantes do primeiro escalão. Cada um ganha R$ 18,2 mil, restando líquido R$ 13 mil. E não tem direito à verba indenizatória. Secretário-adjunto recebe R$ 9 mil. Esse salário no Executivo equivale ao de assessor tanto na Assembleia Legislativa quanto em diversas câmaras municipais.

Postar um novo comentário

Comentários (4)

  • Analista | Sexta-Feira, 26 de Abril de 2019, 09h14
    0
    0

    Concordo que os valores pagos aos cargos comissionados do Executivo precisam de uma atualização geral, desde os mais baixos aos mais elevados. Estão muito defasados, não correspondem ao valor pago em outros poderes e nem ao grau de responsabilidade. A situação é pior para quem é servidor efetivo, que quando assume um cargo comissionado perde metade do valor do DGA. E não há qualquer verba indenizatória ou auxílio aos servidores do Executivo (ao contrário dos outros poderes). O Secretário da SINFRA em só esqueceu de mencionar que muitos ocupam cargos de conselho em empresas públicas e recebem os jetons por isso. Alguns recebem o equivalente ao salário só em jeton. Mas isso só para Secretário né, os meros mortais nunca terão esse benefício.

  • Carlos | Sexta-Feira, 26 de Abril de 2019, 05h59
    0
    0

    Na prefeitura de Cuiabá os servidores efetivos recebem 1.200 mensais para sustentar seus familiares, o que vcs recebem por mês é muito superior o que recebemos por ano. Porém alguns são tão qualificados que recebem valores astronômicos.

  • ELEITOR | Quinta-Feira, 25 de Abril de 2019, 22h28
    1
    0

    UAI ESTES SENHORES DISSERAM PARA DEUS É O MUNDO QUE OS SERVIDORES GANHAM MUITO? ELES NESTE MOMENTO ESTÃO COMO SERVIDORES NÃO IMPORTA QUE SEJA TEMPORÁRIOS ENQUANTO DURAR A NOMEAÇÃO COMO SECRETÁRIO NA VERDADE É QUE SABEM QUE OS SERVIDORES NÃO SÃO MARAJÁS E VIVEM COM O QUE GANHAM NÃO TEM CARRO OFICIAL PARA RODAR ETC... MAS QUERIA APENAS JOGAR A SOCIEDADE CONTRA OS SERVIDORES PARA DESVIAR O FOCO DOS DESMANDOS.

  • SERVIDOR PÚBLICO | Quinta-Feira, 25 de Abril de 2019, 19h44
    5
    0

    ESSES CARAS ESTÃO RECLAMANDO QUE GANHAM POUCO, MAS VAI VER QUANTO GANHA UM SERVIDOR QUE OCUPA CARGO COMISSIONADO IGUAL AO DELES, POR EXEMPLO, SERVIDOR QUE OCUPA CARGO DE GERENTE RECEBE 920 REAIS BRUTO COMO GRATIFICAÇÃO, SENDO QUE LÍQUIDO FICA EM 470 REAIS, A CONVERSA COMEÇA POR AÍ, MAS DEPOIS OS BOLSOS COMECAM A FICAR CHEIOS COM O QUE FAZEM DE ERRADO

Trânsito e mobilidade na Cuiabá tricentenária

Por 25/04/2019, 09h:41 - Atualizado: 25/04/2019, 09h:48

Renata Neves Freitas

Renata Neves de Freitas

Ao longo dos anos, verifica-se o estrangulamento do trânsito e da mobilidade urbana em Cuiabá, que pode ser percebida, entre outros aspectos, pela supremacia dos veículos motorizados na utilização do espaço público e pela incapacidade das vias no escoamento do tráfego, principalmente nos horários de pico, cujo quadro se agravou com as obras, mal dimensionadas e/ou inacabadas, para a Copa do Mundo de 2014.

Postar um novo comentário

LEGISLATIVO

Deputados definem 12 dias de folgas

Por 25/04/2019, 09h:35 - Atualizado: 25/04/2019, 09h:59

Elder Farias

fachada assembleia 680

Vista aérea do Palácio Dante de Oliveira, que abriga a sede da Assembleia Legislativa mato-grossense

A Assembleia, sob comando provisório de Janaína Riva, antecipou para esta as quatro sessões ordinárias que deveriam ser realizadas na próxima semana. Isso significa que os 24 deputados só vão voltar ao plenário agora em 7 de maio, daqui a 12 dias. Entraram no embalo do feriado da quarta, 1º de maio, Dia do Trabalho.

Postar um novo comentário

INíCIO
ANTERIOR
1 de 2751