Blog do Romilson Cuiabá, 25 de Junho DE 2019 Rdnews RDTV facebook twitter RSS

4674.png

Política

Poderes

Bastidores

Negócios

Análise

Opinião

O desafio de educar sem punir

Por 22/05/2019, 08h:37 - Atualizado: 22/05/2019, 08h:46

Gina Coelho psic�loga

Gina Coelho

"De onde tiramos a ideia absurda de que, para levar uma criança a se comportar melhor, antes precisamos fazê-la se sentir pior?” A frase a psicóloga, educadora e mãe de sete filhos, Jane Nelsen, que é uma das fundadoras da disciplina positiva, nos convida a rever o processo educativo baseado em violência.

É importante destacar que punições nem sempre significam algo grave, como castigos físicos, podem ser feitas por meio de um olhar de censura ou palavras que ferem a criança. Uma vez estimuladas sob essa perspectiva negativa, elas tendem a ter uma visão distorcida sobre ter que agradar os outros para serem amadas e aceitas.

É importante destacar que punições nem sempre significam algo grave, como castigos físicos, podem ser feitas por meio de um olhar de censura ou palavras que ferem a criança

Aliás, como pai ou mãe, você tende a apontar mais as características positivas ou negativos dos seus filhos? Apesar de haver na cultura atual uma tendência natural em focar nas falhas, uma das primeiras orientações da disciplina positiva é resistir ao hábito de criticar.

A professora Dra. Lea Waters, da Universidade de Melbourne, nos Estados Unidos, descreveu em seus estudos que essa predisposição negativa se trata de um antigo mecanismo de sobrevivência, que estimula nosso cérebro a procurar o que está errado como meio de promover segurança a nós mesmos e à nossa tribo.

Mas é possível introduzir uma nova forma de educar para mudar esse foco, substituindo medo por encorajamento. Isso não significa ser otimista, ignorar problemas ou mimar as crianças com elogios excessivos. Muito pelo contrário, é buscar ter a mente aberta para agir com discernimento e não colocar nossas expectativas nos outros.

É adotar na educação dos filhos e alunos um método mais eficaz de comunicação que leva crianças e jovens a desenvolverem habilidades sociais importantes, como cooperação, escuta, proposição de ideais, resolução de problemas (foco na solução), senso de aceitação e importância.

Os erros são ótimas oportunidades para o aprendizado! Quando bem trabalhados, ensinam sobre a importância de se acalmar antes de responder. Também são uma oportunidade maravilhosa de criar proximidade entre os membros da família, com estreitamento do vínculo afetivo, que é algo meio perdido nos dias de hoje.

Filhos que são sistematicamente encorajados, ao invés de criticados, se tornam mais independentes, seguros, criativos e emocionalmente saudáveis, pois lidam melhor com as frustrações, medos e tristezas. Todas essas habilidades são conquistadas na maneira como lidamos com erros e acertos.

Por outro lado, a crítica gera muito medo de errar, que por sua vez promove estagnação e/ou passividade. Famílias que se baseiam nesse modelo costumam reproduzir indivíduos com baixa autoestima e que têm dificuldade de lidar com o novo e que possuem pouco empatia, ou seja, não sabem se colocar no lugar dos outros.

Uma ferramenta prática que nos treina atitudes de encorajamento é a gratidão, que é deixar de focalizar no que está faltando, em procurar por falhas, para notar as qualidades. Mas isso exige uma busca ativa para fazer diferente do que estamos acostumados. Estudos demonstram que focar na qualidade do outro estimula as crianças a serem mais felizes e com maior controle interno.

Como começar a praticar essa nova mentalidade? Primeiramente, por você. Observe uma qualidade por semana em seu filho e converse com ele (ou ela) sobre isso. Quando os desafios surgirem, ajuste a sua mentalidade para estimular a criança ao invés de tentar ‘consertá-la’.

Outra maneira interessante é usar as perguntas curiosas: ‘Como você acha que poderá resolver essa situação?; ou ‘Que superpoderes você gostaria de ter agora para lhe ajudar a consertar essa situação?’.

A disciplina positiva afirma que por meio de técnicas simples, mas reproduzidas de forma constante, é possível reescrever a própria história de infância. Que tal pensar sobre esta nova abordagem na educação dos seus filhos?

Gina Coelho e psicóloga, especialista em treinamento parental e desenvolvimento infanto-juvenil, facilitadora nas relações de educação e psicoeducação. E-mail: gina_hc@hotmail.com, @psicologiaginacoelho

Postar um novo comentário

TAXAS

OSCIP terá de devolver R$ 1,9 mi superfaturado e perde 10 contratos

Por 25/06/2019, 19h:04 - Atualizado: 24min atrás

joao batista tce 680

 

O TCE-MT está acabando com a farra das OSCIPs, que têm faturado alto diversas prefeituras usando o trunfo de parcerias para cobrar taxas administrativas com valores elevados.

Postar um novo comentário

PROTELAÇÃO

Por que o TRE veloz na cassação de Selma agora não julga embargos?

Por 25/06/2019, 14h:13 - Atualizado: 05h atrás

Geraldo Magela

selma arruda tre 680

 

Pergunta que não quer calar:

Postar um novo comentário

Comentários (3)

  • Joaquim Nabuco Miranda de Carvalho | Terça-Feira, 25 de Junho de 2019, 16h22
    3
    3

    Doutora Selma foi uma decepção. Deveria pedir pra sair e abandonar a vida pública.

  • mauricio souza | Terça-Feira, 25 de Junho de 2019, 16h21
    3
    1

    Gostei da definição: tartaruga com câimbra. Bem isso. kkkk

  • A. Carlos | Terça-Feira, 25 de Junho de 2019, 14h42
    5
    0

    Com a palavra, o TRE-MT.

CARGO FEDERAL

Ex-secretário assume o Ibama-MT

Por 25/06/2019, 09h:30 - Atualizado: 25/06/2019, 00h:24

gibson costa junior 680 ibama tenente-coronel

 

O tenente-coronel PM Gibson Almeida Costa Júnior, que comandou a Sema por alguns dias no final do ano passado, é o novo superintendente do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis.

Postar um novo comentário

Comentários (4)

  • jose carlos dos santos | Terça-Feira, 25 de Junho de 2019, 11h52
    2
    1

    exponencial de alta capacidade técnica e de operacionalização. Ótima escolha.

  • Tukinha Netto de Cuiabá-MT | Terça-Feira, 25 de Junho de 2019, 11h37
    2
    1

    parabéns pela escolha . É operacional tem estudo e técnico tem visão e desejo de mudança em todas as áreas que passou deixou portas abertas . Muito feliz por mais este amigo do bem , sempre bem . Eu Sou Tukinha Netto De Cuiabá-MT

  • José Carlos | Terça-Feira, 25 de Junho de 2019, 10h09
    4
    1

    Ganham o Ibama, o Meio Ambiente, Mato Grosso e servidores. Parabéns Presidente E Ministro, ótima escolha, pessoa séria, competente e comprometida com servir o público.

  • Malu Mendes Silva | Terça-Feira, 25 de Junho de 2019, 09h50
    5
    1

    Time bom, é time que prospera!

QUEDA-DE-BRAÇO

Todos perdem no duelo grevistas inoportunos x governo turrão

Por 24/06/2019, 23h:02 - Atualizado: 24/06/2019, 23h:10

greve 680

Profissionais da Educação, em assembleia-geral nesta segunda, quando decidiram pela continuidade da greve

De um lado, o Sintep, empurrando os educadores para uma greve num momento inoportuno e que completa um mês na próxima quinta, dia 27. De outro, o governador Mauro Mendes turrão, não dando trégua e nem abertura para negociação.

Postar um novo comentário

Comentários (8)

  • claudir | Terça-Feira, 25 de Junho de 2019, 10h00
    4
    0

    Vazam desses sindicatos pelegos, procurem sua sombra, tem tantas opções por aí, esqueçam o governo, deixa o contratador procurar profissionais para propostas condizentes com a classe. Enquanto tiver esse monte de gente aí se oferecendo para trabalhar, não vai mudar, é a lei da concorrência, diminua a oferta que aumenta a procura, simples de resolver, procurem suas sombras e saem dessa humilhação aí, vocês tão fazendo o jogo do sindicato, não funciona mais, sindicato é entidade vencida, obsoleto, inútil, não devolve o custo, lixo.... saiam disso...

  • alexandre | Terça-Feira, 25 de Junho de 2019, 09h27
    2
    0

    não tem dinheiro, não tem limite da LRF, pode fazer 100 anos de greve..

  • Roberto | Terça-Feira, 25 de Junho de 2019, 07h42
    4
    5

    Como você bem disse Romilson, os profissionais estão sendo ignorados pelo Governador. Quem sabe, quando a Educação for prioridade neste governo, as coisas mudam!!!

  • gilton | Terça-Feira, 25 de Junho de 2019, 06h59
    4
    1

    Ontem o STF em liminar deferiu o pedido do Estado, pra vir mais recurso porem, o Mauro Mendes vai usar o mesmo discurso de que está no limite responsabilidade fiscal, Ou seja, ora MM FALA QUE NÃO TEM RECURSO E QUANDO TEM USA A LEIS DE RESPONSABILIDADE FISCAL PRA NÃO CONCEDER OS REAJUSTO. MM é falastrão mesmo, é só blablabla.

  • Milena | Terça-Feira, 25 de Junho de 2019, 01h59
    6
    2

    Greve é uma resposta a esse" governo de mentiras".

  • Francisco de Assis | Segunda-Feira, 24 de Junho de 2019, 23h59
    13
    7

    Chega de greve. Vamos trabalhar, gente.

  • Fernando J. Mendonça | Segunda-Feira, 24 de Junho de 2019, 23h58
    13
    3

    Enquanto os professores continuarem sendo massa de manobra do Sintep, estaremos ferrados. O Sintep partidariza a discussão e aí o movimento perde força.

  • Glauber | Segunda-Feira, 24 de Junho de 2019, 23h41
    10
    12

    Inoportuno nada, temos as piores Cony de trabalho do estado, o pior salário. E temos nosso reajuste retirado de dorma ilegal. Enquanto temos a farra das renúncias fiscais. Mauzinho mentes só enchendo o bolso dos grandes empresários e agricultores.

NOS TRIBUNAIS

Delator vai enfrentar "enxurrada" de ações; Taques e Brustolin, primeiros

paulo brustolin 680

 

Apontado como um dos líderes de um esquema criminoso que desviou milhões dos cofres da Educação do Estado, o empresário Alan Malouf passa a enfrentar os tribunais ainda como réu, mas em ações movidas por suas vítimas.

Postar um novo comentário

CÁCERES E O FIPE-2019

Baixa do rio pode complicar largada das embarcações motorizadas

Por 24/06/2019, 10h:03 - Atualizado: 24/06/2019, 10h:21

junior trindade 680

 

A jogada estratégica do secretário de Turismo e Cultura de Cáceres, Júnior César Trindade, de transferir a edição do FIPE-2019 de maio ou junho para o período de 10 a 14 de julho, inicialmente para resolver um problema, que seria ter mais tempo para conseguir recursos, está correndo risco de arrumar um outro.

Postar um novo comentário

INíCIO
ANTERIOR
1 de 2381