Blog do Romilson Cuiabá, 09 de Julho DE 2020 Rdnews RDTV facebook twitter RSS

4674.png

Política

Poderes

Bastidores

Negócios

Análise

Opinião

BRASÍLIA

Bancada de MT é contra CPMF

Maioria da bancada de MT é contra volta da CPMF

Por 12/11/2010, 17h:38 - Atualizado: 26/12/2010, 12h:28

    A possibilidade da Contribuição Provisória sobre Movimentação Financeira (CPMF) voltar a ser discutida pelo Congresso Nacional tem a posição contrária da maioria dos parlamentares de Mato Grosso em Brasília. A proposta vem sendo estimulada por uma parcela dos governadores eleitos, preocupados com as fontes de financiamento da saúde pública. A CPMF havia sido criada ainda no governo de Fernando Henrique Cardoso justamente com esse fim, proposta pelo então ministro da Saúde, Adib Jatene. Ela foi derrubada em 2007 pelo Congresso, na gestão Lula, cuja composição em sua maioria havia votado nela no passado.

   A cobrança da CPMF – também chamada de “imposto do cheque” – garantia uma receita anual de cerca de R$ 40 bilhões. Esses recursos nunca foram aplicados integralmente na saúde, tendo desvios para outros pagamentos no governo de FHC e muito pouco investido no governo de Lula.

   A ideia dos governadores, que parece obter a simpatia da presidente eleita Dilma Rousseff e seus aliados, é veicular totalmente a arrecadação da CPMF para financiar a saúde pública. Os parlamentares são unânimes sobre esse financiamento, mas a maioria não aprova a volta da contribuição. "Deve haver mais recursos para a saúde, mas devemos ter criatividade para buscar outras fontes e não a volta da CPMF, sem aumentar a tributação para o cidadão”, afirma o deputado Homero Pereira (PR).

   O parlamentar apresenta outras sugestões para arrecadar recursos para o setor. Uma delas é a legalização dos bingos e a destinação da tributação para a saúde. “Que seja 100%, ou 80% para a saúde e 20% para a área do esporte. Tem que legalizar. Já funciona mesmo e não podemos ser hipócritas. Outros países têm esses jogos legalizados gerando emprego e renda por meio dos jogos e do turismo”, observou.

   Outra proposta do deputado republicano é uma maior tributação sobre bebidas alcoólicas, cigarros e outros produtos prejudiciais à saúde. “É uma forma de inibir mais o consumo desses produtos e quem quiser continuar consumindo deve pagar mais e ajudar a financiar os gastos que o poder público terá com as doenças que elas provocam”, acrescentou.

   O deputado Pedro Henry (PP) também defende outra fonte de financiamento para a saúde, mas anunciou que seguirá a orientação de seu partido. “Como médico defendo que deva haver mais recursos para a saúde e a CPMF seria uma alternativa, mas como parlamentar tenho que analisar isso junto com o meu partido. Vou defender uma fonte de financiamento, mas se meu partido não concordar terei que segui-lo”, afirmou.

Thelma de Oliveira (PSDB)   A deputada Thelma de Oliveira, segundo sua assessoria, informou que também é contra a volta da CPMF. Seu partido, o PSDB, foi o principal opositor da CPMF, embora o governo dele tenha usufruído dela antes. Como a parlamentar não foi reeleita para a próxima legislatura, não participará dos debates sobre a nova contribuição. Segundo sua assessoria, entretanto, ela tem posição favorável de mais recursos para a saúde.

   O deputado Valtenir Pereira (PSB) diz não ser contra nem a favor da contribuição e sim, como os demais colegas, uma definição do financiamento da saúde pública permanente. “O que não pode é milhões de pessoas na fila de espera por um tratamento ou uma cirurgia. Não pode é ter milhares de pessoas morrendo por falta de atendimento ou por não conseguirem medicamentos”, pontuou.

   Todos os deputados e senadores, independente ou não de serem a favor da CPMF, apostam na reforma tributária, que deverá ser prioridade do Congresso Nacional em 2011, pelo menos se depender do empenho que promete o futuro governo. A regulamentação dos dispositivos da Constituição que estabelecem as atribuições de União, Estados e Municípios e o percentual de investimento de cada um no sistema de saúde, é outra expectativa.

Postar um novo comentário

EDUCAÇÃO

MEC reconhece mais 7 cursos superiores em 4 municípios de MT

Por 08/07/2020, 21h:52 - Atualizado: 06h atrás

curso mec 680

O MEC renovou o reconhecimento de mais sete cursos superiores de graduação ministrados em quatro municípios mato-grossenses.

Postar um novo comentário

desvio de função

Ex-deputado e professor segue por mais um ano em assessoria na AL

Por 08/07/2020, 14h:30 - Atualizado: 08/07/2020, 14h:35

carlos abicalil 680

O ex-deputado federal Carlos Abicalil, professor efetivo do Estado da educação básica e há décadas fora da sala de aula, teve sua cessão prorrogada por mais um ano pelo governo para continuar na Assembleia Legislativa.

Postar um novo comentário

Comentários (2)

  • Bugre | Quarta-Feira, 08 de Julho de 2020, 19h22
    1
    2

    Corporativismo hein petebas! Haja óleo de peroba pra vcs!

  • Gutemberg Abreu | Quarta-Feira, 08 de Julho de 2020, 14h53
    13
    2

    haja guarda roupa para tantos cabides! desvio de função é prática recorrente em todos os setores da administração! uma vergonha!

IGREJA

Primogênito é cotado à presidência interina da Assembleia de Deus

Outra possibilidade seria da escolha do pastor João de França, de Sorriso

Por 08/07/2020, 13h:16 - Atualizado: 08/07/2020, 13h:38

silas pastor 680 igreja assembleia de deus

Com a perda de seu presidente e vice para o coronavírus, respectivamente, pai e filho Sebastião Rodrigues de Souza e Rubens Siro de Souza, a Igreja Assembleia de Deus de Mato Grosso, mesmo ainda em um momento doloroso para familiares e fiéis com a morte dos principais líderes, passará pelo processo de eleição, com vistas ao preenchimento das vacâncias.

Postar um novo comentário

Comentários (6)

  • Amaral antunes | Quarta-Feira, 08 de Julho de 2020, 18h14
    1
    0

    Coisa de familia

  • Clara | Quarta-Feira, 08 de Julho de 2020, 17h45
    2
    1

    Será que eles vão permanecer com TODAS AS IGREJAS de portas abertas????? brincadeira, PARECE UMA MONARQUIA.... elege gente, a reportagem do Arthur fala dos parentes deles sendo colocados em cargos comissionados. Morreu vira santo?????/

  • CRC | Quarta-Feira, 08 de Julho de 2020, 17h02
    9
    1

    Monarquia?

PESAR

Morre de Covid-19 pastor Sebastião, presidente da Assembleia de Deus

Por 08/07/2020, 07h:10 - Atualizado: 08/07/2020, 17h:21

Gilberto Leite/Rdnews

Pastor da Assembleia de Deus Sebastiao Rodrigues

Acaba de falecer, aos 89 anos, o pastor Sebastião Rodrigues de Souza, presidente das Assembleias de Deus em Mato Grosso. É mais uma vítima da Covid-19.

Postar um novo comentário

Comentários (26)

  • Pastor Paulo de Tarso amador presidente | Quarta-Feira, 08 de Julho de 2020, 13h37
    14
    5

    Ganha os céu e perde a terra uma das pedras mais preciosa, das Assembleia de Deus no Brasil, pastor Sebastião Rodrigues, Deus conforte toda a família e igreja em Cuiabá MT.

  • Reinaldo Souza da Silva | Quarta-Feira, 08 de Julho de 2020, 12h49
    20
    50

    a culpa é do Bolsonaro que liberou cultos

  • Pastor Tomé José Bastos | Quarta-Feira, 08 de Julho de 2020, 12h13
    25
    1

    Grande pastor homem de fe conduzia a igreja com sinceridade e muito amor que agora descansa nos braços do pai a todos irmãos que Deus possa consolar e de forças para que a igreja prossiga o alvo que e o céu meus sentimentos a todos

CRISE SEM FIM

Pelo menos 13 lojas de shopping em Cuiabá fecham de vez saiba quais

Por 07/07/2020, 20h:56 - Atualizado: 08/07/2020, 14h:08

shopping estacao 680

Nocauteadas pelas crises sanitária e econômica e ainda sufocadas pelas dificuldades de renegociar despesas fixas com os empreedimentos, como aluguel, energia, água, segurança e condomínio, pelo menos 13 lojas de três shopping centers de Cuiabá não reabrirão mais as portas, mesmo após a pandemia.

Postar um novo comentário

Comentários (2)

  • alesandra ferrari xavier | Quarta-Feira, 08 de Julho de 2020, 16h12
    5
    5

    Incrível né isso juiz e os promotores não vê pq mesmo com este isolamento continuaram avançando a doença com vamos ficar sem emprego preocupante

  • Marcos | Quarta-Feira, 08 de Julho de 2020, 12h28
    3
    0

    Há desencontro de informações nessa reportagem, como disse o proprietário de uma das empresas sitadas

GESTÃO PREVIDENCIÁRIA

Estado fará todo ano pente fino no cadastro de inativos e pensionistas

Por 07/07/2020, 13h:13 - Atualizado: 07/07/2020, 13h:19

Rodinei Crescêncio/Rdnews/arquivo

basilio guimaraes 680

O governo estadual decidiu que, a partir de agora, será feita anualmente a atualização cadastral de seus 36 mil servidores inativos e 4,5 mil pensionistas.

Postar um novo comentário

Comentários (1)

  • Banzai | Quarta-Feira, 08 de Julho de 2020, 10h12
    4
    0

    Mauro mentira. Ferando o estado do mt

INíCIO
ANTERIOR
1 de 2568