Blog do Romilson Cuiabá, 25 de Fevereiro DE 2021 Rdnews RDTV facebook twitter RSS

4674.png

Política

Poderes

Bastidores

Negócios

Análise

Opinião

CONFRONTO

Serys condiciona diálogo com Abicalil e diz que não deixa PT

Por 21/10/2010, 19h:40 - Atualizado: 26/12/2010, 12h:28


Senadora Serys Marly, derrotada à deputada federal, afirma que PT precisa estar acima de divergências individuais
Foto: Geraldo Magela

   A senadora Serys Marly, presidente em exercício do Senado (substitui José Sarney), disse que poderá estender a mão para o deputado federal Carlos Abicalil e ao suplente de estadual Alexandre Cesar, caso seus companheiros de partido e que integram a corrente Unidade na Luta (ex-Campo Majoritário) desejem colocar o Partido dos Trabalhadores “acima de divergências individuais”. Serys e o bloco capitaneado por Abicalil vivem em conflitos há alguns anos. Por coincidência, todos foram derrotados nas urnas deste ano. A senadora perdeu para deputada federal. Abicalil foi derrotado ao Senado. Alexandre não conseguiu se eleger a deputado estadual.

   “Só depende deles. Mas não creio que terão tanto desprendimento”, afirmou Serys, em entrevista ao RDNews, no Senado. Ela disse que não está disposta a polemizar “com quem não tem e nunca ganhou uma eleição”, numa referência a Alexandre Cesar, que chegou a cogitar sua expulsão do partido. Alexandre, aliado de Abicalil, tem carregado nas tintas ao criticar a senador, num desdobramento de uma briga interna que remonta a escolha da candidatura ao Senado.

   Numa prévia que Serys e seus aliados acusam que foi fraudada para favorecer Abicalil, a senadora teve seu nome preterido na disputa. A sequência desse episódio foi uma série de acusações mútuas até as vésperas da eleição, das quais saíram derrotados.

    Após o pleito, a briga não cessou e ganhou ares de fratricídio. “Podem tentar me tirar no PT, mas não vou sair. Tenho hoje dois grandes motivos para me manter no partido: a eleição da companheira Dilma como a primeira mulher presidente da República e o resto de meu mandato de senadora”, afirmou Serys.

Postar um novo comentário

Comentários (16)

  • Rita Guedes | Sexta-Feira, 22 de Outubro de 2010, 09h18
    0
    0

    Vejo que mesmo nessa vagareza o pessoal do pt vai abrindo os olhos. Taí as opinioes de quem atua e já votou na ex-senadora. Creio que a atitude mais correta é a expulsão do partido, porque se ela com todo esnobismo e arrogancia propaga que vai "dar chance" com "condições" para falar com a turma do pt, voces imaginem o quanto essa ex não é pedante, afinal esses cidadões que estão no pt estaõ exatamente no partido que a ex está, e como será o tratamento ao trabalhador comum hem? Então das auternativas sugeridas a expulsão é correta até porque se a ex já disse que não sai do pt é porque ela vai sair, não é sempre assim sua conduta? Só lembrando que a ex disse não sairia mais candidata e saiu.

  • luzia | Sexta-Feira, 22 de Outubro de 2010, 08h21
    0
    0

    luzia, Há expressões agressivas, ofensas e/ou denúncias sem provas. Queira, por gentileza, refazer o seu comentário

  • julio | Sexta-Feira, 22 de Outubro de 2010, 08h21
    0
    0

    vão trabalhar, serys cale a boca e vá achar oque fazer, não está contente com o que fez, abicalil, serys, alexandre voces já eram deixem pessoas novas crecerem no partido porque a carreira de voces já erá.....

APOIOS EXTERNOS

Queda-de-braço entre deputados na eleição da Ucmmat

Por 24/02/2021, 20h:07 - Atualizado: 04h atrás

bruno rios ucmmat 680

O processo eleitoral na Ucmmat, que terminou hoje com a vitória à presidência do vereador e advogado Bruno Rios (PSB), por uma diferença de 13 votos, se transformou numa queda-de-braço entre deputados estaduais e federais.

Postar um novo comentário

PROJEÇÃO POLÍTICA

Investida no novo presidente da AL

Por 24/02/2021, 16h:25 - Atualizado: 08h atrás

Rdnews/arquivo

max russi 680

Agora presidente da Assembleia, Max Russi (PSB), que se identifica como "deputado social", aos 45 anos, quer chegar a postos mais importantes na vida pública.

Postar um novo comentário

Comentários (1)

  • Heleno | Quarta-Feira, 24 de Fevereiro de 2021, 19h28
    0
    1

    Primeiro tem estudar, como vai ser governador sem estudo?

CONTRATO EMERGENCIAL

Governo freta avião para transportar indígenas em MT

Por 24/02/2021, 12h:59 - Atualizado: 24/02/2021, 12h:59

indios kayapo 680

Quem pensa que índios da etnia Kayapó, na região de Colíder (Nortão), não viajam de avião está enganado. Com autorização do Ministério da Saúde, um monomotor, às custas da União, está agora à disposição dos indígenas para atender casos emergenciais de saúde.

Postar um novo comentário

Comentários (1)

  • Chico Bento | Quarta-Feira, 24 de Fevereiro de 2021, 15h34
    3
    0

    Enquanto isso o trabalhador que produz e paga impostos, tem de viajar durante mais de 24 horas num busão para se deslocar de sua cidade à Cuiabá atrás de um atendimento no hospital de Câncer, ortopedia, exames que só fazem na capital, etc.

INFRAESTRUTURA

Mais 2 mil km de concessão de rodovias

Por 23/02/2021, 14h:54 - Atualizado: 23/02/2021, 14h:55

Mayke Toscano

mauro mendes 680

O governo estadual já promoveu a concessão de quase mil km de rodovias e planeja entregar, até final do próximo ano, mais dois mil km à iniciativa privada.

Postar um novo comentário

Comentários (5)

  • Realista mais realista que o rei | Quarta-Feira, 24 de Fevereiro de 2021, 08h46
    6
    0

    "Bão demax" isso! O estado entra com a realização da obra paga com os impostos de nos contribuintes, e depois passa para alguém lucrar horrores cobrando mais uma vez desse contribuinte tão surrupiado. Brasil acorda!

  • Caio junior | Quarta-Feira, 24 de Fevereiro de 2021, 07h59
    8
    0

    REFAZENDO COMENTARIO: MAURO PEDAGIO MENDES.

  • Caio junior | Terça-Feira, 23 de Fevereiro de 2021, 16h43
    2
    0

    Caio junior, Há expressões agressivas, ofensas e/ou denúncias sem provas. Queira, por gentileza, refazer o seu comentário

DIVERGÊNCIAS

Na bronca com o cacique do MDB

Por 23/02/2021, 13h:10 - Atualizado: 23/02/2021, 13h:10

juarez costa 680

As divergências entre líderes regionais do MDB não devem cessar tão cedo.

Postar um novo comentário

CAOS

Atoleiro na 158, a rodovia da vergonha veja

Por 22/02/2021, 21h:47 - Atualizado: 22/02/2021, 21h:48

atoleiro 680

A rodovia da vergonha, especialmente um trecho de 120 km sem asfalto da 158, entre Alô Brasil e o entroncamento com a MT-322, no Norte-Araguaia-Xingu, foi destaque hoje no Jornal Nacional.

Postar um novo comentário

Comentários (12)

  • Leverger | Quarta-Feira, 24 de Fevereiro de 2021, 15h40
    1
    0

    Onde há índios, nada pode ser feito. O MP, o CIMI, a FUNAI, as MISSÕES, as ONG'S, a Norueguesa e outros não deixam, não pode. Até a velhinha do watt sapp diz: Num vai não, pode não, vai asfaltar não.

  • Orlando | Terça-Feira, 23 de Fevereiro de 2021, 20h22
    1
    1

    Nossa, como este Chirrão é idiota! E quer aparecer. Vai ver que o Carluxo para em fardos de capim para ele postar estas idiotices. Mais um pobre de direita mais perdido que minhoca no asfalto quente.

  • Kleber Ferreira Mendes | Terça-Feira, 23 de Fevereiro de 2021, 14h28
    7
    1

    É estranho ler a reportagem e não ver que esse trecho passa dentro de uma terra indígena, e por isso não pode ser asfaltado. Infelizmente os ambientalistas, indigenistas e toda essa turminha da lacrolândia não permitirão que esse trecho seja asfaltado. E para quem não sabe, já tem projeto para contornar toda a área indígena com BR asfaltada. Só falta agora dinheiro no orçamento para tal obra.

INíCIO
ANTERIOR
1 de 2674