Blog do Romilson Cuiabá, 25 de Maio DE 2020 Rdnews RDTV facebook twitter RSS

4674.png

Política

Poderes

Bastidores

Negócios

Análise

Opinião

BRASÍLIA

Zoneamento de MT seguiu critérios políticos, diz diretor

Por 14/10/2010, 12h:26 - Atualizado: 26/12/2010, 12h:27

 

Engenheiro Roberto Vizentin   A elaboração do Zoneamento Socioeconômico e Ecológico de Mato Grosso foi feita sob critérios políticos e não técnicos. Isso fere os critérios estabelecidos pelo decreto que regulamenta os zoneamentos, com base na Política Nacional do Meio Ambiente. Desta forma, o plano de Mato Grosso se contradiz com o Marcrozoneamento Ecológico da Amazônia Legal.

   O alerta foi feito pelo engenheiro agrônomo Roberto Vizentin, diretor de Zoneamento Territorial do Ministério do Meio Ambiente, encarregado de organizar os zoneamentos no âmbito federal e acompanhar as iniciativas estaduais. Vizentin participa do Seminário Visão Estratégica da Amazônia Legal, que teve início em Brasília nesta quarta (13) e prossegue até esta quinta.

    Um dos temas do seminário é justamente o Macrozoneamento Ecológico da Amazônia Legal. Dentro dessa abordagem está inserido Mato Grosso, que é um dos nove Estados que fazem parte da Amazônia Legal brasileira. O seminário discute também, entre outros temas, as “Cidades Amazônicas, sua complexidade e diversidade”. Cuiabá também é tema desse painel. O Macrozoneamento Ecológico-Econômico da Amazônia Legal (MacroZEE) aponta uma estratégia de ordenamento e ocupação da Amazônia que identifica o potencial de crescimento econômico em áreas como turismo, produção de produtos da sociobiodiversidade, infraestrutura, piscicultura e polos tecnológicos.

   Ao analisar o atual estágio em que se encontra o Zoneamento mato-grossense, que atualmente tem sua tramitação paralisada na Assembleia do Estado, Vizentin concluiu que o plano até agora encaminhado pelos deputados confronta as diretrizes técnicas definidas para elaboração dos zoneamentos. Ele recorda que ocorreram audiências públicas em todos os pólos de Mato Grosso para discutir o plano apresentado pelo governo do Estado para apreciação da AL. “O problema é que após as audiências todas as colaborações técnicas, inseridas no substitutivo do relator, foram desprezas pelo presidente da Comissão, que apresentou outro substitutivo, prevalecendo os critérios políticos", reclama Vizentin, em entrevista ao RDNews.

 

    O relator da comissão que encaminhou os debates sobre o zoneamento de Mato Grosso na AL foi o então deputado Alexandre Cesar (PT) . O presidente é o deputado Dilceu Dal Bosco (DEM), candidato derrotado a vice-governador na chapa de Wilson Santos (PSDB).

     Além das contradições com as diretrizes do Plano Nacional de Meio Ambiente, aponta Roberto Vizentin, há dúvidas em relação à redução do percentual de reserva legal para fins de recomposição florestal. Na versão atual da AL, o percentual é de 50% previsto no Zoneamento Socioeconômico e Ecológico.  “O zoneamento pode indicar esse benefício, mas a dúvida é: com quais critérios foram estabelecidos os 50%”, pontua Vizentin.

Os 9 Estados que compõem a Amazônia Legal   O Seminário Visão Estratégica da Amazônia! é promovido pela secretaria de Assuntos Estratégicos da Presidência da República, em parceria com o Ministério do Meio Ambiente e o Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (IPEA). Reúne especialistas com estudos recentes, entidades da sociedade civil e tomadores de decisão para discutir a inserção da Amazônia no contexto do desenvolvimento do Brasil. A região da Amazônia cobre quase metade do território nacional, abrange nove Estados e tem uma população de cerca de 25 milhões de pessoas.

   Os debates vão acontecer até o final da tarde desta quinta (14). Ao todo são cinco painéis temáticos, em que estão sendo discutidas questões chaves para promover o desenvolvimento da Amazônia, com foco na sustentabilidade social, ambiental e econômica. Questões como o aproveitamento hidrelétrico frente ao uso múltiplo dos recursos hídricos e os limites e oportunidades das estratégias de aproximação entre mineração e conservação da biodiversidade também estão na pauta.

Postar um novo comentário

Comentários (3)

  • Raul Pinto | Quinta-Feira, 14 de Outubro de 2010, 18h23
    0
    0

    É, se há preocupação em saber com quais critérios o zoneamento de mato grosso em audiencia pública aprovou a redução de reserva legal para 50%, eu também gostaria de saber quais os critérios foram utilizados quando estabeleceram 80%.Onde esta escrito cientificamente que tem de ser 80% de reserva legal, porque não aumentar a faixa das APPs e reduzir RL para 50%, até porque reserva legal sem água não faz sentido,e isto pode ocorrer.

  • Nelson | Quinta-Feira, 14 de Outubro de 2010, 13h51
    1
    0

    É nisto que dá deputados mal assessorados e mal intencionados tentarem impor politicas publicas sem ter informação técnica consistente e conhecimento das diretrizes que foram discutidas e deliberadas com participantes e representantes dos estados que compoe a Amâzonia Legal. O Zoneamento Agro Ecologico e Ambiental de Mato Grosso, documento elogiado por entidades com respaldo nacional e internacional como a EMBRAPA foi colocado pra baixo do tapete ou melhor foi engavetado pelos deputados com interesses escusos que não tiveram o minimo de respeito com a sociedade civil organizada. Agora não terão desculpas pra dar aos agricultores e pecuaristas de áreas no estado onde a reserva legal poderia ser de 50% pois não definiram os critérios para tal como prevê a legislação federal.

  • alberto | Quinta-Feira, 14 de Outubro de 2010, 13h41
    0
    0

    da uma tamanha idignação, quando se depara com uma matéria como esta, é o que da votar em quem não representa realmente o povo, qual deputado tanto federal como estadual defende os interesses do povo? o povo é so para votar, depois não tem representante mais, os interesses na marioria das vezes são pessoais...

INSTITUTO FEDERAL

Na disputa à Reitoria, uma ameaça à hegemonia de um antigo grupo

Por 24/05/2020, 22h:39 - Atualizado: 08h atrás

deiver alessandro ifmt 680

Apoiado pelas chamadas bases estudantis, o professor Deiver Alessandro Teixeira, diretor-geral do Campus do IFMT Cuiabá Bela Vista, se tornou uma ameaça à hegemonia do grupo do reitor Willian de Paula, que comanda o Instituto Federal de Mato Grosso há mais de duas décadas, ainda da época da escola técnica e CEFET.

Postar um novo comentário

EFEITO-PANDEMIA

Coronavírus vai matar reeleição de muitos prefeitos

Por 24/05/2020, 21h:27 - Atualizado: 08h atrás

z� do patio 680

A Covid-19 deve matar o projeto de reeleição de muitos prefeitos, seja por causa de denúncias de irregularidades e má aplicação dos recursos à saúde, seja pela postura adotada em relação à pandemia. 

Postar um novo comentário

CENA RARA

Onça-pintada com filhotes em rodovia de MT veja vídeo

Por 24/05/2020, 21h:25 - Atualizado: 08h atrás

onca 2 680

Uma onça-pintada, acompanhada de dois filhotes recém-nascidos, despertou atenção de motoristas, que interromperam o trânsito na MT-110, na região da Serrinha, próximo à entrada para São José do Povo, entre Rondonópolis e Guiratinga, para acompanhar e filmar os felinhos na travessia da rodovia estadual.

Postar um novo comentário

Comentários (1)

  • Márcio | Domingo, 24 de Maio de 2020, 23h35
    2
    0

    Onça pintada essa? Acho que enganaram o Ronilson.

CONTESTAÇÃO

Ex-governador registra BO contra matéria que o liga a castelo nos EUA

Por 24/05/2020, 11h:42 - Atualizado: 24/05/2020, 11h:50

silval barbosa 680

Revoltado com o que chama de fake news, uma matéria na manchete do jornal A Gazeta de sábado, sob título "Silval tem casa secreta", o ex-governador registrou um boletim de ocorrências no mesmo dia.

Postar um novo comentário

Comentários (2)

  • Carla Mendonça | Domingo, 24 de Maio de 2020, 18h41
    2
    1

    Silval, vc vai para o inferno enquanto não se arrepender e delator todos, mais tem que ser todos mesmo. Muda de vida homem abrindo o seu coração e seja um exemplo de restauração para os seus futuros netos.

  • Débora | Domingo, 24 de Maio de 2020, 17h50
    1
    0

    Débora , Há expressões agressivas, ofensas e/ou denúncias sem provas. Queira, por gentileza, refazer o seu comentário

PESQUISA

Governo Bolsonaro já se derrete em Cuiabá, com 58% de reprovação

Por 23/05/2020, 23h:18 - Atualizado: 23/05/2020, 23h:27

bolsonaro 680

Com um ano e três meses de mandato, o presidente Jair Bolsonaro começa a se derreter. Ao menos junto aos moradores da calorenta Cuiabá, onde o capitão foi bem votado em 2018.

Postar um novo comentário

Comentários (16)

  • Andrade | Domingo, 24 de Maio de 2020, 20h07
    4
    5

    Jedae, como você é ignorante. Vem com essa conversa mole, tentando justificar o injustificável. Com certeza, nem sequer sabe qual é a diferença entre socialismo e comunismo e se acha o dono da verdade. Só para refrescar a tua memória: cerca de 61% dos brasileiros aptos a votar não votaram em Bolsonaro. Destes que votaram no Bozo, uma grande parcela votaram só por causa do ódio ao PT. Muitos já se arrependeram, descobriram que deram um tiro no pé. Só uma pequena parcela da população da brasileira continua fiel ao Mico. Estão se mexendo como minhoca em asfalto quente defendendo o cara, que a cada dia se afunda mais. Ele é incompetente demais, o pior presidente da história do Brasil.

  • naldo | Domingo, 24 de Maio de 2020, 19h57
    5
    8

    Zé da roça, como você consegue ser tão idiota! É de tanto comer capim ou tomar cloroquina? Está aqui só obedecendo ordens do Carluxo via gabinete do ódio. Vai criar vergonha na cara, idiota!

  • Covid no Biroliro | Domingo, 24 de Maio de 2020, 18h02
    2
    1

    PEGA FOGO cabaré!!!

EM PRÉ-CAMPANHA

Pré-candidata ao Senado nem aí para o isolamento social

Por 23/05/2020, 17h:05 - Atualizado: 23/05/2020, 18h:31

rubia fernanda 680

Ignorando o isolamento social e os mais de 1,2 mil casos de coronavírus em Mato Grosso, a pré-candidata ao Senado pelo Patriota, tenente-coronel PM Rúbia Fernanda, continua fazendo campanha para uma eleição que, sequer, tem data para acontecer.

Postar um novo comentário

Comentários (4)

  • Aline | Domingo, 24 de Maio de 2020, 11h16
    7
    1

    Essa senhora não tem o voto nem dos próprios Policiais Militares ... é uma fraude apresentada por esse Vitorio Galli que nem os evangélicos votam nele.

  • Amaral antunes | Domingo, 24 de Maio de 2020, 10h58
    5
    2

    Na verdade verdadeira, bozo só tinha uns barbudos nojentos... ai os nócego do agronegocio como sempre, muito falsos aderiram com a grana.

  • Benedita da Silva | Sábado, 23 de Maio de 2020, 19h38
    15
    6

    Estes pré candidatos acreditam em eleição suplementar, eleições municipais? A cloroquina, não é eficaz no combate ao coronavirus, e como dizem alguns youtubers, nem a gadolandia escapa! Quanta irresponsabilidade.

INíCIO
ANTERIOR
1 de 2546