Blog do Romilson Cuiabá, 26 de Setembro DE 2020 Rdnews RDTV facebook twitter RSS

4674.png

Política

Poderes

Bastidores

Negócios

Análise

Opinião

RUMO ÀS URNAS

14 ex-deputados querem voltar à AL

  Fernando Ordakowski

Zeca D´Ávila (DEM), Romoaldo Júnior (PMDB), Emanuel Pinheiro (PR), Verinha (PT) e Carlão (PSDB): nova disputa

   Catorze candidatos já passaram pela experiência de ocupar a cadeira de deputado estadual ao menos por uma semana. Eles se juntam agora a outros 278 na briga por espaço no Legislativo mato-grossense, uma média de 12 concorrentes por vaga. Cada deputado ganha quase R$ 12, 5 mil mensais e tem direito a mais R$ 15 mil de verba indenizatória, conta com aproximadamente 30 assessores e controla uma verba de gabinete de R$ 30 mil. O mandato é de quatro anos. Dos atuais, o que mais tempo registra na AL é o presidente José Riva (PP), que tenta o quinto mandato. Ele controla um duodécimo mensal de R$ 18 milhões num Legislativo que tem cerca de 2 mil funcionários.

    Entre os ex-deputados que estão de volta ao teste das urnas figuram Emanuel Pinheiro, Zeca D´Ávila e Romoaldo Júnior. Eles atuaram no mesmo grupo e hoje se apresentam em palanques separados. Pinheiro era ligado aos irmãos Júlio e Jayme Campos. No antigo PFL (hoje DEM), disputou e perdeu para prefeito de Cuiabá, passou pelo PDT e hoje está no PR. Depois de sair da Assembleia e se desfiliar do PFL, Romoaldo foi prefeito de Alta Floresta pelo PPS e agora disputa pelo PMDB. Ex-presidente da Federação da Agricultura do Estado (Famato), Zeca ocupou um mandato pelo extinto PFL e aposta todas as fichas nos segmentos do agronegócio para reconquistar o mandato.

    Ex-secretário de Estado no governo Dante de Oliveira, Carlos Avalone (PSDB) passou por um longo processo dramático. Primeiro, perdeu nas eleições de 2002 como primeiro-suplente ao Senado na chapa do próprio Dante (já falecido). Em 2006, disputou e amargou suplência de deputado estadual. Mesmo assim, conseguiu estrear na AL graças a um esquema de rodízio com o titular Guilherme Maluf, que virou secretário de Saúde da Capital por um ano. Depois Avalone se viu envolvido em escândalos da época de quando foi coordenador da campanha de Dante ao governo e, no ano passado, acabou preso por uma semana pela Polícia Federal, sob acusação de envolvimento em fraudes nas licitações das obras do PAC em Cuiabá e Várzea Grande. Em meio aos embates jurídicos, o processo foi arquivado, depois do estrago na vida social e política do tucano. Mesmo com essa mancha em sua trajetória política, Avalone entrou no páreo. Investe pesado nos bastidores e na organização da campanha.

     A atual legislatura é a que mais apresenta entra-e-sai de suplentes. Foram 18 até agora. Alguns tiveram o privilégio de ocupar cadeira de deputado por mais de dois anos, como foi o caso do petista Alexandre Cesar, que substituiu Ságuas Moraes, então secretário de Educação do Estado. Alexandre concorre de novo à AL. Na lista de ex-deputados e que são candidatos entra o polêmico Francisco da Silva Leite (PTC), de Cáceres. Ele chegou a tomar posse na AL e, cinco dias depois, por causa de brigas internas, o então titular Eliene Lima pediu a vaga de volta.

    Carlos Carlão do Nascimento, que "reinava" no governo Dante, época em que foi presidente do Detran e secretário de Educação, está de volta, após passar também pelo comando da Educação da Capital na gestão Wilson Santos. Os vereadores Gilson de Oliveira (PP), de Sinop; Manoel José da Silva, o Branquinho (PR), de Nova Xavantina; e Luizinho Magalhães (PP), de Primavera do Leste, foram deputados por quatro meses e entraram no páreo de novo.

    A petista Vera Araújo, que em 2008 foi candidata a vice-prefeita da Capital na chapa de Mauro Mendes e foi derrotada no segundo turno e depois acabou nomeada como secretária-adjunta na Educação, concorre de novo à AL, assim como Walter Rabello, derrotado para prefeito de Cuiabá e que teve o mandato cassado por infidelidade partidária devido ter trocado o PMDB pelo PP. Júnior Chaveiro (PMN), de Barra do Bugres, e Saturnino Masson (PSDB), de Tangará da Serra, completam a lista daqueles que sonham em voltar para a Assembleia, com aval do eleitor.

Quem já ocupou vaga de deputado estadual
e é candidato de novo à vaga na Assembleia

Emanuel Pinheiro (PR)
Alexandre Cesar (PT)
Carlos Avalone (PSDB)
Carlos Carlão (PSDB)
Francisco da Silva (PTC)
Gilson de Oliveira (PP)
Zeca D´Ávila (DEM)
Luizinho Magalhães (PP)
Manoel José da Silva, o Branquinho (PR)
Romoaldo Júnior (PMDB)
Saturnino Masson (PSDB)
Vera Araújo (PT)
Walter Rabello (PP)
Júnior Chaveiro (PMN)

Postar um novo comentário

Comentários (13)

  • Darci José Mallmann | Sexta-Feira, 23 de Julho de 2010, 09h13
    0
    0

    Como é bom, ver estes politicos desputandop essas míseras 24 vagas da AL e 8 da Câmara e 2 do Senado, sem falar que praticamente todos os que estão ocupando cargos eletivos estão numa reeleição... Só nestes 14 tem 6 com a candidatura Impugnada, será que foram bons politicos? e no MT tdos candidatos tem 52 com a candidatura impugnada, mas tambem para ganhar tanto dinheiro e tão facil, não ha PROFISSÃO melhor do que de ser POLITICO. Sou contra reeleição até para presidente de Bairro, muito mais para Politicos. Lamento. Povo eleitor, vamos acordar e fazer uma limpeza geral?

  • fernando | Sexta-Feira, 23 de Julho de 2010, 00h12
    0
    0

    Eu aposto com quem quiser ano que vem vai estar la dentro, eleito Walter Rabelo e Romoaldo Junior....!!!! Certezaa esses dois ja estao la dentro da AL. Escreve ai..!!!!

  • tererza almeida | Quinta-Feira, 22 de Julho de 2010, 20h32
    0
    0

    entre todos esses candidatos, o melhor, é com certeza, Walter Rabello dizem que ele é demagogo, mas tudo seria bem melhor se tivesse-mos mil demagos como ele. vai firme, Walter o meu voto e os de minha familia, com certeza, será seu.. até a vitória..

CHAPA PROPORCIONAL

Ivan desiste e enfraquece DEM, que só deverá eleger um na Capital

Por 25/09/2020, 20h:15 - Atualizado: 04h atrás

ivan evangelista 680

O pecuarista Ivan Evangelista, que foi vereador por 13 anos e teve mandato cassado em 2010, jogou mesmo a toalha. Após contestar este Blog por ter revelado que ele recuaria da disputa, o ex-vereador acabou "enrolando" a cúpula do DEM até a última hora. E decidiu, enfim, não concorrer às eleições.

Postar um novo comentário

Comentários (1)

  • joaoderondonopolis | Sexta-Feira, 25 de Setembro de 2020, 20h38
    5
    1

    Único caminho certo do DEM/Jayme e Júlio foi apoiar Leitão ao senado, pois será vitorioso. E se o DEM apoiasse Emanuel, com certeza faria de 4 a 5 vereadores. MM está afundando o DEM, até parece que após a eleição irá mudar de partido.

REFORÇO ELEITORAL

A esperança de França em 2 apoios graúdos

Por 25/09/2020, 14h:28 - Atualizado: 09h atrás

roberto franca 680

Pela primeira vez, Roberto França (Patriota) entra numa disputa eleitoral ao Executivo num cenário nem tanto favorável, como nos pleitos em que se elegeu prefeito de Cuiabá, em 1996 e 2000.

Postar um novo comentário

Comentários (2)

  • Ocuiabano | Sexta-Feira, 25 de Setembro de 2020, 16h34
    15
    3

    INFELIZMENTE COM. MAURO MENDES.....MAL. ACOMPANADO.....NÃO TEM O NOSSO VOTO.

  • Adaildo | Sexta-Feira, 25 de Setembro de 2020, 15h46
    6
    2

    A culpa do Bolsonaro não apoiar o Roberto França é da Tenente Coronel Fernanda, que rebelou e não aceitou o que o presidente Bolsonaro pediu que fizesse, isso vai custar muito caro para o Patriota e principalmente para o Roberto França! Isso só mostrou que pessoas com interesses próprios, não pensou em Cuiabá e muito menos no partido, ganância pelo poder!

CORRIDO À PREFEITURA

Pela 2ª vez, governador e vice em palanques diferentes em Lucas

Por 25/09/2020, 10h:52 - Atualizado: 25/09/2020, 10h:54

mauro mendes otaviano pivetta 680

Governador Mauro Mendes, que apoia Binotti em Lucas do Rio Verde, enquanto Otaviano Pivetta lança Miguel Vaz

Pela segunda vez, vice e governador estão em palanques diferentes nas eleições em Lucas do Rio Verde. E repetindo alguns dos personagens.

Postar um novo comentário

Comentários (4)

  • João da Costa Monteiro | Sexta-Feira, 25 de Setembro de 2020, 19h20
    0
    0

    Esses dois ai (Mauro Mendes e Otáviano Piveta), continuam se desentendendo em decisões politicas, tanto para Prefeito de Lucas ,quanto pata eleição ao Senado, pois o Mauro apoia o Favaro, e o Piveta apoia o Nilson Leitão. E o paú vai quebrar agora em 2020, e na proxima em 2022, aguardem.....

  • joao | Sexta-Feira, 25 de Setembro de 2020, 14h34
    2
    0

    Roberto não a lugar algum.

  • maicon douglas | Sexta-Feira, 25 de Setembro de 2020, 14h09
    2
    1

    eu não voto nem no canadidato do mauro mente e nem no candidato do pivetti por justamente por causa dos dois to fora desses dois

VAIDADES

Disputa de ego entre 2 entidades faz ministra cancelar agenda em Cuiabá

Por 24/09/2020, 16h:25 - Atualizado: 24/09/2020, 16h:29

antonio galvan normando corral

Antonio Galvan, da Associação dos Produtores de Soja, e Normando Corral, que dirige a Federação da Agricultura

Uma disputa pelo protagonista do que seria a construção de uma agenda para a ministra Tereza Cristina (Agricultura) em Cuiabá, envolvendo a Famato e Aprosoja, as duas maiores entidades do agronegócio, acabou jogando por água abaixo a tal programação.

Postar um novo comentário

Comentários (2)

  • Israel Borges | Sexta-Feira, 25 de Setembro de 2020, 07h00
    10
    3

    Antonio Galvan foi ele quem arrumou um pessoal para ficar vaindo gov mauro em sinop ... ele e disreipeitoso eos agricultores de mt nao mereçe ter um cara desse representando o nosso agro fora galvan

  • Sem terra de Poconé | Quinta-Feira, 24 de Setembro de 2020, 21h20
    17
    1

    02 pessoas que usam às instituições em benefício próprio. Normando Corral toca a FAMATO dando mordomia e beneficies a seus “amigos”, já Galvan é tido como louco é extremamente vaidoso.... O agro tá muito mal representado nesse momento...

MORTE OU VIDA POLÍTICA

A incógnita Pedro Taques

Por 24/09/2020, 11h:49 - Atualizado: 24/09/2020, 11h:54

pedro taques 680

A resposta das urnas a ser dada a Pedro Taques em 15 de novembro, como um dos 11 candidatos a senador, representará a sua morte política ou então o consagrará como aquele que conseguiu dar a volta por cima.

Postar um novo comentário

Comentários (7)

  • luizitosales@gmail.com | Quinta-Feira, 24 de Setembro de 2020, 14h18
    25
    10

    Sou servidor público e tive o desprazer de participar de uma reunião com esse indivíduo quando ela estava (ainda bem) governador. Impressionante a arrogância, prepotência e falta de humildade. Se depender do meu voto, vai continuar no ostracismo político.

  • Joaquim Silva | Quinta-Feira, 24 de Setembro de 2020, 13h42
    20
    24

    Eu voto nele, um dos destaques no Congresso nacional entre 2010 a 2014. Não foi um governador eficiente, mas a eleição aqui é para Senador, cargo que ele já ocupou com tanto brilhantismo que o alçou a Governador. Perfis diferentes, não dá para confundir as atribuições de um e de outro. Ele é político do Legislativo, não executivo, igual Welington Fagundes.

  • Joaquim Silva | Quinta-Feira, 24 de Setembro de 2020, 13h42
    14
    18

    Eu voto nele, um dos destaques no Congresso nacional entre 2010 a 2014. Não foi um governador eficiente, mas a eleição aqui é para Senador, cargo que ele já ocupou com tanto brilhantismo que o alçou a Governador. Perfis diferentes, não dá para confundir as atribuições de um e de outro. Ele é político do Legislativo, não executivo, igual Welington Fagundes.

EM CUIABÁ

PSB deixa Emanuel e espera sim do Paiaguás para fechar com França

Por 24/09/2020, 09h:54 - Atualizado: 24/09/2020, 09h:57

adilson levante 680

O PSB pulou do palanque à reeleição do prefeito cuiabano Emanuel Pinheiro, deixou a chapa de 38 candidatos a vereador numa saia-justa e está esperando sinalização do Palácio Paiaguás para ver se fecha mesmo aliança com Roberto França (Patriota).

Postar um novo comentário

Comentários (7)

  • Candidata | Quinta-Feira, 24 de Setembro de 2020, 20h59
    0
    0

    Nota mentirosa. PSB está firme com Emanuel. Nunca se uniria a Mauro Mendes

  • Psdbista | Quinta-Feira, 24 de Setembro de 2020, 20h59
    0
    0

    MAIOR MENTIRA DO PLANETA. RUSSI SABE QUE O DEM SAÍRA MAIS PERDIDO QUE CACHORRO QUE CAIU DE MUDANÇA E NÃO IA ESTRAGAR A CHAPA DO PSB. DIVULGUEM A VERDADE

  • Ojusticeiro | Quinta-Feira, 24 de Setembro de 2020, 15h15
    5
    0

    Na política vale tudo..... olha Máxi dando pitada na política cuiabana QUA. QUA QUA ele vai e nos eleitores não mais QUA

INíCIO
ANTERIOR
1 de 2606