Blog do Romilson Cuiabá, 22 de Setembro DE 2020 Rdnews RDTV facebook twitter RSS

4674.png

Política

Poderes

Bastidores

Negócios

Análise

Opinião

RUMO ÀS URNAS

"Efeito caminhões" da gestão Maggi pode "patrolar" reeleição de Silval

 Fernando Ordakowski

Secretários Vilceu Marchetti e Eder de Moraes estão no olho do furacão por causa das denúncias de sobrepreço

   O "estouro" do escândalo do sobrepreço na aquisição milionária de máquinas pesadas e o envolvimento direto no processo licitatório dos secretários Vilceu Marchetti (Infraestrutura), Eder de Moraes (ex-Fazenda e hoje Casa Civil) e Geraldo de Vitto (Administração) podem prejudicar o projeto de reeleição do governador Silval Barbosa (PMDB). Todo trâmite começou no final de 2009 e foi concluído no final do mês passado, às vésperas de Blairo Maggi renunciar ao mandato para concorrer ao Senado.

   Com financiamento do BNDES e sem emendas parlamentares, o governo comprou por R$ 241 milhões máquinas do tipo pá-carregadeira, escavadeira hidráulica e motoniveladora e caminhões basculante e cavalo-mecânico. Ao todo foram 705 equipamentos. O maquinário foi repassado às 141 prefeituras mato-grossenses.

    Agora, com a denúncia já comprovada pela Auditoria-Geral do Estado de que houve superfaturamento, o efeito que surgiu de forma muito positiva para a imagem e popularidade da gestão Maggi, começa a sofrer revés e deve provocar estragos políticos, a exemplo do que aconteceu em 2002, quando Dante de Oliveira, depois de oito anos, deixou o Palácio Paiaguás e passou a conviver com a acusação de que teria deixado rombo milionário nas contas públicas. Na época, o próprio recém-empossado Maggi classificou os passivos não contabilizados ou dívidas podres de "caixa preta". O desgaste foi tanto que acabou tendo reflexo na campanha de Dante ao Senado. Ele havia saído com a popularidade em alta e se viu frustrado com a derrota ao Congresso Nacional.

    Embora estivesse na condição de vice, Silval, empossado como governador no último dia 31, não teve envolvimento no processo licitatório "viciado" conduzido pela Infraestrutura e respaldado pela Administração, que promoveu o pregão, e pela Fazenda, que mandou pagar a conta. Mesmo assim, o peemedebista passou a ter dor de cabeça por causa do escândalo. Está agora diante do dilema sobre manter ou não os três secretários, que viraram vibraça da oposição.

    Eder de Moraes, que foi remanejado da Fazenda para a Casa Civil, é o interlocutor do governo. Tinha sido escalado pelo próprio Silval para responder as críticas e ataques dos opositores, principalmente do tucanato, que busca ganhar "pluma" com Wilson Santos na corrida ao Paiaguás. Eder se transformou, então, num trator e vinha patrolando quem provocasse os governos Maggi e Silval. Como a polêmica deve continuar na pauta de debate até que o Ministério Público e a Delegacia Fazendária venham concluir as investigações, coincidindo com o período da campanha eleitoral, Eder fica um tanto fragilizado. É por isso que Silval já foi aconselhado pelos aliados mais próximos e pela equipe de marketing a exonerar os três.

    A situação se agravou com a afirmação do empresário Pérsio Briante, dono da Extra Caminhões Ltda, que declarou ter sido procurado por Vilceu e Eder para que devolvesse R$ 800 mil que teriam sido pagos a mais pelo Estado a sua empresa na aquisição de máquinas pesadas. Segundo ele, os dois secretários disseram que a administração havia feito "mau negócio" e que seria necessário a devolução de parte do dinheiro. Uma auditoria do governo já comprovou que houve sobrepreço. Embora a gestão Maggi tivesse pago à vista, as empresas faturaram notas com juros de 1,9% ao mês. Na compra de 408 caminhões e 297 máquinas, as concessionárias acabaram recebendo indevidamente R$ 26,5 milhões. Há denúncias de que o faturamento a maior seria para divisão de propina.

Postar um novo comentário

Comentários (91)

  • João Moessa | Sexta-Feira, 30 de Abril de 2010, 20h33
    0
    0

    Perguntar não ofende cade o Ministério Público Federal? O BNDS foi envolvido nessa sujeira portanto é dever do MPF e da Polícia Federal investigar e colocar todos os culpados na cadeia se for o caso.

  • edson nogueira | Sexta-Feira, 30 de Abril de 2010, 20h21
    0
    0

    adiosssss turma da botina, agora com a policia federal na investigação vamos ter figurões na cadeia.

  • julio jose | Sexta-Feira, 30 de Abril de 2010, 19h50
    0
    0

    Sival quer ganhar mostre o que vc é realmente trabalhador e honesto,use a caneta e exonere esses secretaios,com eles vc não ganha nada com eles não são humildes são metidos a sabichão etc..e tal,passe a caneta neles,assim vai ganhar muitos votos,não tente poupar ninguem, se não a vaca vai pro brejo

PATRIMÔNIO

Os bens do milionário Júlio Campos

Por 22/09/2020, 06h:39 - Atualizado: 06h atrás

julio campos 680

O folclórico e populista Júlio Campos, candidato a primeiro-suplente ao Senado na chapa de Nilson Leitão, costuma dizer, quando perguntado sobre bens patrimoniais, que "não é pobre, graças a Deus".

Postar um novo comentário

Comentários (6)

  • sergio ramos | Terça-Feira, 22 de Setembro de 2020, 13h05
    0
    0

    Uns 60 milhões só a fazenda. fala sério gente.

  • Déia | Terça-Feira, 22 de Setembro de 2020, 12h12
    3
    1

    Quantos inocentes votaram neles e continuam votando. Tenha piedade senhor Deus dessas pessoas.

  • Neto | Terça-Feira, 22 de Setembro de 2020, 10h35
    3
    3

    20 milhões só?Não é lá grande coisa não!! Achei que esses políticos eram trilhardários , mas são gente como agente.

Rondonópolis

Maior número de candidaturas dos últimos 20 anos beneficia Pátio

Por 21/09/2020, 19h:41 - Atualizado: 21/09/2020, 19h:46

ze do patio 680

Com 8 no páreo, Rondonópolis registra o maior número de candidaturas a prefeito dos últimos 20 anos. A maior quantidade de concorrentes nestas duas décadas se deu em 2004 e 2016, em ambos pleitos com quatro na disputa ao Executivo.

Postar um novo comentário

Comentários (1)

  • Francisco Assis roo | Terça-Feira, 22 de Setembro de 2020, 09h05
    0
    0

    Rondonópolis tem um istorico de não reeleger prefeito sendo assim Zé corre grande risco de não ganhar as eleição fica a dica e tem 3 candidato de esquerda pode dificultar pro Zé

VÁRZEA GRANDE

Após leilão, ex-prefeito anuncia apoio a Kalil

Por 21/09/2020, 17h:17 - Atualizado: 21/09/2020, 17h:19

wallace 680

Depois de se lançar a prefeito, valorizar o passe e entrar num verdadeiro leilão, o ex-prefeito varzea-grandense, médico Wallace Guimarães (PV), enfim, anunciou quem vai apoiar ao Executivo.

Postar um novo comentário

Comentários (1)

  • Everaldo | Segunda-Feira, 21 de Setembro de 2020, 19h24
    5
    1

    Não foi Jaime Campos, coisa alguma que convenceu o Dr.Wallace Guimarães, ex-Prefeito e ex-Deputado e ex-Vereador a apoiar o candidato do MDB Kalil Baracat,oque de fato pesou foi que Kalil foi Vereador e apoiou a gestão de Wallace entre 2013/15 e eram do mesmo partido PMDB,hoje MDB. Coincidentemente o habil Kalil conseguiu o apoio do DEM e da Prefeita Lucimar Campos, que realmente vem fazendo uma excelente admistração em VG. E isso...ok

NA ASSEMBLEIA

Esforço e pressão de um suplente pra não perder foro

Por 21/09/2020, 14h:44 - Atualizado: 21/09/2020, 14h:46

romoaldo 680

Encrencado na Justiça, com várias ações criminais no lombo ainda da época em que presidiu e foi ordenador de despesas da Assembleia, o suplente Romoaldo Júnior tem feito esforço para não deixar a cadeira de deputado.

Postar um novo comentário

MARKETING

Marqueteiro Rayel conduz Emanuel à reeleição

Por 21/09/2020, 09h:29 - Atualizado: 21/09/2020, 09h:32

carlos rayel 680

O prefeito Emanuel Pinheiro, empurrado à reeleição por 12 partidos, formando o maior arco de alianças de todas as candidaturas, fechou contrato para a campanha com Carlos Rayel.

Postar um novo comentário

Comentários (3)

  • Rosino Manoel de Bonfim bonfim | Terça-Feira, 22 de Setembro de 2020, 08h27
    2
    0

    NÃO VENDAM SEUS VOTOS !! OU CONTINUAREMOS NESSE ESGOTO..E OS POLITICOS CORRUPTOS NAS COBERTURAS !

  • ANTONIO | Segunda-Feira, 21 de Setembro de 2020, 14h53
    4
    2

    ESTE POLITICO AINDA ACREDITAM QUE O POVO TEM MEMÓRIA CURTA, IMENSO ENGANO,A RESPOSTA HUMILHANTE SERA DAS UNAS

  • joaoderondonopolis | Segunda-Feira, 21 de Setembro de 2020, 10h03
    14
    10

    Não vai ter trabalho, vai ajudar Emanuel ganhar já no primeiro turno.

Antero conduz 3 campanhas

Por 21/09/2020, 09h:16 - Atualizado: 21/09/2020, 09h:20

antero de barros 680

O ex-senador, jornalista e marqueteiro Antero de Barros não vai atuar na campanha de Roberto França a prefeito de Cuiabá, como citado por este Blog. É que lhe falta tempo. Estará à frente de três outros projetos.

Postar um novo comentário

Comentários (2)

  • Realista | Terça-Feira, 22 de Setembro de 2020, 11h44
    0
    0

    Qual será a "bondade" a ser explorada por esse senhor nos marketing que vai fazer?

  • Maria da gloria | Segunda-Feira, 21 de Setembro de 2020, 10h56
    8
    0

    Comitê da maldade,vai tar SORRTO....AGUENTA

INíCIO
ANTERIOR
1 de 2604