Blog do Romilson Cuiabá, 31 de Outubro DE 2020 Rdnews RDTV facebook twitter RSS

4674.png

Política

Poderes

Bastidores

Negócios

Análise

Opinião

CONFUSÃO

Em parecer, Vilela aponta falhas de delegados e provoca crise na Civil

05/04/2010, 08h:00 - Atualizado: 26/12/2010, 12h:25

   O corregedor-geral da Polícia Judiciária Civil, Paulo Rubens Vilela, cotado para o cargo de diretor-geral, expõe negativamente a instituição quando, em um parecer assinado em 10 de fevereiro deste ano, aponta uma série de deficiências, como a falta de delegados nos plantões ou, quando presentes, deixam para escrivães de polícia elaborar auto de prisão em flagrante e ainda acusa um delegado de realizar trabalho pífio (o nome está sendo preservado por este blog). O parecer é sigiloso, mas acabou distribuído para diversos segmentos plantonistas, como nos Centros Integrados de Segurança e Cidadania, o que vem gerando crise e conflitos entre Vilela e os delegados.

 Fernando Ordakowski

Diógenes Curado, secretário de Justiça e Segurança Pública, indica à Diretoria-Geral da Polícia Civil o corregedor-geral Paulo Vilela, que enfrenta resistência dos delegados; desgaste pode levar governador a recuar da nomeação

   O secretário de Justiça e Segurança Pública, Diógenes Curado, já havia sugerido ao novo governador Silval Barbosa o nome do corregedor-geral para o comando da Civil. A tendência é que o Palácio Paiaguás, para evitar desgaste, venha a recuar da nomeação. Hoje o diretor-geral é Lindomar José da Costa, que se articula para ocupar cargo na Agecopa, autarquia que cuida dos projetos preparativos de Cuiabá para sediar a Copa do Mundo de 2014.

   Em 31 de dezembro do ano passado, o delegado Marcelo Felisbino Martins, titular da Delegacia Especializada de Repreensão a Entorpecentes de Cuiabá, encaminhou à Corregedoria-Geral uma consulta. Sugeriu um estudo sobre a possibilidade do delegado plantonista justificar o seu entendimento toda vez que optar por prisão em flagrante por droga. Colocou em discussão a Lei 11.343, de 2006, que exige que a tipificação por tráfico seja fundamentada no relatório final, eximindo a autoridade policial do despacho fundamentado na autuação do flagrante.

   Em fevereiro, o delegado Carlos Cunha, corregedor-auxiliar, emitiu parecer acerca do assunto e que foi submetido à apreciação do corregedor-geral Paulo Vilela. Este, por sua vez, o acolheu e, por meio da própria Corregedoria-Geral, encaminhou o relatório aos Ciscs. No documento, marcado por erros gramaticais, Vilela afirma que "(...) a criação dos Ciscs e as condições de trabalhos (sic) dos plantonistas não é (sic) mais tão ruim (sic) assim (...)".

    Em seguida, cutuca: "(...) todos sabemos que, salvo 'alguns colegas mais zelosos' (...), muitos (...) nem se fazem (sic) presentes aos plantões ou, quando ali se encontram, deixam a elaboração do Auto de Prisão em Flagrante Delito exclusivamente para os escrivães de polícia (...)". Em outro trecho do parecer, Vilela ataca um delegado de polícia, para quem "possui como idiossincrasia a realização de um trabalho pífio, onde (sic) sequer são circunstanciados os fatos ocorridos nas oitivas de testemunhas, e o indiciado é orientado pelo próprio policial que preside (...), a manifestar-se apenas em juízo".

   No relatório em que expõe a má qualidade dos autos de prisão em flagrante, que são elaborados pelos colegas plantonistas nos pretórios policiais de Cuiabá, o corregedor-geral enfatiza que deve seguir a Instrução Normativa 01/2001, de caráter eminentemente interno, como se esta pudesse sobrepor a uma lei federal específica editada em 2006.

   Do parecer de Paulo Vilela não se sabe qual conclusão é pior. Se as ataques e críticas são verdadeiros e a Polícia Civil realiza um péssimo trabalho, a Corregedoria-Geral e os corregedores estão cometendo crime de prevaricação, considerando que nada estão fazendo para corrigir e punir os "infratores". Já, por outro lado, se os fatos forem mentirosos, pior ainda, pois os corregedores estão cometendo crimes de calúnia, injúria, difamação e denunciação caluniosa, já que atacam colegas e a própria instituição, a qual deveriam defendê-la.

------------------------------------------------------------
Confira no link abaixo o documento assinado pelo corregedor-geral Paulo Vilela

Postar um novo comentário

Comentários (26)

  • Juliana | Quinta-Feira, 08 de Abril de 2010, 23h45
    0
    0

    EM RELAÇÃO AOS FLAGRANTES LAVRADOS INTEGRALMENTE PELOS ESCRIVÃES, QUERO DIZER QUE ISSO OCORRE EM TODAS AS DELEGACIAS DESTE ESTADO. INCLUSIVE UMA ESCRIVÃ DO INTERIOR FOI PROCESSADA, JULGADA E CONDENADA POR FALSIDADE IDEOLOGICA, ONDE O MP A DENUNCIOU POR LAVRAR OS FLAGRANTES NO LUGAR DO DELEGADO. O MP SÓ NÃO DENUNCIOU O TAL DELEGADO PQ ELE MORREU. E OS DELEGADOS TINHAM QUE SE ENVERGONHAR EM RECEBER A VERBA INDENIZATÓRIA TODO MÊS E VER O COITADO DO ESCRIVÃO CHUPANDO DEDO, E MAIS VERGONHA AINDA TINHA QUE TER O DIRETOR GERAL QUE PAGA ESSA VERBAS PARA OS DELEGADOS. POR FAVOR SRS, DELEGADOS, LAVREM OS FLAGRANTES DE DROGAS DE FORMA EFICIENTE PARA QUE O JUIZ NÃO RELAXE O FLAGRANTE POR FALTA DE PROVAS E PARA EVITAR QUE OS ESCRIVÃES TENHAM QUE CUMPRIR COTAS E MAIS COTAS DO MP, SEM FALAR QUE EM 80% DOS FLAGRANTES DE DROGAS, OS PRESOS, OS POLICIAIS E AS TESTEMUNHAS TEM QUE SEREM OUVIDAS NOVAMENTE, POIS AS PRIMEIRAS OITIVAS FORAM COLHIDAS DE FORMA VERGONHOSA, SEM NENHUMA RIQUEZA DE DETALHES QUE O CASO REQUER. E PARABENIZO OS DELEGADOS NOVATOS E ALGUNS DELEGADOS DA ANTIGA QUE FAZEM JUS AO CARGO, AFINAL, NEM TODOS FAZEM PARTE DESSA "BANDA PODRE DA PJC"

  • Juliana | Quarta-Feira, 07 de Abril de 2010, 00h30
    0
    0

    Cada cargo dentro da Instituição PJC possui atribuições legais e requisitos de admissibilidade. Uma delegacia de polícia somente atende à sua função se a EQUIPE que nela atua for harmônica, onde o respeito, o companherismo imperam e assim ocorre com a IMAGEM da Instituição. Se a situação atual é marcada por incoerências de trocas de atribuições, certamente deve-se ao fato de falhas na formação desses profissionais. Não podemos perder o foco, policiais civis...de nada vale a reclamação sem uma quebra de paradigmas, sem atitude! Quem ganha e quem perde, REALMENTE, com essa discussão inócua? O mundo gira, as pessoas ESTÃO e de repente NÃO ESTÃO, e o que fica? Fica essa mácula, fica exposta a ferida, mas sem o curativo...Quando apontamos um dedo para outrem, temos outros três direcionados à nós mesmos...Cumpre-nos dignificar nossos cargos, colegas, nossa MISSÃO de servirdores! A sociedade evolui, graças à Deus, e consequentemente há uma oxigenação dos gestores das Instituições. Muito do que se percebia há dez, quinze anos atrás, hoje já não se percebe, assim, mesmo que à duras penas, construimos novos cenários, novos líderes, novos homens!

  • MARIA CLAUDIA SIQUEIRA | Terça-Feira, 06 de Abril de 2010, 15h25
    0
    0

    colegas delegados, acredito que o desespero está tomando conta dos que são classes especiais, porque sabemos nós, que há muito tempo os trabalhos atinentes aos delegados estão sendo feitos pelos escrivães,os delegados que agora ingressaram na Polícia Civil não estão temerosos, porque sabem dos seus deveres e da gravidade de cada ação ilegal, então só temos que aguardar a administração do Dr. paulo vilela. apoio total dos delegados novatos!!!!!!!!!!!!!1

EM CUIABÁ

Ibope revela que dos 3 principais, Emanuel é o único que subiu

Por 30/10/2020, 18h:42 - Atualizado: 30/10/2020, 18h:50

emanuel pinheiro 680

Na segunda rodada do Ibope em Cuiabá, o único dos três principais candidatos que subiu nas intenções de voto nos últimos 15 dias foi o prefeito Emanuel Pinheiro, que busca a reeleição pelo MDB.

Postar um novo comentário

Comentários (1)

  • kátia Burgeth | Sexta-Feira, 30 de Outubro de 2020, 18h57
    10
    4

    É hora da VIRADA 15...15...15...15...

CABOS ELEITORAIS

3 prefeitos entre 10 maiores cidades numa luta difícil para fazer sucessor

Por 30/10/2020, 15h:54 - Atualizado: 30/10/2020, 15h:57

fabio junqueira wesley torres 680

Prefeito de segundo mandato de Tangará da Serra, Fábio Junqueira, e o seu candidato à sucessão Wesley Torres

Três prefeitos entre os 10 que comandam as maiores cidades mato-grossenses e que estão no final do segundo mandato vêm suando a camisa na tentativa de eleger sucessor. E não está sendo missão fácil, mesmo com o empurrão da máquina pública.

Postar um novo comentário

EM CÁCERES

Apoio de Francis empurra Donizete para o abismo veja pesquisa

Por 30/10/2020, 00h:06 - Atualizado: 30/10/2020, 00h:09

francis maris 680

O prefeito cacerense de segundo mandato, empresário Francis Maris (PSDB), está ajudando a enterrar eleitoralmente o seu candidato à sucessão municipal Paulo Donizete, do mesmo partido.

Postar um novo comentário

VÁRZEA GRANDE

Condenado e inelegível, ex-vereador lança candidatos filho e ex-assessor

Por 29/10/2020, 17h:40 - Atualizado: 29/10/2020, 17h:41

wendel madureira 680

Se o pai está inelegível, então, lança-se dois na disputa por cadeira de vereador em Várzea Grande, sendo o próprio filho e o ex-assessor.

Postar um novo comentário

FIM DA NOVELA

Até dezembro governador decide se toca VLT ou se muda para BRT

Por 29/10/2020, 12h:01 - Atualizado: 29/10/2020, 12h:05

Christiano Antonucci

mauro mendes 680

Mauro Mendes garantiu que dentro de no máximo dois meses, ou seja, até dezembro, dará uma solução definitiva sobre o modal na região Metropolitana.

Postar um novo comentário

Comentários (7)

  • Dos Santos | Quinta-Feira, 29 de Outubro de 2020, 18h05
    2
    0

    Na moral, se não for pra ser o VLT, não faça nada! Ônibus articulados ja temos aqui em Cuiabá.

  • Pexoto | Quinta-Feira, 29 de Outubro de 2020, 16h42
    12
    0

    Se depender de Mauro Menti, não tem VLT. Isso é um absurdo.

  • Eleitor | Quinta-Feira, 29 de Outubro de 2020, 16h41
    10
    0

    D novo? Nova data, ai Já é palhaçada desse cara, já marcou um monte d data, fala q não vai dar continuidade, q fica melhor pra vossa excelência.

LUTA POR CARGO ELETIVO

10 comunicadores em Cuiabá na disputa eleitoral saiba quais

Por 28/10/2020, 21h:39 - Atualizado: 28/10/2020, 21h:45

giseli almeida 680

Dez comunicadores, profissionais que atuam em rádio, emissora de TV, jornais e mídia digital, são candidatos em Cuiabá. Quase todos populares e de rostos conhecidos, mas isso não significa garantia de êxito nas urnas. 

Postar um novo comentário

Comentários (2)

  • Dorilea moreira rosa | Quinta-Feira, 29 de Outubro de 2020, 13h30
    1
    0

    Presciso de uma casa ñ tenho moro em casa alugada nem tenho como pagar aluguel

  • APOLINARIO USKNOV | Quinta-Feira, 29 de Outubro de 2020, 09h09
    8
    0

    Esperança? Renovação? Outra Piada? Ainda da bem que a "tosseirisse" e a "semgraceirisse" dessa ai não lhe dá a minima chance. Onofre JR., esse ai, coitado...

INíCIO
ANTERIOR
1 de 2621