Blog do Romilson Cuiabá, 29 de Fevereiro DE 2020 Rdnews RDTV facebook twitter RSS

4674.png

Política

Poderes

Bastidores

Negócios

Análise

Opinião

Palácio Paiaguás

Problemáticas na segurança e saúde puxam para baixo governo Maggi

    
Diógenes Curado, da Justiça e Segurança Pública, e Augustinho Moro, da Saúde, enfrentam dificuldades de gestão

  Com sete anos de mandato e a dois meses de deixar a cadeira de governador, Blairo Maggi conseguiu avançar em alguns setores, como na infraestrutura e na habitação popular, mas se mostrou capenga em outros, como na saúde e segurança pública. Por mais que destine fatia orçamentária, priorize qualificação e estrutura, esses dois segmentos representam sempre calcanhar-de-Aquiles para a administração pública. A sensação é que a onda de violência aumentou. Na saúde, a reclamação aponta para situação de caos.

    Precaridade nas unidades de saúde, falta de hospitais regionais, filas de pacientes que esperam por cirurgias há vários meses, aliado a epidemia de dengue, representam problemáticas que puxam o governo para baixo. Seus secretários se mostram impotentes ou, muitos vezes, inoperantes. Empurram com a barriga alternativas que poderiam melhorar esses setores. Sob Augustinho Moro, a saúde teve em seus cofres em 2009 um orçamento de R$ 706,3 milhões. Para este ano estão previstos R$ 750 milhões.

   Há reclamações, denúncias e manifestação sobre dificuldades de acesso dos usuários das ações e serviços de saúde. Em 2008, a Ouvidoria-Geral registrou 15 denúncias e 381 reclamações por causa de falta de consultas de especialidades, principalmente de ortopedia. A alegação é que faltam especialidades no SUS. Estoques de medicamentos não atendem a demanda, o que levam pacientes a recorrerem à Justiça. Faltam nos quadros da saúde profissionais como sapateiro, hansenólogo, fisioterapeuta e terapeuta ocupacional. O quadro de servidores não é suficiente. Essa situação se agrava ainda mais porque 897 estavam cedidos para os municípios. A folha de pagamento custa R$ 35 milhões. Nos hospitais regionais, há tripla jornada de trabalho de alguns de seus servidores.

     A Segurança conta com um orçamento anual de R$ 618,9 milhões. Registra 5.842 militares. Destes, 74 estão cedidos a outros órgãos. Centenas atuam em funções burocráticas. Já existe autorização para elevar o quadro para 11,4 mil, mas as nomeações por meio de concurso público vêm sendo postergadas. O subsídio dos policiais varia de R$ 1,6 mil, no caso dos 3,4 mil soldados, a R$ 11 mil, pagos aos 18 coronéis. Toda a pasta emprega 286 em cargos comissionados. No sistema prisional são 1,5 mil servidores, entre técnicos, agentes, assistentes e auxiliares.. Destes, 417 são contratados. Quanto à frota, consta-se falta de planejamento. Diversos veículos não constam ou não possuem registro na base de dados do Detran. E, assim, seguem cheio de problemas setores essenciais da administração pública, enquanto a população sofre o reflexo negativo dessa engrenagem que vive travada.

Postar um novo comentário

Comentários (27)

  • JUDITE | Sábado, 23 de Janeiro de 2010, 08h17
    0
    0

    QUERO PARABENIZAR A RD NEWS POR TER A CORAGEM DE FALAR A VERDADE, AQUI PRA NOS FALTA SEGURANÇA, SAUDE, MAS SÓ NÃO FALTA FISCALIZAÇÃO DA SEFAZ EM NOSSOS PEQUENOS COMERCIANTES QUE ESTÃO SE SENTINDO ACHATADOS POR ESSE TAL EDER MORAES.

  • Ze Cuiabano | Sábado, 23 de Janeiro de 2010, 06h09
    0
    0

    O problema da Saude e Segurança em MT vem se arrastando ha varios anos e nao se pode creditar isso ao Blairo Maggi e, nenhum governo vai resolver isso num só governo; o problema da segurança publica nao se resume em aumentar policiamento, vagas em cadeias.

  • FLAVIO PINHO | Sábado, 23 de Janeiro de 2010, 04h19
    0
    0

    SEM COMENTÁRIOS, A DUPLA ITAMAR E TÁ PIOR NO ALGE DA GESTÃO, MAS SUCESSO GARANTIDO, SERIA COM O DE VITTO, AÍ SIM ESTARIA O TRIO PARADA DURA, CAMPEÃO EM INSUCESSO !!! ÊÊTA, É NÒIS DE TCHAPA E CRUX, TCHÊ !!!

EM LUCAS

Após exonerar diretor-geral, reitor enfrenta protesto e faz mea-culpa

Por 28/02/2020, 21h:45 - Atualizado: 28/02/2020, 21h:50

willian reitor ifmt 680

Motivado pelo interesse político em um ano de eleição do IFMT, o reitor Willian Silva de Paula resolveu exonerar sem prévio aviso, no último dia 18, o professor João Vicente Neto do cargo de diretor-geral do Campus Avançado de Lucas do Rio Verde. E se deu mal, ficando numa saia-justa.

Postar um novo comentário

EM CUIABÁ

França deixa PV na próxima semana e deve disputar a prefeito pelo Pode

Por 28/02/2020, 17h:30 - Atualizado: 28/02/2020, 17h:33

roberto franca 680

Roberto França se desfilia do PV na próxima semana. E está disposto a concorrer a prefeito, cargo já ocupado por ele por dois mandatos.

Postar um novo comentário

Comentários (2)

  • A Fábio | Sexta-Feira, 28 de Fevereiro de 2020, 19h21
    4
    1

    Inelegível 6 anos Roberto França e Vivaldo Lopes fizeram empréstimos CDC em nome Dos funcionários prefeitura Cuiabá sem falar Q ficou 5 meses folha atrasada ... Retrocesso e craroo....

  • Ivanete | Sexta-Feira, 28 de Fevereiro de 2020, 18h19
    2
    5

    Esse eu vou e tem meu voto.

REFORÇO JURÍDICO

Eraí Maggi bate duro para Fávaro virar senador antes da suplementar

Por 28/02/2020, 12h:14 - Atualizado: 28/02/2020, 12h:34

erai maggi 680

Eraí Maggi, o rei da soja, segue firme na retaguarda financeira de Carlos Fávaro. Já colocou em ação, sem êxito, três planos na esperança de ver seu afilhado na cadeira de senador.

Postar um novo comentário

Comentários (4)

  • Fernando | Sexta-Feira, 28 de Fevereiro de 2020, 16h49
    0
    0

    Fernando, Há expressões agressivas, ofensas e/ou denúncias sem provas. Queira, por gentileza, refazer o seu comentário

  • Gaúcho | Sexta-Feira, 28 de Fevereiro de 2020, 14h39
    5
    1

    Qual seria o interesse do Rei da Soja??? Só ajudar? Lógico que não, tomara que não se eleja. Com meu voto não.

  • José Ribamar | Sexta-Feira, 28 de Fevereiro de 2020, 14h27
    3
    0

    O dinheiro compra tudo, menos o poder democrático!

CUIABÁ

Prédio dos Campos alugado pela Gestão, que vê valor de mercado

Por 28/02/2020, 10h:12 - Atualizado: 28/02/2020, 10h:22

Rodinei Crescêncio/Rdnews

controladoria geral cuiaba 680

Alguns vereadores, mesmo ainda sem embasamento técnico e pesquisa de mercado, analisam denunciar ao MPE a locação da nova sede da Controladoria-Geral de Cuiabá. O prédio, localizado na avenida Mato Grosso, pertence à Michelle, uma das filhas do senador Jayme Campos.

Postar um novo comentário

Comentários (2)

  • Orlando | Sexta-Feira, 28 de Fevereiro de 2020, 18h17
    0
    0

    Sou avaliador e corretor de imóvel, conheço este prédio antes de ser adquirido pela Sra Michele Campos Miranda, e fui incumbido de fazer a sua avaliação e posso afirma que pela estrutura, tamanho e espaço de estacionamento vale no mínimo 30 mil reais o seu aluguel.

  • Crítico | Sexta-Feira, 28 de Fevereiro de 2020, 10h55
    0
    0

    Crítico, Há expressões agressivas, ofensas e/ou denúncias sem provas. Queira, por gentileza, refazer o seu comentário

EFEITO-SENADO

Leitão terá Doria de cabo eleitoral e tenta arrumar emprego pra Taques

Por 27/02/2020, 22h:22 - Atualizado: 28/02/2020, 06h:13

joao doria 680

Nilson Leitão acionou alguns líderes nacionais do PSDB para reforçar sua pré-candidatura ao Senado e barrar a intenção de Pedro Taques de cruzar seu caminho.

Postar um novo comentário

Comentários (3)

  • Denner | Sexta-Feira, 28 de Fevereiro de 2020, 07h58
    4
    1

    Consultor da Sabesp, assim como Antero num recente passado.

  • João | Sexta-Feira, 28 de Fevereiro de 2020, 07h48
    14
    5

    Tanques é um cara firme e sensato e muito inteligente. Uma homem desses não fica sem emprego, além de bom professor é um excelente advogado. Subiu na vida por méritos e não por politicagem barata

  • José Carlos | Sexta-Feira, 28 de Fevereiro de 2020, 02h28
    7
    12

    Taques é uma pessoa muito má

TEMOR GERAL

Em Alto Taquari, um monitorado e milhares preocupados

Por 27/02/2020, 20h:49 - Atualizado: 27/02/2020, 20h:59

alto taquari 680

Cravada na divisa de MT com Goiás, a pequena Alto Taquari vê parte de seus cerca de 12 mil moradores mudarem a rotina por causa do monitoramento de um de seus filhos, que pode estar com coronavírus.

Postar um novo comentário

Comentários (1)

  • Julio | Sexta-Feira, 28 de Fevereiro de 2020, 06h46
    8
    0

    Tmoro em Alto Taquari e conheço o jovem em questão. Ele so procurou a sec. Saude para saber como proceder caso viesse a ter os sintomas, ja que irculou pela italia. Todo este boato comecou apos a postagem irresponsavel de um cidadao local, que se diz jornalista, eque não checou a fonte e os fatos e publicou como verdade as suas suposicoes. Pela nossa cidade vai tudo muito bem obrigado.

INíCIO
ANTERIOR
1 de 2500