Blog do Romilson Cuiabá, 07 de Julho DE 2020 Rdnews RDTV facebook twitter RSS

4674.png

Política

Poderes

Bastidores

Negócios

Análise

Opinião

Palácio Paiaguás

Problemáticas na segurança e saúde puxam para baixo governo Maggi

    
Diógenes Curado, da Justiça e Segurança Pública, e Augustinho Moro, da Saúde, enfrentam dificuldades de gestão

  Com sete anos de mandato e a dois meses de deixar a cadeira de governador, Blairo Maggi conseguiu avançar em alguns setores, como na infraestrutura e na habitação popular, mas se mostrou capenga em outros, como na saúde e segurança pública. Por mais que destine fatia orçamentária, priorize qualificação e estrutura, esses dois segmentos representam sempre calcanhar-de-Aquiles para a administração pública. A sensação é que a onda de violência aumentou. Na saúde, a reclamação aponta para situação de caos.

    Precaridade nas unidades de saúde, falta de hospitais regionais, filas de pacientes que esperam por cirurgias há vários meses, aliado a epidemia de dengue, representam problemáticas que puxam o governo para baixo. Seus secretários se mostram impotentes ou, muitos vezes, inoperantes. Empurram com a barriga alternativas que poderiam melhorar esses setores. Sob Augustinho Moro, a saúde teve em seus cofres em 2009 um orçamento de R$ 706,3 milhões. Para este ano estão previstos R$ 750 milhões.

   Há reclamações, denúncias e manifestação sobre dificuldades de acesso dos usuários das ações e serviços de saúde. Em 2008, a Ouvidoria-Geral registrou 15 denúncias e 381 reclamações por causa de falta de consultas de especialidades, principalmente de ortopedia. A alegação é que faltam especialidades no SUS. Estoques de medicamentos não atendem a demanda, o que levam pacientes a recorrerem à Justiça. Faltam nos quadros da saúde profissionais como sapateiro, hansenólogo, fisioterapeuta e terapeuta ocupacional. O quadro de servidores não é suficiente. Essa situação se agrava ainda mais porque 897 estavam cedidos para os municípios. A folha de pagamento custa R$ 35 milhões. Nos hospitais regionais, há tripla jornada de trabalho de alguns de seus servidores.

     A Segurança conta com um orçamento anual de R$ 618,9 milhões. Registra 5.842 militares. Destes, 74 estão cedidos a outros órgãos. Centenas atuam em funções burocráticas. Já existe autorização para elevar o quadro para 11,4 mil, mas as nomeações por meio de concurso público vêm sendo postergadas. O subsídio dos policiais varia de R$ 1,6 mil, no caso dos 3,4 mil soldados, a R$ 11 mil, pagos aos 18 coronéis. Toda a pasta emprega 286 em cargos comissionados. No sistema prisional são 1,5 mil servidores, entre técnicos, agentes, assistentes e auxiliares.. Destes, 417 são contratados. Quanto à frota, consta-se falta de planejamento. Diversos veículos não constam ou não possuem registro na base de dados do Detran. E, assim, seguem cheio de problemas setores essenciais da administração pública, enquanto a população sofre o reflexo negativo dessa engrenagem que vive travada.

Postar um novo comentário

Comentários (27)

  • JUDITE | Sábado, 23 de Janeiro de 2010, 08h17
    0
    0

    QUERO PARABENIZAR A RD NEWS POR TER A CORAGEM DE FALAR A VERDADE, AQUI PRA NOS FALTA SEGURANÇA, SAUDE, MAS SÓ NÃO FALTA FISCALIZAÇÃO DA SEFAZ EM NOSSOS PEQUENOS COMERCIANTES QUE ESTÃO SE SENTINDO ACHATADOS POR ESSE TAL EDER MORAES.

  • Ze Cuiabano | Sábado, 23 de Janeiro de 2010, 06h09
    0
    0

    O problema da Saude e Segurança em MT vem se arrastando ha varios anos e nao se pode creditar isso ao Blairo Maggi e, nenhum governo vai resolver isso num só governo; o problema da segurança publica nao se resume em aumentar policiamento, vagas em cadeias.

  • FLAVIO PINHO | Sábado, 23 de Janeiro de 2010, 04h19
    0
    0

    SEM COMENTÁRIOS, A DUPLA ITAMAR E TÁ PIOR NO ALGE DA GESTÃO, MAS SUCESSO GARANTIDO, SERIA COM O DE VITTO, AÍ SIM ESTARIA O TRIO PARADA DURA, CAMPEÃO EM INSUCESSO !!! ÊÊTA, É NÒIS DE TCHAPA E CRUX, TCHÊ !!!

GESTÃO PREVIDENCIÁRIA

Estado fará todo ano pente fino no cadastro de inativos e pensionistas

Por 07/07/2020, 13h:13 - Atualizado: 06h atrás

Rodinei Crescêncio/Rdnews/arquivo

basilio guimaraes 680

O governo estadual decidiu que, a partir de agora, será feita anualmente a atualização cadastral de seus 36 mil servidores inativos e 4,5 mil pensionistas.

Postar um novo comentário

CORONAVÍRUS

Na luta contra Covid, pastor sai da entubação, mas segue na UTI

Por 07/07/2020, 11h:39 - Atualizado: 07h atrás

Gilberto Leite/Rdnews

Pastor da Assembleia de Deus Sebastiao Rodrigues

Hospitalizado há duas semanas, na luta contra a Covid-19, o pastor Sebastião Rodrigues de Souza, presidente das Assembleias de Deus em Mato Grosso, apresenta melhora no quadro clínico.

Postar um novo comentário

Comentários (3)

  • Valdemir | Terça-Feira, 07 de Julho de 2020, 16h29
    0
    0

    Será que essa informação tá correta. ? Porque o deputado Faissal disse que o RDNEWS publicou uma fake news sobre ele.

  • Luis | Terça-Feira, 07 de Julho de 2020, 16h16
    0
    0

    Sou de outra religião mais esse pastor é um grande homem. Pessoa extraordinaria.

  • Pastor Misael Judeu | Terça-Feira, 07 de Julho de 2020, 15h29
    0
    0

    Grande homem escolhido de Deus, MOSHE HASHEM (Moisés de Deus)

CÂMARA DE CUIABÁ

Quase 3 anos depois, Toninho apresenta relatório da CPI do Paletó

Por 06/07/2020, 18h:16 - Atualizado: 06/07/2020, 18h:21

toninho de souza 680

Vereador de terceiro mandato pela Capital, Toninho de Souza se prepara para o chamado Dia D, após quase três anos na relatoria da CPI do Paletó.

Postar um novo comentário

Comentários (9)

  • Julio Cesar | Terça-Feira, 07 de Julho de 2020, 10h23
    4
    0

    Após quase três anos na relatoria da CPI do Paletó ! É um excelente jornalista, porem não faz jus a vida pública, inabilidade politica, falta de compromisso com a população e muito nervoso.

  • Reginaldo | Terça-Feira, 07 de Julho de 2020, 08h58
    7
    0

    Quando ouvimos a expressão "O BRASIL NÃO É UM PAIS SÉRIO", Essa expressão advém desse tipo de conduta onde um gestor faz o que fez e nada ou muito pouco acontece. O que aconteceria se fosse um funcionário de uma empresa fazendo o que o o gestor fez? As imagens falam por si só.

  • Patriota inconformada | Terça-Feira, 07 de Julho de 2020, 08h09
    15
    0

    Vamos renovar a Câmara dos vereadores com candidatos. Pesquisar a vida dos candidatos para não cairmos em ciladas novamente. Esse Toninho não deve ser reeleito e todos da base do prefeito também não.

elefante branco

Governo anuncia licitação para retomar obras do Hospital Central

Por 06/07/2020, 12h:29 - Atualizado: 06/07/2020, 12h:35

hospital central 680

A secretaria estadual de Saúde anunciou para 7 de agosto a reabertura da licitação para contratar empresa, pelo menor preço, para retomar as obras da construção do Hospital Central de Alta Complexidade, em Cuiabá.

Postar um novo comentário

Comentários (1)

  • Ruy Novaes | Segunda-Feira, 06 de Julho de 2020, 18h27
    4
    1

    Se a parte deixada construida pelo Governador Julio Campos(1983/86) será aproveitada depois de 36 anos pelo Governo do Mauro Mendes, é sinal que essa obra do Hospital Central de Cuiabá, não é nhenhum elefante branco, pois se a oposição na epóca não tivesem sacaneado o então Secretário de Saude Gabriel Novis e o próprio Governador JC, essa obra teria sido concluida e servida muito bem aos Matogrossenses. Ainda bem, que o atual Secretário Gilberto e o Governador Mauro, resolveram em boa hora, concluir o HC.

EM POCONÉ

Comissão que poderia cassar 2 vereadores perde prazo e é extinta

Por 06/07/2020, 11h:18 - Atualizado: 06/07/2020, 11h:35

marcio marcinho pocone 680

Presidida por Marcinho Fernandes, a Comissão de Investigação e Processante, instaurada pela Câmara de Poconé para investigar dois vereadores por quebra de decoro, foi extinta naturalmente porque extrapolou os 60 dias sem conclui-la e tampouco aprovar em plenário a deliberação para prorrogação do prazo.

Postar um novo comentário

NOVA PLATAFORMA

Regulamentado em Cuiabá serviço delivery

Por 06/07/2020, 10h:10 - Atualizado: 06/07/2020, 10h:24

Edinei Rosa

fachada camara cuiaba 680

Em meio à pandemia, com impactos sem precedentes por causa da suspensão de muitas atividades econômicas, a Câmara de Cuiabá promulgou a Lei 6.543/2020, que regulamenta o comércio de alimentos na modalidade delivery. As empresas têm 30 dias para se adequar.

Postar um novo comentário

INíCIO
ANTERIOR
1 de 2567