Blog do Romilson Cuiabá, 21 de Outubro DE 2019 Rdnews RDTV facebook twitter RSS

4674.png

Política

Poderes

Bastidores

Negócios

Análise

Opinião

Senado

Sob desgaste, Serys não recua da reeleição

 Fernando Ordakowski 
  
Serys Marly enfrenta embate no PT com Abicalil para garantir direito à recandidatura, mesmo atrás nas pesquisas


   A senadora Serys Marly (PT) chega aos 65 anos, a serem completados no próximo 4 de abril, determinada a enfrentar nas urnas de outubro deste ano um desafio político tão difícil quanto o que resultou na sua eleição para senadora, em 2002. Ela insiste na tese da reeleição, mas há dois complicadores no seu caminho. Primeiro, figura entre as "lanternas" nas pesquisas de intenção de voto, ou seja, hoje não teria a mínima chance de reconquistar o mandato. Ela costuma contrapor essa tese ao lembrar que em 2002 não era lembrada pelos institutos como favorita e conseguiu garantir a segunda vaga ao Senado. Segundo, no embate interno por uma das duas cadeiras no Congresso Nacional, Serys perde para o colega, deputado federal Carlos Abicalil, presidente estadual do PT.

    Como não abre mão da recandidatura, a tendência é que os petistas tenham que decidir nas prévias quem lançará para o Senado, se Abicalil ou se Serys novamente. A senadora se encantou com Brasília, onde detém poder e bom trânsito nos Ministérios e junto ao Palácio do Planalto. Por outro lado, acabou se distanciando das bases. Não consegue levar mais a rotina de quando era deputada estadual. Mudou também a postura política. Foi-se aquela Serys combativa. Na pele de deputada, ela liderava as massas junto com os sem-terra na luta pela reforma agrária, com bancários e servidores grevistas, enfim, com as minorias. Da tribuna na Assembléia Legislativa, Serys denunciava o governo do Estado. Fez oposição dura aos governos Jayme Campos (91/94) e Dante de Oliveira (1995/2002) e também no primeiro mandato da gestão Blairo Maggi (2003/2006). Costumava apresentar dossiê, cobrava reivindicações da classe operária e partia para o ataque a qualquer crítica que recebesse.

   Primeira mulher a ser eleita senadora por Mato Grosso, em 2002, quando obteve 574.563 votos, Serys está mais presente na burguesia, expressão muito utilizada nos movimentos de esquerda quando se referem aos abastados. Foi derrotada ao governo do Estado em 2006 e agora só pensa em esticar o mandato de senadora. Daqui a 10 meses os eleitores vão dizer "sim" ou "não" ao pleito de Serys, mas, claro, se ela conseguir consolidar seu projeto político, "patrolando" Abicalil.

Postar um novo comentário

Comentários (17)

  • Joao Paulo Pedroso | Quarta-Feira, 13 de Janeiro de 2010, 21h51
    1
    0

    A Senadora Serys foi uma das maiores decepcoes do povo de Mato Grosso! Nao eh concebivel suas atitudes em defesa de CALHEIROS E SARNEY. Ser derrotada em seu proprio ninho e um castigo muito pequeno. Fora traira......

  • epaminondas | Quarta-Feira, 06 de Janeiro de 2010, 13h17
    1
    0

    A participação dessa Senadora em Brasilia foi pífia. Tentou defender o indefensável e se lambuzou.

  • epaminondas | Quarta-Feira, 06 de Janeiro de 2010, 13h14
    1
    0

    Essa Senadora nada contribuiu para Mato Grosso. Tá passando da hora de se aposentar.

  • azappa | Terça-Feira, 05 de Janeiro de 2010, 20h02
    1
    0

    Ao chegar ao poder, por conta de um casuísmo que não se repetirá novamente, a Sra. Serys negou de forma grotesca tudo o que pregou enquanto oposição. Pouco me importa o que a Sra. Serys tem feito pelos municípios ou pelo Estado. Além de ser obrigação, todos sabem do fisiologismo que cerca as tais emendas parlamentares e demais intermediações na capital da República. A questão é que a mesma demonstrou na prática um oportunismo burguês sem igual. Pela sua incoerência ideológica entre o discurso e a prática, considero muito oportuno que a mesma se candidate a re-eleição, pois quero ter o prazer de exercer meu direito cívico de não votar mais nesta Sra. Do ponto de vista ideológico a Sra. Serys não honrou a minha confiança nela depositada a partir do meu voto. Da minha parte, estelionato eleitoral nunca mais.

  • Roberto Pereira (eu protesto) | Terça-Feira, 05 de Janeiro de 2010, 17h18
    1
    0

    Viva vovo serys na corrida au senado federal a senhara esta no par. mais para chegar em terceiro lugar não leva,mais não e ruin. senadores (eu protesto) roberto pereira 92040133

  • Edson silva | Segunda-Feira, 04 de Janeiro de 2010, 18h55
    1
    0

    A nobre senadora tem que entender que foi eleita através de votos de protesto, pode até ser que seja reeleita mas com certeza não será pelo seu "ótimo" trabalho junto a bancada em brasilia.

  • Marcos | Segunda-Feira, 04 de Janeiro de 2010, 18h26
    1
    0

    Só pra recordar a atuação da nobre senadora: votou contra os trabalhadores na reforma da previdência, esteve envolvida no escandalo dos sanguessugas, ajudar a livrar Renan da cassação, defendeu com unhas e dentes o Sarney... Ufa!!! Essa cidadã é uma vergonha para Mato Grosso.

  • Luiz Silva | Segunda-Feira, 04 de Janeiro de 2010, 18h19
    1
    0

    Como na vida tudo passa, a nobre senadora Serys tbém já teve seu reinado, nada contribuiu para Mato Grosso, a não ser que os prefeitos estão no esquema de emenda novamente. Quando era deputada era combatente, agora faz de tudo para fazer graça ao governo Maggi e Cia. Um abraço senadora vai cuidar dos netos e da conta poupançuda que adquiriu nesse 8 anos de absolutamente nada feito.

  • Mauro Gomes Piauí | Segunda-Feira, 04 de Janeiro de 2010, 15h37
    1
    0

    Quem está criticando a Senadora Serys, certamente não sabe o papel de um(a) Senado(a) que é representar o Estado e o Brasil. Com certeza a Sen. Serys muito contribuiu para o engradecimento de nosso Estado e Municípios. Deveriam informar antes de criticar sem saber como é que as coisas funcionam.

  • NElson Marques | Segunda-Feira, 04 de Janeiro de 2010, 14h13
    1
    0

    A Senadora Serys merece todo o nosso respeito, pois muita gente não sabe o quanto ela ajuda os prefeitos, principalmente do interior, com emendas e a participação direta para solução dos problemas destes municípios. Ela merece a reeleição,pois está trabalhando muito.

ALTO PARAGUAI

Pivô da prisão de desembargador, casal ainda segue firme no poder

Por 21/10/2019, 11h:19 - Atualizado: 59min atrás

diane e alcenor 680

Em Alto Paraguai, o ex-prefeito Alcenor Alves se tornou o prefeito de fato, mas não de direito. Embora a esposa Diane Alves seja a chefe do Executivo, quem dita as regras administrativas é Alcenor, que se envolveu num escândalo em 2010, chegando a ser preso.

Postar um novo comentário

RUMO À REELEIÇÃO

Com 13 siglas e podendo atrair o PSL

Por 20/10/2019, 20h:41 - Atualizado: 20/10/2019, 21h:50

emanuel pinheiro deputados 680

Emanuel com os deputados Sílvio Fávero (PSL), Paulo (PP), Avalone (PSDB), Janaína (MDB) e seu esposo Diógenes

A um ano das eleições, o prefeito da Capital Emanuel Pinheiro já conta com apoio pré-estabelecido ao projeto de reeleição de nada menos que 13 partidos. E tende a aglutinar outros, inclusive o PSL do presidente Bolsonaro.

Postar um novo comentário

Comentários (3)

  • Maria F. Albuquerque | Segunda-Feira, 21 de Outubro de 2019, 10h16
    0
    1

    Desse jeito vai ganhar no primeiro turno. Até agora não apareceu adversário à altura para derrotar Emanuel. Juntando todos os pré-candidatos da oposição não dá um.

  • Claudiomario | Segunda-Feira, 21 de Outubro de 2019, 09h31
    2
    3

    Neste quase três anos de mandato, o prefeito tem conseguido vencer as demandas, e tem buscado recursos pra continuar viabilizando esforços respeitando todas as possíveis diferenças politicas e partidárias que possam existir, , tudo dentro da normalidade!!

  • Pedro luis | Domingo, 20 de Outubro de 2019, 21h59
    11
    6

    Se o eleitor Cuiabano votar no Emanuel, mesmo depois de vídeo do paletó, estará demonstrado que o eleitor não se importa com corrupção, e quem tem atitudes duvidosas é aplaudido. Estará demonstrando também que corrupção não é problema, que não se importa. Estará provado ao mundo que é um exemplo de eleitor, que vota sem se importar com a índole do candidato.

SOB INVESTIGAÇÃO

Promotor denunciado segue do Núcleo de Patrimônio e Probidade

Por 20/10/2019, 10h:44 - Atualizado: 20/10/2019, 13h:37

marco aurelio 680

Denunciado criminalmente pelo MPE por quebra de segredo de Justiça, após investigações do Naco, o promotor Marco Aurélio, ex-coordenador do Gaeco, não deve ser afastado do Núcleo de Defesa do Patrimônio Público e da Probidade Administrativa.

Postar um novo comentário

RUMO AO ALENCASTRO

Sem espaço no PDT, Julier sinaliza retorno ao PT para disputar Cuiabá

Por 19/10/2019, 10h:32 - Atualizado: 19/10/2019, 10h:39

julier ludio pt 680

Petistas, entre eles o deputado Lúdio Cabral e presidente municipal Bob Almeida, após reunião com Julier, nesta 6ª

De um lado, um partido sem opção de candidatura a prefeito de Cuiabá. De outro, um ex-candidato sufocado e sem espaço na legenda onde está filiado desde dezembro de 2015.

Postar um novo comentário

Comentários (2)

  • Davi | Sábado, 19 de Outubro de 2019, 19h32
    3
    2

    Sai de um pequeno partido no Estado para um partido inexistente com o peso de ter patrocinado o maior esquema de desvios da história.

  • joaoderondonopolis | Sábado, 19 de Outubro de 2019, 19h05
    7
    0

    Dr Julier o senhor pode não gostar do meu comentário, mas vou falar, abra mão de candidatura a prefeitura, pois pessoas maldosas lhe tirou da magistratura, e comece do começo, candidate a vereador, com certeza o senhor será eleito, daí pra frente só depende de você. Vai por mim.

SEM RESPALDO

Barbudo agora terá de sobreviver politicamente longe de Bolsonaro

Por 18/10/2019, 18h:24 - Atualizado: 19/10/2019, 10h:55

nelson barbudo 680

Embora esteja no início do mandato, Nelson Barbudo, o mais votado em 2018 junto ao eleitorado mato-grossense à Câmara Federal, enfrenta agora um grande desafio, o de sobreviver politicamente desgarrado de Bolsonaro.

Postar um novo comentário

Comentários (15)

  • Paulo | Segunda-Feira, 21 de Outubro de 2019, 09h20
    8
    1

    Esse senhor Barbudo é um falastrão. Com o apoio do presidente já não servia pra muita coisa, sem o apoio é que não serve mesmo pra nada. Como pode dar as costas pro presidente que o elegeu? Se não fosse o Bolsonaro esse homem tirava 200 votos e olhe lá.

  • jose carlos | Segunda-Feira, 21 de Outubro de 2019, 08h44
    3
    2

    Aconselho este deputado a continuar ouvindo seu assessor Dal...B.... que assim ele vai longe , alto taquari

  • Frank Sabiá | Domingo, 20 de Outubro de 2019, 14h50
    16
    1

    Como que MT elege um Urtigão desses ? Todos foram na Onda do Bolsonarismo, agora o maior beneficiado cospe no prato que comeu.

  • Angelo | Domingo, 20 de Outubro de 2019, 10h02
    5
    11

    O presidente fraude anti-Brasil nunca abandonará barbudo ... ele sempre terá lugar cativo no lado esquerdo ... no lado esquerdo da bolsa escrotal do psicopata ... ele de um lado e Medeiros de outro...

  • Salas | Domingo, 20 de Outubro de 2019, 08h52
    12
    1

    Deputadinho “marca fraca”, sempre foi ridículo e se acha, agora vai pra vala.

  • Lucas | Domingo, 20 de Outubro de 2019, 05h15
    20
    0

    Esse Barbudo que nem sei de onde surgiu. E blm colocar a barba o bigode o chapeu a botina de molho. Quis fazer gracinha. Virou traira tambem. Agora vai ter que rebolar p se manter

  • alexandre | Sábado, 19 de Outubro de 2019, 20h21
    16
    1

    quem era o PSL , antes do Bolsonaro ? vai voltar para o ostracismo...

  • GILMAR DE PAULA | Sábado, 19 de Outubro de 2019, 15h59
    26
    0

    O Barbudo , se continuar nesse "lero lero", aventando possível candidatura a prefeito de Cuiabá e participando de conluios com os camundongos famintos do PSL terá, no futuro, uma difícil campanha para vereador em Alto Taquari, com chances reais de fragorosa derrota.

  • Benedita da Silva | Sábado, 19 de Outubro de 2019, 13h39
    18
    1

    Muito cacique pra pouco índio, e agora Barbudo ficou, não só com as barbas de molho, como num mato sem cachorro. E não fez um ano de mandato, a lojinha do PSL pegando fogo.

  • Joacir Gimene de Lima | Sábado, 19 de Outubro de 2019, 12h57
    12
    6

    Depressão à vista.....Falta o Mouro. 🤔🤔

TRANSIÇÃO

MTI vai à extinção e a tecnologia do governo ficará sob empresa privada

Por 18/10/2019, 13h:03 - Atualizado: 18/10/2019, 18h:34

mti 680

O governador Mauro Mendes vai mesmo extinguir a Empresa Mato-Grossense de Tecnologia da Informação (MTI - antigo Cepromat). O processo anda a passos largos.

Postar um novo comentário

Comentários (10)

  • jose renato | Segunda-Feira, 21 de Outubro de 2019, 09h46
    1
    1

    Não serve para nada essa MTI.

  • Luiz Junior | Sexta-Feira, 18 de Outubro de 2019, 17h47
    16
    1

    A MTI presta tem uma excelente infraestrutura de rede com equipe de primeira linha para manutenção da rede e uma excelente equipe de desenvolvimento. Possui uma excelente equipe para fazer o diferencial pena que passou por gestões que sucateou a empresa.

  • Silva Marcondes | Sexta-Feira, 18 de Outubro de 2019, 17h04
    7
    25

    Melhor coisa, sou servidor do estado a muitos anos e nunca vi essa empresa prestar um bom serviço, cobrando sempre absurdo, salários altíssimos, todos reclamam. Não generalizando, tem alguns ótimos profissionais, mas infelizmente os bons levam a fama dos ruins. Parabéns Governador!!!

  • Homem da verdade | Sexta-Feira, 18 de Outubro de 2019, 16h50
    25
    0

    O governador achou uma forma de legitimamente captar/pagar fundos de campanha. A ábaco vai pagar um salário absurdo para manter o que existe hoje funcionando e o Estado que vai pagar.... achando ainda que está fazendo coisa boa.

  • Almyr souza vieira | Sexta-Feira, 18 de Outubro de 2019, 16h36
    17
    1

    Em epoca de interesses, o estado deixou de ser um servidor social de seu povo, agora´a saída e privatizar para obter lucro de quem e para quem? na politica tudo é possivel, quando ha interesse oportuno...!

  • Alberto | Sexta-Feira, 18 de Outubro de 2019, 14h19
    7
    39

    Demorou. Maior parte dos serviços da MTI já são contratados da iniciativa privada, acabando o governo pagando mais caro. Então demita esse pessoal e a iniciativa privada contrata, e ainda agrada o parça da Ábaco.

  • Mr. Santos | Sexta-Feira, 18 de Outubro de 2019, 14h16
    36
    6

    MTI nunca cruzou os braços para o estado.

  • GOIANO | Sexta-Feira, 18 de Outubro de 2019, 14h11
    1
    2

    GOIANO, Há expressões agressivas, ofensas e/ou denúncias sem provas. Queira, por gentileza, refazer o seu comentário

  • joao grandao | Sexta-Feira, 18 de Outubro de 2019, 14h06
    1
    2

    joao grandao, Há expressões agressivas, ofensas e/ou denúncias sem provas. Queira, por gentileza, refazer o seu comentário

  • Pedro | Sexta-Feira, 18 de Outubro de 2019, 14h00
    40
    3

    Phust.. de novo com esta conversa...deixa a mti em paz gov.

INíCIO
ANTERIOR
1 de 2437