Blog do Romilson Cuiabá, 21 de Outubro DE 2019 Rdnews RDTV facebook twitter RSS

4674.png

Política

Poderes

Bastidores

Negócios

Análise

Opinião

Não há lado de fora

Por 20/11/2018, 00h:00 - Atualizado: 19/11/2018, 14h:25

Olga_200_fora

Olga Lustosa

Respeitar os outros é um valor melhor compreendido por aqueles que respeitam e valorizam a si mesmos, seus estudos, o pensamento, a crença, a visão de mundo e a constituição familiar. Não é retrógrado aquele acolhe com carinho as ideias concebidas em ambientes que não frequenta.

Podemos falar de tudo: do céu, da terra, de coisas remotas e opostas, transmitindo respeito e compreensão, porque a tolerância é a virtude da moderna democracia pluralista. A tolerância, não é um valor decadente, tampouco um valor subversivo.

Hoje, mais do que nunca, interagimos com pessoas de diferentes etnias, religiões e culturas. Os espaços públicos estão cada vez mais diversificados, refletindo as comunidades que fazem parte do nosso patrimônio cultural. As diferenças vêm de pessoas de todo o mundo e enriquecem nossa cultura, trazem novas ideias e revigoram nossas relações.

As diferenças vêm de pessoas de todo o mundo e enriquecem nossa cultura, trazem novas ideias e revigoram nossas relações

Internamente somos também uma rica mistura de tradições culturais de todos  os cantos do país. Não há, portanto, ponto de partida para descobrir semelhanças, para se conectar e construir relacionamentos plenamente realizados à luz da distinção e do respeito às opções particulares quanto a fé, cultura, política e tudo o mais que constitui o nosso complexo e desacomodado ser.

Diagnosticar uma doença não é o mesmo que curá-la. Estamos conscientes da confusão que as diferenças ideológicas, culturais e religiosas causam nas nossas mentes, porém, não podemos nos sentir hesitantes ao expressar insatisfação diante de certos posicionamentos carregados de cizânia,  mas não podemos negar ao outro o direito de manifestar-se igualmente livre da tutela intelectual, que tem calado diálogos que poderiam enriquecer as discussões sobre esse mundo e os mais de 7,59 bilhões de seres únicos que aqui vivem.

Tolerar e acolher o fato de que vivemos em uma sociedade ricamente diversa e que este fato é imutável por desejo ou decreto, seria talvez o primeiro passo para enxergar a tolerância como um valor indissociável à vida moderna e importante no mundo interdependente no qual vivemos, onde não há mais lado de fora, tampouco, a opção de isolar-se.

Em tempos de rispidez, da política de ressentimentos, a adaptabilidade à mudanças exige continuada tolerância e compromisso de habilmente manter aberta a porta do diálogo, principalmente para não permitir a legitimização da intolerância.

Olga Borges Lustosa é socióloga, cerimonialista pública e escreve exclusivamente neste Blog toda terça-feira - olgaborgeslustosa@gmail.com e www.olgalustosa.com

Postar um novo comentário

CASO INUSITADO

Apenas 2 vão votar e neles próprios

Por 21/10/2019, 19h:40 - Atualizado: 2min atrás

guilherme maluf 680

Embora com colegiado formado por sete conselheiros titulares, apenas dois vão votar e, curiosamente, neles próprios. Sob um cenário inédito e inusitado, a eleição para renovar a diretoria do TCE-MT acontece em 5 de novembro.

Postar um novo comentário

EM CUIABÁ

2 figurões nacionais brigam pela concessão do transporte coletivo

Por 21/10/2019, 15h:47 - Atualizado: 03h atrás

Assis Marcos Gurgacz 680

Após 20 anos, a Prefeitura de Cuiabá abriu disputa para concessão do transporte coletivo. E, entre as cinco empresas concorrentes, duas têm como donos familiares de figurões nacionais.

Postar um novo comentário

ALTO PARAGUAI

Pivô da prisão de desembargador, casal ainda segue firme no poder

Por 21/10/2019, 11h:19 - Atualizado: 07h atrás

diane e alcenor 680

Em Alto Paraguai, o ex-prefeito Alcenor Alves se tornou o prefeito de fato, mas não de direito. Embora a esposa Diane Alves seja a chefe do Executivo, quem dita as regras administrativas é Alcenor, que se envolveu num escândalo em 2010, chegando a ser preso.

Postar um novo comentário

Comentários (1)

  • Joadir | Segunda-Feira, 21 de Outubro de 2019, 15h20
    5
    1

    Na VG aconteceu o mesmo e ninguém foi preso. Mas está tudo cristalino.

RUMO À REELEIÇÃO

Com 13 siglas e podendo atrair o PSL

Por 20/10/2019, 20h:41 - Atualizado: 20/10/2019, 21h:50

emanuel pinheiro deputados 680

Emanuel com os deputados Sílvio Fávero (PSL), Paulo (PP), Avalone (PSDB), Janaína (MDB) e seu esposo Diógenes

A um ano das eleições, o prefeito da Capital Emanuel Pinheiro já conta com apoio pré-estabelecido ao projeto de reeleição de nada menos que 13 partidos. E tende a aglutinar outros, inclusive o PSL do presidente Bolsonaro.

Postar um novo comentário

Comentários (4)

  • Pedro José Cruz | Segunda-Feira, 21 de Outubro de 2019, 16h45
    0
    0

    Pedro José Cruz , Há expressões agressivas, ofensas e/ou denúncias sem provas. Queira, por gentileza, refazer o seu comentário

  • Maria F. Albuquerque | Segunda-Feira, 21 de Outubro de 2019, 10h16
    5
    5

    Desse jeito vai ganhar no primeiro turno. Até agora não apareceu adversário à altura para derrotar Emanuel. Juntando todos os pré-candidatos da oposição não dá um.

  • Claudiomario | Segunda-Feira, 21 de Outubro de 2019, 09h31
    8
    7

    Neste quase três anos de mandato, o prefeito tem conseguido vencer as demandas, e tem buscado recursos pra continuar viabilizando esforços respeitando todas as possíveis diferenças politicas e partidárias que possam existir, , tudo dentro da normalidade!!

  • Pedro luis | Domingo, 20 de Outubro de 2019, 21h59
    17
    9

    Se o eleitor Cuiabano votar no Emanuel, mesmo depois de vídeo do paletó, estará demonstrado que o eleitor não se importa com corrupção, e quem tem atitudes duvidosas é aplaudido. Estará demonstrando também que corrupção não é problema, que não se importa. Estará provado ao mundo que é um exemplo de eleitor, que vota sem se importar com a índole do candidato.

SOB INVESTIGAÇÃO

Promotor denunciado segue do Núcleo de Patrimônio e Probidade

Por 20/10/2019, 10h:44 - Atualizado: 20/10/2019, 13h:37

marco aurelio 680

Denunciado criminalmente pelo MPE por quebra de segredo de Justiça, após investigações do Naco, o promotor Marco Aurélio, ex-coordenador do Gaeco, não deve ser afastado do Núcleo de Defesa do Patrimônio Público e da Probidade Administrativa.

Postar um novo comentário

RUMO AO ALENCASTRO

Sem espaço no PDT, Julier sinaliza retorno ao PT para disputar Cuiabá

Por 19/10/2019, 10h:32 - Atualizado: 19/10/2019, 10h:39

julier ludio pt 680

Petistas, entre eles o deputado Lúdio Cabral e presidente municipal Bob Almeida, após reunião com Julier, nesta 6ª

De um lado, um partido sem opção de candidatura a prefeito de Cuiabá. De outro, um ex-candidato sufocado e sem espaço na legenda onde está filiado desde dezembro de 2015.

Postar um novo comentário

Comentários (2)

  • Davi | Sábado, 19 de Outubro de 2019, 19h32
    7
    4

    Sai de um pequeno partido no Estado para um partido inexistente com o peso de ter patrocinado o maior esquema de desvios da história.

  • joaoderondonopolis | Sábado, 19 de Outubro de 2019, 19h05
    9
    1

    Dr Julier o senhor pode não gostar do meu comentário, mas vou falar, abra mão de candidatura a prefeitura, pois pessoas maldosas lhe tirou da magistratura, e comece do começo, candidate a vereador, com certeza o senhor será eleito, daí pra frente só depende de você. Vai por mim.

INíCIO
ANTERIOR
1 de 2438