Blog do Romilson Cuiabá, 26 de Maio DE 2019 Rdnews RDTV facebook twitter RSS

4674.png

Política

Poderes

Bastidores

Negócios

Análise

Opinião

Cerveja e chocolate? Experiências para fazer na Páscoa

Por 20/04/2019, 10h:55 - Atualizado: 20/04/2019, 10h:58

vinicius Masutti colunista lateral fixo

Vinícius Masutti

Provavelmente você nunca imaginou comer chocolate com cerveja né? Pois saiba que isso não tão incomum como parece porque os dois podem fazer combinações incríveis no paladar e vou te contar como.

Provavelmente você nunca imaginou comer chocolate com cerveja né? Pois saiba que isso não tão incomum como parece porque os dois podem fazer combinações incríveis no paladar e vou te contar como

Claro que aquela “tipo pilsen” do dia a dia não combina de jeito nenhum co chocolate, porque é um estilo de cerveja muito leve e sutil, mas existem mais de 120 estilos de cerveja, você já me ouviu dizendo isso, e entre eles, vários que combinam muito bem com chocolate, porque em geral tem características sensoriais parecidas.

O chocolate é feito com a amêndoa do cacau que é fermentada, tostada e moída, essa amêndoa é amarga, mas saborosa e cada fábrica define na receita quanto de cacau receberá o produto final.

O mesmo acontece por exemplo, com as cervejas escuras, lembre que não estou falando daquela cerveja preta comum feita com corante, aliás, contei pra você o mito da cerveja escura em outro texto, se não leu, faça um parênteses e leia aqui (“Os mitos da cerveja escura”). Mas voltando ao assunto, cervejas escuras de verdade são feitas com malte de cevada tostado ou torrado, que trazem á cerveja notas que remetem a chocolate. Portanto há estilos de cerveja que soinhos já lembram um ovo de Páscoa, mas vou te ajudar agora a combinar eles com chocolates.

Não se preocupe, caso ainda não esteja familiarizado com os estilos que citei, porque eles estão obrigatoriamente nos rótulos das cervejas, portanto basta procurar nos grandes supermercados ou ir a uma loja ou bar especializado e pedir

Para o chocolate branco, que é mais doce, porque é feita com a manteiga do cacau e muito açúcar, existem duas opções interessantes de harmonização. Pode ir muito bem com uma cerveja Sour (estilo azedo que geralmente leva frutas), porque sua acidez vai contrastar bem com a doçura do chocolate e suas notas frutadas serão acrescentadas ao chocolate. Mas, o chocolate branco também vai bem com um estilo chamado Porter, cerveja escura que lembra muito chocolate meio amargo, juntos na boca, gerarão um terceiro sabor, remetendo a doce de leite, uma delícia.

Chocolate preto ao leite, a maioria no mercado, tem ainda uma certa doçura, e por isso pede cervejas um pouco mais amargas para contrastar ou adocicadas para harmonizar por semelhança, mas também escuras, como é o caso de um Stout, de uma Bock ou uma Dubbel.

O chocolate amargo ou o meio-amargo é feito com mais cacau do que o ao leite, por isso tem mais amargor e portanto precisam de cervejas mais complexas, como a Imperial Stout ou a Dark Stong Ale (também conhecida como Quadruppel). São cervejas potentes com notas de torra e frutas escuras que combinam bem com esse tipo de chocolate.

Não se preocupe, caso ainda não esteja familiarizado com os estilos que citei, porque eles estão obrigatoriamente nos rótulos das cervejas, portanto basta procurar nos grandes supermercados ou ir a uma loja ou bar especializado e pedir. Recomendo que faça essa experiência e derrube o mito de que cerveja não combina com doces. Depois conte pra mim como foi. Agora é só aproveitar.

Saúde!

Vinícius H. Masutti é sommelier especializado em cervejas, formado pela Universidade Positivo e Barista pelo Senac-PR e escreve exclusivamente neste espaço todo sábado. É responsável pelo treinamento e pela carta de cervejas de mais de 40 estabelecimentos pelo país, presta consultoria para bares, empórios e restaurantes, promove cursos e treinamentos sobre a bebida. Nasceu no Paraná e fincou raízes em Cuiabá. E-mail: viniciusmasutti@gmail.com

Postar um novo comentário

primeiro escalão

6 secretários têm salário superior ao do governador; um deles, R$ 42 mil

Por 26/05/2019, 09h:05 - Atualizado: 41min atrás

Christiano Antonucci

Emerson Hayashida 680

Emerson Hayashida, que conduz CGE, ganha R$ 42,4 mil, incluindo VI e a vantagem por ocupar cargo comissionado

Seis secretários de Estado, incluindo controlador e procurador-geral, ganham mais que o governador Mauro Mendes, que recebe bruto R$ 20,2 mil mensais. Três entre os 16 do primeiro escalão têm vencimento dobrado em relação ao chefe do Executivo.

Postar um novo comentário

A importância do sorriso

Por 26/05/2019, 00h:14 - Atualizado: 25/05/2019, 20h:29

Dayanne Dallicani

Colunista Jackelyne Pontes

 

Fato inegável: o sorriso é o nosso cartão de visitas.  

Postar um novo comentário

23 de maio: marco histórico para o Brasil

Por 26/05/2019, 00h:01 - Atualizado: 25/05/2019, 09h:52

Rodrigues Souza

Rodrigues Souza

23 maio de 2019 tornou-se marco histórico para o Brasil e o Movimento de Lésbicas, Gays, Bissexuais, Travestis e Transexuais (LGBT). Data em que o Supremo Tribunal Federal (STF) obteve a maioria dos votos de seus ministros para criminalizar o ato de ódio e repulsa a população LGBT. Mesmo com o adiamento do julgamento, o processo já é simbolicamente vinculante e com efeitos normativos para o ordenamento jurídico brasileiro.

Postar um novo comentário

CERCO A INDÚSTRIAS

Mauro e desafio de cortar incentivos

Por 25/05/2019, 18h:14 - Atualizado: 25/05/2019, 18h:19

Christiano Antonucci

mauro mendes 680

 

Enquanto a Assembleia suspende as investigações da CPI dos Incentivos Fiscais, com promessa de retomada quando tiver equipe técnica no auxílio dos parlamentares, o governo segue reclamando de prejuízos milionários por causa de benefícios concedios ilegalmente no passado a várias empresas.

Postar um novo comentário

Comentários (1)

  • João | Sábado, 25 de Maio de 2019, 19h11
    3
    0

    Essa eu quero ver...

Enfim, aberta licitação do transporte

Por 25/05/2019, 10h:46 - Atualizado: 25/05/2019, 10h:54

onibus 680

 

A Prefeitura de Cuiabá, enfim, abre em 15 de julho a tão esperada licitação, em quatro lotes, para o transporte coletivo de passageiros, cuja concessão será por 20 anos, podendo prorrogá-la por mais 10.

Postar um novo comentário

A reforma administrativa não efetiva

Por 25/05/2019, 08h:40 - Atualizado: 25/05/2019, 08h:45

Nilson

Nilson Batista

Os dados do Relatório Resumido da Execução Orçamentária (RREO) do 1º bimestre do exercício de 2019 do estado de Mato Grosso, publicado no site da Secretaria de Estado de Fazenda (SEFAZ), mostra que as receitas correntes arrecadadas somaram R$ 2,52 bilhões. Se adicionarmos o valor das receitas intraorçamentárias, o valor total aumenta para R$ 2,79 bilhões. O mesmo relatório mostra que as despesas correntes empenhadas, que inclui pessoal, somaram R$ 2,13 bilhões. Se adicionarmos as despesas intraorçamentárias, o valor total aumenta para R$ 2,41 bilhões.

Postar um novo comentário

INíCIO
ANTERIOR
1 de 2776