Blog do Romilson Cuiabá, 25 de Junho DE 2019 Rdnews RDTV facebook twitter RSS

4674.png

Política

Poderes

Bastidores

Negócios

Análise

Opinião

primeiro escalão

6 secretários têm salário superior ao do governador; um deles, R$ 42 mil

Por 26/05/2019, 09h:05 - Atualizado: 26/05/2019, 21h:26

Christiano Antonucci

Emerson Hayashida 680

Emerson Hayashida, que conduz CGE, ganha R$ 42,4 mil, incluindo VI e a vantagem por ocupar cargo comissionado

Seis secretários de Estado, incluindo controlador e procurador-geral, ganham mais que o governador Mauro Mendes, que recebe bruto R$ 20,2 mil mensais. Três entre os 16 do primeiro escalão têm vencimento dobrado em relação ao chefe do Executivo.

O maior vencimento é do controlador-geral Emerson Hideki Hayashida, com R$ 42,4 mil. São R$ 30,3 mil como auditor de carreira, que tem direito a R$ 5,6 mil de verba indenizatória e, somam-se às vantagens, outros R$ 6,3 mil por ocupar o cargo comissionado de chefe da Controladoria.

O procurador Francisco de Assis Lopes, que comanda a PGE, e Rogério Gallo, secretário de Fazenda, ganham R$ 40 mil. O primeiro acumula R$ 33,6 mil como procurador primeira classe e mais R$ 6,3 mil pelo posto de procurador-geral. Mesma situação de Gallo, que também é efetivo como procurador.

Dois secretários fizeram opção para continuar na folha da Assembleia, o deputado licenciado Allan Kardec, secretário de Cultura, Esporte e Lazer que ganha R$ 25,3 mil e, Cesar Miranda, técnico legislativo de nível superior com subsídio de R$ 21,7 mil.

Analista de desenvolvimento econômico e social do Estado, Basílio Bezerra Guimarães, que toca a pasta de Planejamento e Gestão, completa a lista dos detentores dos maiores salários, recebendo R$ 22,2 mil.

Os demais secretários ganham R$ 18,2 mil brutos. São eles: Mauro Carvalho (Casa Civil), Alberto Machado (Gabinete do Governador), Silvano Amaral (Agricultura Familiar), Rosamaria de Carvalho (Assistência Social e Cidadania), Nilton Borgato (Ciência, Tecnologia e Inovação), Marioneide Kliemaschewsk (Educação), Marcelo de Oliveira (Infraestrutura e Logística), Mauren Lazzaretti (Meio Ambiente), Gilberto de Figueiredo (Saúde) e Alexandre Bustamannte (Segurança Pública).

Postar um novo comentário

Comentários (11)

  • Luiza Andrade | Segunda-Feira, 27 de Maio de 2019, 23h30
    2
    0

    Mas tem secretaria com escritório que atua na sema, seu irmão cuida dos seus interesses... sendo assim... esses rendimentos não significam nada! Até pouco tempo tinha contrato com Cipem... será que não defende os interesses do mesmo ainda!? Pq será q a fiscalização de madeira foi parar na sema sem estrutura e sem Pessoal nenhum que conhece do assunto!

  • kleber | Segunda-Feira, 27 de Maio de 2019, 16h48
    2
    1

    É UM ABSURDO UM AUDITOR E UM PROCURADOR GANHAR 33 MIL REAIS, E O GOVERNADOR E O PROCURADOR GALLO, TANTO FALA EM EXONERAÇÃO DE SERVIDORES, A MAIORIA DOS SERVIDORES GANHAM RAZOÁVEL.

  • CHIRRÃO | Segunda-Feira, 27 de Maio de 2019, 10h16
    6
    3

    TEM SECRETÁRIO AI QUE NÃO VALE "PIQUI RUIDO" VERGONHA!

  • alexandre | Segunda-Feira, 27 de Maio de 2019, 08h18
    12
    3

    por isso que estourou a LRF, pode exonerar tudo, que volta a margem prudencial... A CGE não deveria dar o exemplo ?

  • Nascimento | Segunda-Feira, 27 de Maio de 2019, 07h04
    7
    4

    ISTO APENAS VAI ACABAR NO FUTURO SE HOJE FIZER UMA NOVA LEI E OS NOVOS NÃO MAIS TIVEREM ESTES DIREITOS DIGAMOS "IMORAIS", MAS LEGAIS PERANTE A LEI.

  • José Carlos dos Santos | Segunda-Feira, 27 de Maio de 2019, 04h20
    9
    6

    Na minha opiniao o teto máximo para salário é de 15.000,00, valor suficiente pra qualquer cidadão viver. Enquanto tiver privilégio haverá desigualdade.

  • Vanuzia | Domingo, 26 de Maio de 2019, 22h28
    7
    11

    Estão trabalhando e ganhando honestamente! Affff

  • Jorge | Domingo, 26 de Maio de 2019, 17h51
    20
    2

    tem um ai que ainda ganha pra participar de alguns Conselhos de Empresas

  • walter liz | Domingo, 26 de Maio de 2019, 14h23
    13
    6

    São disparates que foram criados ao longo do tempo, tornaran-se leis , fica legal mas sem nexo. E mais a continuar dessa forma , o dinheiro para pagar não vai ter. Não tem caixa que aguente.

  • Cuiabano Cidadão | Domingo, 26 de Maio de 2019, 13h20
    16
    6

    Pode até ser legal (o que é discutível frente ao teto constitucional e sua caolha interpretação dada pelos tribunais superiores), mas certamente é imoral. Não há ente federativo que aguente esses descalabros.

TAXAS

OSCIP terá de devolver R$ 1,9 mi superfaturado e perde 10 contratos

Por 25/06/2019, 19h:04 - Atualizado: 01h atrás

joao batista tce 680

 

O TCE-MT está acabando com a farra das OSCIPs, que têm faturado alto diversas prefeituras usando o trunfo de parcerias para cobrar taxas administrativas com valores elevados.

Postar um novo comentário

PROTELAÇÃO

Por que o TRE veloz na cassação de Selma agora não julga embargos?

Por 25/06/2019, 14h:13 - Atualizado: 05h atrás

Geraldo Magela

selma arruda tre 680

 

Pergunta que não quer calar:

Postar um novo comentário

Comentários (3)

  • Joaquim Nabuco Miranda de Carvalho | Terça-Feira, 25 de Junho de 2019, 16h22
    4
    3

    Doutora Selma foi uma decepção. Deveria pedir pra sair e abandonar a vida pública.

  • mauricio souza | Terça-Feira, 25 de Junho de 2019, 16h21
    4
    1

    Gostei da definição: tartaruga com câimbra. Bem isso. kkkk

  • A. Carlos | Terça-Feira, 25 de Junho de 2019, 14h42
    6
    0

    Com a palavra, o TRE-MT.

CARGO FEDERAL

Ex-secretário assume o Ibama-MT

Por 25/06/2019, 09h:30 - Atualizado: 25/06/2019, 00h:24

gibson costa junior 680 ibama tenente-coronel

 

O tenente-coronel PM Gibson Almeida Costa Júnior, que comandou a Sema por alguns dias no final do ano passado, é o novo superintendente do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis.

Postar um novo comentário

Comentários (4)

  • jose carlos dos santos | Terça-Feira, 25 de Junho de 2019, 11h52
    2
    1

    exponencial de alta capacidade técnica e de operacionalização. Ótima escolha.

  • Tukinha Netto de Cuiabá-MT | Terça-Feira, 25 de Junho de 2019, 11h37
    2
    1

    parabéns pela escolha . É operacional tem estudo e técnico tem visão e desejo de mudança em todas as áreas que passou deixou portas abertas . Muito feliz por mais este amigo do bem , sempre bem . Eu Sou Tukinha Netto De Cuiabá-MT

  • José Carlos | Terça-Feira, 25 de Junho de 2019, 10h09
    4
    1

    Ganham o Ibama, o Meio Ambiente, Mato Grosso e servidores. Parabéns Presidente E Ministro, ótima escolha, pessoa séria, competente e comprometida com servir o público.

  • Malu Mendes Silva | Terça-Feira, 25 de Junho de 2019, 09h50
    5
    1

    Time bom, é time que prospera!

QUEDA-DE-BRAÇO

Todos perdem no duelo grevistas inoportunos x governo turrão

Por 24/06/2019, 23h:02 - Atualizado: 24/06/2019, 23h:10

greve 680

Profissionais da Educação, em assembleia-geral nesta segunda, quando decidiram pela continuidade da greve

De um lado, o Sintep, empurrando os educadores para uma greve num momento inoportuno e que completa um mês na próxima quinta, dia 27. De outro, o governador Mauro Mendes turrão, não dando trégua e nem abertura para negociação.

Postar um novo comentário

Comentários (8)

  • claudir | Terça-Feira, 25 de Junho de 2019, 10h00
    4
    0

    Vazam desses sindicatos pelegos, procurem sua sombra, tem tantas opções por aí, esqueçam o governo, deixa o contratador procurar profissionais para propostas condizentes com a classe. Enquanto tiver esse monte de gente aí se oferecendo para trabalhar, não vai mudar, é a lei da concorrência, diminua a oferta que aumenta a procura, simples de resolver, procurem suas sombras e saem dessa humilhação aí, vocês tão fazendo o jogo do sindicato, não funciona mais, sindicato é entidade vencida, obsoleto, inútil, não devolve o custo, lixo.... saiam disso...

  • alexandre | Terça-Feira, 25 de Junho de 2019, 09h27
    2
    0

    não tem dinheiro, não tem limite da LRF, pode fazer 100 anos de greve..

  • Roberto | Terça-Feira, 25 de Junho de 2019, 07h42
    4
    5

    Como você bem disse Romilson, os profissionais estão sendo ignorados pelo Governador. Quem sabe, quando a Educação for prioridade neste governo, as coisas mudam!!!

  • gilton | Terça-Feira, 25 de Junho de 2019, 06h59
    4
    1

    Ontem o STF em liminar deferiu o pedido do Estado, pra vir mais recurso porem, o Mauro Mendes vai usar o mesmo discurso de que está no limite responsabilidade fiscal, Ou seja, ora MM FALA QUE NÃO TEM RECURSO E QUANDO TEM USA A LEIS DE RESPONSABILIDADE FISCAL PRA NÃO CONCEDER OS REAJUSTO. MM é falastrão mesmo, é só blablabla.

  • Milena | Terça-Feira, 25 de Junho de 2019, 01h59
    6
    2

    Greve é uma resposta a esse" governo de mentiras".

  • Francisco de Assis | Segunda-Feira, 24 de Junho de 2019, 23h59
    13
    7

    Chega de greve. Vamos trabalhar, gente.

  • Fernando J. Mendonça | Segunda-Feira, 24 de Junho de 2019, 23h58
    13
    3

    Enquanto os professores continuarem sendo massa de manobra do Sintep, estaremos ferrados. O Sintep partidariza a discussão e aí o movimento perde força.

  • Glauber | Segunda-Feira, 24 de Junho de 2019, 23h41
    10
    12

    Inoportuno nada, temos as piores Cony de trabalho do estado, o pior salário. E temos nosso reajuste retirado de dorma ilegal. Enquanto temos a farra das renúncias fiscais. Mauzinho mentes só enchendo o bolso dos grandes empresários e agricultores.

NOS TRIBUNAIS

Delator vai enfrentar "enxurrada" de ações; Taques e Brustolin, primeiros

paulo brustolin 680

 

Apontado como um dos líderes de um esquema criminoso que desviou milhões dos cofres da Educação do Estado, o empresário Alan Malouf passa a enfrentar os tribunais ainda como réu, mas em ações movidas por suas vítimas.

Postar um novo comentário

CÁCERES E O FIPE-2019

Baixa do rio pode complicar largada das embarcações motorizadas

Por 24/06/2019, 10h:03 - Atualizado: 24/06/2019, 10h:21

junior trindade 680

 

A jogada estratégica do secretário de Turismo e Cultura de Cáceres, Júnior César Trindade, de transferir a edição do FIPE-2019 de maio ou junho para o período de 10 a 14 de julho, inicialmente para resolver um problema, que seria ter mais tempo para conseguir recursos, está correndo risco de arrumar um outro.

Postar um novo comentário

INíCIO
ANTERIOR
1 de 2381