Blog do Romilson Cuiabá, 26 de Maio DE 2019 Rdnews RDTV facebook twitter RSS

4674.png

Política

Poderes

Bastidores

Negócios

Análise

Opinião

CARGO COMISSIONADO

Após perder estabilidade, ex-prefeito volta à AL e com salário de R$ 18 mil

Por 20/04/2019, 08h:34 - Atualizado: 20/04/2019, 08h:43

A Assembleia Legislativa saiu com Demilson Nogueira, mas ele não saiu dela.

demilson nogueira 680

Filiado ao PP, Demilson Nogueira, que foi prefeito de Ponte Branca, vereador por Cuiabá e presidente do Intermat

Tornou-se servidor estável sem concurso público como técnico de Apoio Legislativo e com salário de R$ 18,5 mil. Mas a Justiça descobriu irregularidades na progressão de carreira de Demilson, que foi prefeito de Ponte Branca, na região do Araguaia, e anulou todos os atos do status de efetivo.

Demilson deu de ombro para essa história. Então suplente de vereador na Capital, assumiu provisoriamente cadeira na Câmara em abril de 2017. Depois foi indicado pelo PP para presidir o Intermat já no final do Governo Taques.

Eis que agora o homem que teve estabilidade cortada pela Justiça retorna à Assembleia. E resgata o bom salário de outrora. Desde 1º de março ocupa o cargo de secretário de Controle Interno, com os mesmos R$ 18,5 mil mensais.

Postar um novo comentário

Comentários (2)

  • Jésus Barra do Garças | Sábado, 20 de Abril de 2019, 11h25
    7
    1

    qUERIA SABER O QUE FAZ UM SECRETÁRIO DE CONTROLE INTERNO DA AL? ISSSO É PRÁ MAMAR OS 18,5 DE SALÁRIO DO NOSSO DINHEIRO. CAMBADA, UMA HORA ISSO ACABA

  • jose carlos | Sábado, 20 de Abril de 2019, 09h43
    7
    1

    Não adianta trocar, os velhos lobos voltam todos, temos é que parar de votar... é um tal de compromisso politico e nada de compromisso com o eleitor.

primeiro escalão

6 secretários têm salário superior ao do governador; um deles, R$ 42 mil

Por 26/05/2019, 09h:05 - Atualizado: 38min atrás

Christiano Antonucci

Emerson Hayashida 680

Emerson Hayashida, que conduz CGE, ganha R$ 42,4 mil, incluindo VI e a vantagem por ocupar cargo comissionado

Seis secretários de Estado, incluindo controlador e procurador-geral, ganham mais que o governador Mauro Mendes, que recebe bruto R$ 20,2 mil mensais. Três entre os 16 do primeiro escalão têm vencimento dobrado em relação ao chefe do Executivo.

Postar um novo comentário

A importância do sorriso

Por 26/05/2019, 00h:14 - Atualizado: 25/05/2019, 20h:29

Dayanne Dallicani

Colunista Jackelyne Pontes

 

Fato inegável: o sorriso é o nosso cartão de visitas.  

Postar um novo comentário

23 de maio: marco histórico para o Brasil

Por 26/05/2019, 00h:01 - Atualizado: 25/05/2019, 09h:52

Rodrigues Souza

Rodrigues Souza

23 maio de 2019 tornou-se marco histórico para o Brasil e o Movimento de Lésbicas, Gays, Bissexuais, Travestis e Transexuais (LGBT). Data em que o Supremo Tribunal Federal (STF) obteve a maioria dos votos de seus ministros para criminalizar o ato de ódio e repulsa a população LGBT. Mesmo com o adiamento do julgamento, o processo já é simbolicamente vinculante e com efeitos normativos para o ordenamento jurídico brasileiro.

Postar um novo comentário

CERCO A INDÚSTRIAS

Mauro e desafio de cortar incentivos

Por 25/05/2019, 18h:14 - Atualizado: 25/05/2019, 18h:19

Christiano Antonucci

mauro mendes 680

 

Enquanto a Assembleia suspende as investigações da CPI dos Incentivos Fiscais, com promessa de retomada quando tiver equipe técnica no auxílio dos parlamentares, o governo segue reclamando de prejuízos milionários por causa de benefícios concedios ilegalmente no passado a várias empresas.

Postar um novo comentário

Comentários (1)

  • João | Sábado, 25 de Maio de 2019, 19h11
    3
    0

    Essa eu quero ver...

Enfim, aberta licitação do transporte

Por 25/05/2019, 10h:46 - Atualizado: 25/05/2019, 10h:54

onibus 680

 

A Prefeitura de Cuiabá, enfim, abre em 15 de julho a tão esperada licitação, em quatro lotes, para o transporte coletivo de passageiros, cuja concessão será por 20 anos, podendo prorrogá-la por mais 10.

Postar um novo comentário

A reforma administrativa não efetiva

Por 25/05/2019, 08h:40 - Atualizado: 25/05/2019, 08h:45

Nilson

Nilson Batista

Os dados do Relatório Resumido da Execução Orçamentária (RREO) do 1º bimestre do exercício de 2019 do estado de Mato Grosso, publicado no site da Secretaria de Estado de Fazenda (SEFAZ), mostra que as receitas correntes arrecadadas somaram R$ 2,52 bilhões. Se adicionarmos o valor das receitas intraorçamentárias, o valor total aumenta para R$ 2,79 bilhões. O mesmo relatório mostra que as despesas correntes empenhadas, que inclui pessoal, somaram R$ 2,13 bilhões. Se adicionarmos as despesas intraorçamentárias, o valor total aumenta para R$ 2,41 bilhões.

Postar um novo comentário

INíCIO
ANTERIOR
1 de 2776