Blog do Romilson Cuiabá, 23 de Setembro DE 2020 Rdnews RDTV facebook twitter RSS

4674.png

Política

Poderes

Bastidores

Negócios

Análise

Opinião

Senado

Com Taques, comissão sobre reforma política será instalada

Pedro Taques   Único novato a integrar a Comissão Especial de Reforma Política do Senado, que será instalada às 12h desta terça (22), o senador Pedro Taques (PDT) promete defender dez pontos principais na discussão do grupo, que conta com dois ex-presidentes e mais seis ex-governadores. Ele pretende, no entanto, que primeiramente seja realizada uma discussão sobre o verdadeiro papel da reforma.

   “Precisamos saber se é só uma reforma política ou será uma reforma eleitoral também”, ressaltou. De acordo com ele, se forem discutidas as questões eleitorais, o debate precisa ser ampliado. E, neste caso, ele defende a valorização dos municípios no processo e a revisão do verdadeiro papel das medidas provisórias.

   Entre os pontos já defendidos pelo parlamentar estão o voto distrital, o finaciamento público das campanhas, sendo uma medida diretamente ligada a outra, o fim das coligações nas eleições proporcionais e o fortalecimento das legendas. “Nós temos mais de 30 partidos, o ideal é ficar com menos”, destacou.

   A comissão, que já foi destacada como prioridade pelo presidente do Senado, José Sarney (PMDB-AP), tem 45 dias para apresentar um anteprojeto de lei. Paralelamente a isso, a Câmara Federal também está montando uma comissão para discutir o assunto, que será composta por 40 deputados, entre eles o mato-grossente Valtenir Pereira (PSB).

   Mesmo na corrida contra o tempo, Taques já anunciou que, juntamente com Valtenir, vai realizar audiências públicas em Mato Grosso para levar o debate à população. A reforma eleitoral foi uma das bandeiras da campanha do senador pedetista.

Postar um novo comentário

Comentários (2)

  • José Braga | Terça-Feira, 22 de Fevereiro de 2011, 16h12
    0
    0

    Vá em frente Senador, realmente o senhor honra os votos recebidos, essa reforma politica já está mais que madura e precisa sair urgente e para 2012. Parabéns e força sempre. Abraços, Braga

  • hilda suzana veiga settineri | Terça-Feira, 22 de Fevereiro de 2011, 11h09
    0
    0

    MUITO FESTEJADA, POUCO DISCUTIDA Vejo com profunda preocupação os rumos que se tomam a caminho da chamada reforma política. Sinceramente, acho improvável reformar alguma coisa com os mesmos elementos. Dentre as várias combinações químicas, alterando percentuais de um e outro pode até se produzir algo novo, mas trará lá no fundo, numa espécie de célula originária o DNA que é o responsável pelo desencadeamento de tantas moléstias, as quais se pretendia evitar com a recombinação. Pergunto-me se alguém na sociedade brasileira foi consultado sobre o que se quer com a reforma política? Qual foi a forma? Plebiscitária? Nem dentro dos partidos políticos o assunto foi discutido. Agora os eleitos discutem a reforma política. Por quê? Na minha ingenuidade, acredito que vislumbrando a proteção de seus próprios mandatos. Sim. Estão a fazer leis, para eles mesmos, o que é “fato bastante natural” na tradição política. Na realidade o que eles pretende é isso mesmo, salvar mandatos. Muitos partidos definhando, sem ideologia, sem compromisso com seu programa de governo e outros tantos eleitos desejosos de mudar de partido e precisam de uma válvula escapatória. As vozes que ainda ecoam nos corredores da política nacional vem uma parcela da de 1970 ou anteriores ou são representativas daquele pensamento e outra, do processo das lutas de redemocratização com os desencadeamentos na década de 1980, também com alguns brotos. Salvar mandatos, partidos políticos não é tarefa de leis, mas do próprio processo democrático que através do sufrágio condena ou prolonga a vida política de uma agremiação ou de um mandato. O que fazer para manter-se no poder? Essa pergunta deve estar inquietando deputados e senadores brasileiros. Muitos vêem suas bases irem minando e podem sucumbir nas próximas eleições municipais. Não serão capazes de eleger prefeitos, vereadores que são muito mais correligionários, cabos eleitorais e vassalos por isso não executam com a competência e habilidade desejada as funções para as quais foram eleitos. Uma nova eleição ameaça sua continuidade, é preciso agir rápido ante o inevitável declínio. Cá, no meio da multidão fico a pensar: como engolir o bolo que está sendo feito? Hilda Suzana Veiga Settineri

TUDO DE NOVO

Nova votação do relatório da CPI na 5ª e base do prefeito tem desfalque

Por 22/09/2020, 20h:31 - Atualizado: 04h atrás

chico 2000

A nova votação em plenário do relatório da CPI do Paletó pode acontecer já na quinta (24) e, desta vez, em pleno período eleitoral e sob risco do prefeito investigado Emanuel Pinheiro ter um voto a menos entre os vereadores. É que Chico 2000 saiu de licença e o substituto Ralf Leite está impedido pela Justiça de assumir a cadeira.

Postar um novo comentário

SAINDO DA RESERVA

3 vice das maiores cidades agora querem cadeira de titular

Por 22/09/2020, 17h:44 - Atualizado: 07h atrás

welinton marcos 680

Três vice-prefeitos que ocupam mandatos entre as 10 maiores cidades mato-grossenses agora querem a cadeira de chefe do Executivo, com ou sem apoio dos atuais prefeitos.

Postar um novo comentário

PATRIMÔNIO

Os bens do milionário Júlio Campos

Por 22/09/2020, 06h:39 - Atualizado: 22/09/2020, 06h:42

julio campos 680

O folclórico e populista Júlio Campos, candidato a primeiro-suplente ao Senado na chapa de Nilson Leitão, costuma dizer, quando perguntado sobre bens patrimoniais, que "não é pobre, graças a Deus".

Postar um novo comentário

Comentários (10)

  • Dra Consolação Morada do Ouro | Terça-Feira, 22 de Setembro de 2020, 15h13
    14
    0

    Continue sendo manso d votando nesse milionário que tá se lixando com menos afortunados.

  • Beto | Terça-Feira, 22 de Setembro de 2020, 15h05
    10
    0

    E o q ainda quer mexer com política. Vai jogar dama.

  • marta | Terça-Feira, 22 de Setembro de 2020, 14h41
    7
    2

    vou dizer não gostei na epoca que jaime coligou com blairo maggi pra ajudar ele a ganhar , rolou muito coisa, blairo regassou cuiaba com chico galindo, ai agora a população esta mais atenta, blairo sumiu, junto com pagot, novack, o eder esta ai tentando se livrar, assim é a politica fora silval delação premiada, sumiu de mt, foi curtir pra são paulo,

Rondonópolis

Maior número de candidaturas dos últimos 20 anos beneficia Pátio

Por 21/09/2020, 19h:41 - Atualizado: 21/09/2020, 19h:46

ze do patio 680

Com 8 no páreo, Rondonópolis registra o maior número de candidaturas a prefeito dos últimos 20 anos. A maior quantidade de concorrentes nestas duas décadas se deu em 2004 e 2016, em ambos pleitos com quatro na disputa ao Executivo.

Postar um novo comentário

Comentários (1)

  • Francisco Assis roo | Terça-Feira, 22 de Setembro de 2020, 09h05
    1
    1

    Rondonópolis tem um istorico de não reeleger prefeito sendo assim Zé corre grande risco de não ganhar as eleição fica a dica e tem 3 candidato de esquerda pode dificultar pro Zé

VÁRZEA GRANDE

Após leilão, ex-prefeito anuncia apoio a Kalil

Por 21/09/2020, 17h:17 - Atualizado: 21/09/2020, 17h:19

wallace 680

Depois de se lançar a prefeito, valorizar o passe e entrar num verdadeiro leilão, o ex-prefeito varzea-grandense, médico Wallace Guimarães (PV), enfim, anunciou quem vai apoiar ao Executivo.

Postar um novo comentário

Comentários (1)

  • Everaldo | Segunda-Feira, 21 de Setembro de 2020, 19h24
    5
    1

    Não foi Jaime Campos, coisa alguma que convenceu o Dr.Wallace Guimarães, ex-Prefeito e ex-Deputado e ex-Vereador a apoiar o candidato do MDB Kalil Baracat,oque de fato pesou foi que Kalil foi Vereador e apoiou a gestão de Wallace entre 2013/15 e eram do mesmo partido PMDB,hoje MDB. Coincidentemente o habil Kalil conseguiu o apoio do DEM e da Prefeita Lucimar Campos, que realmente vem fazendo uma excelente admistração em VG. E isso...ok

NA ASSEMBLEIA

Esforço e pressão de um suplente pra não perder foro

Por 21/09/2020, 14h:44 - Atualizado: 21/09/2020, 14h:46

romoaldo 680

Encrencado na Justiça, com várias ações criminais no lombo ainda da época em que presidiu e foi ordenador de despesas da Assembleia, o suplente Romoaldo Júnior tem feito esforço para não deixar a cadeira de deputado.

Postar um novo comentário

INíCIO
ANTERIOR
1 de 2604