Blog do Romilson Cuiabá, 17 de Julho DE 2019 Rdnews RDTV facebook twitter RSS

4674.png

Política

Poderes

Bastidores

Negócios

Análise

Opinião

MILITARES

Para Fávaro, intervencionistas desconhecem história e não exercem papel de cidadã

Por 02/06/2018, 08h:00 - Atualizado: 03/06/2018, 07h:56

Pré-candidato ao Senado pelo PSD, o ex-vice-governador Carlos Fávaro atribui as manifestações pela intervenção militar à falta de conhecimento da história. Além disso, afirma que os chamados intervencionistas preferem entregar aos militares a responsabilidade de administrar o país para não exercerem suas responsabilidades enquanto cidadãos.

Gilberto Leite/Rdnews

vice governador carlos favaro

Pré-candidato, Fávaro diz que os intervencionistas pedem a volta dos militares ao poder por desconhecer a história

“A crise existe porque as pessoas se afastam da política, se afastam do seu dever de cidadão e delegam para os outros a responsabilidade de administrar o país. É muito fácil pedir para os militares fazer uma intervenção e calar todo mundo. Quem pede isso, nem sabe o que é”, afirmou Fávaro em entrevista ao .

Fávaro também lembrou o caso do caminhoneiro que reivindicava intervenção militar na BR-364 e ficou magoado após ser agredido por militares que usaram a força para desobstruir a pista para passagem de um comboio sob escolta. Segundo ele, a situação inusitada comprova a falta de conhecimento dos intervencionistas.

A greve dos caminhoneiros ocorreu por 10 dias e parou o Brasil. Em Mato Grosso houve desabastecimento de combustível, alimentos como frutas e verduras e ração para animais, até mesmo o fenômeno do canibalismo em granjas de aves e suínos foi registrado. Os bloqueios nas BRs só tiveram um fim depois do presidente Michel Temer anunciar dois acordos feitos com os caminhoneiros e garantir a redução de R$ 0,46 por litro de óleo diesel e outras demandas. Em alguns casos, os manifestantes só cederam com a ação das forças policiais e do Exército.

“Democracia é difícil, significa respeitar as pessoas. O problema é que muitos confundem democracia com anarquia, que acham que podem tudo e tem muitos direitos e poucos deveres. Ao invés de intervenção militar, o Brasil precisa de brasileiros com compromisso com um novo país. Se cada um fazer sua parte, ser um cidadão mais responsável, nós teremos uma grande nação”, completou.

Além do episódio do caminhoneiro, a ação dos intervencionistas chamou atenção em Cuiabá no decorrer da semana. Manifestantes de verde e amarelo fizeram passeatas e chegaram a se ajoelhar em frente aos quartéis pedindo para os militares derrubarem o presidente da República Michel Temer (MDB) com objetivo de “salvar” o Brasil do comunista que imaginam que está sendo implantado.

Postar um novo comentário

Comentários (5)

  • Maurício Pereira | Quinta-Feira, 13 de Setembro de 2018, 08h31
    0
    0

    A crise existe porque as pessoas se afastam da política, se afastam do seu dever de cidadão e delegam para os outros a responsabilidade de administrar o país.SE NÃO FOSSE PARA DELEGAR RESPONSABILIDADES AOS POLÍTICOS PARA ELES ADMINISTRAREM O PAIS, NÃO SERIA NECESSÁRIO ELEGER NINGUÉM COM ALTOS SALÁRIOS E REGALIAS.

  • Marcus | Domingo, 03 de Junho de 2018, 08h55
    2
    1

    Tudo quanto cidadão que mete a mão grande no dinheiro público e contra a intervenção militar porque sera. Porque tem que continuar a meter a mão como numa maldição. Votiiiii cruz credo desse povo

  • Davi | Sábado, 02 de Junho de 2018, 16h27
    5
    2

    A Marcha Pela Família foi uma série de manifestações públicas ocorridas entre 19 de março e 8 de junho de 1964 no Brasil em resposta ao que foi considerado pela sociedade uma ameaça comunista representada pelas ações dos grupos radicais e pelo discurso em comício realizado pelo então presidente João Goulart em 13 de março daquele mesmo ano. Na data, o mandatário assinou dois decretos, permitindo a desapropriação de terras numa faixa de dez quilômetros às margens de rodovias, ferrovias e barragens e transferindo para a União o controle de cinco refinarias de petróleo que operavam no país. Além disso, prometeu realizar as chamadas reformas de base, uma série de mudanças administrativas, agrárias, financeiras e tributárias, garantindo o que chamava de justiça social, que NA VERDADE NÃO PASSAVE DE UM GOLPE COMUNISTA, que transformaria o Brasil em uma Cuba ou Venezuela, estatizando a propriedade privada. A CF de 1988 foi criada e promulgada sob a égide de corruptos e de viés comunistas, os terroristas de outrora criaram uma constituição que lhes garantiu a ascensão ao poder, o enfraquecimento ou engessamento dos militares e a impunidade. Após a "redemocratização" a educação cumpriu bem o seu papel criando o ambiente de alienação ideológica e de ativismo político cego que nos conduziu à aceitação de um governo corrupto como se não tivéssemos outra opção, grande parte desse processo de doutrinação se fundamenta nos livros didáticos fornecidos pelo MEC.

  • Carlos Nunes | Sábado, 02 de Junho de 2018, 15h18
    6
    2

    Puxa vida! Quando teve intervenção militar a partir de 1964, fui contra...era do MDB - manda brasa. Hoje vendo que são assassinados no país anualmente mais de 50 mil pessoas, e tem ano que chega aos cem mil...que saudade dos militares. O país virou um antro de ladrões. Muitos políticos, até acima de qualquer suspeita, hoje são apontados pelo delatores premiados, que abrem o bico e dizem na cara: Esse? Pediu propina também. Passei na banca de jornais, e vi a Revista ISTO É, na capa tá a delação do Palloci, que conta as peripécias do tio Lula, fala também da Dilma, da Gleici. Tio Lula, segundo o Palloci, seu braço direito, só gostava de receber propina superior a 10 milhões, menos que isso não aceitava. Não apareceu até agora nenhum partido de coragem pra lançar como candidato a presidente um General - daqueles bem patriota, honesta e competente. Se ele garantisse que ia parar a roubalheira desgraçada no pais...ganhava no primeiro turno. Eu votava nele. Não existe partidos de coragem no Brasil, infelizmente. Como tem vai aparecer o General, vou de Capitão Bolsonaro mesmo. O Brasil, pra endireitar, precisaria era o Capitão América, mas como este é só personagem do gibi, vamos tentar o Capitão Bolsonaro mesmo. Mas só Bolsonaro não adianta...temos que eleger um NOVO Congresso Nacional...NOVOS senadores, NOVOS deputados federais. Tudo novinho, zerado.

  • Buno | Sábado, 02 de Junho de 2018, 11h22
    5
    3

    Todo corrupto tem medo de uma intervenção militar no país. Será porque?

ESCUTAS NO GAECO

Promotor da "grampolândia" já deveria ter sido afastado do cargo

Por 17/07/2019, 09h:11 - Atualizado: 01h atrás

marco aurelio 680 promotor

O promotor de Justiça Marco Aurélio de Castro, ex-coordenador do Gaeco, braço investigativo do Ministério Público, já deveria ter sido afastado do cargo. São gravíssimas as denúncias contra ele e outros membros do MPE sobre escutas telefônicas e outras práticas ilegais.

Postar um novo comentário

Comentários (2)

  • Manoel | Quarta-Feira, 17 de Julho de 2019, 10h33
    5
    0

    Isso é o que o povo espera! Quero ver o MP cortar na própria carne, pois, na carne dos que não são seus pares, eles cortam. E o fazem com gosto.

  • aurelindo | Quarta-Feira, 17 de Julho de 2019, 09h44
    7
    0

    Excelente opinição, digno de um sério jornalista que és...

SAÚDE EM CUIABÁ

PS será fechado em setembro para abrigar depois o Hospital da Família

Por 16/07/2019, 15h:17 - Atualizado: 16/07/2019, 15h:25

Luiz Alves

pronto socorro 680

O agora velho Pronto-Socorro de Cuiabá, de tantas vidas salvas, de mortes e polêmicas, vai ser fechado em setembro, 29 anos depois de ter sido inaugurado pelo então prefeito Frederico Campos.

Postar um novo comentário

Comentários (1)

  • Marcelo Amorim | Terça-Feira, 16 de Julho de 2019, 22h29
    2
    4

    Triste... enquanto estiver em reforma....a população vai pra UPA? Se for assim estamos cerrados, pois com o Pronto Socorro aberto ficamos horas e horas para ser atendido, imagine com ele fechado. Lamentável... quem sofre é a população, pois para o novo Hospital só vai quem é escolhido como acontece com o São Benedito

PAUTA BOMBA

Votação do projeto que suspende pesca por 5 anos fica para setembro

Por 16/07/2019, 09h:45 - Atualizado: 16/07/2019, 09h:49

mauren sema 680

A Mesa Diretora da Assembleia, já envolvida com tantas pautas bombas, resolveu empurrar para depois de setembro a discussão da Mensagem 107 do governo que propõe suspender todo tipo de pesca nos rios de Mato Grosso por cinco anos.

Postar um novo comentário

Comentários (1)

  • carla | Terça-Feira, 16 de Julho de 2019, 20h51
    0
    1

    Será que o nosso governador está com medo? está recuando nem estudo técnico ele tem para fechar a pesca em nosso estado por 5anos, chega de mimimi Governador sua função é Governar para o povo e não para a Elite, não se cansa em dar o tiro no pé????

ESTILO BOLSONARO

Após "tiro no pé", Bezerra recorre à bancada nacional para obter cargos

Por 15/07/2019, 20h:18 - Atualizado: 15/07/2019, 20h:23

carlos bezerra 680

Aos 78 anos, o deputado mato-grossense Carlos Bezerra resolveu partir para o plano B para conquistar espaço e indicar apadrinhados no Governo Bolsonaro.

Postar um novo comentário

ENCONTRO E HOMENAGENS

Cúpula do Judiciário em Cuiabá e com 2 condecorações a Toffoli

Por 15/07/2019, 18h:44 - Atualizado: 15/07/2019, 18h:52

dias toffoli 680

Cuiabá vai se transformar na sede do Judiciário nacional, a partir de quinta (18). Começa com uma sessão solene no Tribunal de Justiça, as 11h, da mesma quinta, marcando a entrega da Medalha do Mérito Judiciário Desembargador José de Mesquita para o presidente do Supremo e do CNJ, ministro Dias Toffoli.

Postar um novo comentário

Comentários (1)

  • Dirceu | Segunda-Feira, 15 de Julho de 2019, 19h18
    8
    1

    Uns abastados bajulando os mais abastados ainda. Deixando de cuidar dos processos q são coisas mais importantes. Revoltante

Réplica do Pantanal em Zurique carrega "de carona" adesivo de Teté

Por 15/07/2019, 15h:01 - Atualizado: 15/07/2019, 15h:09

tete_suica

Acima, no detalhe, é possível ver o número utilizado pela ex-deputada Teté em 2010, quando ela teve 22.964 votos

Um adesivo de campanha da ex-deputada estadual e ex-secretária de Turismo Teté Bezerra (MDB) está eternizado no Zoológico de Zurique, Suíça, que tem uma réplica da Transpantaneira de Mato Grosso - que abriga, entre outras coisas, o que seria a unidade da Polícia Ambiental. Uma turista gravou um vídeo em que mostra os detalhes do local.

Postar um novo comentário

INíCIO
ANTERIOR
1 de 2392