Blog do Romilson Cuiabá, 26 de Novembro DE 2020 Rdnews RDTV facebook twitter RSS

4674.png

Política

Poderes

Bastidores

Negócios

Análise

Opinião

EDITORIAL

Crime de magistrados é 2º escândalo pós-Leopoldino e envergonha MT

23/02/2010, 20h:49 - Atualizado: 26/12/2010, 12h:25

   A decisão do Conselho Nacional de Justiça de mandar para a compulsória prematuramente 10 magistrados, entre eles os desembargadores José Ferreira Leite, ex-presidente do TJ e grã-mestre da Ordem Maçônica do Estado, José Tadeu Cury e o presidente Mariano Travassos, envergonha o Judiciário mato-grossense. Os três desembargadores e sete juízes foram condenados por desvio de cerca de R$ 1,5 milhão do Tribunal para cobrir os prejuízos com a quebra de uma cooperativa criada por maçons. Trata-se do segundo escândalo envolvendo várias autoridades do Judiciário de MT com repercussão nacional. O intrigante é que esse tipo de punição a magistrados envolvidos em atos ilícitos se configura uma promoção, já que continuam recebendo gordos salários para o resto da vida.

   O primeiro escândalo no Tribunal de Justiça aconteceu em 1999, quando o então juiz Leopoldino Marques do Amaral, em notícia-crime, denunciou venda de decisões judiciais ou corrupção no serviço público. Leopoldino foi assassinado um mês depois de fazer o relato. O corpo foi achado em Concepción, no Paraguai. A PF concluiu que a morte não tinha ligação com as acusações feitas pelo juiz. Apesar disso, a imagem do Judiciário ficou manchada desde aquela época.

    Seis desembargadores da ativa e um aposentado do TJ respondem no Superior Tribunal de Justiça a ações de notícia-crime por venda de sentença ou corrupção. Numa das acusações, há relato de "uma corretagem de sentenças" por R$ 70 mil a R$ 300 mil. O TJ tinha 20 desembargadores (hoje são 30 cadeiras). Os processos envolviam outros dois, que morreram antes do julgamento. A primeira ação começou em outubro de 1999. O autor de três dos quatro processos é o Ministério Público Federal. Na notícia-crime 196, por exemplo, o STJ determinou até a quebra do sigilo bancário do desembargador aposentado Odiles de Freitas Souza. Onze anos depois, os embates na Justiça prosseguem e ninguém foi punido.

    Efeito CNJ

   De lá para cá surgiu o CNJ, com o propósito de moralizar a Justiça. As marteladas sobre cabeça de magistrados que cometem crimes começam a aparecer com maior rigor, embora tardiamente. Quanto não sentem na pele a injustiça cometida pela Justiça, nas mãos de juízes e desembargadores criminosos?

    As "punições" decretadas nesta terça (23) entram para a história. Foi uma decisão unâmine dos conselheiros do CNJ. Além dos três desembargadores, foram condenados os juízes Marcelo Souza de Barros e Marcos Aurélio dos Reis Ferreira (filho de José Ferreira Leite), Antônio Horácio da Silva Neto, Juanita Clait Duarte, Graciema Caravellas, Maria Cristina Simões e Irênio Lima Fernandes.

   É inacreditável que alguns magistrados, que até se consideram Semi-deuses e são tidos, sob a ótica da Justiça, como espelhos de uma sociedade justa, venham a cometer atos ilícitos, ferindo as leis impostas por eles próprios. São bem remunerados. O subsídio supera a R$ 20 mil mensais (presidente do TJ ganha R$ 24 mil), fora uma série de outras vantagens, privilégios e regalias, bancados pelo cidadão. Quando membros do Judiciário que têm a missão de resolver os conflitos que surgem na sociedade cometem crimes, não se tem mais a quem recorrer.

Postar um novo comentário

Comentários (11)

  • Lena Liz | Quarta-Feira, 24 de Fevereiro de 2010, 10h10
    2
    0

    Lena Liz, Há expressões agressivas, ofensas e/ou denúncias sem provas. Queira, por gentileza, refazer o seu comentário

  • Maciel | Quarta-Feira, 24 de Fevereiro de 2010, 09h52
    2
    0

    Deveria anular de todos esses Juizites o registro na OAB.

  • roberto | Quarta-Feira, 24 de Fevereiro de 2010, 09h33
    2
    0

    roberto, Há expressões agressivas, ofensas e/ou denúncias sem provas. Queira, por gentileza, refazer o seu comentário

ONTEM E HOJE

Coronel que ajudou a eleger Abílio hoje quer distância do ex-aliado

Por 26/11/2020, 19h:16 - Atualizado: 01h atrás

leovaldo sales 680

O coronel PM da reserva Leovaldo Sales, secretário de Ordem Pública de Cuiabá, foi o coordenador e braço fundamental da campanha vitoriosa de Abílio Júnior a vereador, em 2016. Ajudou a arregimentar votos de centenas de fiéis. 

Postar um novo comentário

Rumo às urnas

Abílio avalia se vai ao debate da TV Vila Real

Por 26/11/2020, 16h:52 - Atualizado: 03h atrás

abilio_680

Abílio Júnior (Pode) está refletindo se comparece ou não ao debate, nesta sexta (27), na TV Vila Real, do grupo Gazeta de Comunicação.

Postar um novo comentário

Comentários (11)

  • João José da Silva | Quinta-Feira, 26 de Novembro de 2020, 19h11
    4
    12

    Abílio não vai a esse debate, grupo gazeta está do lado de Emanuel.

  • Francisco Sales | Quinta-Feira, 26 de Novembro de 2020, 18h42
    13
    7

    Se ñ for, vai ser sua sentença de morte, pois vai mostrar fraqueza e medo e, que é covarde. Tem de ir nos dois debate.

  • Monica Moraes | Quinta-Feira, 26 de Novembro de 2020, 18h30
    13
    4

    O CARA SO SABE FALAR DE PALETO COMO ELE MESMO NAO SABE OQUE VAI FAZER POR CUIABA FICA NESSA MESMICE IGUAL RELOGIO CUCO

CÂMARA DE CUIABÁ

Dos 10 vereadores reprovados, Toninho foi o menos votado confira

Por 26/11/2020, 10h:57 - Atualizado: 09h atrás

toninho de souza 680

Dos 10 vereadores da Capital que não conseguiram se reeleger, o menos votado foi Toninho de Souza (PSDB), justamente o campeão de votos das urnas de 2016. Toninho saiu de 5.620 votos conquistados há quatro anos para apenas 885 desta vez.

Postar um novo comentário

JOGO ELEITOREIRO

Jurídico chancela manobras para Neurilan se perpetuar no poder veja

Por 25/11/2020, 21h:05 - Atualizado: 25/11/2020, 21h:15

debora simone neurilan 680

Advogada Débora Simone Rocha Faria, coordenadora jurídica da AMM, e o presidente Neurilan Fraga: manobras

As várias mudanças no estatuto da AMM, aprovadas em 19 de novembro do ano passado e registradas em cartório, foram conduzidas pelo "eterno" presidente Neurilan Fraga e pela advogada Débora Simone Rocha Faria, coordenadora-jurídica da entidade há vários anos.

Postar um novo comentário

Comentários (5)

  • Gutemberg Abreu | Quinta-Feira, 26 de Novembro de 2020, 14h23
    5
    0

    Quem paga esse cidadão é o dinheiro dos municípios, portanto do povo! chega de manobra, vai trabalhar!

  • Mauricio | Quinta-Feira, 26 de Novembro de 2020, 09h45
    3
    0

    Mauricio, Há expressões agressivas, ofensas e/ou denúncias sem provas. Queira, por gentileza, refazer o seu comentário

  • DE OLHO | Quinta-Feira, 26 de Novembro de 2020, 08h51
    14
    2

    SERVE PRA QUE ESSA AMM ?? ALÉM DE NADA ?

PEÇA ORÇAMENTÁRIA

Duodécimo do MPE já é quase igual ao da Assembleia

Por 25/11/2020, 16h:25 - Atualizado: 25/11/2020, 16h:30

orcamento 2021 680 mt

O Ministério Público Estadual está prestes a alcançar o valor do duodécimo da Assembleia Legislativa.

Postar um novo comentário

Comentários (2)

  • ILDO FACCIO | Quinta-Feira, 26 de Novembro de 2020, 09h51
    4
    0

    Mas o duodécimo do MP deveria ser maior que da Assembléia mesmo, porque na Assembléia são 24 Deputados e um único espaço físico, que é próprio, já o MP são mais de 200 Promotores, e pelo menos 141 Unidades instaladas uma em cada Município (nem todos os municípios tem promotoria por falta de ORÇAMENTO), além de todas as estruturas de servidores, veículos, equipamentos e manutenção, ou seja, onde tem mais gastos efetivamente? CLARO QUE É NO MINISTÉRIO PÚPLICO.

  • alexandre | Quarta-Feira, 25 de Novembro de 2020, 18h56
    12
    1

    O dinheiro que sobra nos poderes,falta no executivo.

MANOBRAS NA AMM

Neurilan altera estatuto de novo; 87 novos prefeitos não poderão votar

Por 25/11/2020, 11h:47 - Atualizado: 25/11/2020, 11h:52

neurilan fraga 680

Em mais uma manobra para se perpetuar no poder, o presidente da AMM, Neurilan Fraga, já no segundo mandato e com mais de R$ 20 mil de salário, levou de novo a diretoria a alterar regras do estatuto para se auto-beneficiar eleitoralmente.

Postar um novo comentário

Comentários (10)

  • Luciano | Quinta-Feira, 26 de Novembro de 2020, 06h54
    4
    1

    Hugo Chaves da AMM...

  • Lindaura de Souza | Quarta-Feira, 25 de Novembro de 2020, 21h04
    2
    0

    Lindaura de Souza, Há expressões agressivas, ofensas e/ou denúncias sem provas. Queira, por gentileza, refazer o seu comentário

  • joao pequeno | Quarta-Feira, 25 de Novembro de 2020, 17h36
    1
    0

    joao pequeno, Há expressões agressivas, ofensas e/ou denúncias sem provas. Queira, por gentileza, refazer o seu comentário

INíCIO
ANTERIOR
1 de 2633