Blog do Romilson Cuiabá, 21 de Abril DE 2021 Rdnews RDTV facebook twitter RSS

4674.png

Política

Poderes

Bastidores

Negócios

Análise

Opinião

Contraponto

Edivá elogia venda da Travessa do Cotovelo

04/01/2010, 13h:19 - Atualizado: 26/12/2010, 12h:15

Edivá Alves   Responsável pelos projetos de readequação do tráfego de veículos da Capital com vistas aos jogos da Copa do Mundo de 2014, o secretário de Trânsito e Transportes Urbanos Edivá Alves (PSDB) saiu nesta segunda (4) em defesa da comercialização da Travessa Tuffick Affi, conhecida como Travessa do Cotovelo, no Porto. O trecho foi vendido em junho pela prefeitura por R$ 1,6 milhão ao supermercado Atacadão, do grupo Carrefour, e gerou polêmica na Capital.

   Em contraposição aos críticos da venda, que destacam a utilização da travessa como opção para as pessoas que pretendem se dirigir à região da feira do Porto, Edivá garante que a medida trará “benefícios incontáveis” para que o tráfego de veículos. "Muita gente já reclamava daquilo lá, achava esquisito o contorno fechado, o risco de colisões. A prefeitura resolveu essa questão de forma definitiva e a contento geral, conforme poderá ser comprovado no ato da operacionalização das mudanças definidas".

   Segundo ele, a travessa vai continuar existindo, mas com novo nome. "Ao contrário do que se propagou ela não foi extinta e, sim, deslocada mais à frente. Vai existir com novo nome. Apenas será fechada na atual localização. Além disso, a pista que liga as avenidas Beira Rio e Prainha passa a ter, pelo nosso projeto, três faixas. Isto significa uma melhoria concreta no trânsito de veículos naquela área".

   Edivá explica que também haverá a pista de acesso ao pátio do supermercado Atacadão que será deslocada para a Prainha. "O supermercado se comprometeu a transferir seu depósito da Avenida XV de Novembro para os fundos da empresa. A grande vantagem desta mudança é o corte definitivo do movimento de carretas que descarregam mercadorias na XV de Novembro e que, consequentemente, trava o fluxo de carros no lugar”.

   Conforme Edivá, os representantes do supermercado se comprometeram a colocar as mudanças em prática até meados de março. O sistema de semáforos da região também será modernizado. “A meu ver, Cuiabá ganha com isso, pois a rua não será extinta, e o movimento de veículos pesados na XV de Novembro vai desaparecer de vez”, assegura.

Postar um novo comentário

Comentários (14)

  • Souza | Quarta-Feira, 06 de Janeiro de 2010, 07h58
    0
    0

    Esse modismo de vender rua pode ter começado em Nobres (MT), onde um ex-prefeito tentou vender uma rua (Porto Público) e a trama foi descoberta por um vereador. Só que, quem pagou o adiantamento não conseguiu reaver o dinheiro. Tomou um "banho" do então prefeito, entre 97 a 2.000, como contou o vereador que desfez a negociação. Geralmente, quem adquire esse tipo de imóvel são empresas que atuam no ramo de produtos alimentícios, como o Atacadão e o Beco do Cotovelo. Esse Devair, hein?

  • Indio do Brasil Ferreira Araujo | Terça-Feira, 05 de Janeiro de 2010, 01h09
    0
    0

    Vamos Parabenizar nosso Prefeito: Ele resolveu o Problema da Travessa do Cotovelo e Criou um Calcanhar de Aquiles para sua Campanha. Ajuda Ele a chupar essa Manga agora Edivá!!!!!! Tô sentindo que essa Manga vai azeda demais nessa Campanha kakakakkakakaaaaa.Indio do Brasil

  • clarice menezes | Terça-Feira, 05 de Janeiro de 2010, 00h05
    0
    0

    Será que não querem comprar a rua da minha casa e dividirmos com os moradores da rua??????????

RUMO A 2022

Direita se reúne e já tem nomes articulados para Governo e Senado

Por 20/04/2021, 20h:38 - Atualizado: 06h atrás

deputados direita reuniao

A um ano e seis meses das eleições gerais, a direita já se articula por candidaturas proporcionais e majoritárias em Mato Grosso.

Postar um novo comentário

RUMO A 2022

Quem são os nomes do Araguaia na pré-disputa para deputado federal

Por 20/04/2021, 18h:48 - Atualizado: 08h atrás

antonio bosaipo 680

O Grande Araguaia, com seus 35 municípios, apresenta uma "inflação" de pré-candidatos para 2022 não só a deputado estadual, mas também para federal.

Postar um novo comentário

Comentários (4)

  • Carina | Terça-Feira, 20 de Abril de 2021, 20h34
    8
    7

    Bosaipo na cabeça

  • Olavo Behling | Terça-Feira, 20 de Abril de 2021, 19h57
    8
    8

    Chegou a hora de colocarmos sangue novo na Câmara dos Deputados em Brasília. Em 2022 Antonio Bosaipo é o nome preferido.

  • Sérgio Ramos | Terça-Feira, 20 de Abril de 2021, 19h35
    1
    3

    Com tantos candidatos o resultado será novamente o Vale do Araguaia sem nenhum representante.

PREGÃO

Em compra gigante, Cáceres inclui 633 ares-condicionados

Por 20/04/2021, 16h:40 - Atualizado: 06h atrás

wilson kishi 680

A Prefeitura de Cáceres fará um pregão gigante, em 4 de maio, para adquirir materiais permanentes, como mobiliário, equipamentos e ares-condicionados, de modo a atender demandas estruturais de 10 secretarias.

Postar um novo comentário

AMPLIANDO BASE

O avanço político de Max

Por 20/04/2021, 10h:34 - Atualizado: 20/04/2021, 10h:36

Rdnews/arquivo

max russi 680

Sem alarde, o deputado Max Russi, que atua em três frentes, está ampliando sua base eleitoral.

Postar um novo comentário

Comentários (3)

  • João Batista Vasconcelos Junior | Terça-Feira, 20 de Abril de 2021, 19h35
    0
    3

    Este é sem sombra de duvida um politico moderno, competente e inteligente. Parabéns Deputado Max, pelo brilhante trabalho que faz a frente da Assembleia como seu presidente.

  • braytner bremer fialho | Terça-Feira, 20 de Abril de 2021, 13h33
    5
    13

    Max um grande líder politico, foi o melhor prefeito de jaciara hoje uma liderança no estado de mato grosso tem nosso respeito , e nossa admiração , pois o deputado luda por todos Mato-Grossenses, em pouco tempo vai ser nosso governador, pode contar comigo deputado.

  • Davi | Terça-Feira, 20 de Abril de 2021, 11h42
    15
    8

    Mal se elegeu deputado. Carrega o peso de ter sido base do REJEITADO Taques e agora do REJEITADO Mauro Mendes. Não se surpreendam com o resultado das urnas. Esse é o primo irmão do WS - se não tomar cuidado não alcança os 12 mil votos.

INFIDELIDADE PARTIDÁRIA

Pra se salvar, Cattani cita BO, arrola 6 testemunhas e quer ação extinta

Por 19/04/2021, 18h:48 - Atualizado: 19/04/2021, 18h:51

gilberto cattani 680

Em sua contestação ao pedido de cassação do mandato por infidelidade partidária, o recém-empossado deputado Gilberto Cattani alega que o suplente Emilio Populo, que pleiteia a cadeira, ajuizou ação antes do prazo estabelecido, o que contraria a norma eleitoral.

Postar um novo comentário

Comentários (4)

  • Fabinn | Terça-Feira, 20 de Abril de 2021, 08h45
    9
    0

    Tosco, porém, esperto quando se trata de dinheiro e poder! Pra quem estava apagado la nos rincões de Nova Mutum, a coisa esta ficando gostosa

  • marlon lopes | Terça-Feira, 20 de Abril de 2021, 07h10
    12
    0

    Esse nao tem futuro....vai voltar para o curral

  • Sônia Campos | Segunda-Feira, 19 de Abril de 2021, 21h52
    8
    1

    Nada haver essa justificativa! Jogou no lixo o entendimento jurídico Eleitoral

RUMO AO SENADO

Só apoio de Bolsonaro não elege Medeiros

Por 19/04/2021, 14h:20 - Atualizado: 19/04/2021, 14h:22

jos� medeiros 680

Num Estado em que a principal engrenagem que puxa a economia é o agronegócio, apenas o apoio político de Bolsonaro não será suficiente para eleger José Medeiros senador nas urnas do próximo ano, mesmo com boa parte do eleitorado considerado conservador e inclinado às ideologias de direita.

Postar um novo comentário

Comentários (13)

  • elias | Terça-Feira, 20 de Abril de 2021, 09h49
    7
    0

    morrerão abraçados na praia

  • SEBASTIÃO BENILDO RCOHA | Segunda-Feira, 19 de Abril de 2021, 20h30
    20
    2

    Não é todo dia que acefalia substitui cerebro pensante e estrutura. fALA BOBAGEM DEMAIS, NÃO TEM PROJETO NEM PROPOSTA PRA SOCIEDADE. BABA OVO NÃO CRIA IMGAGEM PROPRIA.

  • Citizenship | Segunda-Feira, 19 de Abril de 2021, 19h48
    8
    1

    A regra de proibição de coligações partidárias em eleições parlamentares produz efeitos interessantes. Deputado federal de um partido pequeno parece vislumbrar um cenário de não reeleição e então discute uma candidatura majoritária, a senador. Será que este é o motivo?

INíCIO
ANTERIOR
1 de 2696