Blog do Romilson Cuiabá, 26 de Setembro DE 2020 Rdnews RDTV facebook twitter RSS

4674.png

Política

Poderes

Bastidores

Negócios

Análise

Opinião

COMUNICAÇÃO

Época aborda "sombra de Lula" para sucessor

   A revista Época que chega a Mato Grosso a partir deste domingo (10) mostra quais devem ser os caminhos adotados pelo próximo presidente da República após a saída de Luiz Inácio Lula da Silva, que comandou o país nos últimos 8 anos. "Das seis eleições presidenciais disputadas desde a redemocratização do país, Luiz Inácio Lula da Silva foi candidato em cinco. Na sexta, o nome de Lula não apareceu na urna eletrônica. Paradoxalmente, a campanha presidencial de 2010 entra, porém, para a história como aquela em que seu protagonismo na política brasileira atingiu o auge. Lula impôs a seu partido, o PT, uma candidata totalmente inexperiente em disputas eleitorais, transformou-a em favorita – transpondo, em muitas ocasiões, os limites da lei e das boas práticas republicanas – e agora está muito próximo de elegê-la como sucessora. Navegando em índices quase escandalosos de popularidade, próximos dos 80% de aprovação, Lula viu a própria oposição, de forma canhestra, tentar se associar a seu sucesso", diz trecho da reportagem.

   Ainda em Época o desempenho de Weslian Roriz durante a campanha ao Governo do Distrito Federal. Casada há 50 anos com Joaquim Domingos Roriz, quatro vezes governador do DF e ameaçado pela lei ficha limpa por ter renunciado ao Senado, em 2007, para escapar da cassação num processo por corrupção, Weslian virou candidata um dia antes do debate promovido pela afiliada da Rede Globo em Brasília. "Visivelmente despreparada, Weslian teve de ler respostas e chegou a dizer, numa gafe, que queria defender toda aquela corrupção. Weslian se tornou um hit em vídeos no YouTube e campeã de comentários no Twitter".

Postar um novo comentário

Comentários (7)

  • Eduardo Manfrin | Segunda-Feira, 11 de Outubro de 2010, 13h12
    0
    0

    "Independente doque a Dilma possa ser" foi ótimo hein.. o PT navegou nas ondas do PSDB nesses 8 anos.. fizeram bem em manter algumas politicas.. mas levantar a bandeira de "pelo Lula, pelos pobres, pelo Brasil" significa colocar a prova a perseverança e criatividade do povo brasileiro e aumenta ainda mais os indícios da alienação dos mesmos.. esse assistencialismo barato do PT nao tirou ninguem da pobreza, muito pelo contrario, os afundou ainda mais.. se não houvessem os trabalhos das ONGs, pastorais da criança e etc, teriam crianças sendo colocadas no mundo de todas as formas possiveis e imaginaveis, tudo pra "aumentar a renda" familiar, com o bolsa-esmola.. o PT é um verdadeiro parasita, sempre do-contra, sempre infestando a politica brasileira com uma falácia sem fim, representante fiél da tão comentada desídia brasileira, liderado por um analfabeto funcional, que diga-se de passagem daria melhor para um comediante Stand Up, até pq os espectadores com seus narizes de palhaços não vão faltar..

  • Robson | Sábado, 09 de Outubro de 2010, 21h51
    0
    0

    O que não pode acontece é o Brasil que esta crescendo, comprando dolar, petrobras as ações estão bombando, milhares de pessoas sairam da pobresa e no final jogar tudo fora...VAMOS COM DILMA pelo Lula...NÃO ESQUECE DO PSDB QUE ESTEVE NO PODER E NÃO FIZERAM NADA...divida com FMI (que agora o Brasil pagou), privatizações.

  • AGUINALDO MARQUES NANTES | Sábado, 09 de Outubro de 2010, 20h29
    0
    0

    José Serra se apresenta como o mais "experiente". Mas é igual a médico experiente. Quando o médico é bom, todo mundo recomenda. Quando quem já se tratou, teve uma experiência ruim, todo mundo fala para procurar outro. Esse foi o caso de Serra. No primeiro turno, 2 em 3 eleitores que já experimentaram a "experiência" dele no governo de Fernando Henrique Cardoso e nas terras paulistas, preferiram procurar outro candidato para votar. Ele foi o candidato mais conhecido do eleitor desde antes da campanha começar, o mais "experiente". 67 milhões fugiram da "experiência" de Serra, sendo que 47,6 preferiram Dilma, e 19,6 preferiram Marina. Só 33 milhões escolheram Serra. Mesmo no estado de São Paulo, onde todo mundo conheceu a "experiência" de Serra como governador nos últimos anos, de cada 10 eleitores, só 4 votaram nele, os outros 6 acharam a "experiência" ruim e procuraram outro. É fato comprovado, não factóide como muitos disseminados contra a DILMA, na internet. ( do Blog "os amigos do Presidente LULA")

CHAPA PROPORCIONAL

Ivan desiste e enfraquece DEM, que só deverá eleger um na Capital

Por 25/09/2020, 20h:15 - Atualizado: 25/09/2020, 20h:20

ivan evangelista 680

O pecuarista Ivan Evangelista, que foi vereador por 13 anos e teve mandato cassado em 2010, jogou mesmo a toalha. Após contestar este Blog por ter revelado que ele recuaria da disputa, o ex-vereador acabou "enrolando" a cúpula do DEM até a última hora. E decidiu, enfim, não concorrer às eleições.

Postar um novo comentário

Comentários (1)

  • joaoderondonopolis | Sexta-Feira, 25 de Setembro de 2020, 20h38
    7
    1

    Único caminho certo do DEM/Jayme e Júlio foi apoiar Leitão ao senado, pois será vitorioso. E se o DEM apoiasse Emanuel, com certeza faria de 4 a 5 vereadores. MM está afundando o DEM, até parece que após a eleição irá mudar de partido.

REFORÇO ELEITORAL

A esperança de França em 2 apoios graúdos

Por 25/09/2020, 14h:28 - Atualizado: 25/09/2020, 14h:30

roberto franca 680

Pela primeira vez, Roberto França (Patriota) entra numa disputa eleitoral ao Executivo num cenário nem tanto favorável, como nos pleitos em que se elegeu prefeito de Cuiabá, em 1996 e 2000.

Postar um novo comentário

Comentários (2)

  • Ocuiabano | Sexta-Feira, 25 de Setembro de 2020, 16h34
    18
    3

    INFELIZMENTE COM. MAURO MENDES.....MAL. ACOMPANADO.....NÃO TEM O NOSSO VOTO.

  • Adaildo | Sexta-Feira, 25 de Setembro de 2020, 15h46
    8
    2

    A culpa do Bolsonaro não apoiar o Roberto França é da Tenente Coronel Fernanda, que rebelou e não aceitou o que o presidente Bolsonaro pediu que fizesse, isso vai custar muito caro para o Patriota e principalmente para o Roberto França! Isso só mostrou que pessoas com interesses próprios, não pensou em Cuiabá e muito menos no partido, ganância pelo poder!

CORRIDO À PREFEITURA

Pela 2ª vez, governador e vice em palanques diferentes em Lucas

Por 25/09/2020, 10h:52 - Atualizado: 25/09/2020, 10h:54

mauro mendes otaviano pivetta 680

Governador Mauro Mendes, que apoia Binotti em Lucas do Rio Verde, enquanto Otaviano Pivetta lança Miguel Vaz

Pela segunda vez, vice e governador estão em palanques diferentes nas eleições em Lucas do Rio Verde. E repetindo alguns dos personagens.

Postar um novo comentário

Comentários (4)

  • João da Costa Monteiro | Sexta-Feira, 25 de Setembro de 2020, 19h20
    1
    0

    Esses dois ai (Mauro Mendes e Otáviano Piveta), continuam se desentendendo em decisões politicas, tanto para Prefeito de Lucas ,quanto pata eleição ao Senado, pois o Mauro apoia o Favaro, e o Piveta apoia o Nilson Leitão. E o paú vai quebrar agora em 2020, e na proxima em 2022, aguardem.....

  • joao | Sexta-Feira, 25 de Setembro de 2020, 14h34
    2
    0

    Roberto não a lugar algum.

  • maicon douglas | Sexta-Feira, 25 de Setembro de 2020, 14h09
    3
    1

    eu não voto nem no canadidato do mauro mente e nem no candidato do pivetti por justamente por causa dos dois to fora desses dois

VAIDADES

Disputa de ego entre 2 entidades faz ministra cancelar agenda em Cuiabá

Por 24/09/2020, 16h:25 - Atualizado: 24/09/2020, 16h:29

antonio galvan normando corral

Antonio Galvan, da Associação dos Produtores de Soja, e Normando Corral, que dirige a Federação da Agricultura

Uma disputa pelo protagonista do que seria a construção de uma agenda para a ministra Tereza Cristina (Agricultura) em Cuiabá, envolvendo a Famato e Aprosoja, as duas maiores entidades do agronegócio, acabou jogando por água abaixo a tal programação.

Postar um novo comentário

Comentários (2)

  • Israel Borges | Sexta-Feira, 25 de Setembro de 2020, 07h00
    10
    3

    Antonio Galvan foi ele quem arrumou um pessoal para ficar vaindo gov mauro em sinop ... ele e disreipeitoso eos agricultores de mt nao mereçe ter um cara desse representando o nosso agro fora galvan

  • Sem terra de Poconé | Quinta-Feira, 24 de Setembro de 2020, 21h20
    17
    1

    02 pessoas que usam às instituições em benefício próprio. Normando Corral toca a FAMATO dando mordomia e beneficies a seus “amigos”, já Galvan é tido como louco é extremamente vaidoso.... O agro tá muito mal representado nesse momento...

MORTE OU VIDA POLÍTICA

A incógnita Pedro Taques

Por 24/09/2020, 11h:49 - Atualizado: 24/09/2020, 11h:54

pedro taques 680

A resposta das urnas a ser dada a Pedro Taques em 15 de novembro, como um dos 11 candidatos a senador, representará a sua morte política ou então o consagrará como aquele que conseguiu dar a volta por cima.

Postar um novo comentário

Comentários (7)

  • luizitosales@gmail.com | Quinta-Feira, 24 de Setembro de 2020, 14h18
    26
    10

    Sou servidor público e tive o desprazer de participar de uma reunião com esse indivíduo quando ela estava (ainda bem) governador. Impressionante a arrogância, prepotência e falta de humildade. Se depender do meu voto, vai continuar no ostracismo político.

  • Joaquim Silva | Quinta-Feira, 24 de Setembro de 2020, 13h42
    20
    24

    Eu voto nele, um dos destaques no Congresso nacional entre 2010 a 2014. Não foi um governador eficiente, mas a eleição aqui é para Senador, cargo que ele já ocupou com tanto brilhantismo que o alçou a Governador. Perfis diferentes, não dá para confundir as atribuições de um e de outro. Ele é político do Legislativo, não executivo, igual Welington Fagundes.

  • Joaquim Silva | Quinta-Feira, 24 de Setembro de 2020, 13h42
    14
    18

    Eu voto nele, um dos destaques no Congresso nacional entre 2010 a 2014. Não foi um governador eficiente, mas a eleição aqui é para Senador, cargo que ele já ocupou com tanto brilhantismo que o alçou a Governador. Perfis diferentes, não dá para confundir as atribuições de um e de outro. Ele é político do Legislativo, não executivo, igual Welington Fagundes.

EM CUIABÁ

PSB deixa Emanuel e espera sim do Paiaguás para fechar com França

Por 24/09/2020, 09h:54 - Atualizado: 24/09/2020, 09h:57

adilson levante 680

O PSB pulou do palanque à reeleição do prefeito cuiabano Emanuel Pinheiro, deixou a chapa de 38 candidatos a vereador numa saia-justa e está esperando sinalização do Palácio Paiaguás para ver se fecha mesmo aliança com Roberto França (Patriota).

Postar um novo comentário

Comentários (7)

  • Candidata | Quinta-Feira, 24 de Setembro de 2020, 20h59
    0
    0

    Nota mentirosa. PSB está firme com Emanuel. Nunca se uniria a Mauro Mendes

  • Psdbista | Quinta-Feira, 24 de Setembro de 2020, 20h59
    0
    0

    MAIOR MENTIRA DO PLANETA. RUSSI SABE QUE O DEM SAÍRA MAIS PERDIDO QUE CACHORRO QUE CAIU DE MUDANÇA E NÃO IA ESTRAGAR A CHAPA DO PSB. DIVULGUEM A VERDADE

  • Ojusticeiro | Quinta-Feira, 24 de Setembro de 2020, 15h15
    5
    0

    Na política vale tudo..... olha Máxi dando pitada na política cuiabana QUA. QUA QUA ele vai e nos eleitores não mais QUA

INíCIO
ANTERIOR
1 de 2606