Blog do Romilson Cuiabá, 27 de Setembro DE 2020 Rdnews RDTV facebook twitter RSS

4674.png

Política

Poderes

Bastidores

Negócios

Análise

Opinião

CUIABÁ

Ex-secretário de Maggi recebe convite para Cultura de Cuiabá

João Carlos, ex-secretário de Cultura do Estado    Mesmo às vésperas de deixar o cargo de prefeito da Capital, Wilson Santos, numa articulação com seu sucessor Chico Galindo (PTB), que tomou posse na última quarta (31), formalizou convite para o escritor e ex-secretário de Estado de Cultura da gestão Blairo Maggi, João Carlos Vicente Ferreira, vir a assumir a pasta homônima no âmbito de Cuiabá.

   João Carlos seria opção para substituir Adevair Cabral, que reassume a cadeira de vereador no próximo dia 12, determinado a fazer campanha pela presidência da Câmara. Desde outubro do ano passado, Adevair responde pela pasta. Ele assumiu dívidas milionárias do antecessor Mário Olímpio (PV), que se afastou da administração com propósito de concorrer a deputado estadual.

    As negociações de bastidores apontam para uma jogada estratégica do grupo de Wilson, que renunciou ao mandato e vai concorrer ao governo estadual pelo PSDB, com apoio do PTB e do DEM. O tucano quer atrair aliados para compensar a perda de outros para o Palácio Paiaguás, como do médico Kamil Fares, que assumiu a Saúde do governo Silval Barbosa, e o humorista Justino Astrevo, o Lau, da dupla Nico & Lau, que, embora tenha sido secretário de Cultura do ex-prefeito Roberto França, sob indicação do vereador Francisco Vuolo, demonstrava certa simpatia pela pré-candidatura tucana à sucessão estadual. Astrevo agora vai ocupar o cargo de adjunto de Cultura do Estado e é mais um que fará campanha para Silval.

   João Carlos, ex-PP e hoje filiado ao PTB, é pré-candidato a deputado estadual. Segundo informações, ele pediu trégua ao Palácio Alencastro até a próxima semana para comunicar se aceita ou não integrar o primeiro escalão do prefeito Galindo, que também pertence aos quadros petebistas. A tendência é que o escritor e ex-secretário diga "não" ao convite, mantendo, assim, o despreendimento de enfrentar o teste das urnas pela primeira vez. Ele foi secretário por quatro anos. Substituiu Dito Paulo e conduziu a Cultura estadual de maio de 2004 a fevereiro de 2008. João Carlos havia se desincompatibilizado para concorrer às eleições daquele ano, ou a prefeito de Barão de Melgaço ou a vereador por Cuiabá. Na reta final acabou desistindo da disputa eleitoral.

     Enquanto João Carlos recebe convite para assumir a Cultura, pedetistas brigam internamente por indicação de um nome da legenda. Um grupo se esforça para emplacar Paola Reis, que coordena a área financeira da pasta há cinco anos. Outro se manifesta contrário, sob argumento de que a pedetista, que concorreu e perdeu para vereadora, "não tem competência para tal" e "tende a usar a secretaria para fazer política". O curioso é que, num clima de racha, outra parte do emblemático PDT defende rompimento com a gestão Galindo porque, em tese, não apoiará para governador o candidato do Alencastro Wilson Santos, mas sim Mauro Mendes (PSB).

(Às 22h) - Adevair diz que Wilson citou João, mas não há confirmação sobre substituto

Adevair, secretário e vereador licenciado   Adevair Cabral afirma que, numa conversa que teve com Wilson Santos antes deste deixar o cargo de prefeito, foi mencionado alguns nomes que poderiam ser convidados para ocupar a pasta da Educação, como do próprio João Carlos, do escritor e ex-vereador Moisés Martins e do cantor Arnaldo Pescuma, mas não há definição oficial sobre quem vai substituí-lo. Destacou ainda que vai mesmo deixar o primeiro escalão para reassumir a cadeira de vereador. Antes, porém, que conduzir a agenda festiva sobre o aniversário de Cuiabá, que completa 291 anos de fundação no próximo dia 8.

   Perguntado sobre se o PDT, que deve perder a pasta da Cultura, sairá da administração por força do efeito das eleições gerais, o secretário Adevair lembrou que o partido faz parte da coligação que reelegeu Wilson prefeito em 2008 e que o tucano até agora vinha cumprindo o compromisso da legenda conduzir duas pastas. Lamenta que o partido queira rompimento. Diz não concordar com essa tese. "Não acredito e não concordo com a ruptura. Nós já perdemos uma secretaria e se houver rompimento vamos ficar sem nada". Adevair adianta que na próxima semana vai conversar com o prefeito Galindo em companhia do colega vereador Toninho de Souza, presidente do diretório pedetista da Capital.

Postar um novo comentário

Comentários (2)

  • Rodinei Santos | Terça-Feira, 06 de Abril de 2010, 12h53
    0
    0

    Eu aprovo! João fez muito pela cultura do Estado. Já o Adevair vai tarde. Alguém que conhece o segmento deve assumir e ajudar a cultura a ter destaque. Revitalização do centro histórico já.

  • Antonio Miranda | Sábado, 03 de Abril de 2010, 08h14
    0
    0

    Ninguem merece o retorno de João Carlos como Secretário de Cultura do municipio. Ele e o Mário Olimpio faziam uma dobradinha muito especial. Sugiro que o nosso atual prefeito Galindo acesse o site www.tce.mt.gov.br e pesquise o processo número 183539 / ano 2007, e tire as suas próprias conclusões. O Estado não merece a continuidade política dessa dupla dinâmica.

EM LUCAS DO RIO VERDE

De última hora, Binotti troca vice da chapa

Por 26/09/2020, 18h:47 - Atualizado: 26/09/2020, 18h:49

luiz binotti 680

Em meio à crise interna, o prefeito de Lucas do Rio Verde, Luiz Binotti (PSD), trocou, de última hora, nome para vice de sua chapa à reeleição.

Postar um novo comentário

ELEIÇÃO AO SENADO

Pivetta abandona Euclides e sinaliza para apoio a Leitão

Por 26/09/2020, 10h:30 - Atualizado: 26/09/2020, 10h:32

nilson leit�o 680

O vice-governador Otaviano Pivetta dá sinais de que apoiará Nilson Leitão (PSDB) ao Senado e não mais Euclides Ribeiro (Avante). O curioso é que foi o próprio Pivetta quem apresentou Euclides ao presidente regional do PDT, Allan Kardec, na expectativa de ambos construírem aliança para o pleito de 15 de novembro.

Postar um novo comentário

Comentários (1)

  • Luiz Eduardo | Sábado, 26 de Setembro de 2020, 17h55
    1
    1

    O Nilson Leitão, só conseguiu o apoio do DEM de Jaime Campos, após ter a confirmação de que o PIVETA iria desistir da candidatura ao SENADO, pois o DEM estava disposto a apoia-lo contra o Favaro. Nilson já está tendo o apoio politico e financeiro de todo Grupo do Piveta em Lucas,Mutum e região do Médio Norte, e o bestalhão do Euclides jamais terá o apoio dos Pededista-Autenticos, que não aceitam negociatas como a praticada pelo safado do Alan Kardes, que desmoraliza a memória de Leonel de Moura Brizolla.

CHAPA PROPORCIONAL

Ivan desiste e enfraquece DEM, que só deverá eleger um na Capital

Por 25/09/2020, 20h:15 - Atualizado: 25/09/2020, 20h:20

ivan evangelista 680

O pecuarista Ivan Evangelista, que foi vereador por 13 anos e teve mandato cassado em 2010, jogou mesmo a toalha. Após contestar este Blog por ter revelado que ele recuaria da disputa, o ex-vereador acabou "enrolando" a cúpula do DEM até a última hora. E decidiu, enfim, não concorrer às eleições.

Postar um novo comentário

Comentários (3)

  • Elias | Sábado, 26 de Setembro de 2020, 18h01
    0
    0

    Elias , Há expressões agressivas, ofensas e/ou denúncias sem provas. Queira, por gentileza, refazer o seu comentário

  • Luiza de Jaciara | Sábado, 26 de Setembro de 2020, 09h21
    0
    0

    Luiza de Jaciara, Há expressões agressivas, ofensas e/ou denúncias sem provas. Queira, por gentileza, refazer o seu comentário

  • joaoderondonopolis | Sexta-Feira, 25 de Setembro de 2020, 20h38
    15
    6

    Único caminho certo do DEM/Jayme e Júlio foi apoiar Leitão ao senado, pois será vitorioso. E se o DEM apoiasse Emanuel, com certeza faria de 4 a 5 vereadores. MM está afundando o DEM, até parece que após a eleição irá mudar de partido.

REFORÇO ELEITORAL

A esperança de França em 2 apoios graúdos

Por 25/09/2020, 14h:28 - Atualizado: 25/09/2020, 14h:30

roberto franca 680

Pela primeira vez, Roberto França (Patriota) entra numa disputa eleitoral ao Executivo num cenário nem tanto favorável, como nos pleitos em que se elegeu prefeito de Cuiabá, em 1996 e 2000.

Postar um novo comentário

Comentários (2)

  • Ocuiabano | Sexta-Feira, 25 de Setembro de 2020, 16h34
    23
    4

    INFELIZMENTE COM. MAURO MENDES.....MAL. ACOMPANADO.....NÃO TEM O NOSSO VOTO.

  • Adaildo | Sexta-Feira, 25 de Setembro de 2020, 15h46
    13
    2

    A culpa do Bolsonaro não apoiar o Roberto França é da Tenente Coronel Fernanda, que rebelou e não aceitou o que o presidente Bolsonaro pediu que fizesse, isso vai custar muito caro para o Patriota e principalmente para o Roberto França! Isso só mostrou que pessoas com interesses próprios, não pensou em Cuiabá e muito menos no partido, ganância pelo poder!

CORRIDO À PREFEITURA

Pela 2ª vez, governador e vice em palanques diferentes em Lucas

Por 25/09/2020, 10h:52 - Atualizado: 25/09/2020, 10h:54

mauro mendes otaviano pivetta 680

Governador Mauro Mendes, que apoia Binotti em Lucas do Rio Verde, enquanto Otaviano Pivetta lança Miguel Vaz

Pela segunda vez, vice e governador estão em palanques diferentes nas eleições em Lucas do Rio Verde. E repetindo alguns dos personagens.

Postar um novo comentário

Comentários (5)

  • Rodolfo Schinaider | Sábado, 26 de Setembro de 2020, 09h25
    2
    2

    Aqui em Lucas e Nova Mutum, e nos municipios proximos, todos os amigos,aliados e familiares do PIVETA estão incorporados na campanha de Nilson Leitão para o Senado, se brincar o Nilson sai com 70% dos votos da região, aguardem....

  • João da Costa Monteiro | Sexta-Feira, 25 de Setembro de 2020, 19h20
    4
    0

    Esses dois ai (Mauro Mendes e Otáviano Piveta), continuam se desentendendo em decisões politicas, tanto para Prefeito de Lucas ,quanto pata eleição ao Senado, pois o Mauro apoia o Favaro, e o Piveta apoia o Nilson Leitão. E o paú vai quebrar agora em 2020, e na proxima em 2022, aguardem.....

  • joao | Sexta-Feira, 25 de Setembro de 2020, 14h34
    4
    0

    Roberto não a lugar algum.

VAIDADES

Disputa de ego entre 2 entidades faz ministra cancelar agenda em Cuiabá

Por 24/09/2020, 16h:25 - Atualizado: 24/09/2020, 16h:29

antonio galvan normando corral

Antonio Galvan, da Associação dos Produtores de Soja, e Normando Corral, que dirige a Federação da Agricultura

Uma disputa pelo protagonista do que seria a construção de uma agenda para a ministra Tereza Cristina (Agricultura) em Cuiabá, envolvendo a Famato e Aprosoja, as duas maiores entidades do agronegócio, acabou jogando por água abaixo a tal programação.

Postar um novo comentário

Comentários (2)

  • Israel Borges | Sexta-Feira, 25 de Setembro de 2020, 07h00
    11
    4

    Antonio Galvan foi ele quem arrumou um pessoal para ficar vaindo gov mauro em sinop ... ele e disreipeitoso eos agricultores de mt nao mereçe ter um cara desse representando o nosso agro fora galvan

  • Sem terra de Poconé | Quinta-Feira, 24 de Setembro de 2020, 21h20
    18
    2

    02 pessoas que usam às instituições em benefício próprio. Normando Corral toca a FAMATO dando mordomia e beneficies a seus “amigos”, já Galvan é tido como louco é extremamente vaidoso.... O agro tá muito mal representado nesse momento...

INíCIO
ANTERIOR
1 de 2606