Blog do Romilson Cuiabá, 09 de Abril DE 2020 Rdnews RDTV facebook twitter RSS

4674.png

Política

Poderes

Bastidores

Negócios

Análise

Opinião

Estratégia

Governador avisa que não vai responder aos ataques de Jayme

Senador Jayme Campos   Blairo Maggi acompanhou todas as críticas disparadas por líderes do DEM (ex-PFL) e, a menos de 90 dias de renunciar ao mandato, decidiu que não vai respondê-las. Assim, entende que caciques políticos, como o senador Jayme Campos, vão cair no vazio e mesmice porque os ataques não terão a repercussão que estão esperando. O governador disse aos correligionários que é preferível ficar em silêncio do que responder as críticas para também não comprar briga com a bancada do DEM na Assembleia, representada por Dilceu Dal Bosco, Chica Nunes, Gilmar Fabris e José Domingos. Enquanto os irmãos Jayme e Júlio Campos levantam problemáticas administrativas da gestão Maggi, para desqualificar o governo, os deputados do mesmo DEM não entram na discussão, afinal, temem o risco de perder as várias indicações de cargos comissionados feitas na estrutura da máquina.

   Em Poconé no último final de semana, durante encontro do DEM, Jayme Campos, pré-candidato à sucessão estadual, disse que a política de segurança pública do governo Maggi é uma vergonha. Apresentou dados estatísticos que mostram preocupação quanto à onda de assaltos (foram 900 só no ano passado) e citou que em Goiás um policial militar ganha R$ 3 mil, enquanto em Mato Grosso o salário praticado é de R$ 1,7 mil. Criticou também o Paiaguás por alugar veículos, inclusive à empresa de fora do Estado. O senador mencionou a crise na saúde pública e chegou a dizer que o prefeito cuiabano Wilson Santos (PSDB), de quem se aproximou visando as eleições gerais, "ajuda mais Mato Grosso na área da saúde do que o governo do Estado". Jayme Campos atacou a carga tributária e vê privilégios na política de incentivos fiscais. Disse que o governo Maggi concedeu R$ 1,5 bilhão de incentivos fiscais a seis empresários, enquanto o micro e pequeno empresário não têm o mesmo tratamento.

   Alguns secretários chegaram a ensaiar resposta às críticas de Jayme, que se elegeu senador em 2006 no palanque de Maggi, mas o próprio governador orientou a equipe a ficar em silêncio. Argumentou que não vale a pena entrar em conflitos num momento em que já começa a limpar as gavetas para deixar o Paiaguás com vistas a tentar cadeira de senador.

Postar um novo comentário

Comentários (12)

  • Edmilson | Quinta-Feira, 14 de Janeiro de 2010, 23h45
    2
    0

    Vou aproveitar este espaço para um breve histórico de Acorizal. De 1982 para cá passaram pelo governo do estado de MT: Julio campos, Bezerra, Jaime, Dante 2 mandatos, todos vieram na cidade pedir votos e todos prometeram asfaltar a 010 e construir pontes, alem de nao cumprir suas promessas, nada fizeram pelo municipio e seu povo; foi preciso um migrante no governo do estado para realizar nosso sonho. O senador devia ficar quieto pois ainda mama nas tetas e o seu rabo é muito cumprido.Vais levar uma cacetada. CUIDADO COM A JUSTIÇA, ELA TARDA MAS UMA HORA VEM.

  • CHARLES | Quinta-Feira, 14 de Janeiro de 2010, 18h30
    1
    1

    NAO VAI RESPONDER POR QUE ?? SERÁ QUE NÃO TEM ARGUMENTOS ?? OU NAO AGUENTA O DEBATE ??

  • Zé bomba | Quinta-Feira, 14 de Janeiro de 2010, 18h25
    2
    0

    Muito bem Governador Maggi o Sr é do bem , educado ,não deve responder esses ataques ,nós já conhecemos esses tipos de politicos ,eles fazem isso para tentar destruir e denegrir o seu governo fique tranquilo o povo graças a Deus já estão acostumado com essas baixarias de alguns politico do DEM e do PSDB .INVEJA MATA

VAGA DE SELMA

Calvário de Fávaro pra virar senador

Por 09/04/2020, 19h:16 - Atualizado: 01h atrás

José Medeiros

carlos f�varo 680 senado

Decepcionado com a falta de apoio do PSD nacional para tirar a senadora Selma Arruda do cargo, Carlos Fávaro pediu para o presidente nacional Gilberto Kassab pressionar os senadores do partido no sentido de acelerar a saída da parlamentar e, então, poder tomar posse.

Postar um novo comentário

NINHO TUCANO

Filiação de empresário em Cuiabá provoca crise no PSDB

Por 09/04/2020, 12h:59 - Atualizado: 58min atrás

dorileo leal 680

A filiação do empresário João Dorileo Leal ao PSDB causou um mal-estar dentro do partido, em especial com o empresário Luiz Carlos Nigro.

Postar um novo comentário

Comentários (3)

  • Carlos Abranches | Quinta-Feira, 09 de Abril de 2020, 16h26
    6
    4

    Esse Dorileo se acha o dono da verdade. Vive de coação com os políticos. Tomara que ele seja candidato e verás que ninguem gosta dele

  • Tereza Cristina | Quinta-Feira, 09 de Abril de 2020, 15h33
    6
    4

    Como o PSDB municipal sempre apoiou o Emanuel, o PSDB ganha força para indicar o vice o Dorilleo Leal, dupla muito difícil de perder. Não é 51 mais é uma boa ideia.

  • Rodrigo | Quinta-Feira, 09 de Abril de 2020, 14h44
    6
    3

    Dorileo eterno candidato.

SERVIÇO NOTARIAL

4º Ofício supera o 6º e fatura R$ 7,2 mi só nos 3 primeiros meses do ano

Por 08/04/2020, 21h:22 - Atualizado: 07h atrás

cartorio 4 oficio 680

O Cartório do 4º Ofício de Cuiabá fechou o primeiro trimestre deste ano com a maior arrecadação de todos, superando até o 6º Ofício, que somente em 2019 movimentou R$ 23 milhões.

Postar um novo comentário

Comentários (5)

  • Cidadão | Quinta-Feira, 09 de Abril de 2020, 13h25
    9
    2

    Quando é que vamos estatizar os cartorios e reverter o $ para a população?????? Dono de cartorio tinha que ser servidor, ganhar igual juiz e ponto. Esse lucro desmedido nao é certo.

  • Ideraldo | Quinta-Feira, 09 de Abril de 2020, 12h34
    7
    2

    Ganham dinheiro como água, sem muito esforço. Esse dinheiro deveria ir para um órgão público pouco burocratizado, e servir diretamente a Saúde e Educação, e não cair no bolso de particulares.

  • ILDO PEREIRA | Quinta-Feira, 09 de Abril de 2020, 07h02
    13
    3

    Este alto faturamento do Cartorio, esta ligado a Prefeitura de Cuiaba que encaminha toda a divida ativa do Municipio para cobrança, porem nao da retorno para o Municipio e so o Cartorio ganha com isso, pois as taxas para protestar e fazer baixas sao altissimas, sendo em alguns casos maior que a divida. nao sei a qual interesses esta a servir.

FAMILIOCRACIA

2 deputados lançam irmãos para vereador na Capital

Por 08/04/2020, 12h:04 - Atualizado: 08/04/2020, 21h:30

cezinha nascimento e elizeu 680

O comunitário e pré-candidato a vereador pela Capital, Cezinha Nascimento, em pose com o irmão-deputado Elizeu

Dois ex-vereadores e atuais deputados estaduais estão apostando em candidatura de irmãos por assento na Câmara de Cuiabá.

Postar um novo comentário

Comentários (6)

  • Paulo servidor | Quinta-Feira, 09 de Abril de 2020, 06h14
    8
    1

    Agora que virou a mania a turma da bala disputar eleições até pra síndico de condomínio segura ..... Mas a realidade que eles têm muitos desejos e bons projetos kkkkkk MAS SÃO ENGOLIDOS PELAS VELHAS RAPOSAS veja quanta decepção os militares e aos agentes prisionais e o servidores da SEGURANÇA PUBLICA me diz oque os 5 ou 6 entre Câmara Municipal e assembléia legislativa e Câmara Federal e senado fizeram de real para as classes...... Sim entraram na lista de receber o bom salário e verbas e FICAR DE CONVERSA FIADA E FALSAS PROMESSAS em bairros de seus municípios e na capital ....Antes de serem políticos faziam muito mais ...... E os assessores que sonham ou sonhavam com apoio de seus eleitos podem esquecer kkkkk estão sendo enganado .... Entre um familiar e um amigo Vc acha que o político eleito vai apoiar quem .......?

  • Anderson borges | Quinta-Feira, 09 de Abril de 2020, 01h16
    12
    1

    Elizeu está se achando demais, não pensa mais. O povo e sim nas mordomias. Uma pena!!

  • Vigilante QAP | Quinta-Feira, 09 de Abril de 2020, 00h17
    9
    2

    Só que esse Elizeu e o mano dele vão levar o troco pela traição que fizeram com o povo, são muito poucos os policiais que moram la na periferia, mas tem muito Vigilante e familiares lá, e muito Vigilante em Cuiabá-VG, o povo não é mais otario não SEUS TRAÍRAS !

BENEFÍCIOS

Maioria dos deputados não aceita proposta de cortar 50% da VI

Por 07/04/2020, 23h:01 - Atualizado: 07h atrás

Fablicio Rodrigues

eduardo botelho 680

Eduardo Botelho, presidente da Assembleia, propôs aos colegas cortar ao menos 50% da verba indenizatória de todos neste período de pandemia em que as atividades parlamentares estão restritas às sessões virtuais.

Postar um novo comentário

Comentários (15)

  • Nascimento | Quinta-Feira, 09 de Abril de 2020, 10h02
    13
    0

    Na realidade realmente este corte deveria ser permanente, mas num patamar de 75% e não os 50% em pauta.

  • walter liz | Quinta-Feira, 09 de Abril de 2020, 08h54
    14
    0

    eles estão pensando assim, " daqui a pouco Pandemia é noticia velha" dai o povo como sempre esqueçe então vamos manter as mordomias que não da nada não. verdade nua e crua.

  • Thomas Morus | Quinta-Feira, 09 de Abril de 2020, 08h49
    8
    0

    Nesse caso Parabéns ao Deputado Ulysses Moraes, esse jovem deputado desde o primeiro mês de mandato já economiza mais de 70% da VI, aliás de tudo que tem direito. Sozinho já economizou mais de $2.000.000,00 - Infelizmente os demais não ligam pra sociedade. Você solteiro com 30 anos de idade teria coragem de abrir mão de $2.000.000,00 de verba LEGAL. teria??? Ulysses Moraes devolveu isso para o erário público...

SEM ACORDO

Deputado Xuxu acha que pode mais

Por 07/04/2020, 18h:00 - Atualizado: 07/04/2020, 00h:08

xuxu 680

A vitória em 2018 de Xuxu Dal Molin (PSC) para deputado estadual o deixou anestesiado e encantado pelo poder. Acha que pode mais, mesmo com atuação pífia até aqui.

Postar um novo comentário

Comentários (1)

  • EDERSON MATOS | Terça-Feira, 07 de Abril de 2020, 22h17
    14
    0

    Esse "PICOLÉ DE XUXU" não sabe nem onde está, muito menos o que está fazendo..... Tá se achando pela sorte que teve... vai entra e sair do mesmo jeito.... desconhecido

INíCIO
ANTERIOR
1 de 2526