Blog do Romilson Cuiabá, 30 de Novembro DE 2020 Rdnews RDTV facebook twitter RSS

4674.png

Política

Poderes

Bastidores

Negócios

Análise

Opinião

Estratégia

Governador avisa que não vai responder aos ataques de Jayme

14/01/2010, 14h:47 - Atualizado: 26/12/2010, 12h:15

Senador Jayme Campos   Blairo Maggi acompanhou todas as críticas disparadas por líderes do DEM (ex-PFL) e, a menos de 90 dias de renunciar ao mandato, decidiu que não vai respondê-las. Assim, entende que caciques políticos, como o senador Jayme Campos, vão cair no vazio e mesmice porque os ataques não terão a repercussão que estão esperando. O governador disse aos correligionários que é preferível ficar em silêncio do que responder as críticas para também não comprar briga com a bancada do DEM na Assembleia, representada por Dilceu Dal Bosco, Chica Nunes, Gilmar Fabris e José Domingos. Enquanto os irmãos Jayme e Júlio Campos levantam problemáticas administrativas da gestão Maggi, para desqualificar o governo, os deputados do mesmo DEM não entram na discussão, afinal, temem o risco de perder as várias indicações de cargos comissionados feitas na estrutura da máquina.

   Em Poconé no último final de semana, durante encontro do DEM, Jayme Campos, pré-candidato à sucessão estadual, disse que a política de segurança pública do governo Maggi é uma vergonha. Apresentou dados estatísticos que mostram preocupação quanto à onda de assaltos (foram 900 só no ano passado) e citou que em Goiás um policial militar ganha R$ 3 mil, enquanto em Mato Grosso o salário praticado é de R$ 1,7 mil. Criticou também o Paiaguás por alugar veículos, inclusive à empresa de fora do Estado. O senador mencionou a crise na saúde pública e chegou a dizer que o prefeito cuiabano Wilson Santos (PSDB), de quem se aproximou visando as eleições gerais, "ajuda mais Mato Grosso na área da saúde do que o governo do Estado". Jayme Campos atacou a carga tributária e vê privilégios na política de incentivos fiscais. Disse que o governo Maggi concedeu R$ 1,5 bilhão de incentivos fiscais a seis empresários, enquanto o micro e pequeno empresário não têm o mesmo tratamento.

   Alguns secretários chegaram a ensaiar resposta às críticas de Jayme, que se elegeu senador em 2006 no palanque de Maggi, mas o próprio governador orientou a equipe a ficar em silêncio. Argumentou que não vale a pena entrar em conflitos num momento em que já começa a limpar as gavetas para deixar o Paiaguás com vistas a tentar cadeira de senador.

Postar um novo comentário

Comentários (12)

  • Edmilson | Quinta-Feira, 14 de Janeiro de 2010, 23h45
    2
    0

    Vou aproveitar este espaço para um breve histórico de Acorizal. De 1982 para cá passaram pelo governo do estado de MT: Julio campos, Bezerra, Jaime, Dante 2 mandatos, todos vieram na cidade pedir votos e todos prometeram asfaltar a 010 e construir pontes, alem de nao cumprir suas promessas, nada fizeram pelo municipio e seu povo; foi preciso um migrante no governo do estado para realizar nosso sonho. O senador devia ficar quieto pois ainda mama nas tetas e o seu rabo é muito cumprido.Vais levar uma cacetada. CUIDADO COM A JUSTIÇA, ELA TARDA MAS UMA HORA VEM.

  • CHARLES | Quinta-Feira, 14 de Janeiro de 2010, 18h30
    1
    1

    NAO VAI RESPONDER POR QUE ?? SERÁ QUE NÃO TEM ARGUMENTOS ?? OU NAO AGUENTA O DEBATE ??

  • Zé bomba | Quinta-Feira, 14 de Janeiro de 2010, 18h25
    2
    0

    Muito bem Governador Maggi o Sr é do bem , educado ,não deve responder esses ataques ,nós já conhecemos esses tipos de politicos ,eles fazem isso para tentar destruir e denegrir o seu governo fique tranquilo o povo graças a Deus já estão acostumado com essas baixarias de alguns politico do DEM e do PSDB .INVEJA MATA

APADRINHAMENTO

Afilhada política de Blairo se deu bem e será senadora temporária

Por 30/11/2020, 13h:17 - Atualizado: 50min atrás

margareth buzetti 680

A empresária Margareth Buzetti (PP), aos 61 anos, se deu bem na vida pública, sob empurrão de Blairo Maggi, de quem se diz amigo e da cozinha.

Postar um novo comentário

DESGASTE

Gisela e o abraço da morte política

Por 29/11/2020, 20h:23 - Atualizado: 29/11/2020, 20h:25

gisela simona abilio 680

Junto com Abílio Júnior, morre também politicamente, ao menos pelos próximos dois anos, a advogada Gisela Simona (Pros), terceira colocada no primeiro turno na disputa à Prefeitura da Capital.

Postar um novo comentário

Comentários (12)

  • ILDO PEREIRA | Segunda-Feira, 30 de Novembro de 2020, 13h52
    1
    0

    MORREU POLITICAMENTE PORQUE FALTOU COERENCIA, DEVERIA TER FICADO NEUTRA NO SEGUNDO TURNO, PRESERVANDO SEU LEGADO, ACABOU OPTANDO POR ABILIO, COM CERTEZA EM RAZAO DE GANHAR ALGUNS CARGOS NO GOVERNO E NAO PENSOU NO FUTURO, E UMA PENA.

  • Vendas Certas | Segunda-Feira, 30 de Novembro de 2020, 10h29
    0
    0

    Vendo camiseta com a frase " Mesmo sendo Mulher....." by Abelha. Mas só vendo para os apoiadores desta traidora

  • André Ribeiro | Segunda-Feira, 30 de Novembro de 2020, 09h34
    20
    0

    Essa Gisela tá igual ao Mike Jagger, o barco que ela entra afunda!!! Affe

DERROTA NAS URNAS

Despreparado, Abílio foi longe demais

Por 29/11/2020, 18h:56 - Atualizado: 29/11/2020, 18h:58

abilio derrota 680

Abílio Júnior foi longe demais na vida pública. É um político oco, inconsistente, arrogante, dissimulado, oportunista, contraditório e que soube, sob os artifícios das redes sociais, atacar e se vitimizar ao mesmo tempo.

Postar um novo comentário

Comentários (22)

  • Erica Ferreira | Segunda-Feira, 30 de Novembro de 2020, 11h18
    7
    1

    a corrupção do prefeito, cabe a justiça julgar, agora entregar a prefeitura de uma cidade a um pessoa desiquilibrada que nunca soube o que é gestão, como seria esse governo, não votei a favor da corrupção voltei sem ter opção então preferir optar pela experiencia de gestor para comandar a cidade

  • Luiz Carlos | Segunda-Feira, 30 de Novembro de 2020, 09h10
    16
    37

    Muito triste a reeleição de alguém que imagens provam a sua conduta.

  • Cuiabano | Segunda-Feira, 30 de Novembro de 2020, 08h52
    20
    39

    Infelizmente a grande maioria dos Cuiabanos aceitam a corrupção é a triste realidade

REPRESENTATIVIDADE

Com Cuiabá, MDB se torna a maior força partidária de MT - confira

Por 29/11/2020, 18h:09 - Atualizado: 29/11/2020, 18h:10

mdb prefeitos 680

Com a vitória em Cuiabá, marcada pela reeleição do prefeito Emanuel Pinheiro, somando 23 prefeituras, o MDB se torna a maior força partidária de Mato Grosso.

Postar um novo comentário

Comentários (2)

  • Ricardoefferson | Segunda-Feira, 30 de Novembro de 2020, 09h16
    3
    0

    Democrata fadado ao ostracismo político

  • Rico | Segunda-Feira, 30 de Novembro de 2020, 09h14
    6
    0

    Senador Jaime peça orientação ao Bezerra dê como administra um partido político

CÂMARA DE CUIABÁ

A derrota com "sabor" de vitória

Por 29/11/2020, 12h:13 - Atualizado: 29/11/2020, 12h:16

bruno magalhaes 680

O empresário Bruno Zancanaro Magalhães, de 30 anos, jogou pesado, em termo de estrutura logística, na candidatura a vereador pela Capital, mas não conquistou a cadeira.

Postar um novo comentário

Comentários (1)

  • Narciso Mello | Segunda-Feira, 30 de Novembro de 2020, 00h30
    0
    1

    Humm, 1.652 é maior do que 2037. Ta sertu (certo)

MUNICIPALISMO

Prefeitos revoltados com manobras na AMM

Por 28/11/2020, 13h:46 - Atualizado: 28/11/2020, 13h:50

adair 680

Prefeitos eleitos e/ou reeleitos estão inconformados com a manobra arquitetada por Neurilan Fraga, de não só prolongar de dois para três anos o mandato de presidente da AMM, como antecipar o pleito de janeiro para dezembro, o que impossibilita de votar 87 gestores recém-eleitos.

Postar um novo comentário

Comentários (5)

  • Gutemberg Abreu | Domingo, 29 de Novembro de 2020, 09h51
    9
    1

    Basta que os prefeitos não votem nessa cara! chega de tanta treta! O dinheiro do povo merece RESPEITO! recorram ao MP contra essa vergonhosa manobra, ele não se elege nem a vereador em Nortelandia!

  • Nota de repúdio | Domingo, 29 de Novembro de 2020, 09h10
    5
    2

    Socorro MP Qual é razão de se associar a uma entidade privada e ainda tirar dos cofres públicos esse valores, venho aclamar ao ministério público estadual sobre a legalidade de repasse de dinheiro público a uma associação, algo estranho e essa denúncia produzida pelo rdnews, e pior de tudo e permitir ex prefeito a concorrer ao pleito, qual é esse amparo legal que permite ex se candidatar. Socorro MP tá hora de apurar essa denúncia e conduta, se um entidade que representa prefeitura ex prefeito não representa mais.

  • EZEQUIEL ALVES | Domingo, 29 de Novembro de 2020, 08h37
    11
    0

    E simples os prefeito que não poderão votar...e só desfiliar da AMM aí fecha...

INíCIO
ANTERIOR
1 de 2634