Blog do Romilson Cuiabá, 27 de Maio DE 2020 Rdnews RDTV facebook twitter RSS

4674.png

Política

Poderes

Bastidores

Negócios

Análise

Opinião

FICO

Governo federal sanciona o projeto que viabiliza implantação de ferrovia até Cuiabá

Por 29/04/2014, 13h:46 - Atualizado: 30/04/2014, 11h:14

.

vuolo_interna_fico.jpg

Representante do Pró-Ferrovia Francisco Vuolo

O estudo de viabilidade técnica, econômica e ambiental para a implantação da ferrovia que liga Rondonópolis a Cuiabá, foi apresentado e aprovado, nesta segunda (28), em Brasília, em reunião com o diretor da Agência Nacional dos Transportes Terrestre (ANTT), Jorge Bastos, o representante do Fórum Pró-Ferrovia e ex-secretário estadual de Logística, Francisco Vuolo, além de técnicos da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), que viabilizaram o estudo.

De acordo com Vuolo, foram apresentados 5 traçados, contudo, o que conseguiu adequar em relação aos custos e distância foi a rota original desenhada pelo governo federal.  Nela deve ser feito um desvio de mais de 10 km da reserva indígena, bem como a construção de um túnel ao longo dos 240 km. O valor deste trecho saíra por R$ 1,4 bilhão. “Este estudo foi referendado pela ANTT”, salienta.

O próximo passo, segundo o presidente do Fórum, é a realização de audiências públicas. A licitação deve ser lançada no ano que vem. Para isso, o Governo espera ainda a finalização dos estudos da outro trecho da ferrovia que liga a Capital a Sinop, passando por Diamantino e Lucas do Rio Verde. Nesta parte o desenho está avançado e deve ser apresentado daqui a 20 dias.

Já o trecho que também está em fase “embrionária” é de Sinop a Santarém (PA). Isso porque ainda há divergências na participação do governo do Pará, além do terreno neste caminho ser muito acidentado, o que eleva o custo da obra. “Com isso teria que construir muitos túneis e pontos”, afirma Vuolo. Para tentar diminuir as despesas, a ideia é que a ferrovia acompanhe o traçado da BR-163, mesmo assim seria preciso alterar o limite de reservas ambientais.

O modelo de concessão destes trechos será disponibilizado por meio de licitações para a construção e manutenção da ferrovia. A responsável por cuidar dos transportes será a empresa estatal Valec Engenharia, Construções e Ferrovias S. A. “Qualquer um pode comprar carga e transitar na ferrovia, acaba com a intenção de monopólio”.

Ferrovia Fico

Quanto à Ferrovia da Soja ou Fico havia o temor de que o traçado planejado pelo governo federal fosse alterado. Contudo, segundo Vuolo, o diretor da Valec Bento Lima descartou esta possibilidade. O trecho liga Lucas do Rio Verde até Campinorte (GO) e do município de Goiás até Vilhena (RO). “Isto é positivo, pois a ferrovia tem que cumprir o papel de integração dos municípios”.

Postar um novo comentário

Comentários (11)

  • Clauberto Franco | Quarta-Feira, 30 de Abril de 2014, 12h18
    1
    0

    Moreira, também concordo com as palavras do Rommel, debate que faço é devido o que adianta exportar minérios para outras parte do estado ou pais, se não utilizarmos essas matéria prima para construir o Estado de Mato Grosso que queremos, com ruas com asfalto de primeira qualidade, porque minérios estão ae, temos que estruturar nosso estado utilizando seus recursos naturais pra só depois pensar em exportar, concordo, a ferrovia chegaria como um importador de mercadorias vindas do sudeste, precisamos manter esta ligação, desejo também como todos que se resolva esta situação, Cuiabá 295 anos, com as obra da Copa previsto vai da evoluir em alguns anos, com a Ferrovia ajudaria alavancar ainda mas crescimento, deveria investir num estudo votado para crescimento populacional, para não caminhar para colapso, não no sentido de faltar alimento mas aumento da violência, devido desigualdade social.

  • ALVES | Quarta-Feira, 30 de Abril de 2014, 08h20
    3
    0

    as rodovias e o sistema de transporte brasileiros esta um caus. este é um passo para melhoramento, espero que nao fique só em promessas de campanha. pois já virou moda politia, deixar tudo para o ano eleitoral vamos torcer, desperta Mato grosso!!

  • Moreira | Quarta-Feira, 30 de Abril de 2014, 00h07
    2
    0

    O nosso amigo Rommel disse tudo. A baixada cuiabana fomenta o estado pois é nela que está o maior mercado consumidor, logo, a ferrovia chegaria como um importador de mercadorias vindas do sudeste, além de exportar os minérios, cimento, cálcario, carne entre outros produtos fabricados e que existem por aqui. Cuiabá, como já é, se fortaleceria como o principal centro de distribuição de alimentos e produtos industrializados, pois devido sua posição estratégica, muitas industrias se instalariam aqui e em cidades da Grande Cuiabá.Isso beneficiaria todo o estado, inclusive Rondônia e Acre. Pessoas sem bom senso, dizem por aí que a ferrovia não é viável,mas a maior prova é o estudo da UFSC e da nossa UFMT. Parabéns ao Vuolo pela luta. Aos que são contra Mato Grosso, só lamento. Irei com todo prazer na inauguração.

ELEIÇÃO AO SENADO

Julinho prestes a jogar a toalha

Por 26/05/2020, 16h:59 - Atualizado: 26/05/2020, 17h:03

Rodinei Crescêncio/Rdnews

julio campos 680

Julio Campos (DEM) não admite publicamente, mas, em conversa reservada com os mais próximos, já fala em jogar a tolha sobre eleição suplementar ao Senado.

Postar um novo comentário

Comentários (2)

  • Filpo | Terça-Feira, 26 de Maio de 2020, 20h53
    2
    5

    Por duas razões o grupo de jc acha que ele não deve tirar o time de campo: primeiro é que ele está bem pontuado e, segundo, eles acham os principais competidores são relativamente fracos, irão dividir votos no nortão, e perderão nas principais das demais regiões para ele. São favas contadas.

  • Leonardo | Terça-Feira, 26 de Maio de 2020, 18h42
    9
    2

    Tá igual o irmão dele, só monta em cavalo já arriado! Kkkkk

MESA DA ASSEMBLEIA

Negociação de Bezerra para Max abrir caminho à Janaina Riva

Por 26/05/2020, 10h:42 - Atualizado: 26/05/2020, 10h:47

carlos bezerra 680

O cacique do MDB, deputado Carlos Bezerra, entrou no circuito para convencer Max Russi (PSB) a desistir de vez da disputa à Primeira-Secretaria da próxima Mesa da Assembleia.

Postar um novo comentário

Comentários (7)

  • Lulu | Terça-Feira, 26 de Maio de 2020, 18h26
    7
    3

    E José Riva volta a ser o ordenador de despesas da Casa Cidadã....

  • Critico | Terça-Feira, 26 de Maio de 2020, 16h33
    1
    0

    Critico, Há expressões agressivas, ofensas e/ou denúncias sem provas. Queira, por gentileza, refazer o seu comentário

  • DE OLHO | Terça-Feira, 26 de Maio de 2020, 15h25
    15
    6

    O FRUTO NÃO CAI LONGE DO PÉ !! vejam quem é o pé da JANAINA.

ARTICULAÇÃO

A investida de um suplente para se tornar secretário de Estado

Por 25/05/2020, 18h:27 - Atualizado: 25/05/2020, 18h:30

oscar bezerra 680

Com a desistência de Faissal Calil do comando da Secretaria de Estado de Ciência, Tecnologia e Inovação e retorno à cadeira na Assembleia, o primeiro-suplente Oscar Bezerra perdeu espaço e ficou sem perspectiva para viabilizar sua candidatura a prefeito de Juara.

Postar um novo comentário

Comentários (3)

  • Roberto | Terça-Feira, 26 de Maio de 2020, 09h06
    3
    5

    Efa Forte, comente sobre a gestão desta família aí em Juara. Luciane Bezerra fez um bom trabalho a frente da Prefeitura?

  • Efa Forte | Terça-Feira, 26 de Maio de 2020, 07h53
    9
    1

    Esse cidadão acabou com a carreira política da sua esposa. Nem sei como consegui dormir. Agora quer ser prefeito novamente. É brincadeira esse nosso Mato Grosso. E ainda vai ganhar, pois são muito ricos.

  • Comentarista | Segunda-Feira, 25 de Maio de 2020, 19h13
    1
    3

    E eu achando que era o adjunto que queria ser

Rondonópolis

Vice nega elo com ex-filiado que denuncia prefeito e vereadores

Por 25/05/2020, 11h:32 - Atualizado: 25/05/2020, 11h:42

ubaldo vice-prefeito 680

O vice-prefeito de Rondonópolis, empresário Ubaldo Tolentino de Barros, que já está no quarto partido em menos de 10 anos de vida pública, tratou de se antecipar, aplicando "vacina" em si próprio,  sobre uma denúncia grave feita pelo radialista e apresentador de TV, Waldemir Costa, contra o prefeito Zé do Pátio e vereadores.

Postar um novo comentário

INSTITUTO FEDERAL

Na disputa à Reitoria, uma ameaça à hegemonia de um antigo grupo

Por 24/05/2020, 22h:39 - Atualizado: 25/05/2020, 07h:33

deiver alessandro ifmt 680

Apoiado pelas chamadas bases de servidores com sentimentos de mudanças, o professor Deiver Alessandro Teixeira, diretor-geral do Campus do IFMT Cuiabá Bela Vista, se tornou uma ameaça à hegemonia do grupo do reitor Willian de Paula, que comanda o Instituto Federal de Mato Grosso há mais de duas décadas, ainda da época da escola técnica e CEFET.

Postar um novo comentário

Comentários (14)

  • Giuliano Robledo | Terça-Feira, 26 de Maio de 2020, 21h18
    1
    0

    Sempre ouvi falar muito bem do trabalho do Professor Deiver e da Equipe do Bela Vista e tenho comprovado toda a boa fama nas mídias e redes sociais e a notoriedade entre os colegas conhecidos. Parabéns Professor Deiver pela iniciativa de pré-candidatura!

  • Carlos Costa | Segunda-Feira, 25 de Maio de 2020, 23h55
    0
    0

    Carlos Costa, Há expressões agressivas, ofensas e/ou denúncias sem provas. Queira, por gentileza, refazer o seu comentário

  • gislaine.costa2022 | Segunda-Feira, 25 de Maio de 2020, 22h38
    7
    3

    E vamos de Deiver! A eleição não será fácil. A máquina sempre jogou pesado nas eleições. Olhem as portarias. Tem remoção de servidor acontecendo mesmo com as atividades suspensas! Vamos ficar de olho.

EFEITO-PANDEMIA

Coronavírus vai matar reeleição de muitos prefeitos

Por 24/05/2020, 21h:27 - Atualizado: 24/05/2020, 22h:57

z� do patio 680

A Covid-19 deve matar o projeto de reeleição de muitos prefeitos, seja por causa de denúncias de irregularidades e má aplicação dos recursos à saúde, seja pela postura adotada em relação à pandemia. 

Postar um novo comentário

INíCIO
ANTERIOR
1 de 2546