Blog do Romilson Cuiabá, 26 de Outubro DE 2020 Rdnews RDTV facebook twitter RSS

4674.png

Política

Poderes

Bastidores

Negócios

Análise

Opinião

INVESTIGAÇÃO

Homero sugere que envolvidos no escândalo se afastem do governo

Deputado federal Homero Pereira    O deputado federal Homero Pereira defendeu, em entrevista ao blog, que todos envolvidos no processo licitatório viciado da compra das 705 máquinas pelo governo estadual, que se transformou em escândalo nacional, deixem as funções na administração ou ao menos saíam de licença. Vilceu Marchetti, que conduzia a secretaria de Infraestrutura, responsável por quase todo o processo, já caiu. Na opinião de Homero, outros secretários contra os quais pesam suspeitas deveriam pediram afastamento para facilitar a apuração da denúncia. Ele não mencionou nomes, mas o recado fora para Eder de Moraes (ex-Fazenda e hoje na Casa Civil) e Geraldo de Vitto (Administração). Apesar do apelo do deputado republicano, que se mostra temeroso com o desgate político e com a lisura do processo de investigação, principalmente em ano eleitoral, a tendência é que o governador Silval Barbosa "segure" Éder e Geraldo no primeiro escalão. O argumento é que ambos não têm participação no processo. A culpa começa a cair sobre os ombros da pasta de Infraestrutura, tanto que Vilceu já pediu exoneração.

    Homero prestigiou no sábado à noite o 30º Festival Internacional de Pesca de Cáceres. Em pré-campanha à reeleição, o ex-presidente da Federação da Agricultura do Estado (Famato) se mostrou eufórico com o pronunciamento com frequência pelo locutor do seu nome por ter sido um dos que contribuíram com festival, a partir de recursos assegurados por emenda parlamentar junto ao Orçamento-Geral da União. Homero passou a ampliar base numa região até então considerada "curral eleitoral" do colega federal Pedro Henry (PP).

    Momentos antes do início do show de Zé Ramalho, o deputado, rodeado de assessores, comentou que o ex-governador Blairo Maggi "teve atuação implacável no sentido de punir qualquer tipo de improbidade administrativa". Lembrou de episódios desde o início da gestão, em 2003, como a acusação sobre improbidade contra o então secretário de Meio Ambiente Moacir Pires, que foi exonerado sumariamente, e também a denúncia contra Cláudio Pires, que presidia a Imprensa Oficial do Estado e que também acabou desligado do governo por determinação de Maggi. "O Blairo sempre teve uma postura de isenção e de seguir a lei para não macular o governo", diz Homero.

   Questionado se a administração não foi conivente ou omissa diante da compra com indícios de superfaturamento em R$ 26,1 milhões das máquinas pesadas no final do ano passado e que "estourou" agora, Homero Pereira saiu em defesa tanto de Maggi quanto do sucessor Silval Barbosa (PMDB). Segundo ele, Maggi, enquanto governador, tomou todas as providências necessárias e, Silval, as reforçou. Mandou a Auditoria-Geral e a Procuradoria-Geral do Estado investigar a denúncia de que teria havido sobrepreço e acionou depois o Ministério Público para aprofundar na apuração dos fatos. "Se tem culpados, que sejam punidos e que venham responder por isso na Justiça".

   Para Homero, o escândalo não deve atrapalhar os projetos de reeleição de Silval e a campanha de senador de Maggi. Na sua avaliação, se fosse assim, as denúncias sobre irregularidades nos projetos do PAC teriam prejudicadas a ex-ministra e presidenciável do PT Dilma Rousseff, assim como teriam complicado para José Serra as acusações contra o ex-governador e também presidenciável tucano acerca de fraudes nas obras do metrô de São Paulo. "A sociedade não vai vincular esse episódio com o nome desse ou naquele candidato. Sei que a oposição vai bater, mas o Blairo ou Silval não podem chamar para eles a crise que não é deles, afinal, tomaram a atitude necessária".

    O parlamentar disse que o certo seriam os nomes envolvidos no processo pedir licença do cargo para não criar constrangimento ao Palácio Paiaguás e no sentido de contribuir também para com as investigações. "Assim, teria mais liberdade. É preciso ter essa grandeza e, no final, se não dever nada, tudo fica esclarecido. Acho que essa deveria ser uma atitude de todos citados". Coube à Infraestrutura, então sob Vilceu, montar o processo licitatório; à Administração, cujo responsável é Geraldo de Vitto, chamar o pregão presencial e; à Fazenda, que estava sob Eder, liberar o pagamento de R$ 241 milhões, inclusive à vista, com financiamento junto ao BNDES. Na avaliação de Homero, se os secretários citados ficarem no cargo e dando explicações o tempo todo, vão enfrentar situação cada vez mais delicada. "Isso aumenta mais a angústia. Esse assunto não pode ser o tema central da campanha eleitoral".

    Disputa

   Na ótica do deputado republicano, Maggi reune todas condições de se eleger senador e de dar novo direcionamento no Congresso Nacional porque tem propostas inovadoras. "Ele (Maggi) é um dos nomes mais respeitados do país na área empresarial e, na política, dará sua contribuição". Sobre Silval, que tem apoio do PR na corrida à reeleição, Homero diz apostar em êxito nas urnas. Entende que o peemedebista possui experiência na vida pública, pois já foi prefeito de Matupá, deputado estadual e desde o início da gestão, como vice, se mostrava atuante. Considera que, se for mantidas as três candidaturas, com Silval, Wilson Santos e Mauro Mendes, a tendência é de haver disputa de dois turnos. "Espero que o Silval possa ser reeleito para continuar conduzindo bem a administração estadual".

Postar um novo comentário

Comentários (7)

  • Jorge | Terça-Feira, 04 de Maio de 2010, 10h25
    0
    0

    Gente larga de serem bobos O Governador não precisa roubar eu acredito que a A MAGGI fatura mais de 190.000.000 mes. Porque o governador vao sujar com uma miseria de 26.000.000 e ainda dividir com mais quatro. SAI FORA GENTE. ESSA NOTICIA DE SUPERFATURAMENTO FOI PLANTADA POR GENTE DESESPERADO Tem gente que não sabe a dimensão da empresa A MAGGI e fica falando bobagem por ai. Eu acho que estão confundindo o governador com bundas moles que tem por ai.

  • Justino Pollia | Segunda-Feira, 03 de Maio de 2010, 10h58
    0
    0

    Só falta agora o Rei da Soja e ex-governador dizer "que não sabia de nada".E o Silval que a ex-primeira dama garantiu que acompanhava TODO o trabalho do Gov Blairo,não tem nada com isso?Não me façam chorar! Em tempo,as máquinas foram uma boa compra, embora quem deverá pagar será Mauro Mendes,como fuuturo Governador que será sem dúvida.Cá pra nós FORA BLAIRO MAGI,FORA SILVAL,FORA EDER MORAES(este também não sabia?)Vamos eleger Pedro Taques que sabe lidar com bandidos,e trapaceiros em geral.Mauro Mendes vem ai pra consertar o Mato Grosso

  • Antônio João de Medeiros | Segunda-Feira, 03 de Maio de 2010, 09h41
    0
    0

    Deputado Homero o sr só esqueceu um detalhe, Moacir e Claudio Pires, além de exonerados sumariamente, foram presos e olha que foi por muito menos, por órdem do Gov. Blairo Maggi, mas isso não é de se estranhar, vocês botinudos são mal agradecidos com os cuiabanos, pq quer queira quer não, fomos nós que o colocamos lá, vcs tratam a gente como cachorros, agora se quiserem moralizar, mande prender esses gatunios urgente, já pensou se o Gov. Silval mandar esse pessoal envolvido nesse escândalo pra cadeia, a moral e a credibilidade dele iria ser outra, mas se a culpa cair simplesmente nos ombros do Vilceu, ele e o Maggi podem preparar a cova, pq aí a gente vai ter certeza absoluta, que eles estão no rolo também e a derrota será bastante a pouco.

VÁRZEA GRANDE

Vereador que seria elo de facção tem chance de garantir 3º mandato

Por 25/10/2020, 23h:02 - Atualizado: 25/10/2020, 23h:09

Rodinei Crescêncio/Rdnews

janio calistro 680

Mesmo depois de ter ficado três meses preso, sob acusação de elo com facção criminosa e tráfico de drogas, o vereador Jânio Calistro (DEM) está na disputa eleitoral em Várzea Grande.

Postar um novo comentário

Comentários (2)

  • Paulo | Segunda-Feira, 26 de Outubro de 2020, 09h01
    1
    0

    O grupo de vereadores no legislativo representa toda a sociedade. Infelizmente tem uma parcela da sociedade que quer ser representada por alguem desse perfil. Fazer o que? O cara estava preso até outro dia e a mesmo assim a justiça eleitoral lhe dá o direito de ser candidato e tem uma parcela do povo que quer nada se pode fazer.

  • Moreira | Segunda-Feira, 26 de Outubro de 2020, 06h30
    0
    0

    Moreira , Há expressões agressivas, ofensas e/ou denúncias sem provas. Queira, por gentileza, refazer o seu comentário

BATE E ASSOPRA

Errei no vocabulário, mas mantenho críticas ao prefeito, diz Fabinho veja

Por 25/10/2020, 18h:46 - Atualizado: 25/10/2020, 18h:52

fabinho 680

O empresário Fábio Defanti, o Fabinho Promoções, gravou outro vídeo, desta vez para pedir desculpas pelos termos chulos e agressivos utilizados em outros dois comentários contra o prefeito da Capital Emanuel Pinheiro - saiba mais aqui.

Postar um novo comentário

Comentários (1)

  • Marcelo | Domingo, 25 de Outubro de 2020, 22h28
    6
    0

    Agora isso que me faltava desse bacana, quem é ele na fila do pão, ex presidiário. Fazia rolo no governo do estado, quer cantar de bom mocinho, toma tendência, a sua empresa só cresceu com dinheiro público, fica chorando pra ter um contrato, quer falar que não precisa? tenha paciência bacana.

CABO ELEITORAL

À espera de Bolsonaro em MT

Por 25/10/2020, 13h:39 - Atualizado: 25/10/2020, 14h:04

fernanda senado 680

A coronel PM Rúbia Fernanda (Patriota), cuja candidatura ao Senado vem ganhando volume, ainda está cheia de esperanças da vinda a Cuiabá de Jair Bolsonaro para reforçar seu nome na suplementar de 15 de novembro.

Postar um novo comentário

Comentários (3)

  • pedro Souza | Segunda-Feira, 26 de Outubro de 2020, 08h26
    2
    0

    Esta Senhora não e Coronel e sim Tenente Coronel, deveria estar nas ruas defendendo a população dos criminosos, e para isso que o povo paga seu salario de R$30.000,00 mensais.

  • Pedro | Domingo, 25 de Outubro de 2020, 16h31
    3
    4

    Esse José do Povo é sim um Ze Ruela

  • José do povo | Domingo, 25 de Outubro de 2020, 14h19
    13
    9

    ridícula, vai perder prá largar de ser vaquinha do Bozo

NOVA MUTUM

Quick recorre do indeferimento do registro e troca vice da chapa

Por 25/10/2020, 11h:53 - Atualizado: 25/10/2020, 12h:57

marjane rogerio 680

Em Nova Mutum, o vereador Airton Pessi, o Quick (DEM), continua candidato a prefeito e vai recorrer da decisão de primeira instância, que indeferiu o seu registro por causa de fraudes nas convenções.

Postar um novo comentário

Comentários (3)

  • fabinn | Domingo, 25 de Outubro de 2020, 16h01
    3
    3

    Esse povo dos piveta em Nova Mutum está é com medo do Quick. Se Leandro ganhar, piveta vai continuar governando. Quem manda em Leandro é o piveta, todos sabemos. Outra coisa, cadê as propostas do Leandro, que envolvam a igreja católica? Só propostas e gente da sua congregação. Quick é do povo. Cresceu em Mutum na humildade. Votando em Leandro, você estará voltando em Piveta. É A CONTINUIDADE DE UM GOVERNO QUE NAO SE PREOCUPOU COM A JUVENTUDE E COM OS MAIS NECESSITADOS.

  • fabinn | Domingo, 25 de Outubro de 2020, 16h00
    0
    2

    Esse povo dos piveta em Nova Mutum está é com medo do Quick. Se Leandro ganhar, piveta vai continuar governando. Quem manda em Leandro é o piveta, todos sabemos. Outra coisa, cadê as propostas do Leandro, que envolvam a igreja católica? Só propostas e gente da sua congregação. Quick é do povo. Cresceu em Mutum na humildade. Votando em Leandro, você estará voltando em Piveta. É A CONTINUIDADE DE UM GOVERNO QUE NAO SE PREOCUPOU COM A JUVENTUDE E COM OS MAIS NECESSITADOS.

  • RENATA | Domingo, 25 de Outubro de 2020, 12h36
    2
    2

    A maioria do eleitorado não vota em candidato apoiado pelo governador que é do DEM.

VÁRZEA GRANDE

Pão-duro, Jayme só ajuda Kalil no prestígio político e sem um centavo

Por 24/10/2020, 16h:20 - Atualizado: 24/10/2020, 16h:24

jayme campos 680

O cacique político Jayme Campos tem se esforçado para eleger, como sucessor de sua esposa-prefeita Lucimar, o ex-vereador Kalil Baracat, do MDB, em Várzea Grande.

Postar um novo comentário

Comentários (3)

  • Marcelo | Sábado, 24 de Outubro de 2020, 19h46
    8
    3

    Do bolso nada, mas do “paletó” rsrsrs

  • José Eleuterio | Sábado, 24 de Outubro de 2020, 19h31
    8
    6

    O Jaime pessoalmente pode não estar ajudando financeiramente o KALIL, mais o Diretorio Nacional do DEM, já repassou mais de 500 mil reais ao candidato José Hazama, vice de Kalil. É só olhar o relatório do TRE MT.

  • Willian | Sábado, 24 de Outubro de 2020, 17h29
    13
    0

    Hum, sabe de nada inocente. kkkkk

PESQUISA

Em Lucas, Miguel lidera e impõe 12 pontos sobre Binotti, revela Ibope

Por 24/10/2020, 10h:15 - Atualizado: 24/10/2020, 10h:19

pesquisa lucas ibope 680

O ex-vice-prefeito Miguel Vaz (Cidadania) é o primeiro colocado nas intenções de voto para prefeito de Lucas do Rio Verde, deixando para trás o próprio prefeito Luiz Binotti (PSD), que busca a reeleição. É o que aponta pesquisa do Ibope.

Postar um novo comentário

Comentários (1)

  • Ramon | Sábado, 24 de Outubro de 2020, 11h30
    7
    2

    Adeus PSD e seu projeto de poder em MT. Vão para p buraco os maiores expoentes do partido!!

INíCIO
ANTERIOR
1 de 2618