Blog do Romilson Cuiabá, 22 de Outubro DE 2019 Rdnews RDTV facebook twitter RSS

4674.png

Política

Poderes

Bastidores

Negócios

Análise

Opinião

Palácio Paiaguás

Maggi doa à Apae em último ato no governo mais de 100 ônibus

   Blairo Maggi prepara dois grandes atos para marcar o final de sua administração. Vai receber no Palácio Paiaguás em 1º de fevereiro, uma segunda-feira, todos os 141 prefeitos mato-grossenses para uma solenidade sobre entrega de máquinas e caminhões para reforçar a cobertura de infraestrutura nos municípios. No mesmo dia, o governador e os gestores municipais se deslocam para os dois terrenos ao lado do shopping Pantanal, onde está o maquinário, para prosseguir o ato. A outra ação às vésperas de Maggi renunciar ao mandato está programada para após o Carnaval, entre 22 a 26 de fevereiro, desta vez com entrega de mais de 100 ônibus para atender a Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais (Apae). A negociação desses ônibus especiais já está sendo feita. Maggi quer, com essa ação social, reforçar a tese de que, enquanto governador, se mostrou sensível aos problemas e priorizou o setor.

   No caso do maquinário, o Estado recorreu a um financiamento de R$ 241 milhões junto ao Banco do Brasil. São máquinas do tipo pá carregadeira, escavadeira hidráulica e motoniveladora e ainda caminhões basculante e cavalo mecânico. Somam 705 equipamentos. A ideia do governo é fazer com que cada município tenha uma patrulha para fazer restauração, manter e conservar as estradas vicinais, principais nas comunidades rurais. A distribuição do maquinário será feito para as prefeituras.

   Com esses dois atos, Maggi encerra o longo governo que começou em janeiro de 2003, após se reeleger nas urnas de 2006. Suas duas eleições foram conquistadas no primeiro turno. Blairo Maggi deixa o Paiaguás em 31 de março. Enquanto seu vice Silval Barbosa assume a cadeira de chefe do Executivo já como candidato à reeleição pelo PMDB e com o discurso da "continuidade", Maggi inicia uma outra campanha eleitoral, desta vez para o Senado. Ele é o segundo a governar mato-grosso por dois mandatos consecutivos. O primeiro foi Dante de Oliveira (já falecido), de 1995 a 2002. Dante também deixou o Paiaguás para concorrer a uma das duas cadeiras no Congresso Nacional. Acabou derrotado. As vagas ficaram com Jonas Pinheiro (DEM), que veio a falecer em 2008, e com a petista Serys Marly.

Postar um novo comentário

Comentários (5)

  • mauro | Segunda-Feira, 18 de Janeiro de 2010, 16h52
    0
    0

    Depois de 7 anos de politica social que foi um fiasco...é vergonhoso esse ato...

  • sergio | Domingo, 17 de Janeiro de 2010, 22h03
    0
    0

    sergio, Há expressões agressivas, ofensas e/ou denúncias sem provas. Queira, por gentileza, refazer o seu comentário

  • Maria Olimpia | Domingo, 17 de Janeiro de 2010, 10h55
    0
    0

    O Governador Blairo Maggi realizou muitas obras sociais. Infelizmente alguns Secretários nao divulgam essas acoes. Por exemplo, a reforma e ampliacao de um prédio no bairro consil para funcionar o Centro de Reabilitacao Dom Aquino Correa é uma das maiores obras sociais do Governo BM e nao está havendo divulgacao para a massa popular. Por que será? Problemas na assessoria de comunicacao de Augustinho Moro?

  • chacal | Domingo, 17 de Janeiro de 2010, 09h32
    0
    0

    este foi o ultimo ato do governador, com a esperanca que a candidatura do silval decole.

  • Aladir Leite Albuqueque | Domingo, 17 de Janeiro de 2010, 02h31
    0
    0

    Não existe nem um ser humano com selo de garantia, nem com a pretensão de ser alguém perfeito. Porque a perfeição pertence a Deus. Somos ser humanos, sujeito e capaz a erros porque o erro faz parte da Natureza Humana. Por isso digo! Que o governador erra em dizer que doa a Apae e aos municípios em seu ultimo ato no governo mais de 100 ônibus, e mais de duzentas maquinas. Porque o dinheiro é publico!

ESQUEMÃO NO CEPROMAT

Auditoria já citava rombo milionário sob Dentinho, que foi preso hoje

Por 22/10/2019, 11h:10 - Atualizado: 44min atrás

dentinho 680

O cerco já vinha se fechando contra o ex-presidente da Câmara de Cuiabá, ex-deputado estadual e ex-presidente do antigo Cepromat (hoje MTI), Wilson Celso Teixeira, o Dentinho, que foi preso nesta terça na operação Quadro Negro, deflagrada pela Delegacia Especializada de Combate à Corrupção.

Postar um novo comentário

CASO INUSITADO

Apenas 2 vão votar e neles próprios

Por 21/10/2019, 19h:40 - Atualizado: 21/10/2019, 20h:46

guilherme maluf 680

Embora com colegiado formado por sete conselheiros titulares, apenas dois vão votar e, curiosamente, neles próprios. Sob um cenário inédito e inusitado, a eleição para renovar a diretoria do TCE-MT acontece em 5 de novembro.

Postar um novo comentário

Comentários (2)

  • joana | Terça-Feira, 22 de Outubro de 2019, 10h16
    0
    0

    Simples assim, e ponto final .

  • Seminina | Segunda-Feira, 21 de Outubro de 2019, 22h52
    2
    0

    Caro jornalista, a situação em MT será a mesma o vice acumulará também a corregedoria !

EM CUIABÁ

2 figurões nacionais brigam pela concessão do transporte coletivo

Por 21/10/2019, 15h:47 - Atualizado: 21/10/2019, 16h:54

Assis Marcos Gurgacz 680

Após 20 anos, a Prefeitura de Cuiabá abriu disputa para concessão do transporte coletivo. E, entre as cinco empresas concorrentes, duas têm como donos familiares de figurões nacionais.

Postar um novo comentário

Comentários (1)

  • Luciano | Segunda-Feira, 21 de Outubro de 2019, 18h33
    1
    0

    E você não comenta das empresas do Botey e do Jayme porque?

ALTO PARAGUAI

Pivô da prisão de desembargador, casal ainda segue firme no poder

Por 21/10/2019, 11h:19 - Atualizado: 21/10/2019, 12h:56

diane e alcenor 680

Em Alto Paraguai, o ex-prefeito Alcenor Alves se tornou o prefeito de fato, mas não de direito. Embora a esposa Diane Alves seja a chefe do Executivo, quem dita as regras administrativas é Alcenor, que se envolveu num escândalo em 2010, chegando a ser preso.

Postar um novo comentário

Comentários (2)

  • Antônio Joaquim do nascimento neto | Segunda-Feira, 21 de Outubro de 2019, 21h06
    0
    0

    Tem um matérial aqui sobre as calamidade de alto paraguai 93443569 chama eu passo pra vc

  • Joadir | Segunda-Feira, 21 de Outubro de 2019, 15h20
    5
    1

    Na VG aconteceu o mesmo e ninguém foi preso. Mas está tudo cristalino.

RUMO À REELEIÇÃO

Com 13 siglas e podendo atrair o PSL

Por 20/10/2019, 20h:41 - Atualizado: 20/10/2019, 21h:50

emanuel pinheiro deputados 680

Emanuel com os deputados Sílvio Fávero (PSL), Paulo (PP), Avalone (PSDB), Janaína (MDB) e seu esposo Diógenes

A um ano das eleições, o prefeito da Capital Emanuel Pinheiro já conta com apoio pré-estabelecido ao projeto de reeleição de nada menos que 13 partidos. E tende a aglutinar outros, inclusive o PSL do presidente Bolsonaro.

Postar um novo comentário

Comentários (4)

  • Pedro José Cruz | Segunda-Feira, 21 de Outubro de 2019, 16h45
    0
    0

    Pedro José Cruz , Há expressões agressivas, ofensas e/ou denúncias sem provas. Queira, por gentileza, refazer o seu comentário

  • Maria F. Albuquerque | Segunda-Feira, 21 de Outubro de 2019, 10h16
    5
    7

    Desse jeito vai ganhar no primeiro turno. Até agora não apareceu adversário à altura para derrotar Emanuel. Juntando todos os pré-candidatos da oposição não dá um.

  • Claudiomario | Segunda-Feira, 21 de Outubro de 2019, 09h31
    8
    10

    Neste quase três anos de mandato, o prefeito tem conseguido vencer as demandas, e tem buscado recursos pra continuar viabilizando esforços respeitando todas as possíveis diferenças politicas e partidárias que possam existir, , tudo dentro da normalidade!!

  • Pedro luis | Domingo, 20 de Outubro de 2019, 21h59
    20
    9

    Se o eleitor Cuiabano votar no Emanuel, mesmo depois de vídeo do paletó, estará demonstrado que o eleitor não se importa com corrupção, e quem tem atitudes duvidosas é aplaudido. Estará demonstrando também que corrupção não é problema, que não se importa. Estará provado ao mundo que é um exemplo de eleitor, que vota sem se importar com a índole do candidato.

SOB INVESTIGAÇÃO

Promotor denunciado segue do Núcleo de Patrimônio e Probidade

Por 20/10/2019, 10h:44 - Atualizado: 20/10/2019, 13h:37

marco aurelio 680

Denunciado criminalmente pelo MPE por quebra de segredo de Justiça, após investigações do Naco, o promotor Marco Aurélio, ex-coordenador do Gaeco, não deve ser afastado do Núcleo de Defesa do Patrimônio Público e da Probidade Administrativa.

Postar um novo comentário

INíCIO
ANTERIOR
1 de 2438