Blog do Romilson Cuiabá, 28 de Setembro DE 2020 Rdnews RDTV facebook twitter RSS

4674.png

Política

Poderes

Bastidores

Negócios

Análise

Opinião

JUDICIÁRIO

Não há motivo para paralisação, sustenta presidente do Tribunal

Por 03/05/2010, 16h:26 - Atualizado: 26/12/2010, 12h:26

José Silvério    O presidente do TJ, desembargador José Silvério Gomes, reafirmou que não há motivos para a greve dos servidores do Judiciário, que paralisaram as atividades nessa segunda (3). Ele instaurou uma comissão para analisar a pauta de reivindicações, dentre elas o recebimento de 11,98% referente às perdas com a implantação do URV, exigência de concurso de nível superior para oficial de Justiça e pagamento de auxílio alimentação. “Tudo o que depende da lei vai ser formatado pela comissão para posteriormente ser aprovado pelo Pleno do órgão e, em seguida, pela Assembleia Legislativa”, explicou Silvério.

   Segundo ele, as medidas vão demorar para ser implementadas. Apenas para quitar a diferença do URV, Silvério estima que o TJ vai gastar R$ 200 milhões. “Estamos fazendo um levantamento sobre como podemos pagar esse montante”. A greve dos funcionários é liderada pelo Sindicato dos Servidores do Poder Judiciário de Mato Grosso (Sinjusmat). O presidente do TJ lembra que os membros do Sindicato participaram ativamente da comissão especial criada para fixar os critérios do pagamento dos créditos pendentes. Em  15 de abril, o Pleno aprovou a Resolução nº 1/2010/TP que prevê a apuração de créditos para evitar favorecimentos na liberação dos recursos.

   Silvério também frisa que, no dia seguinte à sessão, foi proferido despacho determinando que o Departamento de Pagamento de Pessoal (DPP) do TJ elaborasse o cálculo do crédito decorrente da URV nos moldes da resolução recém-aprovada. “Os cálculos estão sendo feitos. Não há qualquer atraso ou negativa da administração quanto ao pagamento da URV. Uma vez concluídos os cálculos, o pagamento será efetuado nos moldes da resolução e de acordo com a disponibilidade orçamentária e financeira”, enfatizou. A resolução circulou no Diário de Justiça Eletrônico em 19 de abril e fixa o prazo de 60 dias para início da liberação dos recursos.

   Sobre a Resolução nº 48 do CNJ, que dispõe sobre a exigência de curso superior como requisito para provimento do cargo de oficial de justiça, Silvério assinalou que “já foi instaurado procedimento e o prazo para cumprimento da determinação do CNJ não expirou. A intimação do Tribunal de Justiça se deu em fevereiro de 2010, portanto, o prazo final se dará em maio de 2010”, disse. Como trata-se de uma questão que envolve modificação no Sistema de Desenvolvimento de Carreiras e Remuneração (SDCR) dos servidores do Judiciário, há a necessidade de análise e deliberação da Comissão de Organização Judiciária e Regimento Interno.

   Já sobre a reivindicação de auxílio alimentação, o presidente disse que a proposição foi protocolizada em 3 de março pela Diretoria-Geral do TJ, com sugestão de que o benefício fosse pago com recursos do Fundo de Apoio ao Judiciário (Funajuris). “Os recursos do Funajuris não estão destinados para esse fim e em 28 de abril proferi despacho registrando a impossibilidade de pagamento de verbas indenizatórias pelo Funajuris”, apontou.

   Ele ressaltou que os servidores receberam em janeiro 16,66% a título de contraprestação pecuniária em decorrência da alteração da jornada de trabalho de seis para sete horas ininterruptas. O mesmo percentual será aplicado a partir de 1º de julho e, já no mês de maio, serão aplicados aos vencimentos 4,11% relativos à data base cujo reajuste integral é calculado pelo INPC/IBGE, apurado no período de 1° de janeiro a 31 de dezembro de 2009.

Postar um novo comentário

UM VICE DESCARTADO

Queria tudo, ficou sem nada

Por 27/09/2020, 18h:46 - Atualizado: 27/09/2020, 18h:51

niuan ribeiro 680

Alçado vice-prefeito de Cuiabá a partir de 2017, Niuan Ribeiro se sentiu grande. Achou que atingira tamanha envergadura que lhe possibilitaria ocupar todos espaços políticos possíveis que viriam pela frente, seja de prefeito, de senador, seja de dirigente partidário.

Postar um novo comentário

DERROCADA

Desacreditado e isolado, PT disputa em 4 pólos apenas com chapa pura

Por 27/09/2020, 13h:48 - Atualizado: 27/09/2020, 13h:51

julier 680

Nocauteado pela chegada da direita ao poder, o PT ficou tão fragilizado e desacreditado que, nos 10 maiores municípios de MT, só lançou candidato a prefeito em quatro (Cuiabá, Rondonópolis, Sinop e Cáceres). E, mesmo assim, com chapa pura.

Postar um novo comentário

Comentários (4)

  • Pedro Laurin | Domingo, 27 de Setembro de 2020, 22h36
    1
    6

    Espera pra ver. O PT é quem defende trabalhadores.

  • Beto | Domingo, 27 de Setembro de 2020, 20h44
    5
    1

    pt NUNCA MAIS.

  • Felipe Matos | Domingo, 27 de Setembro de 2020, 19h55
    2
    5

    O PT pegará os votos anti-Bolsonaro. Tem tudo para crescer nesta eleição.

DISPUTA ELEITORAL

Nada a perder, só a ganhar

Por 27/09/2020, 08h:53 - Atualizado: 27/09/2020, 08h:55

emanuelzinho 680

Mesmo entrando na disputa de última hora, o jovem deputado federal Emanuelzinho (PTB), de 25 anos, ainda conseguiu fechar aliança com seis partidos na corrida à Prefeitura de Várzea Grande.

Postar um novo comentário

Comentários (5)

  • Felipe Matos | Domingo, 27 de Setembro de 2020, 19h54
    2
    1

    Essa familiocracia com laços no Ministério Público e no Poder Judiciário é uma vergonha. É a velha política que ainda reina em Mato Grosso. Esse rapaz só virou deputado por causa da máquina da prefeitura de Cuiabá. Agora quer pegar o orçamento da segunda maior cidade do Estado? O que é isso? Monarquia? Empresa política? O povo de Várzea Grande não pode aceitar esse absurdo.

  • Ubirajara | Domingo, 27 de Setembro de 2020, 13h20
    0
    0

    Ubirajara , Há expressões agressivas, ofensas e/ou denúncias sem provas. Queira, por gentileza, refazer o seu comentário

  • O ATALAIA | Domingo, 27 de Setembro de 2020, 12h48
    0
    0

    O ATALAIA, Há expressões agressivas, ofensas e/ou denúncias sem provas. Queira, por gentileza, refazer o seu comentário

EM LUCAS DO RIO VERDE

De última hora, Binotti troca vice da chapa

Por 26/09/2020, 18h:47 - Atualizado: 26/09/2020, 18h:49

luiz binotti 680

Em meio à crise interna, o prefeito de Lucas do Rio Verde, Luiz Binotti (PSD), trocou, de última hora, nome para vice de sua chapa à reeleição.

Postar um novo comentário

Comentários (1)

  • Ricardo | Domingo, 27 de Setembro de 2020, 08h37
    0
    4

    Binotti está junto somente com picaretas: ele próprio, Neri Geller, Fávaro, e turma do bolinha.. usam o povo na cara dura.. a hora de vocês está chegando bando de velhacos

ELEIÇÃO AO SENADO

Pivetta abandona Euclides e sinaliza para apoio a Leitão

Por 26/09/2020, 10h:30 - Atualizado: 26/09/2020, 10h:32

nilson leit�o 680

O vice-governador Otaviano Pivetta dá sinais de que apoiará Nilson Leitão (PSDB) ao Senado e não mais Euclides Ribeiro (Avante). O curioso é que foi o próprio Pivetta quem apresentou Euclides ao presidente regional do PDT, Allan Kardec, na expectativa de ambos construírem aliança para o pleito de 15 de novembro.

Postar um novo comentário

Comentários (1)

  • Luiz Eduardo | Sábado, 26 de Setembro de 2020, 17h55
    8
    2

    O Nilson Leitão, só conseguiu o apoio do DEM de Jaime Campos, após ter a confirmação de que o PIVETA iria desistir da candidatura ao SENADO, pois o DEM estava disposto a apoia-lo contra o Favaro. Nilson já está tendo o apoio politico e financeiro de todo Grupo do Piveta em Lucas,Mutum e região do Médio Norte, e o bestalhão do Euclides jamais terá o apoio dos Pededista-Autenticos, que não aceitam negociatas como a praticada pelo safado do Alan Kardes, que desmoraliza a memória de Leonel de Moura Brizolla.

CHAPA PROPORCIONAL

Ivan desiste e enfraquece DEM, que só deverá eleger um na Capital

Por 25/09/2020, 20h:15 - Atualizado: 25/09/2020, 20h:20

ivan evangelista 680

O pecuarista Ivan Evangelista, que foi vereador por 13 anos e teve mandato cassado em 2010, jogou mesmo a toalha. Após contestar este Blog por ter revelado que ele recuaria da disputa, o ex-vereador acabou "enrolando" a cúpula do DEM até a última hora. E decidiu, enfim, não concorrer às eleições.

Postar um novo comentário

Comentários (3)

  • Elias | Sábado, 26 de Setembro de 2020, 18h01
    0
    0

    Elias , Há expressões agressivas, ofensas e/ou denúncias sem provas. Queira, por gentileza, refazer o seu comentário

  • Luiza de Jaciara | Sábado, 26 de Setembro de 2020, 09h21
    0
    0

    Luiza de Jaciara, Há expressões agressivas, ofensas e/ou denúncias sem provas. Queira, por gentileza, refazer o seu comentário

  • joaoderondonopolis | Sexta-Feira, 25 de Setembro de 2020, 20h38
    16
    7

    Único caminho certo do DEM/Jayme e Júlio foi apoiar Leitão ao senado, pois será vitorioso. E se o DEM apoiasse Emanuel, com certeza faria de 4 a 5 vereadores. MM está afundando o DEM, até parece que após a eleição irá mudar de partido.

INíCIO
ANTERIOR
1 de 2606