Blog do Romilson Cuiabá, 29 de Maio DE 2020 Rdnews RDTV facebook twitter RSS

4674.png

Política

Poderes

Bastidores

Negócios

Análise

Opinião

Análise

No PMDB, Julier passa a atuar ao lado de ex-desafetos que até o acionaram no CNJ

Por 02/04/2014, 16h:41 - Atualizado: 03/04/2014, 11h:52

A filiação do ex-juiz federal  Julier Sebastião, no PMDB, o coloca lado a lado de lideranças partidárias que já foram alvos de suas “canetadas” e, inclusive, chegaram a apresentar representação no Conselho Nacional de Justiça contra o então magistrado, em junho de 2010, logo após a deflagração da Operação Jurupari, que atingiu em cheio a classe política. À época, 15 lideranças assinaram o documento contra ele. Entre elas estão os, agora, companheiros de partido deputado federal Carlos Bezerra e governador Silval Barbosa, que era candidato à reeleição em 2010. Há ainda políticos que integram o mesmo grupo aliado, como o senador Blairo Maggi, o vice-governador Chico Daltro (PSD), o ex-deputado federal Carlos Abicalil (PT) e o deputado estadual José Riva (PSD).

Alguns, dos que também pediram providências contra Julier, participaram hoje do ato de filiação do ex-magistrado, em Brasília, como é o caso de Eliene Lima (PSD) e Wellington Fagundes (PR). À época, eles contestaram a conduta do juiz durante as investigações relativas a crimes ambientais no Estado. A ação apontava a existência de suposto lobby. Diante da situação, políticos alegaram a existência de um conluio envolvendo Julier, o procurador da República Mario Lúcio Avelar e o ex-procurador da República, hoje senador Pedro Taques. O caso acabou não prosperando.

Atuação

Durante a sua atuação na magistratura, Julier também “canetou” alguns peemedebistas. Determinou a prisão, durante a operação Hygeia, de Carlos Miranda, ex-tesoureiro do diretório do partido, Rafael Bastos, ex-secretário-geral da legenda e hoje secretário de Estado de Ciência e Tecnologia, e José Luiz Bezerra, sobrinho do deputado Bezerra. Foram expedidos pelo magistrado, na época, 31 mandados de prisão por supostas ligações com fraudes em obras e serviços executados com recursos da Funasa.Também bateu de frente com Francisco Faiad, o afastando da presidência da OAB-MT, e Eder Moraes, que teve o nome envolvido no escândalo do Maquinário. No final da sua trajetória como juiz, entretanto, foi dele a decisão que absolveu Maggi e Eder no referido processo.

O despacho é questionado pelos advogados de defesa dos ex-secretários de Administração e Infraestrutura, Geraldo de Vitto e Vilceu Marchetti, respectivamente. Agora, Julier tem a missão de se desvincular de vez da magistratura, aparar algumas rusgas ainda existentes e obter o apoio necessário para viabilizar sua candidatura ao Governo, Senado ou à Câmara Federal.

15 políticos acionam o "xerife" Julier no CNJ; veja relação

Postar um novo comentário

Comentários (7)

  • sergiodofiltro | Sexta-Feira, 04 de Abril de 2014, 10h20
    1
    0

    O GRANDE DESAFETO DELE AGORA E O POVO,LEMBRA JULIO E BEZERRA ESSA PARCERIA NÃO DA LIGA ,RENOVA MT

  • Celino Teodoro de Melo | Quinta-Feira, 03 de Abril de 2014, 08h30
    0
    0

    Celino Teodoro de Melo, Há expressões agressivas, ofensas e/ou denúncias sem provas. Queira, por gentileza, refazer o seu comentário

  • manoelito | Quinta-Feira, 03 de Abril de 2014, 07h17
    4
    0

    QUEM TE VIU E QUE TE JULIER E AGORA COM QUAL A CARA VC VAI FAZER POLITICA A CARA DO BEZERRA RIVA ABICALIL SERA QUE O POVO NÃO LEMBRAR DAS CANETADAS

PÓS-CASSAÇÃO

Ex-senadora agora monta escritório advocatício com 2 ex-assessores

Por 28/05/2020, 21h:55 - Atualizado: 01h atrás

selma arruda 680

Juíza aposentada e senadora com mandato prematuramente cassado neste ano por crimes eleitorais, Selma Arruda ainda não conseguiu licença da Ordem para atuar como advogada.

Postar um novo comentário

EM RONDONÓPOLIS

Governo Bolsonaro ama índio, diz ministra em MT veja

Por 28/05/2020, 18h:44 - Atualizado: 28/05/2020, 18h:50

damares discurso 680

A ministra Damares Alves (Mulher, Família e Direitos Humanos), com um cocar sobre a cabeça, arrancou aplausos em Rondonópolis nesta quinta ao dizer que estava ali realizando a maior obra do Governo Bolsonaro, que é cuidar de vidas.

Postar um novo comentário

Comentários (2)

  • Leonildo | Quinta-Feira, 28 de Maio de 2020, 21h09
    5
    2

    Que mentira!!!! E a boiada acredita....

  • Alberto | Quinta-Feira, 28 de Maio de 2020, 20h47
    4
    1

    Bolsonaro ama índio? Kkkkkk. Quem foi que disse que a cavalaria americana, ao contrário da nossa, foi competente ao exterminar os índios americanos.

EM RONDONÓPOLIS

Senador é ignorado e deixa ato constrangido

Por 28/05/2020, 13h:01 - Atualizado: 28/05/2020, 13h:09

damares favaro 680

O senador Carlos Fávaro (PSD) passou o maior constrangimento hoje, em Rondonópolis, durante ato de entrega de alimentos e máscaras faciais a povos indígenas com a presença da ministra Damares Alves (Mulher, Família e Direitos Humanos)

Postar um novo comentário

Comentários (8)

  • Cristiano | Quinta-Feira, 28 de Maio de 2020, 16h08
    7
    22

    Medeiros é o candidato do Bolsonaro ao senado!

  • Lourinil | Quinta-Feira, 28 de Maio de 2020, 15h56
    16
    32

    Ele estava no lugar errado. Nem senador é só está na cadeira pq fez manobras , o jeitinho para estar lá. O lugar é legalmente da juíza que foi tirada , na proxima eleição Coronel Fernanda a candidata do Presidente

  • Benedita | Quinta-Feira, 28 de Maio de 2020, 15h33
    13
    37

    Queria uma beira; si fu, o Medeiros veio foi junto com a comitiva; parabéns deputado José Medeiros, nosso futuro senador!

BATALHA JURÍDICA

Pedido de Albano para voltar ao TCE será julgado pelo Supremo na terça

Por 28/05/2020, 12h:28 - Atualizado: 28/05/2020, 12h:31

gilmar mendes 680

A Segunda Turma do Supremo julga na sessão da próxima terça (2 de junho), um agravo regimental do conselheiro Valter Albano, pleiteando retorno ao cargo. O pedido de HC chegou a entrar na pauta ontem, mas a presidente, ministra Cármen Lúcia, não o colocou em julgamento porque a sessão já havia extrapolado o prazo.

Postar um novo comentário

EM RONDONÓPOLIS

2 pré ao Senado disputam espaço em ato com ministra

Por 28/05/2020, 10h:30 - Atualizado: 28/05/2020, 10h:35

fernanda victorio galli 680

Rúbia Fernanda (de blusa rosa) e seu suplente da chapa ao Senado, Victorio Galli, aguardando chegada da ministra

Dois pré-candidatos à suplementar ao Senado, tenente-coronel Rúbia Fernanda (Patriota), e o deputado José Medeiros (Pode), participam do ato nesta manhã, na sede da Conab, em Rondonópolis, com a presença da ministra Damares Alves (Mulher, Família e Direitos Humanos).

Postar um novo comentário

PREOCUPAÇÃO

Por questão de segurança, Michelle Bolsonaro cancela agenda em MT

Por 28/05/2020, 07h:07 - Atualizado: 28/05/2020, 07h:20

michelle bolsonaro 680

Por recomendação do Gabinete de Segurança Institucional (GSI), a primeira-dama Michelle Bolsonaro cancelou sua participação no evento de entrega de cestas básicas para comunidades indígenas hoje, em Rondonópolis.

Postar um novo comentário

Comentários (5)

  • Elias | Quinta-Feira, 28 de Maio de 2020, 14h31
    6
    1

    Jedae, raça infame é a tua. Vira este disco. Todo mundo vê o que essa corja está fazendo para dedtruir o Brasil. Somente você e sua corja de mau caráter ainda defende estes milicianos. Pior, não tem a capacidade tem postar um comentário sem agredir petistas, disseminando ódio, espalhando peçonha. Gente gomo você são o câncer da sociedade e precisa ser extirpado com urgência.

  • Jedae | Quinta-Feira, 28 de Maio de 2020, 10h20
    5
    12

    Ver petistas, comunas e toda raça infame chorar, não tem preço. Bolsonaro, só precisa fazer duas coisas. Primeiro: Não deixar haver roubos em todos os níveis. Segundo: Nunca mais deixar o poder cair nas mãos dessa quadrilha, que se intitula progressistas. De quebra, limpar esse STF, repleto de corruptos e vendidos. Nem sei quem é pior. Se é o ex-carregador de malas do mula ou o ex do Temer, enterno vice da anta!!!!!!!!!

  • MOSSUETO | Quinta-Feira, 28 de Maio de 2020, 09h46
    9
    4

    Ridícula essa justificativa, o nosso País nunca teve esse tipo de ameaças, mas a falta de postura e respeito com os eleitores é que está gerando esse tipo de reação.

INíCIO
ANTERIOR
1 de 2548