Blog do Romilson Cuiabá, 21 de Setembro DE 2020 Rdnews RDTV facebook twitter RSS

4674.png

Política

Poderes

Bastidores

Negócios

Análise

Opinião

Rumo a 2010

Pré-candidatos de VG se fecham contra invasão de nomes de fora


Deputado Maksuês Leite (PP), que busca a reeleição como um dos porta-vozes de Várzea Grande na Assembleia

    Pré-candidatos a deputado de Várzea Grande, segundo maior colégio eleitoral com 161,7 mil eleitores (7,9% de todo Mato Grosso), decidiram unificar o discurso pelo chamado voto útil, numa campanha por maior representatividade política do município na Assembleia. Eles pregam maior fidelidade do eleitor para com os candidatos da cidade e condenam o que chamam de "invasão" de concorrentes de outras regiões. Ao menos seis estão no páreo por vaga de estadual, sendo eles os já deputados Maksuês Leite (PP) e Wallace Guimarães (PMDB), o secretário de Comunicação e presidente do Dae Jeverson Missias (PR), o ex-vice-prefeito Nico Baracat (PMDB) e o secretário de Promoção Social, vereador licenciado Wilton Coelho (PR). Para federal há dois do DEM: Júlio Campos e Chico Curvo.

   Eles observam que se a maioria dos eleitores priorizasse as candidaturas locais, Várzea Grande poderia ter entre três a cinco representantes no Legislativo mato-grossense, mesmo diante de um quociente eleitoral que deve chegar a 64,7 mil votos. Com a renúncia no ano passado de Campos Neto, que virou conselheiro do Tribunal de Contas no lugar do próprio pai Ary Leite de Campos, ficaram apenas dois várzea-grandenses na AL: Maksuês e Wallace.

     Nas eleições de 2006, por exemplo, líderes políticos que pouco aparecem no município a não ser em época de campanha "abocanharam" centenas de votos, como o deputado Gilmar Fabris (DEM) que conquistou cerca de 6 mil votos em Várzea Grande, assim como Walter Rabello, de Cuiabá, que levou mais 12 mil. Fabris é da Grande Rondonópolis (Sul) e "invadiu" o segundo maior município com respaldo do ex-prefeito e senador Jayme Campos.

    Nas últimas quatro eleições, o município não consegue superar a barreira de três representantes na Assembleia. Em 1994, elegeu Nico Baracat, Zilda Pereira Leite e Dito Pinto. Quatro anos depois, a mesma bancada foi mantida, desta vez com a estreia de José Carlos de Freitas e com novo mandato de Pinto e Baracat. No pleito de 2002, os várzea-grandenses asseguram três das 24 vagas no Legislativo, com Campos Neto e com as reeleições de Baracat e Freitas. Em 2006, foram as vezes de Maksuês e Wallace Guimarães e da reeleição de Neto, que deixou a Assembleia para ocupar o cargo vitalício de conselheiro do TCE.

Os últimos deputados estaduais de Várzea Grande
1994
Nico Baracat
Zilda Pereira Leite
Dito Pinto
1998
José Carlos de Freitas
Dito Pinto
Nico Baracat
2002
Campo Neto
Nico Baracat
José Carlos de Freitas
2006
Maksuês Leite
Campos Neto
Wallace Guimarães

Postar um novo comentário

Comentários (28)

  • luiz fernando | Quinta-Feira, 04 de Fevereiro de 2010, 10h10
    0
    0

    Quem de VG votar em MAKSU-EX CANDIDATO LEITE estara passando atestado de burrice extrema, ou será que a população já esqueceu o que este cidadão fez na eleição municipal passada????????????

  • paulo | Quarta-Feira, 03 de Fevereiro de 2010, 23h29
    0
    0

    bom minha gente de vg esse maksues e wallace fala que ama vg porque que as verbas que ele tem não vai tudo para vg? resposta porque eles sao assim tambem casei de ver o dep. maksues aqui em cuiaba pedindo voto e outro é o dep. wallace pedindo voto la em poconé . bom mas o maksues depois de tudo que ele fez com o povo de vg era pra vergonha em pedir voto em vg...

  • peblo conte | Quarta-Feira, 03 de Fevereiro de 2010, 23h06
    0
    0

    maksues se vc vier aqui no jardim gloria voc~e apanha

MARKETING

Marqueteiro Rayel conduz Emanuel à reeleição

Por 21/09/2020, 09h:29 - Atualizado: 02h atrás

carlos rayel 680

O prefeito Emanuel Pinheiro, empurrado à reeleição por 12 partidos, formando o maior arco de alianças de todas as candidaturas, fechou contrato para a campanha com Carlos Rayel.

Postar um novo comentário

Comentários (1)

  • joaoderondonopolis | Segunda-Feira, 21 de Setembro de 2020, 10h03
    6
    0

    Não vai ter trabalho, vai ajudar Emanuel ganhar já no primeiro turno.

Antero conduz 3 campanhas

Por 21/09/2020, 09h:16 - Atualizado: 02h atrás

antero de barros 680

O ex-senador, jornalista e marqueteiro Antero de Barros não vai atuar na campanha de Roberto França a prefeito de Cuiabá, como citado por este Blog. É que lhe falta tempo. Estará à frente de três outros projetos.

Postar um novo comentário

Comentários (1)

  • Maria da gloria | Segunda-Feira, 21 de Setembro de 2020, 10h56
    1
    0

    Comitê da maldade,vai tar SORRTO....AGUENTA

Sorje e Antero no marketing de França

Por 20/09/2020, 17h:27 - Atualizado: 20/09/2020, 17h:44

lucio sorje 680

O jornalista, empresário e apresentador de TV Lúcio Sorje será o marqueteiro da campanha de Roberto França a prefeito de Cuiabá. E vai contar com consultoria e suporte de Antero de Barros.

Postar um novo comentário

Comentários (10)

  • marta | Segunda-Feira, 21 de Setembro de 2020, 09h30
    1
    1

    não elegendo o prefeito do video ja esta bom

  • Eleitor | Segunda-Feira, 21 de Setembro de 2020, 09h00
    1
    0

    Grandes profissionais de comunicação mais é dificil remar contra a maré, além do candidato ter sido pessímo gestor inclusive fazendo imprestimos em nome dos servidores para pagar salários ela ainda esta apoiado pelo Governador que tem a maior rejeição na Historia de Mato Grosso é tão rejeitado que foi vaiado incessante na Cidade de Sinop na frente do Presidente. Portanto, estão trabalhando e recebendo por isso e não estão fazendo campanha para o melhor! Vencendo ou perdendo as eleições eles vao receber pelo trabalho árduo que defender quem tem uma rejeição monstruosa.

  • Carlos | Segunda-Feira, 21 de Setembro de 2020, 08h58
    2
    0

    Como diz aquele ditado: quem bate esquece mas quem apanha sempre irá se lembrar! Os servidores guardam muitas lembranças do Roberto França e vão retribuir nas urnas as muitas coisas boas que receberam dele!

CABO ELEITORAL

Apoio a Fernanda e vamos ver o que acontece, diz Bolsonaro

Por 20/09/2020, 08h:35 - Atualizado: 20/09/2020, 08h:39

fernanda bolsonaro galli 680

Rubia Fernanda e primeiro-suplente ao Senado da chapa Victório Galli posam para fotografia ao lado de Bolsonaro

Na visita, na última sexta, a dois municípios do Nortão, Jair Bolsonaro voltou a comentar que desde antes da pandemia já havia lançado e defendido o nome da tenente-coronel Rubia Fernanda para o Senado, na suplementar em MT inicialmente marcada para abril e que acabou adiada para 15 de novembro.

Postar um novo comentário

Comentários (7)

  • Moisés | Segunda-Feira, 21 de Setembro de 2020, 08h52
    7
    0

    Chega ser patética tal situação da Fernanda e Galli com tanta notícias falsas, Bolsonaro não deu a mínima para esses dois na vinda a Mato Grosso

  • Heraldo | Segunda-Feira, 21 de Setembro de 2020, 07h00
    5
    0

    Nada contra essa Militar e Candidata Rubia Fernanda, mais que experiência tem essa cidadã e qual o serviço prestado a Mato Grosso para já querer ser SENADORA DA REPÚBLICA ? Nada, infelizmente é uma leiga, despreparada politicamente, ou seja vai ser um fracasso total lá em Brasília. Que vergonha se o povo Matogrossenses cair nesse conto de vigário do Bolsonaro.

  • Marcelo | Domingo, 20 de Setembro de 2020, 22h42
    6
    0

    Essa mulher não decola. É a Joyce de Mato Grosso com o Galli pendurado nela. Vergonha alheia ao ver os vídeos deles tentando colar no Presidente e ele pedindo para afastar.

VISITA PRESIDENCIAL

Quem é o produtor que articulou a sonora vaia ao governador

Por 19/09/2020, 21h:32 - Atualizado: 20/09/2020, 18h:42

mauro mendes 680

A sonora vaia recebida pelo governador Mauro Mendes, durante pronunciamento ao lado do presidente Bolsonaro, sexta, em Sinop, foi articulada pelo polêmico e emblemático Antonio Galvan, presidente da Aprosoja.

Postar um novo comentário

Comentários (14)

  • alex r | Segunda-Feira, 21 de Setembro de 2020, 12h09
    0
    0

    Caro Joao Mello , verdade mas o senhor sabe o que de fato mantém o Estado de MT? Não é agro, não é indústria e não é serviço privado , sim serviço público e aposentado do segmento e ainda contribui.... Quando digo mantém não é apenas em impostos mas em trabalho e renda, logo se essa grande parcela está contribuindo vc terá dinheiro circulando e familias sendo sustentada por isso , quando o senhor conseguir colocar Mais gente trabalhando para o agro, para a industria e para o serviço em MT o senhor fale tais asneiras . Pq te garanto que em cada família desse estado há alguém que é servidor seja do município, do Estado ou do Governo Federal.

  • Resposta para João Melo | Segunda-Feira, 21 de Setembro de 2020, 11h43
    1
    0

    Atualmente os servidores públicos são caluniados como os vilões do Estado. Contudo, esquecem quem são os verdadeiros vilões que são os políticos que desviam o dinheiro público, seja por paletó, cuecas, meias, caixa de pizza, entre outros... Digo isso pois por ter garantido alguns direitos tive autonomia para dizer diversos CATEGÓRICOS NÃO, mas outros que não tinham as mesmas garantias foram obrigados a faze los sob ameaças... Logo, tem que se analisar os reais motivos por tantos ataques contra os servidores públicos... O próprio Mimistro da Economia defende salário acima do teto constitucional aos cargos de estados... porque será que o cargo dele pode ser acima do excelente? Ele recebe 35 mil reais mais verbas indenizatórias! Logo, hipocrisia!

  • todeolho | Segunda-Feira, 21 de Setembro de 2020, 09h53
    12
    2

    Agora entendo do pq a APROSOJA falar mal de servidores públicos na midia, não conseguiram comprar os servidores e tomou multa.

VISITA PRESIDENCIAL

Um deputado chamado de chato pelo presidente Bolsonaro

Por 19/09/2020, 12h:58 - Atualizado: 20/09/2020, 17h:26

xuxu 680

Produtores e políticos, entre eles Xuxu Dal Molin (último da esq. p/ dir.), posam para fotografia ao lado de Bolsonaro

O deputado estadual Xuxu Dal Molin (PSC), candidato a prefeito de Sorriso, passou por constrangimento e foi chamado de chato pelo próprio Jair Bolsonaro, que visitou a região ontem.

Postar um novo comentário

Comentários (18)

  • Rogerio Padovan | Segunda-Feira, 21 de Setembro de 2020, 10h21
    0
    0

    Rogerio Padovan, Há expressões agressivas, ofensas e/ou denúncias sem provas. Queira, por gentileza, refazer o seu comentário

  • Realista | Domingo, 20 de Setembro de 2020, 21h22
    20
    12

    É como já ouvi por aí; "um chato não tolera outro chato".

  • camila | Domingo, 20 de Setembro de 2020, 20h24
    34
    1

    chato , arrogante , grosso , mal educado , um deputado extremamente grosso . Adorei ele levou exatamente o que faz com todos na al.

INíCIO
ANTERIOR
1 de 2603