Blog do Romilson Cuiabá, 21 de Janeiro DE 2020 Rdnews RDTV facebook twitter RSS

4674.png

Política

Poderes

Bastidores

Negócios

Análise

Opinião

Silval esticou corda para servidores e agora Taques encara categoria com rédeas curtas

Por 24/05/2015, 19h:40 - Atualizado: 24/05/2015, 19h:54

José Medeiros

taques justica servidores

Governador Pedro Taques demonstra pulso firme neste início de mandato e os servidores fazem pressão

Acostumados a levar vantagem nas negociações sobre o governo Silval Barbosa, que cedia demais e cobrava de menos, servidores de diferentes categorias resolveram partir para cima de Pedro Taques. Queriam deixá-lo acuado. Acreditavam que o momento de testar a fera seria agora, no início do mandato, ainda mais se tratando de um ex-servidor público federal.

É um batalhão de pessoas. São cerca de 96 mil servidores estaduais. Na longa lista de reivindicações, há pedido de reajuste salarial, de concurso público, de diárias, de verba indenizatória, enfim, de tudo que reflete em melhoria para o bolso e para as condições estruturais de trabalho.

Com Silval no Palácio Paiaguás era moleza. E ficava mais fácil para servidores terem os pleitos atendidos quando recorriam primeiro à Assembleia e arrastavam juntos deputados para pressionar o Executivo. E foi assim que muitos conseguiram alterar regras para equiparação salarial ao de outras categorias e incluir penduricalhos. Ao mesmo tempo, empurrou no quadro de pessoal mais cargos comissionados, chegando a sete mil vagas.

Consciente de que servidor sempre quer mais, Taques preferiu deixar a “corda” esticar. Abriu-se para a conversa. Numa decisão inédita, se reuniu por várias horas com o Fórum Sindical. Anotou que, se fosse atender 50% das reivindicações, descumpriria a lei fiscal, extrapolando o teto de gastos com pessoal. Puxou a corda. Não deu trégua às pressões de deputados. Veio a chiadeira.

Servidores do Detran, que há 90 dias tinham feito greve reivindicando concurso público, cruzaram os braços por um dia em sinal de protesto porque o governo concedeu reajuste imediato de 3,11%. Entendem que o percentual deveria ter sido de 6,22% para atender a reposição integral do Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC).

Surgiram mais pressões, mesmo o Executivo assegurando que a diferença no percentual de aumento será complementada. Taques anunciou nova rodada de negociação para esta segunda com o Fórum Sindical.

De fato, enfrentar queda-de-braço com servidores não é nada vantajoso. Traz desgaste, mesmo se tratando de um governo que rompe barreiras, se propondo a, dentro de uma nova visão administrativa, implementar mudanças de conceitos, controlar e aplicar bem o dinheiro público e não perder a confiança, a moral e a respeitabilidade da população. Por outro lado, precisa ter pulso firme e encurtar a corda, sob pena de ser engolido por uma categoria que, com raras exceções, mais pensa no bolso do que em prestar bons serviços à coletividade.

Postar um novo comentário

Comentários (19)

  • Pablo Gomes | Segunda-Feira, 22 de Junho de 2015, 18h06
    0
    0

    O governo utilizando a mídia para colocar a população do Estado contra os servidores. Como se o servidor representasse somente despesa, como se não estivesse fazendo o nome em cima do nosso trabalho. Uma vergonha!!

  • Eduardo Pranton | Quinta-Feira, 04 de Junho de 2015, 21h35
    3
    0

    Toda vez que o servidor pedia aumento ao Silval a desculpa eram os gastos da Copa, agora no governo Taques a mesma coisa e ainda assim somos obrigados a ver uma chamada dessas - Silval esticou a corda, só se foi pro Taques nos enforcar. Kkk

  • José da Rocha Filho | Terça-Feira, 26 de Maio de 2015, 22h11
    5
    2

    José da Rocha Filho, Há expressões agressivas, ofensas e/ou denúncias sem provas. Queira, por gentileza, refazer o seu comentário

  • Jose | Segunda-Feira, 25 de Maio de 2015, 11h17
    11
    3

    Aconteceu neste sexta-feira, no Palácio Paiaguás. Zé Pedro Taques impôs arrocho amplo, geral e irrestrito no salário de todos os servidores estaduais de Mato Grosso. Com muita agressividade, proibindo o acesso da imprensa à reunião, medida implementada bovinamente por sua assessoria, governador recebeu sindicalistas do Fórum Sindical, na manhã desta sexta-feira, simplesmente para dizer-lhes que o reajuste salarial para eles já estava definido. Zé Pedro,vejam só, que apareceu acompanhado de todos os seus secretários e também do presidente da Assembleia, deputado estadual Guilherme Maluf, resolveu desrespeitar a Lei 8.278, que disciplina o pagamento integral das perdas inflacionárias, as mais diferentes categorias de trabalhadores, no Estado. O INPC de janeiro a dezembro de 2014 foi de 6,22% mas Zé Pedro só vai pagar 3,11% de reajuste. Recorde-se que, durante a administração anterior, do governador Silval Barbosa (PMDB), as perdas inflacionárias jamais deixaram de ser pagas. A conversa de Pedro Taques com os sindicalistas foi marcada pelo tom agressivo, em que sindicalistas não tiveram o menos espaço para debaterem a proposta oficial. A representante do Sindicato do Detran, única a tentar questionar a decisão unilateral do governador com relação ao pagamento das perdas salariais recebeu um corte abrupto do próprio Zé Pedro: ?É 3,11% ou vocês ficam de fora. Quer que eu tire os servidores do Detran da relação de reajuste?? Representantes dos Peritos Criminais e da Sema também tiveram que enfrentar réplica agressiva do governador de Mato Grosso. Para enquadrar o professor Orlando, que falou pelo maior sindicato de Mato Grosso, o sindicato dos professores, Pedro Taques, através de um papelzinho que lhe repassado pelo secretário Permínio Pinto, da Educação, se ocupou em deixar bem claro que não estava falando com o líder maior do Sintep, na óbvia tentativa de desqualificar suas reclamações: ? O senhor não é o presidente do Sintep, é só um diretor, não é mesmo?? Além do chega pra lá nos sindicalistas, a imprensa também foi simplesmente proibida de acompanhar a reunião, coisa que jamais aconteceu em reuniões anteriores do Fórum Sindical com representantes do Governo do Estado. Medo de que uma frase fora do combinado, de algum sindicalista, pudesse ir parar na manchete de um dos jornais e sites que o Governo se preocupa tanto em controlar? O tempo das audiências públicas, tão alardeado no início da administração, vai sendo tranquilamente enterrado pelo atual governador, sem que nenhum dos seus serviçais, digo, secretários, reaja ao seu estilo ?papai-sabe-tudo?. Coube à jornalista Ana Rosa Fagundes, na maior sem cerimônia, proibir que até mesmo a tradicional foto da abertura da reunião fosse feita. ?As fotos oficiais da reunião estarão à disposição no site do governo?, informou Ana Rosa, agora encarregada de fazer valer a ?versão oficial?, custe o que custar. É assim que Zé Pedro Taques constrói a transparência do seu governo?

  • Felipe Matos | Segunda-Feira, 25 de Maio de 2015, 11h00
    10
    1

    Felipe Matos, Há expressões agressivas, ofensas e/ou denúncias sem provas. Queira, por gentileza, refazer o seu comentário

  • claudio | Segunda-Feira, 25 de Maio de 2015, 10h21
    9
    2

    claudio, Há expressões agressivas, ofensas e/ou denúncias sem provas. Queira, por gentileza, refazer o seu comentário

  • Maycon | Segunda-Feira, 25 de Maio de 2015, 09h41
    22
    1

    Tem um servidor com o apelido de popolinario, que fez um comentário, que na minha opnião ele não é servidor e sim um baba ovo do governo, mais se é servidor e se vc acha que a situação do estado esta tão ruim assim, te dou dois conselho, primeiro doa o seu salário para ajudar o estado ou exonera, pois pelo visto a sua situação financeira esta muito boa, agora, a minha e as dos demais servidores eu te garanto que esta muito pior do que a do estado e por isso eu não abro mão do reajuste. Bora fazer greve gente...

  • Carlinhos | Segunda-Feira, 25 de Maio de 2015, 09h33
    24
    1

    Gente do RDNEWS nós sabemos como funciona a relação entre mídia e governo.

  • elizeu | Segunda-Feira, 25 de Maio de 2015, 09h06
    17
    0

    LEMBRANDO QUE OS 6,22% É REFERENTE À INFLAÇÃO DE JAN/2014 A DEZ/2014 QUE É PAGO EM MAIO/2015, SE FOSSE OLHAR INFLAÇÃO DE MAIO/2014 A ABRIL/2015 O CORRETO É 8,34% DE CORREÇÃO DO INPC, POIS ESTAMOS UM VIVENDO UM PERIODO DE ESTAGFLAÇÃO NA ECONOMIA NACIONAL OU SEJA ESTAGNAÇÃO DO CRESCIMENTO E AUMENTO DA INFLAÇÃO JÁ GERANDO UMA PERDA DE 2,12% DIFERENÇA ENTRE (8,34-6,22=2,12%) OU SEJA NÓS SERVIDORES VAMOS MAIS UMA VEZ DAR A NOSSA PARCELA DE SACRIFICIO EM PROL DO ESTADO, PORÉM QUEREMOS AO MENOS UMA TABELA DE QUANDO NOS PAGARÃO A OUTRA PARTE (3,11%) SE PARCELADO E EM QUANTAS PARCELAS EM QUE MESES???

  • Mteus | Segunda-Feira, 25 de Maio de 2015, 08h15
    26
    3

    Muito estranho..., Por que será que a imprensa local esta sempre fazendo matéria de reportagem que só agrada ao governo hên! Será que é pra agradar a Secom MT! Gente, são 96 mil pessoas descontente contra uma só pessoa ideia diferente. No Brasil Dilma massacra trabalhadores, aqui, o homem reclama da Dilma mas tambem usa o mesmo chicote e discurso contra os trabalhadores. Não temos mais escolhas.

FRAUDES E CASSAÇÃO

Ex-vereador alertou Selma ainda no início da campanha sobre cassação

Por 20/01/2020, 20h:13 - Atualizado: 08h atrás

Rdnews/arquivo

yuri bastos 680

O ex-vereador por Cuiabá, ex-diretor da extinta Secopa e ex-presidente do MT Saúde, Yuri Bastos Jorge, uma figura emblemática, encrencada com a Justiça e que hoje está entregue ao ostracismo político, foi o primeiro a alertar Selma Arruda sobre o risco de cassação.

Postar um novo comentário

TRIBUNAL DE CONTAS

2 desafios de Maluf na presidênica

maluf 680 tce

Com menos de um ano no quadro vitalício de conselheiro, Guilherme Maluf está determinado a cumprir, na presidência do Tribunal de Contas do Estado, dois grandes desafios. E inicia este trabalho já na próxima semana.

Postar um novo comentário

PALÁCIO PAIAGUÁS

Mauro inicia 2º ano sem trocar staff; Taques mudou 7 no mesmo período

Por 20/01/2020, 10h:18 - Atualizado: 20/01/2020, 10h:27

mauro mendes posse 680

Mauro Mendes (DEM) entra o segundo ano de mandato sem promover uma mudança no secretariado. Todos 16, incluindo os que tocam a PGE e a Controladoria, estão nos postos desde 1º de janeiro de 2019.

Postar um novo comentário

Comentários (1)

  • andreia | Segunda-Feira, 20 de Janeiro de 2020, 15h19
    1
    0

    Jesus não agradou todo mundo, mas a sec. marioneide, vem desenvolvendo um trabalho, não é facil pegar as escolas todas arrebentada, aos poucos vai se arrumando, temos que ter esperança.

EFEITO-CASSAÇÃO

Selma, casarão em Chapada e risco de ficar mais pobre do que entrou

Por 19/01/2020, 19h:16 - Atualizado: 19/01/2020, 19h:20

casa selma chapada 680

Casarão de Selma Arruda, no Bom Clima, em Chapada dos Guimarães, avaliado por ela, em 2018, por R$ 600 mil

A senadora cassada Selma Arruda, dona de três imóveis, entre eles uma mansão em Chapada dos Guimarães, pode ficar mais pobre do que entrou na vida pública se tiver que pagar solidariamente, com os dois suplentes, pelos custos da eleição suplementar, que acontece em 26 de abril.

Postar um novo comentário

Comentários (3)

  • jj | Segunda-Feira, 20 de Janeiro de 2020, 09h43
    15
    0

    isso ai deveria valer pra todos os politicos, quantos e quantos faz o que ela fez e ta bem ai de boa, e os 5 conselheiros do tribunal de faz de contas, que estao afastados entre aspas e recebendo altos salarios, isso tbem é uma vergonha.

  • Fernandes | Segunda-Feira, 20 de Janeiro de 2020, 09h35
    20
    1

    Nós servidores públicos devemos nos unir e votar em candidatos que não são do agro, pois eles defendem a isenção fiscal dos seus amigos e parceiros , e a conta disso tudo recai sobre nós servidores com alíquotas que já beiram 14,25%, recebendo nossa remuneração parcelada e em atraso!

  • Gilston | Segunda-Feira, 20 de Janeiro de 2020, 08h03
    20
    4

    Tem que ser no rigor da leis, não era assim que ela agia? Então ela tem que pagar esta despesa que ela mesma fez ao cometer seu crime. Não o povo.

BR-163

Governo fecha em 2021 todo trecho duplicado Cuiabá-Rondonópolis

Por 19/01/2020, 11h:21 - Atualizado: 19/01/2020, 11h:32

br-163 680

Mesmo com o trecho da BR-163, entre Cuiabá e Rondonópolis, entregue à concessionária Rota do Oeste, inclusive com três praças de pedágio, o governo federal segue o trabalho de duplicação.

Postar um novo comentário

Comentários (2)

  • JHOY | Segunda-Feira, 20 de Janeiro de 2020, 18h00
    0
    1

    NÓÓÓÓÓSSA. ESSA DUPLICAÇÃO COMEÇOU NO SÉCULO, NO MILÊNIO PASSADO.

  • Juscelino Ribeiro | Domingo, 19 de Janeiro de 2020, 12h39
    7
    0

    E O Trecho do Distrito Industrial de Cuiabá até o Rosário Oeste, é de responsabilidade de quem duplicar ?. Lá também se cobra pedágio e a rodovia é muito ruim.

GOVERNO DE MT

Após reformas, outra pauta-bomba

Por 18/01/2020, 18h:06 - Atualizado: 18/01/2020, 18h:14

Tchelo Figueiredo

mauro mendes 680

Vem mais uma pauta-bomba aí.

Postar um novo comentário

Comentários (4)

  • Luciano | Domingo, 19 de Janeiro de 2020, 16h13
    1
    0

    Alencar seja menos ingênuo. Esse governador não faz nada de graça. Ele trabalha para lobistas. Nesse angu tem caroço.

  • Alencar | Domingo, 19 de Janeiro de 2020, 07h58
    2
    4

    Tem que aprovar. Estão acabando com os peixes do nossos rios.

  • Davi | Sábado, 18 de Janeiro de 2020, 19h45
    11
    3

    Aí tem coisa. Quem vai vender peixe no estado? Quem está por trás do governador?

  • Davi | Sábado, 18 de Janeiro de 2020, 19h44
    13
    3

    MM só trabalha para lobistas. Já tem uma empresa amiga para fornecer peixe no Estado a "convite" do MM.

INíCIO
ANTERIOR
1 de 2478