Blog do Romilson Cuiabá, 16 de Novembro DE 2019 Rdnews RDTV facebook twitter RSS

4674.png

Política

Poderes

Bastidores

Negócios

Análise

Opinião

CUIABÁ

Vence mandato de ombudsman e prefeito não pede a lista tríplice


Maria do Rosário não pode mais ser reconduzido ao cargo de ombudsman e ouvidora-geral da Prefeitura de Cuiabá
Foto: Patrícia Sanches

   Vence nesta quarta (14) o mandato da professora aposentada pela UFMT Maria do Rosário Urquiza como ombudsman e ouvidora-geral de Cuiabá e até agora o prefeito Chico Galindo (PTB), sequer, abriu espaço para indicação da lista tríplice dos segmentos ligados à comunicação com vistas a fazer nova escolha. Como exerce a função pela segunda vez, Maria não pode mais ser reconduzida ao cargo. As entidades que geralmente participam do processo defendem nomeação de profissional com perfil mais técnico, mas a tendência é do prefeito optar por indicação política, principalmente porque os sindicatos dos Jornalistas e dos Radialistas, que têm peso maior nas articulações para o cargo, não demonstram tanto interesse.

     Um dos nomes cotados nos bastidores para suceder Maria do Rosário é de Sílvio Fidélis, ex-presidente da extinta Fundação de Promoção Social do Estado (Prosol) e que atua como assessor direto de Galindo desde 2006, quando este concorreu e conquistou cadeira de deputado estadual. O cargo de ombudsman ou ouvidor-geral, com salário de R$ 9,2 mil mensais e com status de secretário, foi criado por Wilson Santos em 2005, no seu primeiro ano de mandato como prefeito. Na época, nomeou ao posto o jornalista Eduardo Ricci, que atuou por dois anos. Depois veio Maria do Rosário. O professor Juacy da Silva, que foi nomeado em seguida, só permaneceu no posto por quatro meses, de julho a novembro do ano passado. Ele é tio da ex-primeira-dama Adriana Bussiki, que continua respondendo pela IPDU. Com a vacância, o então prefeito e hoje candidato a governador pelo PSDB, convidou de novo Maria do Rosário para reassumir o cargo.

     A Ouvidoria-Geral se limita mais ao trabalho de registrar queixas e denúncias dos próprios servidores sobre irregularidades em secretarias e órgãos vinculados e também sobre falhas administrativas, principalmente quando à falta de colega regular de lixo e de falta de água nos bairros. Fora isso, a ombudsman publica a cada 15 dias uma coluna nos jornais, pontuando algumas problemáticas. Com essa atuação branda da ouvidoria, os gestores não demonstram tanta preocupação com a fiscalização, que poderia ser mais dura e até ter sintonia com o Ministério Público e outros órgãos, como o Tribunal de Contas.

      Empreguismo

     A estrutura da Ouvidoria-Geral é pequena. Funciona no térreo do prédio da Procuradoria-Geral, na rua 24 de Outubro, no centro. Conta com apenas três funcionários e ainda cedidos pela secretaria de Bem-Estar Social e, para piorar, são considerados indicações políticas. Prestam serviço na Ouvidoria Eduardo Bueno e Isabel Cristina Pompeu de Barros, neta do conselheiro aposentado do TCE Branco de Barros, Mayara Gouveia, sobrinha do ex-chefe de Gabinete de Wilson e hoje lotado no Cuiabá-Prev, e o estagiário Felipe Malheiros, sobrinho do deputado estadual João Malheiros.

   Com exceção do estagiário, os funcionários ganham mais de R$ 2 mil mensais para cumprir 8 horas diárias de experiente, o que não acontece na prática. Antes, a Ouvidoria-Geral mantinha as portas abertas no horário de almoço. Agora, tudo fica fechado e nem sempre os funcionários aparecem para trabalhar.

Postar um novo comentário

Comentários (6)

  • Daniel Valle | Quinta-Feira, 15 de Julho de 2010, 10h58
    0
    0

    Certo e justo a colocação posta pelo Sr. Edson Bevenlaquia sobre a capacidade, sensibilidade e ação da nossa (agora) ex-ouvidora de Cuiabá. Sempre disposta a informar, orientar e auxiliar da melhor maneira possivel e dentro de suas atribuições e responsabilidades. Um grande abraço a Sra. Maria do Rosário, vai fazer falta!

  • Renato Mello | Quarta-Feira, 14 de Julho de 2010, 17h07
    0
    0

    Esse Marcelo Vieira deve ser mais um dos muitos puxa saco de plantão desse Pinóquio, ou porta voz, para ficar se explicando dessa forma. Sai fora puxa saco, vai procurar o que fazer, do que ficar grudado no PC, e puchando o saco desse que destruiu Cuiabá..Fora Wuirso Pinóquio Mentira

  • Marcelo Vieira | Quarta-Feira, 14 de Julho de 2010, 10h50
    0
    0

    O cargo de Ouvidor tem que preencher requisitos e necessariamente tem que ser indicação de Conselhos representativos da sociedade e ter vinculo partidario,o prefeito preencheu sim os requisitos do chamamento ao cargo e em breve será apresentado o nome do novo ouvidor , devidamente indicado na forma da etica e da moralidade que o prefeito sempre emprega a sua gestao .

  • Edson Bevenlaquia | Quarta-Feira, 14 de Julho de 2010, 07h16
    0
    0

    Acho as críticas da coluna injustas, embora não concorde com a nomeação política para o cargo de Ouvidor. Porém, durante o tempo à frente da OGE de Cuiabá, a Sra. Maria do Rosário fez um trabalho exemplar. Ela, para exercer o cargo, contou também com capacitações específicas ministradas pela Ouvidoria Geral do Estado, CGU e pela Associação Brasileira de Ouvidores. Sempre que liguei para ela, mesmo aos fins de semana e ao celular, estava disponível para o atendimento. Uma ouvidora não pode ficar sentada o dia inteiro em sua sala, apenas para cumprir expediente. Precisa sair à campo, e isto ela fez! Agora, não adianta colocar outra pessoa apenas porque é jornalista ou indicação política, se não souber ser humano e ter conhecimento do que é Ouvidoria. Ouvidor precisa ter tato com o povo, precisa ser atingível, acessível... Acredito que nem mesmo o autor da matéria tenha esse conhecimento. Pois, Ouvidoria não é "Resolvedoria". A Ouvidoria comunica as demandas aos setores competentes e deles cobrar ações que corrijam estes erros. Dizer que uma "ouvidoria tem ação branda" sem conhecer as atribuições legais desta Ouvidoria é injustiça jornalística. Ouvidoria não é corregedoria, promotoria... Então, não pode ter ação punitiva, policial ou equivalente. Por lei federal, órgãos públicos são obrigados à terem uma Ouvidoria, que ao contrário do que diz a matéria, tem se mostrado como verdadeiros canais de cidadania, cobrando dos gestores públicos ações de correção no trato com o patrimônio público e com o povo que paga seus impostos. O papel literal de um ouvidor é "pegar no pé" de um gestor até uma determinação ação ser investigada, apurada e corrigida! Se vocês querem realmente falar de Ouvidoria que não funciona, deveriam começar à procurar pelas concessionárias de energia elétrica, principalmente a do nosso estado.

  • Donizete | Terça-Feira, 13 de Julho de 2010, 21h04
    0
    0

    EU TAMBEM GOSTARIA DE DEIXAR AQUI O MEU NOME DESPOSIÇAO AO CARGO DE OMBUDSMAN ???

  • Eduardo Antunes | Terça-Feira, 13 de Julho de 2010, 19h20
    0
    0

    O prefeito deveria continuar na linha de nomear alguém da imprensa. Tem tanta gente boa por aí: Américo Correa, Rui Matos, João Negrão, Waldemir Félix... São profissionais que conhecem a mídia local, tem sensibiliade social.

RODANDO PELO MANDATO

O deputado-fazendeiro que mais gasta combustível; e o econômico

Por 16/11/2019, 09h:40 - Atualizado: 09h atrás

valmir moretto 680

Valmir Moretto, um dos maiores pecuaristas da região Oeste, ex-prefeito por duas vezes de Nova Lacerda e no primeiro mandato de deputado, foi o que mais gastou combustível pago pela Assembleia em outubro.

Postar um novo comentário

Comentários (5)

  • Thomas Morus | Sábado, 16 de Novembro de 2019, 18h29
    0
    0

    O deputado Ulysses Moraes já economizou mais de R$1.100.00 para o estado em dez meses, trabalha com equipe reduzida de 50% do que teria direito. Para ir para a Assembleia, na maioria das vezes usa UBER, quando viaja para o interior, janta sanduíche. Esse respeita o dinheiro público. Se continuar assim em quatro anos economizará mais de $ 4. 000.000,00 para os cofres públicos, pena que ELE não possa distribuir esse dinheiro, porque seria crime eleitoral. Acho que o Site deveria dar mais destaque para o Deputado mais ECONÔMICO em Tudo.

  • Valter | Sábado, 16 de Novembro de 2019, 16h00
    3
    0

    Se saísse do bolso deles duvido que gastariam tudo isso.

  • Dr. Abilio | Sábado, 16 de Novembro de 2019, 15h37
    3
    1

    Impressiona o mandato que vem fazendo esse menino Ulysses. De longe mais econômico em combustível, em passagens, em verba indenizatória, em todos os gastos, demonstrando um real respeito ao dinheiro do contribuinte. E ainda assim é o que propõe os melhores projetos de lei, que realmente trarão melhorias aos cidadãos, e não essas baboseiras de pacu como prato típico só pra fazer número. Parabéns garoto, continue assim.

  • QUARTO CRESCENTE CERVEJA E CIA | Sábado, 16 de Novembro de 2019, 11h18
    1
    0

    SIMPLES!!!! QUER QUE EU FALE

  • Andrade | Sábado, 16 de Novembro de 2019, 11h14
    7
    4

    Se entre estes tivesse alguém do PT, o Alexandre e mais alguns já iam cair de pau......

HOMENAGEM

Na bancada do JN e destaque a MT

Por 15/11/2019, 21h:59 - Atualizado: 15/11/2019, 22h:09

luzimar collares 680 jn

Apresentadores Rodrigo Bocardi, Giuliana Morrone, Luzimar Collares e Felipe Toledo, minutos antes do JN desta 6ª

A jornalista Luzimar Collares, apresentadora há 20 anos da TV Centro América, aproveitou sua participação na bancada do Jornal Nacional, nesta sexta, um dia antes de apresentá-lo com o colega de Alagoas, Felipe Toledo, para não só comentar sobre sua rotina na emissora, mas também enaltecer as potencialidades de Mato Grosso.

Postar um novo comentário

Comentários (2)

  • maysa | Sábado, 16 de Novembro de 2019, 13h18
    4
    0

    Mato Grosso está super bem representado pela Luzimar. Mas também acho que por justiça o Elias Neto deveria ser o indicado.

  • . | Sexta-Feira, 15 de Novembro de 2019, 23h15
    9
    0

    TVCA injusta. Elias Neto deveria ser o contemplado para estar no JN.

ANTES E DEPOIS

"Irmãos" de Igreja unidos no pleito de 2016 hoje nem se cumprimentam

Por 15/11/2019, 15h:52 - Atualizado: 15/11/2019, 16h:00

abilio sales 680

Vereador pela Capital Abilio Brunini e seu coordenador da campanha vitoriosa de 2016, coronel PM Leovaldo Sales

A pedido do pastor Sebastião Rodrigues de Souza, presidente da Assembleia de Deus em MT, o coronel PM da reserva Leovaldo Sales, atual secretário de Ordem Pública de Cuiabá, coordenou em 2016 a campanha a vereador de Abílio Brunini (PSC).

Postar um novo comentário

Comentários (3)

  • kamila araújo | Sábado, 16 de Novembro de 2019, 18h24
    0
    0

    Comparar o coronel Sales, homem sério e de moral ilibada, além de ja ter prestado relevantes serviços não apenas para MT como para o cenário nacional através mda criação do gefron, com esse vereador inconsequente e infantil, eu creio que seja até uma falta de respeito.

  • Frank Sabiá | Sábado, 16 de Novembro de 2019, 15h00
    0
    0

    O Ex Coronel Salles até agora não mostrou pra que serve na Secretaria da Ordem Pública. Única coisa é "Mexer" com Vendedores Ambulantes. O Beco do Candieiro tá uma Verdadeira Cracolândia e prá Piorar TRANSFORMARAM o Morro da Luz em FAVELA e o Senhor Salles Só de Braços cruzados.

  • OOrlando Antunes | Sábado, 16 de Novembro de 2019, 08h20
    7
    5

    Abílio é contestado, mas é atuante e cobrador de atitudes, função de qualquer vereador honesto. Parabéns Abílio. Exageros à parte

EM BRASÍLIA

2 dos 8 federais de MT sem imóvel funcional, mas têm auxílio-moradia

Por 14/11/2019, 17h:20 - Atualizado: 14/11/2019, 17h:28

rosa neide 680

Dos oito federais mato-grossenses, dois não fazem uso de imóvel funcional em Brasília, mas são compensados com auxílio-moradia. De salário, cada um recebe R$ 33,7 mil.

Postar um novo comentário

BRIGA POR MERCADO

Sem Pop, TV Cidade Verde tenta contratar apresentador da TVCA

Por 14/11/2019, 12h:51 - Atualizado: 14/11/2019, 13h:00

andersen 680

Após perder para o SBT Cuiabá o seu principal apresentador por mais de 15 anos, Everton Pop, a TV Cidade Verde passou a sondar os poucos profissionais que carregam boa credilidade para recomposição do quadro.

Postar um novo comentário

Comentários (3)

  • Reginaldo | Quinta-Feira, 14 de Novembro de 2019, 19h24
    6
    1

    O POP e' useiro em descomprir contrato e abandonar emissoras onde trabalha intepestivamente e irresponsavelmente. Ele ja' fez isso com outras emissoras de TV de Cuiaba'.

  • joaoderondonopolis | Quinta-Feira, 14 de Novembro de 2019, 14h42
    19
    2

    Pouca diferença de salário, no futuro vai arrepender.

  • Adriane de Oliveira | Quinta-Feira, 14 de Novembro de 2019, 13h29
    13
    2

    Infelizmente a própria imprensa em geral de Mato Grosso, Brasil não divulgam que a TV Cidade Verde está mau das pernas $$$ igualzinho o Botafogo e Cruzeiro...salários atrasados a muito tempo!!! Desculpe o furo.

POPULISMO

Vários prefeitos de MT contratam artistas para shows da virada do ano

Por 14/11/2019, 08h:00 - Atualizado: 14/11/2019, 00h:23

valter miotto matupa prefeito 680

Vários prefeitos, que atuam numa linha mais populista, ja fecharam contratos para promover shows artísticos no réveillon.

Postar um novo comentário

Comentários (1)

  • lucio flavio garcia | Quinta-Feira, 14 de Novembro de 2019, 09h35
    7
    2

    É a velha politica do pão e circo......Hoje em dia como o eleitor é altamente corruptivel se contenta com o circo, o pão ele leva de casa.........

INíCIO
ANTERIOR
1 de 2448