Blog do Romilson Cuiabá, 21 de Março DE 2019 facebook twitter

Política

Poderes

Bastidores

Negócios

Análise

Opinião

corrida eleitoral

Wilson e Bezerra são os que mais concorreram às eleições; Pátio e Júlio também acumulam embates

Por 22/04/2018, 21h:10 - Atualizado: 26/04/2018, 08h:47

Wilson Santos é o político da história de Mato Grosso que mais disputou eleições para cargo eletivo. De 1988, quando conquistou cadeira de vereador pela Capital, até 2014, ano em que assegurou retorno à vaga de deputado estadual, foram 14 disputas, incluindo dois segundos turnos. E ganhou em 10 das 14. O segundo campeão de teste das urnas é Carlos Bezerra, a caminho dos 77 anos, com 12 disputas eleitorais; seguido do hoje prefeito de Rondonópolis, Zé do Pátio, com 11, e de Júlio Campos, com 8.

Mário Okamura/Arte/Rdnews

politicos candidatos

Wilson Santos, Carlos Bezerra, Zé do Pátio e Júlio Campos, os cargos e anos nos quais disputaram eleições no Estado

No caso de Wilson, ele já foi vereador, deputado federal, prefeito de Cuiabá, está no terceiro de deputado estadual e neste ano deseja o quarto mandato. Nestas três décadas, amargou derrotas para prefeito e para governador.

Deputado federal pela terceira vez, Carlos Bezerra é tão acostumado a se colocar nos pleitos como candidato que, em muitos casos, mal chegou à metade de um mandato para já tentar garantir outro, como ocorreu em 1998. Naquele ano, o cacique emedebista ainda tinha quatro anos no Senado e se candidatou à reeleição. Sua intenção era, caso reeleito, ceder a vaga ao suplente Elói de Almeida, que o sucederia naquela cadeira pelos quatro anos restantes, enquanto Bezerra prosseguiria por mais oito. Mas foi derrotado.

Bezerra passou pelo comando da Prefeitura de Rondonópolis, pela Assembleia Legislativa, pelo Palácio Paiaguás, Senado e Câmara Federal. E quer mais. Assim como Wilson Santos busca a reeleição de estadual, Bezerra trabalha para garantir mais quatro anos no posto de federal. Se conseguir, baterá os 80 anos exercendo mandato eletivo em Brasília.

Zé do Pátio, projetado na vida pública por Bezerra, atuou mais no Legislativo. Foi vereador por Rondonópolis três vezes e deputado estadual por mais quatro. De três disputas para prefeito, ganhou duas.

De todos os chamados políticos carreiristas que carregam muitas experiências de teste das urnas, Júlio Campos foi o único que saiu e voltou. Depois de exercer mandato de prefeito várzea-grandense, de deputado federal, governador e senador, ele se tornou conselheiro do Tribunal de Contas do Estado. Mas se aposentou depois do cargo vitalício e voltou para o embate eleitoral, sendo derrotado para prefeito, ganhou para deputado federal, mas acabou tendo o mandato cassado. Eis que Júlio será candidato de novo neste ano. Agora ao cargo nunca exercido por ele, o de deputado estadual.

Postar um novo comentário

Comentários (12)

  • alexandre | Quinta-Feira, 11 de Outubro de 2018, 14h00
    1
    0

    Bezerra é Haddad, PMDB e temer apoiam haddad.....não votem em PT.

  • JUSTICA | Terça-Feira, 12 de Junho de 2018, 17h39
    2
    2

    TA NA HORA DESSE POVO SUMI DO CENARIO POLITICO DE MT. PELO AMOR DE DEUS MEU POVO MT.

  • Francisco Antonio de Almeida | Terça-Feira, 29 de Maio de 2018, 10h20
    2
    1

    Olha aí amigos eleitores, já está na hora de fazermos valer nosso direito de voto e não reelegermos estes crápulas que a tanto tempo estão no poder e nada fizeram pelo nosso estado.

  • Francisco Antonio de Almeida | Terça-Feira, 29 de Maio de 2018, 10h19
    1
    1

    Olha aí amigos eleitores, já está na hora de fazermos valer nosso direito de voto e não reelegermos estes crápulas que a tanto tempo estão no poder e nada fizeram pelo nosso estado.

  • Emidio de souza proximo senador MT | Quarta-Feira, 02 de Maio de 2018, 17h36
    1
    1

    A 20 anos no mesmo partido PSLMT. o líder comunitário Emídio de Souza, já concorreu 2000,2004,2008,2012,2016,a vereador de Cuiabá,2002,206 deputado federal MT,2010,2014, deputado estadual MT, confesso que sou um vencedor, continuo ficha LIMPA.

  • Edivaldo Augusto | Segunda-Feira, 23 de Abril de 2018, 21h30
    2
    0

    Nunca mais votarei em essa gente falsa originarios do Ministerio Publico e do Judiciario, exemplo Pedro Taques e essa descarada Selma que usou e abusou do seu cargo para aparecer e agora e' candidata a Senador. Ainda tem muitos eleitores ignorantes comprando gato por lebre. To fora...

  • Carlos Nunes | Segunda-Feira, 23 de Abril de 2018, 15h16
    4
    4

    Agora é a hora de cravar o voto na Juíza SELMA, pela sua honestidade, ética e competência, porque que vai representar muito bem Mato Grosso no Congresso Nacional. Tem capacidade de propor novas leis, e alterar várias, pois tem capacidade no assunto...além de fiscalizar o Poder Executivo. Aí, a gente aproveita e RENOVA tudo...NOVO presidente da república, NOVO governador, NOVOS deputados federal e estadual. Tudo novinho, esses novos podem começar a escrever uma nova página na história política do Brasil. Um novo presidente, um novo governador, um novo Congresso Nacional, uma nova Assembleia Legislativa...é uma nova esperança...pra nós, os eleitores, os verdadeiros donos do Poder. Vai dar uma arejada na Política Brasileira.

  • Ricardo | Segunda-Feira, 23 de Abril de 2018, 10h13
    10
    5

    Tá na hora dos quatros irem pra casa esperarem a morte chegar.

  • Chico | Segunda-Feira, 23 de Abril de 2018, 10h05
    8
    0

    Pessoal, já passou da hora não é de virar o disco, é mudar a vitrola. Chega dessas raposas, desses políticos matreiros, todos com idéias velhas e ultrapassadas. Todos, absolutamente todos os nossos deputados agem da mesma forma. Se não tomarmos uma atitude agora e trocar todos os deputados, eleger novos independente se fez "muito" ou não vamos ficar chupando dedo mais 4 anos. Ae marqueteiros, criem uma campanha #TROCATODOSOSPOLITICOS, #NAOREELEJANINGUEM, ou #VOTAEMNOVOSPOLITICOS

  • Vovô | Segunda-Feira, 23 de Abril de 2018, 07h52
    4
    11

    Júlio Campos é um político de verdade, não deixa o companheiro na estrada pedindo carona, tem coragem para enfrentar qualquer cargo político neste estado, se no DEM não tem candidato a governo Dr. Júlio Campos está pronto.

BLOG DO ROMILSON

2 empresários convencem governo a vetar Arena para o Festival 300 Anos

Por 21/03/2019, 22h:40 - Atualizado: 01h atrás

aron dresch fmf 680

Aron Dresch, do Cuiabá Esporte Clube e presidente da Federação Mato-Grossense de Futebol

Motivados por interesses pessoais, dois empresários se articularam, inclusive provocando o Ministério Público, até “convencer” o Palácio Paiaguás a proibir abertura da Arena Pantanal para a Prefeitura de Cuiabá sediar o Festival 300 Anos entre 6 e 8 de abril.

Postar um novo comentário

VINCULAÇÃO

Substituto no TCE nomeia nora de Riva e tira chance de ser escolhido

Por 21/03/2019, 20h:01 - Atualizado: 03h atrás

isaias lopes 680

Isaias Lopes pretende entrar na disputa da próxima vaga a ser aberta de conselheiro do TCE, onde hoje é substituto

O substituto e corregedor-geral do TCE, Isaías Lopes da Cunha, que não esconde o desejo de pleitear a próxima cadeira a ser aberta para conselheiro, reduziu em 90% a chance de ter a chancela do governador Mauro Mendes por um simples ato. Nomeou para atuar no seu gabinete Loureana Barbosa Nunes Rocha Riva, nora do ex-deputado José Riva, que está prestes a fechar acordo de delação premiada. Casada com José Riva Júnior, Loureana terá salário de R$ 13 mil.

Postar um novo comentário

Comentários (3)

  • Fernando J. Mendonça | Quinta-Feira, 21 de Março de 2019, 21h30
    1
    1

    A vaga de conselheiro tinha de ser através de concurso público. Checa de indicações políticas

  • Maria F. Albuquerque | Quinta-Feira, 21 de Março de 2019, 21h28
    4
    1

    Aí complica. Riva nunca mais.

  • Tatu | Quinta-Feira, 21 de Março de 2019, 20h45
    0
    2

    Tanto tempo na interinidade, acabou se politicizando, nao que isso seja bom.

PRIVILÉGIOS

Com pensões que somam R$ 50 mil

Por 21/03/2019, 16h:46 - Atualizado: 02h atrás

julio campos 680

 

A caminho dos 73 anos, a serem completados no próximo 11 de dezembro,  Júlio Campos, uma figura bastante popular, carismática e que exerceu mandato de prefeito de Várzea Grande, de deputado federal, senador, de  governador e de conselheiro do TCE-MT, se sente plenamente realizado. Do ponto de vista financeiro, mais ainda.

Postar um novo comentário

Comentários (1)

  • Fundação Julio Campos | Quinta-Feira, 21 de Março de 2019, 19h07
    1
    4

    A Pensão Vitalicia que o Sr. Julio José de Campos, recebe Constitucionalmente como Ex-Governador do Estado, é doada para a manutenção e funcionamento da Fundação Julio Campos, desde 1987. Esta entidade funciona ha 32 anos na Av.Couto Magalhães n° 1686 em Várzea Grande-MT onde presta relevantes serviços na area da Educação,Cultura,Esportes e Meio Ambiente, e é devidamente fiscalizada pelo Ministerio Publico Estadual e reconhecida como Utilidade Pública pelo Governo Federal, Estadual e Municipal, e tem um Conselho Diretor e um Conselho Fiscal, que acompanha permanentemente as suas atividades e o seu trabalho. A FJC já deu cursos,treinou e colocou no mercado de trabalho mais de 10 mil cidadãos brasileiros.Convidamos este SITE a nos visitar.

Taxação do Uber

Por 21/03/2019, 07h:50 - Atualizado: 21/03/2019, 07h:54

Victor Humberto Maizman

Victor Humberto

Na última semana foi aprovado um projeto de lei que institui 02 taxas de fiscalização para o serviço de transporte por aplicativos, à exemplo do Uber.

Postar um novo comentário

Comentários (2)

  • João Moessa de Lima | Quinta-Feira, 21 de Março de 2019, 19h58
    1
    0

    Sr. Vanderley Oliveira o artigo fala sobre taxação sobre serviço de transporte individual como o Uber ai o Senhor misturou com aposentadoria não entendi mesmo assim vou dar minha opinião sobre aposentadoria ou o Brasil equilibra a previdência ou quebra ai todos nós pagaremos a conta. Eu sou servidor público aposentado na "MAMATA" isto é integral e não acho justo a distância quilométrica entre as aposentadorias públicas das privadas. Explico esqueça correção monetária de qualquer natureza se considerar que contribui com 11% do meu salário atual e que tenha recebido aposentadoria nos 4 anos de aposentado o mesmo salário e ainda mais 11% de contribuição sobre que recebo de aposentadoria acima do teto só falta um terço da minha aposentadoria para empatar com o que contribuí a vida toda. Agora se considerar que em 1990 meu salário base de engenheiro no Estado era menor que o salário mínimo da época ai já estou no lucro a muito tempo.

  • Vanderley Oliveira | Quinta-Feira, 21 de Março de 2019, 13h54
    1
    0

    É estranho vindo de um especialista com esse grau, informar um texto dessa estrutura ortográfica, isto é, falar que é razoável, as taxas cobradas pelo poder público. Principalmente, quando diz, que precisa ter uma fiscalização, a fiscalização já é uma obrigação. Pois, os aplicativos já oferece o serviço, que gera o imposto ISSQN, são valores diferente para cada município( em Cuiabá em torno de 5%). Agora que o senhor falasse, que esse, imposto fosse cobrado aqui em Cuiabá, tudo bem. Não é o caso. Essa regulamentação é exatamente para trazer esse imposto, e cobrar R$ 155,00, ao ano e mais R$ 0,05, centavos de kilometros rodados, isso é certo? para a sociedade e para a nossa cidade. Agora taxa, kilometragem e tudo mais. É uma baita de uma sacanagem, que estão fazendo com a população. Igual a estória da previdência o cidadão paga 35 anos. Qualquer leigo sabe que esse dinheiro deveria ser corrigido, e o valor obviamente seria diferente, ao final de 35 anos. Aí vem, um "professor especialista, olha bem classe", dizer a previdência está estourada não tem condições. Vai ver o histórico profissional do cidadão é consultor de uma instituição financeira, e se, junta com a mídia tradicional. Começam a mentir para a população. Nós sabemos que o maior beneficiado são os banco e os maiores prejudicados é o povo. Mas, o povo começaram a usar as ferramentas sociais de informações, as redes sociais. É questão de tempo. Sair fora do assunto, mas a gente tem que ser imparciais.

Privatização dos aeroportos

Por 21/03/2019, 07h:38 - Atualizado: 21/03/2019, 07h:44

vivaldo lopes fixo lateral blog

Vivaldo Lopes

Finalmente o governo federal realizou, na última sexta (15), o leilão de concessões dos quatro aeroportos de Mato Grosso: Cuiabá/Várzea Grande, Rondonópolis, Sinop e Alta Floresta. Considerado um sucesso, o leilão ofertou outros oito aeroportos regionais localizados no sudeste e nordeste. A modelagem da privatização teve início nas administrações anteriores e mantida e executada pela equipe econômica do presidente Jair Bolsonaro.

Postar um novo comentário

ANTES E DEPOIS

Ex-deputado fatura alto com hiperbárica exclusiva

Por 21/03/2019, 05h:16 - Atualizado: 21/03/2019, 05h:26

pedro henry 680

Ex-deputado federal Pedro Henry, que cumpriu pena pela condenação no Mensalão, se dedica à iniciativa privada

Com a pena extinta pelo STF e livre da tornozeleira eletrônica desde dezembro de 2015, após cumprimento de mais de um terço da condenação de 7 anos e 2 meses por corrupção passiva e lavagem de dinheiro, no esquema do Mensalão, Pedro Henry não quer mais saber da militância político-partidária. Ao menos publicamente. Em privado, até orienta aliados da época em que foi deputado, vice-prefeito de Cáceres e secretário estadual de Saúde.

Postar um novo comentário

Comentários (1)

  • Robson Souza | Quinta-Feira, 21 de Março de 2019, 09h15
    15
    1

    Já fui atendido pelos serviços da clínica hiperbárica do Santa Rosa, especialmente pelo Dr. Pedro. Tratamento de primeiro mundo com uma atenção especial e lá não tem discriminação de pacientes do SUS, Conveniados, Particulares, etc, todos são tratados de forma igualitária e com muita dedicação de toda a equipe de profissionais que lá trabalham. Fui testemunha de que chegou um paciente sem condições financeiras necessitando de tratamento e foi colocado pra dentro de não cobrado nada. As pessoas precisam conhecer o lado humano do Dr. Pedro pra saber o quanto esse senhor é caridoso, além da competência e dedicação aos pacientes.

IMPACTO

Projeto aprovado obriga preços em braile e onera estabelecimentos com equipamento de R$ 30 mil

Por 20/03/2019, 18h:00 - Atualizado: 20/03/2019, 18h:30

jos� wenceslau fecomercio 680

O empresário José Wenceslau Júnior, presidente da Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado

Um projeto aprovado pela Assembleia Legislativa na terça (19) trará impacto financeiro nos estabelecimentos comerciais em todo Estado. Cada empresa agora terá de fixar em braile os preços de seus produtos. E o equipamento (impressora Braille), seja da marca Everest, seja da Basic, custa entre R$ 29,6 mil e R$ 33,6 mil. A Fecomércio-MT, sob José Wenceslau de Souza Júnior, se manifestou contra essa proposta apresentada pela deputada Janaína Riva. Mas os deputados aprovaram-na. Após chancela da AL, vai à sanção do governador Mauro Mendes para entrar em vigor de imediato.

Postar um novo comentário

Comentários (1)

  • Allan | Quarta-Feira, 20 de Março de 2019, 21h58
    2
    0

    Tudo que é pra inclusão social a Fecomércio é contra. 30 mil nao é nada pra essas grandes redes de supermercados e os pequenos podem colocar um funcionário para acompanhar o deficiente visual que nao precisa colocar braille nas gôndolas.

Performance negativa

Mauro considera avaliação prematura, mas admite que Governo Bolsonaro “bate cabeça” e tem erros

Por 20/03/2019, 10h:50 - Atualizado: 20/03/2019, 11h:03

Trump e Bolsonaro

Presidentes Trump e Bolsonaro se reuniram nesta semana para discutir parcerias econômicas e a crise na Venezuela

O governador Mauro Mendes (DEM) considera prematura qualquer avaliação sobre o desempenho do presidente da República Jair Bolsonaro (PSL), que apoiou no processo eleitoral de 2018. Entretanto, afirma que tem senso crítico para perceber que “erros, desacertos e batidas de cabeça” trazem a impressão de performance negativa do governo federal.

Postar um novo comentário

Comentários (2)

  • JOSE MARQUES BRAGA | Quarta-Feira, 20 de Março de 2019, 16h13
    3
    0

    A ESCOLA DE BOLSONARO NA POLITICA FOI NO PARTIDO DO PAULO MALUF. DAÍ, SEM COMENTARIOS. OS RESULTDOS FALAM POR SI.

  • Gilberto | Quarta-Feira, 20 de Março de 2019, 15h55
    2
    0

    O governo Bolsonaro não é diferente de nenhum governo anterior. Não tem capacidade de governar e usa o toma-lá dá cá. Também povoado de histórias de corrupção, como por exemplo, seus diversos ministros envolvidos em falcatruas: General Heleno (Segurança Institucional – fraude licitações), Onyx Lorenzoni (Casa Civil – delatado JBS), Paulo Guedes (Economia – fraudes operação greenfield), Luiz Henrique Mandetta (Saúde – fraude licitação, caixa 2 e candidaturas laranjas), Tereza Cristina (Agricultura – delatada JBS), Ricardo Salles (Meio Ambiente – condenado), Damares Alves (Mulher, Família e Direitos Humanos – irregularidades ONG Atini e sequestro da menor índia Lulu), Marcos Pontes (Ciência e Tecnologia – empresa de fachada), Marcelo Álvaro Antonio (Turismo – fraudes INSS, Banco do Brasil e Laranjas), Gustavo Bebianno (Secretário Geral do Planalto - com várias candidaturas laranjas de caixa 2 e desvio de dinheiro público). Além dos DEZ ministros comprovadamente envolvidos em irregularidades e ainda tem: o movimento inexplicado de R$ 1,2 milhão pelo Fabrício Queiroz (ex-assessor do gabinete) que realizou de dezenas de depósitos em dinheiro na conta de Flávio Bolsonaro que até pagou um título de R$1 milhão de reais e ainda comprou R$4,2 milhões em imóveis para lavar propina; além disso o Flávio Bolsonaro mantém a Evelyn Queiroz como funcionária fantasma no seu gabinete na ALERJ e está envolvido 42 candidaturas laranjas por meio da empresa da sua assessora pessoal Alexandra Pereira. Ainda tem os cheques de Flávio Bolsonaro assinados pela senhor Valdenice Oliveira (mãe de miliciano fugido da justiça) que cuidou do financeiro da campanha Flávio Bolsonaro e cujo filho está envolvido com as investigações da morte da vereadora carioca Marielle. Não se esqueça que também tem o Luciano Bivar da direção do PSL envolvido com diversas candidaturas laranja para caixa 2 e desvio de recursos públicos. Não se esqueça do lider do governo no Senado, o senador Fernando Bezerra, envolvido em diversos inquéritos e processos criminais por uso irregularidades na aplicação de dinheiro público. O presidente do Senado, senador Davi Alcolumbre é o protegido do governo Bolsonaro que ocultou e sonegou imóveis da justiça eleitoral, para simular que é pobre. Ainda mais, a primeira dama, Michelle Bolsonaro recebeu um depósito inexplicável de R$24 mil, de um empréstimo que não se consegue comprovar nada. A primeira dama, Michele Bolsonaro, é omissa na defesa da mulher e da criança, sendo conivente com a explosão de violência contra mulher que os Bolsonaros fizeram explodir no Brasil ao confrontar direitos femininos. O FALSO NACIONALISMO do Bolsonaro internacionalizou os recursos naturais brasileiros, especialmente amazônia, petróleo e minério, fez isso quando (1) entregou ao governo estadunidense a base aeroespacial de alcantara, (2) autorizou um fundo de pesquisa estadunidense sobre biodiversidade na amazônia, (3) autorizou a livre entrada e saída de pessoas ligadas a tais assuntos (ou seja, vão entrar e sair do país sem visto e sem controle da biodiversidade, fauna, flora e recursos minerais recolhidos no Brasil). É preciso abrir abir inquérito policial federal e apurar os crimes praticados por meio de ocupantes de cargos no governo federal que se comportam como MILICIANOS CIBERNÉTICOS NAS REDES SOCIAIS utilizando MENTIRAS, CALUNIAS E DIFAMAÇÃO contra a ordem social e política. Esses crimes são punidos pelas leis: Lei nº 1802/1953, 12735/2012, 12737/2012 e 12965/2015, bem como artigos 286 a 288 do CÓDIGO PENAL. INCLUSIVE INQUÉRITO POLICIAL CONTRA AS FAKENEWS DO PRÓPRIO MANDATÁRIO MAIOR DO PAÍS. VAI OU NÃO CUMPRIR A LEI?

INíCIO
ANTERIOR
1 de 2137