Blog do Romilson Cuiabá, 02 de Março DE 2021 Rdnews RDTV facebook twitter RSS

4674.png

Política

Poderes

Bastidores

Negócios

Análise

Opinião

RESGATE HISTÓRICO

Referência política e cultural, Maria Emília recebe homenagens

23/11/2010, 09h:45 - Atualizado: 26/12/2010, 12h:28

Maria Ponce de Arruda Muller faleceu em 2002, aos 104 anos. Era viúva do primeiro interventor de Mato Grosso, Júlio Muller, que também foi deputado federal. Ela entrou para a história como uma das personalidades-referências na política, educação e literatura. Neta de Generoso Ponce, Maria Muller conseguiu a proeza de vivenciar histórias de praticamente três séculos, pois nasceu em Cuiabá em 9 de dezembro de 1898 e passou pelos períodos de 1900 e início de 2000. Era filha do coronel João Pedro de Arruda e Adelina Ponce de Arruda. Começou a vida profissional como auxiliar de professora. Em abril de 1919, casou-se com Júlio Muller.


Mãe de sete filhos, 23 netos, 57 bisnetos e 5 tataranetos, Maria Muller recebeu diversas homenagens, dentro e fora do país. As imagens registram solenidades em que ela, aos 90 anos, entra no plenário da Assembleia Legislativa, sob sorriso do ex-governador Júlio Campos, para receber mais uma homenagem em sessão solene, sob olhar dos deputados e outras autoridades, como o neto Júlio Muller e o ex-senador Gastão Muller. Ela lançou diversas obras, uma delas a "Cuiabá ao Longo de 100 anos", publicado em 1994, quando já chegava aos 96 anos de idade. Foi a segunda mulher a tomar posse na Academia Mato-Grossense de Letras. Morreu há 8 anos.
Fotos: Demóstenes Milhomem

Postar um novo comentário

Comentários (2)

  • Luciana Maciel de Lima | Sexta-Feira, 28 de Janeiro de 2011, 15h37
    0
    0

    Sr. Lauro Portela, Estou pasma com o seu depoimento. Por alguns momentos fiquei parada diante do computador sem saber se de tão infundado ele mereceria ou não uma resposta... então apesar de ter a convicção de que não vou mudar a sua opinião, já que a mesma não está fundamentada por fatos e sim por sentimentos mesquinhos de inveja e ignorância... resolvi lhe responder. É muito fácil insultar o que se inveja, ainda mais quando essa pessoa não está mais entre nós para se defender. (Se bem... que eu tenho a certeza de que se ela lesse isso daria boas rizadas... e diria uma frase que sempre repetia: "Quem fala de mim, quem fala. Quem fala de mim quem é... é algum chinelo velho que não me serve no pé!"). Como dizia Anatole France: "O nosso mal é julgar as pessoas pelo prazer ou pela dor que nos causam". No seu caso, é a dor da inveja e reconhecimento da superioridade do invejado. Tenho a certeza de que é apenas mais um João Ninguém, cheio de complexos e de sonhos perdidos. O senhor não conhece nada da história de Mato Grosso e com certeza não teve o privilégio e a oportunidade de conhecer a Dona Maria de Arruda Muller. Se a tivesse conhecido não teria a insensatez de fazer um comentário tão lamentável quanto este, deixando transparecer tamanha inveja e ignorância.

  • Lauro Portela | Quarta-Feira, 24 de Novembro de 2010, 08h50
    0
    0

    É engraçado como jornalistas utilizam certos termos. Comecemos pelo "resgate". É como se pudéssemos pegar um período do passo e trazê-lo de volta. Os físicos há anos tentam fazer isso, pederiam ensiná-los. Quem resgata é Bombeiro, Polícia do esquadrão anti-seqüestro, etc. O segundo é a idéia de que um indivíduo pode "entrar para a história", como se existisse um portão para tanto. Todos nós fazemos nossas histórias todos os dias e o máximo que pode ocorrer é que uma memória seja destacada e legitimada como verdadeira. A seleção de objetos que passariam a ser "monumentos-documentos" (por que em si mesmos dão a impressão de representar a história!) legitimariam essa seleção como verdadeiras: fotografias, objetos de valor, documentos, etc. A vida é bem mais complexa que isso, e entendo que a D. Maria de Arruda Müller deve ser melhor analisada, bem como o passado de seus familiares, cuja manutenção no poder foi garantida e legitimada por mortes, esquecimentos, exclusões e apoio incondicional a ditadores e regimes autoritários. Como se vê, os personagens que "entraram" para a história são mais complexos e menos angelicais do que supomos.

EM CÁCERES

Ex-prefeito empurra dívidas e complica caixa da sucessora

Por 01/03/2021, 21h:35 - Atualizado: 02h atrás

francis maris 680

O ex-prefeito de dois mandatos de Cáceres, Francis Maris, propaga até hoje que deixou R$ 33 milhões em caixa. Ele só não comenta que esse dinheiro ficou carimbado e será insuficiente para cobrir tantos compromissos e dívidas milionárias.

Postar um novo comentário

Comentários (1)

  • Regina Mendes | Segunda-Feira, 01 de Março de 2021, 22h45
    0
    0

    Essas informações não são oficiais e a prefeitura não confirma. O ex-prefeito Francis tem como provar o que deixou na conta. Vamos fazer jornalismo sério!

NA ASSEMBLEIA

Deputado abandona chapéu após operação da PF

Por 01/03/2021, 19h:24 - Atualizado: 05h atrás

nininho 680

Empresário, pecuarista, ex-prefeito de Itiquira e deputado pelo terceiro mandato, Ondanir Bortolini, o Nininho (PSD), abandonou o chapéu de palha que o acompanhou há anos nas sessões na Assembleia e nos eventos públicos.

Postar um novo comentário

Comentários (2)

  • Saulo | Segunda-Feira, 01 de Março de 2021, 22h44
    0
    0

    E famoso, ganhou até um nome da operação da PF, acontece que tem imunidade, dificilmente vai preso.

  • Mato grossense | Segunda-Feira, 01 de Março de 2021, 21h56
    1
    1

    Matéria tendenciosa. O deputado abandonou o chapéu faz tempo desde que colocou a mão no bolso e colocou cabelo na cabeça

TESTE DAS URNAS

Um delegado com pretensões políticas

Por 01/03/2021, 17h:14 - Atualizado: 07h atrás

mario demerval 680

O diretor-geral da Polícia Civil, Mário Dermeval Aravéchia de Resende, pode ser uma das novidades dos quadros do governo na disputa por cargo eletivo.

Postar um novo comentário

NO GABINETE

46 assessores de senador de MT ganham quase R$ 500 mil por mês

Por 01/03/2021, 08h:34 - Atualizado: 01/03/2021, 08h:55

wellington fagundes 680

Em um Congresso Nacional que é o segundo mais caro do mundo, onde se consome mensalmente mais de R$ 32 milhões com a folha, perdendo apenas para o dos EUA, o senador mato-grossense Wellington Fagundes tem o privilégio de contar com 46 assessores no gabinete.

Postar um novo comentário

Comentários (10)

  • Antônio Carlos | Segunda-Feira, 01 de Março de 2021, 19h37
    0
    1

    A culpa não é dele ...a culpa é de quem elege ele ...se eu estivesse no lugar dele faria o mesmo!!!...isso é o sistema ...cadê o povo pra ir pra rua protestar...e impedir essa bagunça ...então ..pq só ele é que está errado ...o maior errado é o povo .

  • PAULO | Segunda-Feira, 01 de Março de 2021, 19h04
    1
    1

    Infelizmente não tem meu voto, vejo uma pessoa muito ambiciosa para poder assumir um cargo tão importante.

  • joao | Segunda-Feira, 01 de Março de 2021, 14h23
    12
    1

    Que maravilha, tudo com o dinheiro do contribuinte. Tem jeito um país assim?.

INFRAESTRUTURA

Sem bancada federal, prefeito vai a Ministério pela duplicação da 163

Por 28/02/2021, 18h:35 - Atualizado: 28/02/2021, 18h:47

roberto dorner 680

O prefeito sinopense Roberto Dorner passou a liderar um movimento que, na prática, deveria ser encampado pela bancada federal mato-grossense, que tem, entre os 11 integrantes, o deputado do município Juarez Costa.

Postar um novo comentário

Comentários (1)

  • Edilson Almeida | Segunda-Feira, 01 de Março de 2021, 08h09
    2
    3

    Não é verdade. O senador Wellington estava com o prefeito Dorner e outros prefeitos do Norte estavam na mesma audiência com o secretário nacional de Transportes Terrestres

ESPORTE

Dutrinha está pronto, mas só será reinaugurado em abril

Por 28/02/2021, 10h:02 - Atualizado: 28/02/2021, 10h:03

Romilson Dourado

dutrinha 680

O prefeito Emanuel Pinheiro está empurrando para abril, mês do aniversário de Cuiabá, a inauguração de uma série de obras, entre elas a reforma geral do Dutrinha.

Postar um novo comentário

Comentários (3)

  • Salas | Domingo, 28 de Fevereiro de 2021, 12h47
    3
    2

    Lucas, ainda bem que vai ser inaugurado em Abril, por que tem obras prometidas pelo Governador Mauro, é que jamais será inaugurada ou feita por ele, o VLT é um típico caso.

  • Joao paulo | Domingo, 28 de Fevereiro de 2021, 12h19
    5
    4

    Enquanto isso o governo "que está parado" tem de ceder estádio de copa do mundo para as partidas do camp estadual, mesmo tendo de prepará- lo para os grandes jogos da série A. Esse prefeito é uma piada, demoraram 2 anos pra levantar 30m de muro do estádio que caiu em 2017, passaram um pouco de cal nas paredes e dizem que reformaram.

  • Lucas | Domingo, 28 de Fevereiro de 2021, 11h15
    4
    5

    Esta empurrando para abril um monte de obras, inclusive o Viaduto de Beira Rio, que tem causado um baita transtorno a quem vai ou vem para o trabalho em VG ou Cuiabá todo santo dia. É muito sacanagem, um viaduto que ja tem quase 2 anos de obra e foi jurado de "pé junto" que seria entregue em dezembro.

INíCIO
ANTERIOR
1 de 2676