Blog do Romilson Cuiabá, 18 de Fevereiro DE 2020 Rdnews RDTV facebook twitter RSS

4674.png

Política

Poderes

Bastidores

Negócios

Análise

Opinião

RETROSPECTIVA

Silval encerra 3º ano de gestão com somente 3 secretários

  Fotos: Rodinei Crescênio -- José Alves, Jenz Prochnow Júnior e Roseli Barbosa são os intocáveis do secretariadoO governador Silval Barbosa (PMDB) chega ao final do terceiro ano de mandato  com apenas três secretários intocáveis, sendo eles a primeira-dama Roseli Barbosa (Trabalho e Assistência Social), José Alves (Auditoria) e Jenz Prochnow Júnior (Procuradoria). Outras 21 pastas sofreram alterações, seja por decisão de Silval, pedido de partidos e/ou porque os gestores se enredaram em crises.

  Há ainda secretários estratégicos que foram “reajustados” dentro da equipe do Palácio Paiaguás, como é o caso de José Lacerda que comandou a Casa Civil e, agora, está no Meio Ambiente; Arnaldo Alves que deixou o Planejamento, esteve à frente da Pavimentação e Transporte Urbano e acabou retornando à pasta de origem. Outro que foi apenas remanejado é o chefe da Casa Civil Pedro Nadaf, ex-Indústria, Comércio, Minas e Energia.

  As últimas alterações aconteceram neste final de ano, provocadas pelo processo eleitoral. Os secretários de Administração e de Articulação Institucional de Mato Grosso, Francisco Faiad e Eder Moraes, respectivamente, deixaram o staff para disputar as eleições do ano que vem. A exigência foi do próprio governador para que nenhum pretenso candidato continue no Executivo em 2014.

  Os ajustes na equipe marcam o terceiro ano da gestão, mas, além deles, pelo menos quatro outros eixos nortearam o ano. De um lado, houve a comemoração da viabilização das obras do MT Integrado, num investimento de R$ 1,5 bilhão para interligar 44 cidades com pelo menos uma estrada pavimentada, mas, de outro, a gestão sangrou com a crise na saúde que motivou desentendimentos com praticamente todos os prefeitos, graças ao atrasos nos repasses.

   Até mesmo a Associação Mato-grossense dos Municípios (AMM), que historicamente é complacente, encabeçou movimento contra o Paiaguás que, pressionado pelos gestores, Ministério Público e até pela Justiça, se viu obrigado a regularizar a situação. O caso foi resolvido praticamente no final do ano. O desgaste, no entanto, aliado a problemas como o vencimento de remédios de alto custo e problemas na gestão de hospitais entregues à OSS provocaram também a queda do então secretário Mauri Rodrigues, substituído por Jorge Lafetá.

   Silval também te que enfrentar a fúria dos servidores grevistas, especialmente os professores – que ficaram parados por mais de 60 dias - e servidores do Detran. Já as obras da Copa-2014 trouxeram alegrias e tristezas para Silval.

  O peemedebista comemorou a entrega de 4 obras: Viaduto da UFMT; ponte que interliga a avenida Beira Rio à rua Antônio Dorileo, no bairro Coophema; ponte sobre o Rio Coxipó e o prolongamento da rua dos Eucaliptos, no Jardim das Palmeiras; além da trincheira Ciríaco Cândia e a duplicação da Ponte Mário Andreazza. Por outro lado, viu ir por água a baixo o sonho de entregar o VLT para o Mundial. O modal só vai funcionar em 2015.

Postar um novo comentário

Comentários (3)

  • joaoderondonopolis | Terça-Feira, 31 de Dezembro de 2013, 19h31
    0
    0

    O Ministério Público tem que pedir a justiça o bloqueio dos bens do governador para ressarcir futuros prejuízos aos contribuintes sobre as obras mal feitas para a copa do mundo. Se estão saindo mal feitas alguém autorizou e está ganhando com isto, por exemplo os viadutos que para mim são verdadeiros tobogãs. Não deixe o governador entregar o estado sem ter seus bens indisponíveis. Chega de tantas falcatruas.

  • maria | Terça-Feira, 31 de Dezembro de 2013, 14h42
    0
    0

    so falta melhorar a secitec la tapor deus nos acuda

  • Dornele$ | Terça-Feira, 31 de Dezembro de 2013, 10h27
    0
    0

    "O que atrapalha o progresso do governo Silval é a sociedade". Essa perola foi dita por Pedro Nadaf. É mole ou querem mais?

ELEIÇÃO SUPLEMENTAR

Bloco centro-esquerda terá pesquisa como critério por nome ao Senado

Por 17/02/2020, 22h:42 - Atualizado: 07h atrás

bloco patio max 680

Reunião nesta 2ª com representantes partidários, como Pátio, Barranco, Max, Lúcia, Gisela, Paola, Miranda e Aluízio

Isolados ou em grupos, autorizados ou não por seus partidos, militantes estão intensificando as reuniões em busca de alianças e definição de candidaturas à eleição fora de época, para o Senado, em 26 de abril.

Postar um novo comentário

GUERRA POR AUDIÊNCIA

TV Vila Real dá o troco e busca novo apresentador por R$ 80 mil

Por 17/02/2020, 20h:05 - Atualizado: 08h atrás

alexandre mota 680

Alexandre Mota se torna o apresentador mais bem pago da televisão mato-grossense. A Vila Real de Cuiabá, afiliada da Record, o contratou por R$ 80 mil mensais, além de ajuda de custos, para apresentar o tradicional programa policial Cadeia Neles!.

Postar um novo comentário

ELEIÇÃO SUPLEMENTAR

Abicalil vai mesmo encarar Senado

Por 17/02/2020, 15h:55 - Atualizado: 17/02/2020, 16h:01

carlos abicalil 680

O PT vai mesmo lançar o ex-federal Carlos Abicalil à suplementar ao Senado marcada para 26 de abril. Seu nome será oficializado no próximo dia 28.

Postar um novo comentário

Comentários (4)

  • jj | Segunda-Feira, 17 de Fevereiro de 2020, 17h09
    7
    2

    ave maria!

  • elias | Segunda-Feira, 17 de Fevereiro de 2020, 16h37
    7
    11

    Melhor nome

  • Fernanda | Segunda-Feira, 17 de Fevereiro de 2020, 16h26
    14
    8

    Essa candidatura já nasce morta.

PESO PRESIDENCIAL

Bolsonaro chega de carreta na BR-163 e sob aplausos veja

Por 17/02/2020, 10h:16 - Atualizado: 17/02/2020, 10h:28

bolsonaro 163 680

Não é à toa que os principais pré-candidatos ao Senado brigam pelo apoio de Jair Bolsonaro. Quem o atrair para o palanque, transformando-o no principal cabo eleitoral na suplementar de abril, terá dado passo importante à vitória.

Postar um novo comentário

Comentários (4)

  • elias | Segunda-Feira, 17 de Fevereiro de 2020, 16h38
    4
    11

    Oportunista...inaugurando obra de outros governos...

  • Tcha | Segunda-Feira, 17 de Fevereiro de 2020, 13h42
    8
    7

    Levando claque , qualquer ganha aplauso.

  • alexandre | Segunda-Feira, 17 de Fevereiro de 2020, 12h53
    13
    8

    Porque que o lula não fez ?

Câmara de Cuiabá

Abílio aposta últimas fichas no relatório da CCJ e tenta se salvar

Por 17/02/2020, 10h:05 - Atualizado: 17/02/2020, 16h:46

Rodinei Crescêncio

abilio_junior

Com a corda no pescoço, o vereador Abílio Júnior aposta suas últimas fichas no parecer da Comissão de Constituição e Justiça. Lá, entende ter dois aliados, na batalha para não ser cassado, Kero Kero (PSL)  e  Lilo Pinheiro (PDT).

Postar um novo comentário

Comentários (2)

  • kamila Araújo | Segunda-Feira, 17 de Fevereiro de 2020, 14h46
    9
    4

    Abilio, que decepção, perdi meu voto...decepção geral, moleque, uma criança mimada, agora volta de novo pro Grande Templo e receber aquele salario grande que recebia. e pior ne paga com nossos dizimos,

  • eleitor cuiabano | Segunda-Feira, 17 de Fevereiro de 2020, 14h25
    2
    2

    Juca do guaraná????que tiveram rusgas esses dias??? Adilson levante que é irmão de Oséas Machado...??? vixxi...Apela por AQUELE lá de cima bem melhor.

ELEIÇÃO SUPLEMENTAR

Contra tese de Lúdio, majoritário petista tenta levar Abicalil à disputa

Por 16/02/2020, 18h:01 - Atualizado: 17/02/2020, 11h:50

carlos abicalil 680

Em resolução política assinada hoje, após encontro do diretório estadual, o PT decidiu por candidatura ao Senado e a tendência é que seja o ex-federal Carlos Abicalil.

Postar um novo comentário

Comentários (6)

  • Alberto | Segunda-Feira, 17 de Fevereiro de 2020, 13h02
    0
    0

    Alberto, Há expressões agressivas, ofensas e/ou denúncias sem provas. Queira, por gentileza, refazer o seu comentário

  • Reginaldo Pinheiro | Segunda-Feira, 17 de Fevereiro de 2020, 12h25
    4
    6

    Vai perder porque é do PT. Candidato bom para Mato Grosso é candidato comprometido com o movimento " MUDA SENADO". O que é bom para Wellington, para os Campos e para Abicaliu com certeza não é bom para Mato Grosso. Taques não é o melhor candidato, mas, é melhor que qualquer um desses, se não foi bom governador, mas, foi excelente senador.

  • alexandre | Segunda-Feira, 17 de Fevereiro de 2020, 08h45
    10
    4

    vai perder de qualquer jeito..

INíCIO
ANTERIOR
1 de 2492