Blog do Romilson Cuiabá, 28 de Fevereiro DE 2020 Rdnews RDTV facebook twitter RSS

4674.png

Política

Poderes

Bastidores

Negócios

Análise

Opinião

Retrospectiva 2014

Operação Ararath atinge Silval, Riva, Blairo e Eder; novas prisões "em vista" em 2015

Por 30/12/2014, 17h:41 - Atualizado: 30/12/2014, 17h:46

A  deflagração da 5ª fase da Operação Ararath, em 20 de maio, marca 2014. A Polícia Federal revela a existência de suposto esquema de lavagem de dinheiro e crimes financeiros envolvendo empresários, agentes políticos e autoridades dos três Poderes, a partir dos depoimentos do empresário Júnior Mendonça, beneficiado por acordo de delação premiada.

Agentes da PF chegaram a cumprir mandado de busca e apreensão na residência do governador Silval Barbosa (PMDB), preso em flagrante por posse irregular de arma, mas liberado mediante pagamento de fiança de R$ 100 mil. Somente em novembro, a defesa de Silval conseguiu decisão do Superior Tribunal de Justiça (STJ) anulando a prisão em flagrante. Com isso, o valor pago como fiança foi restituído ao governador.

Rdnews

eder-justiça-federal-Ararath---Davi-Valle.jpg

Ex-secretário Eder Moraes, após ser solto da Papuda, em Brasília, ao prestar depoimento na Justiça Federal, em Cuiabá. Eder está envolvido devido à suposto envolvimento com lavagem de dinheiro

O deputado estadual José Riva (PSD) e o ex-secretário de Estado Eder Moraes também foram presos. Com a prisão decretada pelo ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Dias Toffoli, a dupla foi levada para o Complexo Penitenciário da Papuda, em Brasília. Os dois foram presos acusados de suposto envolvimento em esquema de lavagem de dinheiro. A detenção de Riva foi revogada na mesma semana. O próprio ministro acatou o argumento da defesa, reconhecendo que o deputado possui foro privilegiado e poderia ser detido somente em flagrante ou crime inafiançável.

Eder Moraes ficou preso na Papuda durante 64 dias. Em 23 de julho foi transferido para o Centro de Custódia de Cuiabá, onde permaneceu até 9 de agosto. O habeas corpus, assinado por Dias Toffoli, foi obtido pela defesa do ex-secretário após diversas tentativas de colocá-lo em liberdade.

Rdnews

riva-e-eder-presos-ararath.jpg

Momento em que Eder Moraes e José Riva são presos e conduzidos por agentes da Polícia Federal

Continuidade

A Operação Ararath não acaba junto com 2014. A autuação da força-tarefa de procuradores da República, instituída pelo Ministério Público Federal para apurar os supostos crimes, foi prorrogada até 20 de fevereiro de 2015. Neste sentido, novas diligências e até mesmo prisões não estão descartadas.

No MPF existem, pelo menos, 10 inquéritos com cerca de 200 investigados por supostas participações nos crimes sob investigação. Quase uma dezena de ações penas está em andamento na Justiça Federal, tendo como principal denunciado Eder Moraes. Na semana passada, o Ministério Público Estadual também propôs cinco ações referentes à Ararath, parte delas já aceita pelo Judiciário.

As denúncias se referem à suposta compra de vagas no Tribunal de Contas do Estado, possíveis fraudes na Assembleia e eventuais esquemas no Governo para beneficiar empreiteiras. Entre os denunciados estão Silval, Riva, Eder, o conselheiro do TCE Sérgio Ricardo, o senador Blairo Maggi (PR), o deputado estadual Mauro Savi (PR), além de outras autoridades, advogados e empresários de Mato Grosso.

Postar um novo comentário

EFEITO-SENADO

Leitão terá Doria de cabo eleitoral e tenta arrumar emprego pra Taques

Por 27/02/2020, 22h:22 - Atualizado: 02h atrás

joao doria 680

Nilson Leitão acionou alguns líderes nacionais do PSDB para reforçar sua pré-candidatura ao Senado e barrar a intenção de Pedro Taques de cruzar seu caminho.

Postar um novo comentário

TEMOR GERAL

Em Alto Taquari, um monitorado e milhares preocupados

Por 27/02/2020, 20h:49 - Atualizado: 03h atrás

alto taquari 680

Cravada na divisa de MT com Goiás, a pequena Alto Taquari vê parte de seus cerca de 12 mil moradores mudarem a rotina por causa do monitoramento de um de seus filhos, que pode estar com coronavírus.

Postar um novo comentário

SOB INVESTIGAÇÃO

Enquanto PSDB esperava Taques em ato, ele estava depondo no MPE

Por 27/02/2020, 18h:50 - Atualizado: 05h atrás

pedro taques 680

Pedro Taques tem muitas coisas para se preocupar do que a pré-candidatura ao Senado e seu futuro com ou sem o PSDB.

Postar um novo comentário

Comentários (2)

  • Davi | Quinta-Feira, 27 de Fevereiro de 2020, 22h01
    1
    0

    O Pedro Taques de hoje é o Mauro Mendes daqui 2 anos - persona nom grata.

  • joao | Quinta-Feira, 27 de Fevereiro de 2020, 19h13
    2
    2

    Parabéns PSDB pela decisão.

PETISMO RACHADO

Lúdio busca assinaturas para bater chapa com Barranco ao Senado

Por 27/02/2020, 18h:32 - Atualizado: 06h atrás

ludio cabral 680

Lúdio Cabral espalhou nos últimos dias que não tinha pretensão de concorrer ao Senado, mas destacou assessores e vários correligionários para o trabalho de coleta de assinaturas, com vistas a se inscrever amanhã.

Postar um novo comentário

Comentários (1)

  • Kleber Amorim | Quinta-Feira, 27 de Fevereiro de 2020, 22h03
    4
    0

    Caro Romilson, não sei quem é tua fonte, mas infelizmente mais uma vez ela está equivocada. Lúdio em nenhum momento se colocou à frente para essa disputa. Ao contrário disso, várias tendências/coletivos do interior do Partido, assim como vários setores da sociedade, sindicatos, categorias, é, até mesmo outros líderes e partidos de centro e de esquerda entendem que o nome que reúne as melhores condições, neste momento, para enfrentar essa disputa com a direita conservadora, é o nome do companheiro Ludio. Portanto, não é o deputado que designou ninguém, nós nos achamos no direito, enquanto cidadãos e filiados, de propor o melhor nome para esse embate de características de disputa nacional. "O melhor candidato deve ser escolhido pela sua base, e não o contrário". A partir daí cabe à cúpula do Partido decidir o que realmente quer pra si, para seu futuro e da classe trabalhadora do estado. Grande abraço!

Após falta de luz, ausência de Taques vira piada: "cortou os fios"

Por 27/02/2020, 16h:00 - Atualizado: 05h atrás

Andhressa Barboza

cupula_psdb_680

A ausência do ex-governador Pedro Taques no evento, que marcou o lançamento de Nilson Leitão como pré-candidato ao Senado, gerou até piada interna.

Postar um novo comentário

Comentários (1)

  • José Roberto | Quinta-Feira, 27 de Fevereiro de 2020, 18h01
    1
    5

    TA AI UM REPRESENTATIVIDADE QUE O NORTÃO PRECISA

Efeito-Senado

Com Fávaro, outros desembarques do PSD do Governo Mauro

Por 27/02/2020, 14h:35 - Atualizado: 07h atrás

Alair Ribeiro

carlos favaro 680

Além de Carlos Fávaro, os principais indicados do PSD devem deixar o Governo Mauro Mendes.

Postar um novo comentário

INíCIO
ANTERIOR
1 de 2499