Blog do Romilson Cuiabá, 29 de Maio DE 2020 Rdnews RDTV facebook twitter RSS

4674.png

Política

Poderes

Bastidores

Negócios

Análise

Opinião

Retrospectiva

PEC do Teto e atrasos nos duodécimos provocam embates entre Poderes Executivo e Judiciário

Por 30/12/2017, 10h:21 - Atualizado: 30/12/2017, 10h:22

selo_retrospectiva2017

A relação entre os Poderes seguiu tensa durante todo o ano de 2017. Ora por questões financeiras, especialmente atraso nos repasses de duodécimos; ora por questões mais políticas como o não pagamento de emendas e discussão sobre projetos polêmicos que mexeram no “bolso” também do Judiciário e Legislativo, e de seus órgãos vinculados, como o TCE. Entre eles, a polêmica PEC do Teto dos Gastos, que foi aprovada pela Assembleia em primeira votação em outubro e segunda votação em novembro.

O ponto de maior tensão foi sem dúvida os reiterados atrasos no pagamento dos repasses constitucionais. Apesar dos Poderes, oficialmente, buscarem manter um certo equilíbrio e “paz”, nos bastidores o clima foi de fortes cobranças e até de ameaças veladas. Em dezembro a folha de pagamento dos Poderes chegou a atrasar.

O debate sobre o “congelamento” ou não de duodécimos, se chegou a um consenso, um meio termo. Foi feito acordo em relação ao rateio do chamado excesso de arrecadação. O pacote de alterações promete gerar uma economia de R$ 1 bilhão, dando fôlego ao Executivo. Acontece que o Estado terá acesso a um programa de renegociação de dívidas.

Reprodução

pedro_taques_antoniojoaquim

Governador Pedro Taques e conselheiro afastado Antonio Joaquim enfrentaram embates

Neste ano, houve também várias trocas de gentilezas entre o então presidente do TCE Antônio Joaquim e o governador Pedro Taques (PSDB). Joaquim, hoje afastado por decisão do STF e que tenta se aposentar para disputar as eleições do ano que vem, não poupou críticas à gestão tucana.

Em abril, Taques chegou a afirmar que o ex-presidente do TCE estava usando o órgão fiscalizador como “poleiro político”. A reação ocorreu após o Tribunal ingressar com ação na Justiça para garantir a realização de auditoria no controle de exportação de competência da secretaria de Estado de Fazenda (Sefaz).

Após o afastamento de Joaquim ambos seguiram se estranhando. Desta vez, a queda-de-braço se deu por conta de pedido de aposentadoria do conselheiro afastado. Taques decidiu consultar o STF sobre a questão. Desde então trocam farpas e ainda não há uma resposta definitiva acerca da situação.

O novo presidentre do TCE, Domingos Neto, por sua vez, tem pregado a harmonia entre os Poderes e baixou o tom das críticas à gestão Taques. Com isso, houve um fôlego para o tucano em relação ao órgão fiscalizador.

Postar um novo comentário

PÓS-CASSAÇÃO

Ex-senadora agora monta escritório advocatício com 2 ex-assessores

Por 28/05/2020, 21h:55 - Atualizado: 08h atrás

selma arruda 680

Juíza aposentadora e senadora com mandato prematuramente cassado neste ano por crimes eleitorais, Selma Arruda ainda não conseguiu licença da Ordem para atuar como advogada.

Postar um novo comentário

EM RONDONÓPOLIS

Governo Bolsonaro ama índio, diz ministra em MT veja

Por 28/05/2020, 18h:44 - Atualizado: 28/05/2020, 18h:50

damares discurso 680

A ministra Damares Alves (Mulher, Família e Direitos Humanos), com um cocar sobre a cabeça, arrancou aplausos em Rondonópolis nesta quinta ao dizer que estava ali realizando a maior obra do Governo Bolsonaro, que é cuidar de vidas.

Postar um novo comentário

Comentários (2)

  • Leonildo | Quinta-Feira, 28 de Maio de 2020, 21h09
    2
    2

    Que mentira!!!! E a boiada acredita....

  • Alberto | Quinta-Feira, 28 de Maio de 2020, 20h47
    3
    1

    Bolsonaro ama índio? Kkkkkk. Quem foi que disse que a cavalaria americana, ao contrário da nossa, foi competente ao exterminar os índios americanos.

EM RONDONÓPOLIS

Senador é ignorado e deixa ato constrangido

Por 28/05/2020, 13h:01 - Atualizado: 28/05/2020, 13h:09

damares favaro 680

O senador Carlos Fávaro (PSD) passou o maior constrangimento hoje, em Rondonópolis, durante ato de entrega de alimentos e máscaras faciais a povos indígenas com a presença da ministra Damares Alves (Mulher, Família e Direitos Humanos)

Postar um novo comentário

Comentários (8)

  • Cristiano | Quinta-Feira, 28 de Maio de 2020, 16h08
    7
    21

    Medeiros é o candidato do Bolsonaro ao senado!

  • Lourinil | Quinta-Feira, 28 de Maio de 2020, 15h56
    14
    31

    Ele estava no lugar errado. Nem senador é só está na cadeira pq fez manobras , o jeitinho para estar lá. O lugar é legalmente da juíza que foi tirada , na proxima eleição Coronel Fernanda a candidata do Presidente

  • Benedita | Quinta-Feira, 28 de Maio de 2020, 15h33
    12
    37

    Queria uma beira; si fu, o Medeiros veio foi junto com a comitiva; parabéns deputado José Medeiros, nosso futuro senador!

BATALHA JURÍDICA

Pedido de Albano para voltar ao TCE será julgado pelo Supremo na terça

Por 28/05/2020, 12h:28 - Atualizado: 28/05/2020, 12h:31

gilmar mendes 680

A Segunda Turma do Supremo julga na sessão da próxima terça (2 de junho), um agravo regimental do conselheiro Valter Albano, pleiteando retorno ao cargo. O pedido de HC chegou a entrar na pauta ontem, mas a presidente, ministra Cármen Lúcia, não o colocou em julgamento porque a sessão já havia extrapolado o prazo.

Postar um novo comentário

EM RONDONÓPOLIS

2 pré ao Senado disputam espaço em ato com ministra

Por 28/05/2020, 10h:30 - Atualizado: 28/05/2020, 10h:35

fernanda victorio galli 680

Rúbia Fernanda (de blusa rosa) e seu suplente da chapa ao Senado, Victorio Galli, aguardando chegada da ministra

Dois pré-candidatos à suplementar ao Senado, tenente-coronel Rúbia Fernanda (Patriota), e o deputado José Medeiros (Pode), participam do ato nesta manhã, na sede da Conab, em Rondonópolis, com a presença da ministra Damares Alves (Mulher, Família e Direitos Humanos).

Postar um novo comentário

PREOCUPAÇÃO

Por questão de segurança, Michelle Bolsonaro cancela agenda em MT

Por 28/05/2020, 07h:07 - Atualizado: 28/05/2020, 07h:20

michelle bolsonaro 680

Por recomendação do Gabinete de Segurança Institucional (GSI), a primeira-dama Michelle Bolsonaro cancelou sua participação no evento de entrega de cestas básicas para comunidades indígenas hoje, em Rondonópolis.

Postar um novo comentário

Comentários (5)

  • Elias | Quinta-Feira, 28 de Maio de 2020, 14h31
    6
    1

    Jedae, raça infame é a tua. Vira este disco. Todo mundo vê o que essa corja está fazendo para dedtruir o Brasil. Somente você e sua corja de mau caráter ainda defende estes milicianos. Pior, não tem a capacidade tem postar um comentário sem agredir petistas, disseminando ódio, espalhando peçonha. Gente gomo você são o câncer da sociedade e precisa ser extirpado com urgência.

  • Jedae | Quinta-Feira, 28 de Maio de 2020, 10h20
    5
    12

    Ver petistas, comunas e toda raça infame chorar, não tem preço. Bolsonaro, só precisa fazer duas coisas. Primeiro: Não deixar haver roubos em todos os níveis. Segundo: Nunca mais deixar o poder cair nas mãos dessa quadrilha, que se intitula progressistas. De quebra, limpar esse STF, repleto de corruptos e vendidos. Nem sei quem é pior. Se é o ex-carregador de malas do mula ou o ex do Temer, enterno vice da anta!!!!!!!!!

  • MOSSUETO | Quinta-Feira, 28 de Maio de 2020, 09h46
    9
    4

    Ridícula essa justificativa, o nosso País nunca teve esse tipo de ameaças, mas a falta de postura e respeito com os eleitores é que está gerando esse tipo de reação.

INíCIO
ANTERIOR
1 de 2548