Blog do Romilson Cuiabá, 04 de Abril DE 2020 Rdnews RDTV facebook twitter RSS

4674.png

Política

Poderes

Bastidores

Negócios

Análise

Opinião

RIBEIRÃO CASCALHEIRA

Começa nesta 6ª horário eleitoral de candidatos para eleição suplementar

Começa nesta 6ª horário eleitoral para eleição suplementar

   A partir desta sexta (22) os eleitores de Ribeirão Cascalheira já poderão acompanhar as propagandas eleitorais dos candidatos ao cargo de prefeito pelo rádio. O horário eleitoral da cidade será veiculado às 7h20 e às 12h20 e terá duração de 30 minutos. A propaganda se estenderá até 4 de novembro, sendo interrompida entre os dias 29 e 31 de outubro. A medida é para evitar que os eleitores se confundam durante o pleito do segundo turno, que ocorre no dia 31 deste mês.

Postar um novo comentário

TRE

Corregedoria promete analisar 16 ações antes da diplomação

   Apesar de ter garantido a reeleição em primeiro turno, o governador Silval Barbosa (PMDB) ainda precisará passar pelo crivo da Justiça Eleitoral antes de ser diplomando para assumir o comando do Paiaguás pelos próximos quatro anos. Junto com seu vice, Chico Daltro (PP), ele é alvo em oito das 16 Ações de Investigação Judicial Eleitoral que tramitam na corregedoria do Tribunal Regional Eleitoral (TRE).

Postar um novo comentário

Comentários (5)

  • Antonio - Voluntário 76 | Sexta-Feira, 22 de Outubro de 2010, 19h52
    0
    0

    Antonio - Voluntário 76, Há expressões agressivas, ofensas e/ou denúncias sem provas. Queira, por gentileza, refazer o seu comentário

  • Ariosvaldez R de Lima | Sexta-Feira, 22 de Outubro de 2010, 18h24
    0
    0

    No nosso sistema constitucional, angariar maioria absoluta de votos (50%+1) não é o único requisito para se caracterizar uma eleição legítima. Naturalmente, se o pleito foi feito com lisura e lealdade às regras jurídicas que regem o processo eleitoral e, o povo, livremente decidiu pela manutensão dos que se acham à frente da Adm. Pública, nada há porque reclamar da parte dos que foram vencidos, entretanto, se se mostram à farta indícios de abuso do poder econômico, de uso indevido da máquina pública e outros meios ilícitos com o claro objetivo de angariar votos, no mínimo, as instituições responsáveis devem investigar com a máxima seriedade, sem perseguições ou imparcialidades. No final das contas, comprovada a lisura do pleito, somente restará concretizada a eleição do Silval, caso contrário, que a justiça seja feita e, a justiça jamais caminha separada da verdade!!!!!

  • Miguel José Dutra | Sexta-Feira, 22 de Outubro de 2010, 16h19
    0
    0

    Só gostaria que a JUSTIÇA fizesse JUSTIÇA. Não é justo um governo continuar mandando neste Estado depois de USAR E ABUSAR de toda a sua estrutura e a justiça não fazer nada. FORA SILVAL. Você ganhou usando a máquina do Estado. Não parece estar com a consciência tranquila. Os membros do TRE-MT tem que ser rápido e não deixar levar por pressões dos caciques que ora estão no poder. O crime eleitoral foi claro e está provado. Silval usou a máquina do estado para facilitar sua caminhada. Quem rouba R$ 1,00 ou R$ 1.000.000,00 é LADRÃO do mesmo jeito. Quem usa um pequeno setor dos órgãos do Estado ou quem usa todos os setores dos órgãos do Estado, comete o mesmo crime. Portanto... Espero que a JUSTIÇA FAÇA JUSTIÇA. Fora Silval. Nova eleição é o mais justo.

ESTADO

Eleitores de 6 municípios voltam às urnas dois anos após pleito

   Eleitores de 6 municípios em Mato Grosso terão que voltar às urnas para escolher seus representantes 2 anos após o pleito. Para realizar o agendamento das eleições suplementares, o Tribunal Regional Eleitoral (TRE) aguarda o comunicado do TSE. Das 6 cidades, apenas Ribeirão Cascalheiras (distante 900 km de Cuiabá) já tem data para o retorno às urnas: 7 de novembro.

Postar um novo comentário

Comentários (3)

  • Fernando Arruda | Sexta-Feira, 22 de Outubro de 2010, 15h05
    0
    0

    Parece que a Justiça está mais celere, e talvez ainda este ano o TSE julgue o caso escandaloso dos vales conbustiveis ASSL em Sinop

  • Antonio | Sexta-Feira, 22 de Outubro de 2010, 12h46
    0
    0

    Cadê Paranatinga? Aqui foi o ministério público quem denunciou e apresentou as provas ou isto não vale. Assim sendo não sei o que é que fala tão alto.

  • DACRUZ | Sexta-Feira, 22 de Outubro de 2010, 12h19
    0
    0

    Esse PEDRO ALBUQUERQUE, pode ser puxa-saco do Eder de Morais , para tanto defender o Eder, vai trabalha seu cara-de-pau... Você tombe recebeu um pouco dos 44 milhões.

ARTICULAÇÃO

Galindo e Silval estreitam relação

  O governador Silval Barbosa (PMDB) mal foi reeleito e o prefeito de Cuiabá Chico Galindo (PTB) já se articulou para ter uma maior aproximação com o peemedebista e, assim, conseguir mais recursos para a cidade. Os dois já tiveram vários encontros e até viajaram juntos para a Bolívia, onde tentam resolver o problema de abastecimento do gás natural no Estado – veja mais aqui.

Postar um novo comentário

Comentários (9)

  • ana maria de figueiredo | Sábado, 23 de Outubro de 2010, 13h14
    0
    0

    Sim samanta, cuiabá realmente deu o recado nas urnas com a derrota de blairo maggi na capital. isso demonstra que a turma da botina está em decadência, seus dias estão contados, o povo quer alguém que cuide de gente e não de negócios privados no governo.

  • ana maria | Sexta-Feira, 22 de Outubro de 2010, 16h55
    0
    0

    E ASSIM CAMINHA OS ACORRRDOOSSS POLITICOS , SAI WILSON EM DESGASTES POR BOICOTE ISSO TA CLARO E ENTRA GALINDO PURISSIMO E TRANSPARENTE PREOCUPDO COM CUIABA , DEPOIS ELE SE CANDIATA A PREFEITO COM AVAL DO SILVAL JA QUE AMBOS ESTAO DE MAOS DADAS E O POVO EM DIAS MESES ANOS SOFRAM A CONSEQUENCIA DOS ACORDOS NAO FEITOS OU MELHOR MAL FEITOS....

  • SAMANTA | Sexta-Feira, 22 de Outubro de 2010, 15h02
    0
    0

    VEJA A BRIGA DO GOVERNO BLAIRO COM WILSON NO QUE DEU, DEIXOU A CIDADE SEM ÁGUA.O POVO SOFREU, O POVO JULGOU.MESMO PARA BLAIRO CUIABÁ DEU O SEU RECADO. É INJUSTO A SANECAP PAGAR 1 MI/MES AO GOVERNO, E DEPOIS É O MUNICIPIO QUE É INCOMPETENTE.ESTÁ SIM NA HORA DE DAR AS MAOS GOVERNO FEDERAL/ESTADUAL/MUNICIPAL.

SEGURANÇA PÚBLICA

PMs dão segurança a Eder e família, mas Conselho de Coronéis questiona

PMs dão segurança a Eder e família; Conselho de Coronéis questiona

    Fernando Ordakowski

A situação privilegiada do secretário Eder, de ter PMs como seguranças, é debatida pelo Conselho de Coronéis

Postar um novo comentário

Comentários (82)

  • Julio Cezar Coelho | Domingo, 24 de Outubro de 2010, 17h30
    0
    0

    ta mais que na hora desse secretario saie deixar quem quer trabalhar fica no lugar dele,ainda bem que terminou a politica e assim o prefeito não tem mais obrigação de aguentar ele por causa do wilson

  • RICARDO ANZIL | Sábado, 23 de Outubro de 2010, 09h33
    0
    0

    Não é a toa que faltam policiais nas ruas, já pensou se a moda pegar, todos os secretários estaduais , municipais , federais, com seguranças pagos pelo contribuinte ? Acho que é por que eles ganham pouco, o salario não dá para pagar um segurança parrticular, até mesmo o senhor Blairo que ganha pouco tem que ter segurança pago pelo contribuiente. Mas e nós cidadãos comuns de carne e osso ? quem esta fazendo a nossa segurança ? Essa policia que nem viaturas sificientes tem para combater os marginais. Manda o Eder vir aqui em Lucas do Rio Verde e olhar os numeros da criminalidade que cresce a cada dia, aqui tem uma boca de fumo em cada esquina, algumas casas da cidade mais parecem quarteis generais, com cercas eletricas, dispositivos de câmeras , alarmes etc. Mas como estamos em uma democracia e a maioria da população quis assim , agora não adianta chorar o leite derramado.

  • Jedae | Sábado, 23 de Outubro de 2010, 05h41
    0
    0

    Nesse governo pode tudo. Silval tem rabo. Vocês querem o que também? Depois do esquema dos maquinários ser descoberto, o Eder tem toda razão de ficar com medinho. Ele é honesto! Rsrsrsr! Pro povão a segurança está uma maravilha. Quem mandou votar no homem?

CONFRONTO

Serys condiciona diálogo com Abicalil e diz que não deixa PT

Por 21/10/2010, 19h:40 - Atualizado: 26/12/2010, 12h:28


Senadora Serys Marly, derrotada à deputada federal, afirma que PT precisa estar acima de divergências individuais
Foto: Geraldo Magela

Postar um novo comentário

Comentários (16)

  • Rita Guedes | Sexta-Feira, 22 de Outubro de 2010, 09h18
    0
    0

    Vejo que mesmo nessa vagareza o pessoal do pt vai abrindo os olhos. Taí as opinioes de quem atua e já votou na ex-senadora. Creio que a atitude mais correta é a expulsão do partido, porque se ela com todo esnobismo e arrogancia propaga que vai "dar chance" com "condições" para falar com a turma do pt, voces imaginem o quanto essa ex não é pedante, afinal esses cidadões que estão no pt estaõ exatamente no partido que a ex está, e como será o tratamento ao trabalhador comum hem? Então das auternativas sugeridas a expulsão é correta até porque se a ex já disse que não sai do pt é porque ela vai sair, não é sempre assim sua conduta? Só lembrando que a ex disse não sairia mais candidata e saiu.

  • luzia | Sexta-Feira, 22 de Outubro de 2010, 08h21
    0
    0

    luzia, Há expressões agressivas, ofensas e/ou denúncias sem provas. Queira, por gentileza, refazer o seu comentário

  • julio | Sexta-Feira, 22 de Outubro de 2010, 08h21
    0
    0

    vão trabalhar, serys cale a boca e vá achar oque fazer, não está contente com o que fez, abicalil, serys, alexandre voces já eram deixem pessoas novas crecerem no partido porque a carreira de voces já erá.....