Blog do Romilson Cuiabá, 03 de Julho DE 2020 Rdnews RDTV facebook twitter RSS

4674.png

Política

Poderes

Bastidores

Negócios

Análise

Opinião

SANEAMENTO

Vereador Fernandes propaga que conclui obra do PAC onde reside


Vereador Antonio Fernandes (PSDB) lidera mutirão e agora propaga que ajudou a concluir uma das obras do PAC

Postar um novo comentário

Comentários (56)

  • Marcos Castro | Sexta-Feira, 10 de Dezembro de 2010, 21h17
    0
    0

    Eu quero dizer que esse vereador,já faz parte do passado. Que já temos o futuro vereador na comunidade. E ele sabe disso. SEM CHANCE Antônio fernandes. Lembre bem dessa frase: SEM CHANCE....

  • Marcos Castro | Sexta-Feira, 10 de Dezembro de 2010, 11h17
    0
    0

    Marcos Castro, Há expressões agressivas, ofensas e/ou denúncias sem provas. Queira, por gentileza, refazer o seu comentário

  • Zeferino Andrade | Quinta-Feira, 09 de Dezembro de 2010, 09h51
    0
    0

    Vereador, vc deve ser o Rambo do sul do Pará. Aquele que metralhava todos os garimpeiros. Como é seu dia-dia? Meu deus,vc deve ser mto mau mesmo. Ninguém gosta do senhor vereador. Já vi várias matérias suas, como a identificação de motéis,o projeto do capacete em locais público,e outros. A pergunta é o seguinte, quem vai fiscalizar. A policia,agente de trânsito,Prefeitura,quem?Como fazer? Vereador pensa melhor na sua comunidade,para de fazer propaganda enganosa,para de ludibriar essa comunidade do Alvorada. Que não tem nada haver com sua BURRICE...........

TANGARÁ DA SERRA

Sindicato diz que prefeitura impôs plano de previdência

    O Sindicato dos Trabalhadores no Ensino Público de Mato Grosso (Sintep) convocou uma assembleia em Tangará da Serra nesta terça (23) para discutir uma contraproposta ao regime de previdência própria que a prefeitura, sob Júlio Ladeia (PR), criou para os servidores municipais. De acordo com o sindicato, o plano foi imposto pela administração da cidade sem que houvesse qualquer participação dos funcionários em sua elaboração.

Postar um novo comentário

Comentários (1)

  • carlos simões | Quinta-Feira, 25 de Novembro de 2010, 09h33
    0
    0

    Normalmente o que se tem visto é que essas previdências dos municípios são assessoradas por uma empresa da capital de nome Agenda, do qual seriam sócios Edson Jacintho e, segundo as fontes, um ex-prefeito de Reserva do Cabaçal e ex-presidente da AMM, agora eleito deputado cujas iniciais são E. F. Uma investigação não seria inoportuna.

INVESTIGAÇÃO

Denúncia na PF expõe esquema de propina de Wellington e Wanderlei

   Fernando Ordakowski

Deputado federal reeleito para 6º mandato Wellington Fagundes e o prefeito de Barra do Garças Wanderlei Farias

   Os pecuaristas e políticos Wellington Fagundes e Wanderlei Farias, fissurados por obras de infraestrutura, começam a ver ruir um suposto esquema com empreiteiras que envolveria negociação de propina e fraudes na execução de projetos de asfaltamento. Ambos são velhos amigos e parceiros na vida pública há mais de uma década e agora estão sob investigação da Polícia Federal. Quem abriu o jogo, após aceitar delação premiada e, assim, poder contribuir com informações e usufruir de benefício da pena ou até ser inocentado em processo, foi um contador de uma das empresas suspeitas de envolvimento numa quadrilha que desviava verbas públicas na região do Araguaia.

Postar um novo comentário

Comentários (47)

  • Barnabé | Quarta-Feira, 01 de Junho de 2011, 10h15
    0
    0

    xiiiiiiiiiiiiiii.... o J.R (que só pode ser o advogado da prefeitura Júnior, aproveitador das migalhas que caem da mesa do Wanderlei) parece nao ter gostado desta séria reportagem e num tom ameaçador procura coagir psocologicamente o grande Romilson.... hehe. na verdade ele tá com o cú na mão, porque vai sobrar pra ele também... abraços

  • Indignado | Segunda-Feira, 06 de Dezembro de 2010, 14h45
    0
    0

    Indignado, Há expressões agressivas, ofensas e/ou denúncias sem provas. Queira, por gentileza, refazer o seu comentário

  • Florisberto | Sexta-Feira, 26 de Novembro de 2010, 07h27
    0
    0

    Etá mundo veio sem porteiras, demorou mas a casa do Deputado está caindo, é preciso investigar não só esses contratos do Vale do Araguaia, tem que investigar todos os anteriores (ultimos 05 anos) em todo o Estado, ai sim a sociedade matogrosensse vai ficar estarrecida.

ELEIÇÃO SUPLEMENTAR

Candidatos veem dados das urnas

   Os candidatos às eleições suplementares de Poconé, Campos de Júlio e Novo Mundo podem conferir os dados que serão apresentados aos eleitores nas urnas eletrônicas nestas quarta (24) e quinta (25). A vistoria será durante a cerimônia de verificação realizada pelos cartórios eleitorais da 4ª, 44ª e 61ª Zona Eleitoral.

Postar um novo comentário

ASSEMBLEIA LEGISLATIVA

Vetado, projeto sobre Barra do Garças volta à discussão na AL

   O projeto de lei proposto pelo deputado estadual Adalto de Freitas, o Daltinho (PMDB), que tentava denominar o municípío de Barra do Garças como Portal de Entrada da Serra do Roncador – Santuário Místico e Metafísico Mundial, foi vetado pelo Poder Executivo, mas deve voltar a ser debatido na Assembleia.

Postar um novo comentário

Comentários (3)

  • Batistão | Quinta-Feira, 25 de Novembro de 2010, 19h09
    0
    0

    Se Daltinho tivesse consultado o deputado Tiririca, ficaria sabendo que a competência legislativa para alterar o nome da cidade é privativa da Câmara Municipal.

  • luma | Quinta-Feira, 25 de Novembro de 2010, 09h51
    0
    0

    É por esse e outros motivos que o deputado Daltinho não foi eleito.. Com tantas ações que poderiam ser feitas.. ele vem querer com essa de mudar o nome da cidade..

  • carlos simões | Quinta-Feira, 25 de Novembro de 2010, 09h35
    0
    0

    Estão vendo porque o povo não votou no fariseu? Só pensam em porcaria!!!

POLÊMICA

Sema remarca audiência; MP questiona e quer nova anulação

   O Ministério Público ingressou nesta quarta (24) com mais uma ação contra o governo para barrar a segunda audiência pública marcada pela secretaria estadual de Meio Ambiente (Sema) para apresentar os estudos de impacto ambiental da implantação da usina hidrelétrica de Sinop. O primeiro encontro deveria ter sido realizado no dia 18, depois que o presidente do Tribunal Regional Federal da 1ª Região, desembargador Olindo Herculano de Menezes, concedeu liminar à Sema suspendendo a decisão da Justiça Federal, que cancelou a reunião.

Postar um novo comentário