Blog do Romilson Cuiabá, 22 de Outubro DE 2019 Rdnews RDTV facebook twitter RSS

4674.png

Política

Poderes

Bastidores

Negócios

Análise

Opinião

Resgate Histórico

Zanete e Feltrin marcam época como políticos de Rondonópolis

   Zanete Cardinal e Moisés Feltrin atuaram por muitos anos como representantes políticos da Grande Rondonópolis. Ambos pertenciam ao então PFL (hoje DEM). Zenete já foi prefeito de Rondonópolis, deputado estadual e suplente do então senador Júlio Campos e ocupou a cadeira por alguns meses. No começo do governo Blairo Maggi, em 2003, Zanete integrou o segundo escalão. Foi lotado como secretário-adjunto de Infraestrutura na época em que a pasta era conduzida por Luiz Pagot. Foi exonerado após denúncias do TCU por execução irregular de projetos rodoviárias na década de 80, quando Zanete atuava no extinto DVOP. Já Moisés Feltrin, que perdeu para prefeito de Rondonópolis, exerceu três mandatos de deputado, presidiu a AL e foi governador por 45 dias, o suficiente para render a ele uma "gorda" pensão, hoje em R$ 13 mil, para resto da vida, além do benefício do extinto FAP da AL.
Foto: Demóstenes Milhomem

Postar um novo comentário

Música

Vinícius de Moraes fala, canta e encanta com Samba da Bênção

   Ao longo do tempo, Vinicius de Moraes (1913-1980) foi sendo sobreposto à própria obra. Fala-se muito do poeta, mas não se dá a mesma ênfase a sua poesia. Enfim, ele é um poeta sob muitas histórias.

Postar um novo comentário

TRIBUNAL DE JUSTIÇA

Sob Cunha, Judiciário será mais duro para recuperar a imagem arranhada

 Fernando Ordakowski
Desembargador Paulo Cunha

Postar um novo comentário

Comentários (6)

  • Marilene Dias de Moura | Quinta-Feira, 25 de Fevereiro de 2010, 21h07
    0
    0

    Procurador Paulo Cunha, pessoa de conduta ilibada, competentíssima, sem dúvida, vai levantar o moral do TJMT. O TJMT tem Magistrados competentíssimos e tenho certeza que se unirão ao Dr. Paulo.

  • Guilherme Filho | Quinta-Feira, 25 de Fevereiro de 2010, 17h07
    0
    0

    Opa!!! Finalmente uma luz no fim deste obscuro túnel. Oxalá o nosso Judiciário tome mesmo essa atitude de moralização.

  • MARIA FLAVIA | Quinta-Feira, 25 de Fevereiro de 2010, 16h42
    0
    0

    MARIA FLAVIA, Há expressões agressivas, ofensas e/ou denúncias sem provas. Queira, por gentileza, refazer o seu comentário

  • Roberto Campos Filho | Quinta-Feira, 25 de Fevereiro de 2010, 16h11
    0
    0

    Tem o TRibunal de Contas tambem e la sim tem so os pos graduado no assunto... esses um milhao e meio que desviaram todo esse tempo no tribunal de Justica, a turma de la desvia em uma semana.... Moleza para eles, tiram de letra. Nao tem ninguem pra fiscalizar eles...fazem o que bem querem com o nosso dinheiro....

  • Erick Soares Teles | Quinta-Feira, 25 de Fevereiro de 2010, 10h55
    0
    0

    Devemos interceder à Deus pelos nossos governantes e autoridades para que sejam instruídos em seu labor. Nossa justiça deve estar atenta para amparar os injustiçados ao invés de injustiçar mais ainda os oprimidos, o povo. A bíblia nos diz que Deus se inclina para os menos favorecidos e essa deve ser a postura dos nossos magistrados. Louvo a Deus, pois, de forma maravilhosa, tem agido em favor do nosso povo, na medida em que faz cair aqueles indurecem o coração para ouvir sua voz e levanta pessoas que inclinam seus ouvidos para ouví-Lo e andar em seus caminhos, como magistrados, em favor das pessoas. Deus o abençoe, Desembargador Paulo Cunha, e o inspire em sua luta contra os corruptos e na direção da honestidade e transparência no Poder Judiciário de Mato Grosso. Aqueles que o conhecem sabem que será instrumento nas mãos de Deus, digo isso não para engrandecer seu nome, mas o nome de Deus através da sua vida!

  • Paulo Roberto | Quinta-Feira, 25 de Fevereiro de 2010, 09h41
    0
    0

    Desembagardor Paulo Cunha, agora é a hora de entrar para história, faça um expurgo no judiciário, tire os maus magis- trados(aqueles que todo mundo sabe). Só assim o judiciário volte a ter mais cre- dibilidade, porque eu não acredito nas pessoas que fazem justiça(magistrados)!!! Agora é a hora!!!!

Palácio Alencastro

Cintra "cola" no prefeito para ter Cuiabá-Vest; MPE segue licitação

Vereador Sérgio Cintra   O suplente de vereador Sérgio Cintra (PDT), que ocupa na Câmara Municipal a vaga de Adevair Cabral, secretário de Cultura da Capital, voltou a se aliar ao prefeito Wilson Santos, a quem tanto criticava, não por convicções ou ideologias políticas. Seus interesses vão além do coletivo. Ele quer ter o controle do Cuiabá-Vest, cursinho pré-vestibular destinado a estudantes carentes que se preparam para ingressar no terceiro grau. Cintra está de olho numa licitação de R$ 2,4 milhões, que a prefeitura fará no próximo mês, para escolher a empresa que conduzirá o projeto.

Postar um novo comentário

Comentários (4)

  • Rômulo | Quinta-Feira, 25 de Fevereiro de 2010, 21h33
    0
    1

    Eu não entendo esse cara, como que pode? uma hora é a favor do Governador, outra hora pende pro lado do Prefeito, pior de tudo é que ainda tem gente que vota nesse tipo político, COERÊNCIA NÃO FAZ PARTE DOS POLÍTICOS DEFINITIVAMENTE.

  • Ronaldo | Quinta-Feira, 25 de Fevereiro de 2010, 11h00
    1
    0

    O sujo falando do mal lavado, quem é esse Toninho cara de pau ?? E as indicações dele na prefeitura, e atentativa de derrubar seu então amigo Aurelio Augusto da secretaria de Esportes?? Até que ponto vai o cinismo do ser humano... Vereador cara de pau, eu votei para voce...nem precisa dizer.....ARREPENDIMENTO MATASSE !!! Nunca mais...vou trabalhar contra voce em todas as instancias. fica com Deus cara de pau

  • Raul Herrera | Quinta-Feira, 25 de Fevereiro de 2010, 06h51
    1
    0

    De novidade mesmo, só os nomes de Alonso Alcântara assessorado por Samir Ribeiro para fiscalizar a boa ÉTICA do nosso glorioso PDT... Kkkkkkkkkkkkkkkkkk (Me desculpem, mas é impossível não ter outra reação)

  • Augusto | Quinta-Feira, 25 de Fevereiro de 2010, 04h46
    1
    0

    É senhores dinheiro MILHÕES para dar para os seus CHEGADOS através de cursinhos e bolsa universitaria/unic o pinoquio tem,e não tem enrolação,,,,,Agora agua,luz,saneamento,saude,lixo e asfalto o cuiabano que se lasque.

EXCLUSIVIDADE

CNJ notifica Tribunal de Justiça; Travassos vai definir sucessão

Mariano Travassos   O CNJ notificou nesta quarta (24) a diretoria do Tribunal de Justiça sobre a decisão de afastar compulsoriamente três desembargadores do órgão, incluindo o presidente Mariano Travassos, e mais sete juízes por desvio de recursos que chegam a R$ 1,5 milhão. Segundo informações do CNJ, o tribunal mato-grossense foi notificado eletronicamente durante à tarde. A presidência tem agora 10 dias para acusar o recebimento. “Caso contrário, considera-se automaticamente aberta a correspondência eletrônica e, com isso, que o órgão foi intimado”, informa a assessoria do CNJ.

Postar um novo comentário

Comentários (1)

  • Roberto Campos Filho | Quinta-Feira, 25 de Fevereiro de 2010, 16h16
    0
    0

    Roberto Campos Filho, Há expressões agressivas, ofensas e/ou denúncias sem provas. Queira, por gentileza, refazer o seu comentário

Judiciário

Senadores querem aprovação de pena mais severa a magistrados

   A punição de aposentadoria compulsória para dez magistrados de Mato Grosso repercutiu no Congresso. Matéria da Agência Senado aponta que, diante do ocorrido, os senadores cobraram, nesta quarta (24), a votação de uma proposta que tramita desde 2003 e que visa acabar com este “castigo brando”. Em apoio à PEC, a senadora Serys Slhessarenko (PT) deixou registrado que na terça (23) o Conselho Nacional de Justiça (CNJ) determinou a aposentadoria de sete juízes e três desembargadores do Estado. Para ela, a aprovação da proposta é de extrema importância. 

Postar um novo comentário

Comentários (10)

  • João Moessa | Quinta-Feira, 25 de Fevereiro de 2010, 20h42
    0
    0

    Sr. Carlos Alberto Estou no serviço público a quase trinta anos, não conheço e nunca vi ninguém ser demitido por justa causa aqui em Mato Grosso e olhe que não é por falta de justa causa. Exonera-se alguns cargos comissionados, agora servidor concursado ou estável demitido por justa causa repito nunca vi, repito mais uma vez não é por falta de causas justas que não se demite.

  • João Moessa | Quinta-Feira, 25 de Fevereiro de 2010, 20h37
    0
    0

    Sr. Germano seu comentário foi infeliz, sabemos que estes magistrados não podem ser alcançados por uma mudança na lei, mas pode ter certeza que haverão outros no futuros que serão, e se no aproveitarmos o momento para aprovar jamais será aprovada nenhuma mudança. Sr. Alzino Bernades Acho inoportuno a indelicadez final do seu comentário sobre o comentário do Sr. Germano.

  • luiz fernando | Quinta-Feira, 25 de Fevereiro de 2010, 10h32
    0
    0

    Por isto necessitamos de uma reformulação geral na legislação brasileira, para corrigir essas imperfeições, onde aqueles que deveriam zelar pelo bem público, quando cometem crimes, não são punidos com rigidez. Isto sim fomenta a bandalheira que ocorre no Brasil! REFORMULAÇÃO DA LEGISLAÇÃO JÁ

  • ALZINO BERNARDES | Quinta-Feira, 25 de Fevereiro de 2010, 07h24
    0
    0

    SR. GERMANO SOUZA CRUZ, NINGUÉM DISSE QUE É PARA PUNIR FATOS OCORRIDOS ANTERIOR À APROVAÇÃO DA LEI, MAS, SE NUNCA FIZEREM NADA, NUNCA SERÁ MUDADO NADA EM RELAÇÃO AO PASSADO. TEMOS QUE EVOLUIR, PENSAR NO FUTURO, NUNCA É TARDE PARA CORRIGIR ERROS DO PASSADO. E DA PRÓXIMA VEZ QUE OPINAR, PENSE BEM ANTES DE FALAR BESTEIRA.OK?

  • Jedae | Quarta-Feira, 24 de Fevereiro de 2010, 19h32
    0
    0

    Vou roubar uma lata de sardinha. Vou ver se algum juiz de plantão me aposenta também!

  • Germano Souza Cruz | Quarta-Feira, 24 de Fevereiro de 2010, 17h59
    0
    0

    Será que os senadores do Brasil são tão idiotas assim, de não saberem que a lei não retroge para prejudicar? Ora, se a intenção é elaborar a tal lei, que sejam cientificados de que ela só valerá 01(um) ano após sua publicação.

  • carlos alberto | Quarta-Feira, 24 de Fevereiro de 2010, 15h47
    0
    0

    acho que deveria ser igual é com funcionario publico, quando comete irregularidade inconpativel com sua função e demitido por justa causa e mandado embora a bem do serviço público. No caso dos juizes no erro eles ganham e aposentaria, alguma coisa esta errado.

  • Dareni OAB | Quarta-Feira, 24 de Fevereiro de 2010, 15h08
    0
    0

    PARABENS A SENADORA SERYS .........ISSO TEM QUE SER APROVADO EM REGIME DE URGÊNCIA PARA LIMPAR OS CORRUPTOS DESTE PAÍS.............VA EM FRENTE SENADORA QUE ISSO COM CERTEZA LHE TRARÁ ÓTIMOS BENEFICIOS ................. NOS A POPULAÇÃO ESTAMOS TODOS COM A PARLAMENTAR................REGIME DE URGÊNCIA ....................SESSÃO EXTARO4RDINÁRIA..................

  • José da Rocha Filho | Quarta-Feira, 24 de Fevereiro de 2010, 13h49
    0
    0

    Muito stranha a reação do SR. CJ. Não concordo com os desvios de verbas do Senado,mas qual a diferença entre as duas situações? Dinheiro público desviado,é sempre dinheiro público desviado.Mesmo que seja por um grupo de poderosos para outro grupo de poderosos,como nesse caso.Punir algém por um delito tão grave com a aposentadoria não punição,é prêmio.O único castigo é que aposentado não terão mais acesso ao dinheiro público.Nosso dinheiro.

  • CUIABANO MESMO - CJ | Quarta-Feira, 24 de Fevereiro de 2010, 13h28
    0
    0

    OLHA O ESCANDOLO ABSURDO DESTES SENADORES, CARO QUE PRÁ TODA REGRA Á EXCESSÃO, MAIS ESCALOSO E VERGONHOSO DOQUE ESTES SENHORES, ESPERAR O QUE, POVO PASSANDO FOME, DESVALORIZADOS, EM BUSCA DE SAUDE, TRANSPORTE, EDUCAÇÃO... E OS SENADORES APONTAR LEIS MAIS DURAS P OS MAGITRADOS, É ELES QUE DEVERIAM SOFRER ESTES GOLPES E SER JULGADO PELA NAÇÃO BRASILERIA, RENOVAÇÃO RADICAL DESTES QUE ESTÃO AÍ, RARA EXECESSÃO...ESCANDALOSO AINDA É VINCULAR ESTAS MATÉRIAS, ENQUANTO AS INFORMAÇÕES SOLIDÁRIAS QUASE NÃO APARECEM....PARABENS SR.ROMILSON