Blog do Romilson Cuiabá, 26 de Novembro DE 2020 Rdnews RDTV facebook twitter RSS

4674.png

Política

Poderes

Bastidores

Negócios

Análise

Opinião

Articulação

Riva influencia nos Poderes e coloca aliados na Câmara, Ucemmat e AMM

23/01/2010, 08h:12 - Atualizado: 26/12/2010, 12h:25

 Fernando Ordakowski

Cacique do PP e presidente da Assembleia pela quarta vez, o deputado José Riva é responsável pelas eleições de aliados, como Aluízio Lima, na Ucemmat, de Pedro Ferreira, na AMM, e de Deucimar Silva, no Legislativo cuiabano

Postar um novo comentário

Comentários (15)

  • Jedae | Quinta-Feira, 28 de Janeiro de 2010, 16h37
    1
    0

    Jedae, Há expressões agressivas, ofensas e/ou denúncias sem provas. Queira, por gentileza, refazer o seu comentário

  • matheus oliveira | Segunda-Feira, 25 de Janeiro de 2010, 15h49
    0
    0

    É impressionante como o tempo passa, e as pessoas não mudam, não acompanham a sua evolução. Sou Mato Grossense, mas parece que o nosso povo atravessa uma fase de involução contínua. Votar em uma pessoa carregada de processos nas costas, que concedeu título de comendador ao maior bandido da Historia de MT, que participou do escandalo da calcinha, juntamente com o seu inseparável amigo Humberto Bosaipo, é gostar de sofrer demais. Esse mesmo povo, que vive alegando sofrimento, perseguições, falta de oportunidade, mas que infelizmente,faz mto pouco, ou quase nada para mudar tal situação. Chega de sofrimento povo Mato Grossense. Procurem saber qual uma lei relevante, de valia a todos os cidadãos de MT, foi aprovado / sugerido por esse parlamentar, a não ser essas que denominam ruas e nomes de praças. Reajam povo Mato Grossense.

  • Nelson Sampaio | Segunda-Feira, 25 de Janeiro de 2010, 09h21
    0
    0

    Este Carlos Henrique de Rondonópolis, não sab o que diz. Riva é o maior lider matogrossensse desde a morte de Felinto Muller. Não fosse a atuação deste incansável parlamentar, mato grosso não teria dado este estupendo salto em direção do progresso que vivemos hoje. Seria uma redenção se Mato Grosse fosse agraciado com Riva seu Governador. Mas o tempo é senhor da razão, a oportunidade ainda não passou. Aguarde tá senhor Carlos Henrique.

Articulação

Prefeito influencia na Unimed para ter doação à campanha

22/01/2010, 18h:36 - Atualizado: 26/12/2010, 12h:25

João Bosco   Em troca de ajuda no financiamento da pretensa candidatura ao governo do Estado, o prefeito cuiabano Wilson Santos (PSDB) resolveu apoiar o médico urologista João Bosco de Almeida Duarte à sucessão de Kamil Fares na presidência da Unimed Cuiabá. Além de angariar recursos, o tucano tenta rever o desgaste enfrentado na greve dos médicos, quando optou por ficar ao lado do então secretário municipal de Saúde, Luiz Soares, em detrimento dos profissionais, que exigiam a exoneração do gestor.

Postar um novo comentário

Comentários (10)

  • LUIZ CARLOS | Segunda-Feira, 25 de Janeiro de 2010, 17h50
    0
    0

    Caso seja verdadeira esta notícia só temos a lamentar. Afinal, a nossa UNIMED é constituida, acredito eu, de médicos cooperados e não de partidários políticos de um só partido (PSDB). Ali, existem médicos que fazem parte de vários partidos políticos e esta, a UNIMED, foi criada para bem servir seus cooperados, os usuários e para fins também sociais, como está previsto em seu estatuto. Não é para ser usada com fins partidários e tão pouco dar ajuda financeira a partidos políticos ou a candidatos. Os médicos cooperados, como eu, esperam uma nota esclarecedora da atual direção. Bosco, porque receber apoio de WS se nem médico é?!

  • Alberto Respeito | Segunda-Feira, 25 de Janeiro de 2010, 16h33
    0
    0

    Alberto Respeito, Há expressões agressivas, ofensas e/ou denúncias sem provas. Queira, por gentileza, refazer o seu comentário

  • Rogério Carlos | Segunda-Feira, 25 de Janeiro de 2010, 11h10
    0
    0

    Estranho o site publicar uma notícia. Porque Wilson apoiaria alguma coisa na Unimed se ele nem médico é? Será que isso não é notícia plantada pela oposição para tentar por em dúvida a excelente administração do Dr. Kamil?

Concurso

1ª etapa terá 75 mil candidatos; coordenação escala 150 PMs

22/01/2010, 17h:54 - Atualizado: 26/12/2010, 12h:25

Postar um novo comentário

Comentários (5)

  • heleno | Segunda-Feira, 25 de Janeiro de 2010, 11h47
    0
    0

    fico precocupado por que esses policiais poderiam estar nas ruas nos defendendo, e na realidade , eu acho, eu acho que estão fora do seu serviço real...e o governador não se preocupa com isso infelizmente, faz vistas grossas....

  • Silva | Sábado, 23 de Janeiro de 2010, 06h38
    0
    0

    Esse número de desistentes é IRREAL. Só aqui onde moro conheço muita gente, que se inscreveu nesse concurso, comenta que não vai fazer a prova. Imagina isso no geral?

  • César do Carmo | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Em primeiro lugar a minha condolencia a familia em lutada do condutor do veiculo Vlademir e que Deus possa conforta os vosos corações.
    Quanto ao companheiro e amigo Victorio Gali, excelente chefe de familia reserva moral do velho MDB, hoje PMDB.
    Por oito meses na camera federal, apresentou diversos projetos que veio de encontro com a familia brasileira.
    Confia em Deus Victorio tudo que acontece com agente de bom ou de ruim e permissão de Deus.
    Passe por esse vale e seja vitorioso em nome de Jesus


    César do Carmo Adorno (ex. presidente do bairro três barras)

Descontração

Tédio ainda é uma das mais pedidas do Biquini Cavadão

22/01/2010, 17h:10 - Atualizado: 26/12/2010, 12h:25

   Formada no início dos anos 80, a banda carioca Biquini Cavadão conquistou fãs por todo o país. Cantando rock em um festival de música, o grupo descobriu que o que era uma brincadeira podia ser levado a sério. Vendo que os amigos iriam "mergulhar" no mundo da música, o cantor Herbert Vianna sugeriu o nome da banda, que foi aceito imediatamente por todos os integrantes. Em 1983, escreveram a canção "Tédio", que logo chamou a atenção de alguns produtores musicais da época. A música foi parar na Rádio Fluminense, até então berço de várias bandas de rock nos anos 80.

Postar um novo comentário

Palácio Alencastro

Prefeito empossa Nezinho na Sanecap sem aval dos progressistas

22/01/2010, 15h:10 - Atualizado: 26/12/2010, 12h:25

   De “olho” no apoio do PP na eleição ao governo do Estado, o prefeito cuiabano Wilson Santos (PSDB) empossa nesta segunda (25), às 15h, o ex-prefeito de Nossa Senhora do Livramento, Carlos Roberto da Costa (PP), o Nezinho, na presidência da Companhia de Saneamento da Capital (Sanecap). A solenidade será promovida na sede da própria autarquia, no bairro Carumbé, em Cuiabá.

Postar um novo comentário

Articulação

Wilson busca saída honrosa de prefeito e seguir na vida pública

22/01/2010, 12h:03 - Atualizado: 26/12/2010, 12h:25

   Com cinco anos de mandato e acúmulo de uma série de "pepinos" administrativos sobre os ombros, Wilson Santos chegou à conclusão de que se permanecer no cargo de prefeito o desgaste seria pior por causa do peso do fardo das obras do PAC, de promessas não cumpridas e por não superar obstáculos na gestão da saúde e, diante disso, está decidido a renunciar ao mandato até 3 de abril para concorrer às eleições majoritárias. Prefere deixar o Palácio Alencastro para buscar a cadeira de governador ou até mesmo de senador a continuar prefeito e comprometer seu futuro político.

Postar um novo comentário

Comentários (41)

  • Augusto | Segunda-Feira, 22 de Fevereiro de 2010, 03h38
    0
    0

    Augusto, Há expressões agressivas, ofensas e/ou denúncias sem provas. Queira, por gentileza, refazer o seu comentário

  • Jean M. Van Den Haute | Domingo, 24 de Janeiro de 2010, 16h54
    0
    0

    Prezado Antônio João Siqueira, Se o PAC não anda é porque os Prefeitos não têm competência em fazer projetos adequados. Por isso não conseguem liberar os recursos do PAC nem os recursos do OGU que dormem há anos em Brasília. Aumentar o "bolo" dos municípios já se faz com as emendas parlamentares, dinheiro que vai para colocar uma primeira pedra, uma faixa que diz "AQUI VAMOS FAZER" e o resto acabe em fantasmas e obras inacabadas.

  • Edilson Santos Azambuja | Domingo, 24 de Janeiro de 2010, 11h31
    0
    0

    Concordo com a opnião do senhor Antônio Siqueira.Mato Grosso merece uma discussão mais racional sobre seus aspirantes a governador. Pelo desepero dos que compõe a turma da botina, eles sabem que o Wilson Santos é o mais preparado Quanto mais o caluniam e tentam, a partir de Brasília inviabilizar sua administração, mais ele vai crescer, porque o povo está vendo. E, ele não está abandonando a Prefeitura ele está sendo içado para um vôo maior, pois ele merece.