Cidades

Sexta-Feira, 01 de Outubro de 2010, 11h:41 | Atualizado: 26/12/2010, 12h:27

CÁCERES

Adriano promete "revolução"

Adriano Silva    O novo reitor da Unemat Adriano Silva e seu vice Dionei José vão ser empossados nesta sexta, 1º de outubro, às 19h30, numa cerimônia a ser realizada no Museu da Cidade Universitária da Unemat, em Cáceres. Adriano vai substituir Taisir Karim, que encerra um ciclo de dois mandatos como reitor da Unemat. Foram oito anos à frente da instituição, mas os últimos dois foram marcados por muita polêmica envolvendo o reitor.

  Ele foi alvo de duras críticas, por exemplo, após o fiasco da primeira tentativa de realização do concurso público de Mato Grosso em novembro do ano passado. Muitos defendiam, inclusive, que ele deixasse o posto devido ao grande desgaste que passou.

  Após a "lambança” no concurso, Taisir também foi chamado de “caloteiro” por muitos fiscais que reclamaram da demora no pagamento das pessoas que trabalharam nos dias das provas. Além disso, o reitor teve que depor aos membros da CPI da Unemat, na Assembleia Legislativa. Ele deu muito “chá de cadeira” nos membros e, em meio às investigações, o promotor de Justiça André Luiz de Almeida, titular da Comarca de Cáceres, revelou a existência de 79 procedimentos de investigação – veja mais aqui.

  Adriano adianta que suas primeiras ações serão voltadas ao ajuste administrativo da Universidade, buscando a formalização e unificação de procedimentos em todos os Campi e Núcleos Pedagógicos da Universidade. “É necessário que toda a nossa equipe esteja engajada na solidificação de uma universidade única no Estado. É com visão estratégica e de futuro que planejamos as ações do presente”, salientou Adriano Silva.

  Logo em seguida, o novo reitor garante que vai adotar medidas que incentivem o desenvolvimento das atividades de ensino, pesquisa e extensão. “A Unemat tem qualidade e competência para atuar como consultora de inteligência em diversas áreas estratégicas de Mato Grosso. Buscamos fortalecer os diálogos e parcerias junto ao governo”, observa o reitor. Por fim, Adriano adianta que pretende propor ao governo a ampliação dos cursos de educação a distância, em atendimento aos 141 municípios do Estado. Neste sentido, a Universidade deve assegurar a oferta de dois doutorados institucionais até 2014.

Postar um novo comentário

Comentários (3)

  • Solange de Almeida | Sábado, 02 de Outubro de 2010, 13h33
    0
    0

    Fiquei muito feliz pela posse do novo Reitor da Unemat, esperamos muito trabalho do Professor Adriano. Vai em frente, lute muito em beneficio da EDUACAÇÃO no Estado de Mato Grosso. Parabéns.

  • Eduardo Costa | Sábado, 02 de Outubro de 2010, 13h28
    0
    0

    Parabéns Prof. Adriano Silva, conheço sua tragetória como professor universitário e gestor, admiro seu trabalho, e tenho a certeza que a nossa UNEMAT sera muito mais forte na sua gestão. Confiamos no trabalho da sua equipe. Viva a UNEMAT.

  • lucia de almeida | Sexta-Feira, 01 de Outubro de 2010, 14h53
    0
    0

    Todo mundo sabe que quando alguém assumi algo, logo vem as mudanças, e na gestão do novo reitor, isso tbém vai acontecer. Será que irá começar pela administração central? Que por sinal esta precisando urgente de mudanças, cortar vicios público, com aqueles que acham que tem de continuar por causa das gratificações, o atendimento mesmo tem a desejar. Mudanças já Profº Adriano, sem medo de ser feliz.

PTB perdeu uns, mas ganhou outros

emanuelzinho 400   Em Várzea Grande, enquanto alguns militantes do PTB, puxados pelo secretário jaymista Silvio Fidelis foram para os braços do candidato a prefeito Kalil Baracat (MDB), que tem Hazama (DEM) de vice, militantes de outras legendas decidiram abraçar a candidatura do petebista Emanuelzinho (foto). São...

PT de Cuiabá passivo; ROO, autêntico

kleber amorim 400 curtinha   O PT de Rondonópolis se organizou melhor, mobilizou a militância, se tornando mais autêntico do que o núcleo petista de Cuiabá. Para se ter ideia, o partido, numa posição de coragem e levando preocupação ao prefeito Zé do Pátio, que tinha...

DEM é "suprapartidário" em Cuiabá

wilson santos, 400 curtinha   Para uns, o DEM de Cuiabá se tornou "suprapartidário". Para outros, um partido de aluguel. Além de não ter cabeça de chapa para prefeito, o partido do governador Mauro e dos irmãos Júlio e Jayme Campos enfrenta uma situação inusitada de concorrentes...

Diretório do Podemos-VG dissolvido

mara podemos curtinha 400   A direção estadual do Podemos, sob o deputado José Medeiros, destituiu o diretório municipal de Várzea Grande e anulou o encaminhamento para apoio a Kalil Baracat a prefeito. Agora sob comando provisório da professora Wilcimara Carnelós, a Mara (foto), que está na...

Silvio provoca debandada no PTB-VG

silvio fidelis 400 curtinha   Silvio Fidélis (foto), afilhado político de Chico Galindo e que se tornou fiel escudeiro da prefeita várzea-grande Lucimar Campos, de cuja gestão é secretário de Educação, provocou debandada geral no PTB local. Inconformado com a decisão de Emanuelzinho de...

PTB tem 25 e deve eleger 2 à Câmara

misael galvao 400 curtinha   O PTB lançou 25 nomes a vereador em Cuiabá. E a tendência é de eleger entre um e dois. As maiores apostas são os seus próprios vereadores: Misael Galvão (foto) e Adevair Cabral, respectivamente, presidente e primeiro-secretário da Mesa Diretora da Câmara....

ENQUETE

facebook whatsapp twitter email

Você acha que o efeito-Bolsonaro terá impacto no resultado das eleições de novembro em MT?

sim - onda Bolsonaro continua

não - efeito não influencia mais

sei lá!

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.