Cidades

Segunda-Feira, 27 de Dezembro de 2010, 13h:15 | Atualizado: 27/12/2010, 16h:06

JUARA

Alcir diz que município já sente efeitos da Jurupari na economia

Alcir Paulino   Cerca de sete meses depois da Operação Jurupari, deflagrada pela Polícia Federal para a investigação de crimes ambientais e que culminou na prisão de mais de 90 servidores estaduais, engenheiros e empresários, o município de Juara, onde ocorreu grande parte dos mandatos de busca e apreensão, já sente os reflexos econômicos da ação.

   De acordo com o prefeito Alcir Paulino (PP), é possível perceber o fechamento de algumas indústrias madeireiras e o receio dos investidores do setor em razão da insegurança jurídica. “Essa operação, como todas as outras de viés político, que acabaram aprisionando supostos envolvidos antes de uma investigação conclusiva, inibiu o setor produtivo. A gente nota que em Juara e em toda a região Norte a indústria madeireira vem diminuindo seus investimentos e, consequentemente, a geração de empregos”, avaliou.

   Apesar disso, ele garante que seus dois primeiros anos de mandato foram bastante positivos, destacando obras na área de habitação, infraestrutura e educação. “São muitos avanços. Estamos contentes com nosso trabalho e percebemos esse contentamento também por parte da população”, conta. No entanto, ele não esconde que a Saúde ainda precisa de melhorias. Apesar de ter assegurado R$ 600 mil para a reforma e ampliação do Hospital Municipal, ele defende a microrregionalização do setor para o Vale do Arinos, para solucionar os problemas de demanda.

   Ao concluir a primeira metade de seu mandato, Paulino lembra um compromisso assumido durante a campanha de levar R$ 20 milhões de investimentos em pavimentação asfáltica. “Acredito que conseguiremos fechar essa quantia em 2011. Desse total, já temos R$ 14 milhões. Também contamos com uma emenda individual do deputado federal Eliene Lima (PP) de mais R$ 4 milhões e acredito que até março, no fechamento das emendas estaduais, a gente consiga assegurar o restante junto ao deputado estadual José Riva (PP)”, explicou.

   Com orçamento já aprovado para 2011 de cerca de R$ 50 milhões, sendo que 47% é comprometido com a folha de pagamento dos servidores municipais, o prefeito acredita que terá uma gestão tranquila no próximo ano. Além disso, Juara passará a contar com dois representantes na Assembleia: Riva, que segue para seu quinto mandato, e a novata Luciane Bezerra (PSB), esposa do ex-prefeito Oscar Bezerra (PSB).

Postar um novo comentário

Comentários (10)

  • JOSÉ | Quarta-Feira, 29 de Dezembro de 2010, 10h34
    0
    0

    ESSE PREFEITO TÁ FALANDO COIZAS PRA BOI DORMIR.1º ELE É MADEIREIRO E DEPOIS TANTOS OUTROS MUNICÍPIOS DE MT VAI BEM .EX: LUCAS / NOVA MUTUM / SORRISO/ PRIMAVERA DO LESTE ETC..ETC...ACONTECE QUE A ADMINISTRAÇAO DELE VAI DE MAL A PIOR.TÁ AÍ ELE PERDEU A OPORTUNIDADE DE FICAR CALADO. VÁ TRABALHAR PREFEITO.

  • Antonio | Terça-Feira, 28 de Dezembro de 2010, 18h26
    0
    0

    Isso tudo é por que tem muitos falsos empresarios maculados com politicos e dentro da politica que querem ganhar sem trabalhar com honestidade fazendo dos seus gabinetes escritório de madeireiras dentro das secretarias estaduais e municipais. Isso tudo em pouco tempo acaba desmoronando na economia do municipio e so quem perde é o povo.

  • Antonio | Terça-Feira, 28 de Dezembro de 2010, 18h26
    0
    0

    Isso tudo é por que tem muitos falsos empresarios maculados com politicos e dentro da politica que querem ganhar sem trabalhar com honestidade fazendo dos seus gabinetes escritório de madeireiras dentro das secretarias estaduais e municipais. Isso tudo em pouco tempo acaba desmoronando na economia do municipio e so quem perde é o povo.

  • Juarense | Terça-Feira, 28 de Dezembro de 2010, 09h02
    0
    0

    Eu pensei que o Sr Alcir Paulino fosse Prefeito de Juara, mas ele fala de um mandato que vai muito bem,e Juara não vai nada bem, alem da saúde ir mal como ele admitiu, também vai mal a Educação, a cidade mais parece um lixão e o povo está muito insatisfeito com essa administração.

  • Carina Jota | Terça-Feira, 28 de Dezembro de 2010, 04h12
    0
    0

    Falta tudo neste contexto, caros colegas, acreditem vocês que o Sr. Secr de Meio Ambiente Tenha mostrado horrorizados com funcionários que supostamente estraria envolvido em esquema da Jurupari, tão horrorizados que ele mesmo inventou e espalhou historias de que alguns já haviam confessados os crimes inexistente até então, o pior e baixa cúpula acreditar e espalhar ainda mais as historia,s para os que não participam de culpula nenhuma apenas absolvem todo o falatório da cúpula alta e da cúpula baixa, mais se quer tem coragem de dizer o que pensa pelo medo que lhe é imposto para sempre acreditar e aceitar nas ideias da cabeça maluca do atual secretaria. Há a pior gestão da SEMA de todos os tempos. Um secretario que atira pedra em todo mundo, esquecendo que seu teto também e de vidro. Um secretario que como os demais vai cai, tomara que leva junto os puxa sacos mesmo que esses sejam inocente, mas só pelo fato de concordarem com uma gestão de faz de conta. Faz de conta que você manda eu faço, faz de conta que estamos a favor do sociedade desenvolvendo trabalhos para melhor atende-los, faz de conta que fico aqui 8 hora por dia só pq o ponto registra. A policia Federaçm que deviria investigar melhor seus casos, e não participar desses faz de conta e prender um Va.* como este, subsidio para isso é só analisar a conta bancaria do bom e honesto secretario.

  • Paulo Massa | Segunda-Feira, 27 de Dezembro de 2010, 18h30
    0
    0

    Correção... tem gente q mal entrou e é suspeita de falsificar documento de candidatura. obrigado.

  • BETO | Segunda-Feira, 27 de Dezembro de 2010, 18h21
    0
    0

    HUM... ESSE PREFEITO É MADEIREIRO. SEU PARCEIRO É O RIVA. MEMORIA MINHA GENTE: São enormes as dificuldades para se conseguir qualquer licença ou aprovação de projeto na secretaria do meio ambiente. Em 2007 participei de uma reunião com alguns madeireiros que me explicaram como a coisa funcionava, ou não funcionava. Um deles disse que alguns deputados montaram um esquema tão poderoso dentro da secretaria, que se qualquer um que entrasse com um projeto ou pedido de licenciamento na Sema, se quisesse dar andamento, tinha que passar antes pela assembléia. Perguntei qual ou quais eram os deputados. Não obtive sucesso na minha investida, mas compreendi a explicação: se eu quiser trabalhar, ou me adéquo ao esquema, ou mudo de profissão. Não quero com isso vitimizar os madeireiros, pelo contrário, mas em especial, criticar o sistema que empurra o empresário que muitas vezes quer ser correto, à “adequação” ao esquema. Falta também coragem e falta união da parcela do setor que pretende ser correta, para denunciar os que usam dessa prática para obterem “apoio” político.

  • Paulo Massa | Segunda-Feira, 27 de Dezembro de 2010, 18h08
    0
    0

    É brincadeira como tem gente q ainda acha q a justiça é soberana... eu tbem achava, e hj sei o quanto isso era uma ilusão. Não estou dizendo q todo mundo é santo, mais sera q vcs q defende tanto esses abusos de poderes não ve q a intenção desse povo era entrar na politica do estado... e q dessa forma queimando todo mundo eles chegariam la... tem gente q mal entrou e ja falsificou documento de candidatura. Presta atenção.

  • Bruno Hoscher | Segunda-Feira, 27 de Dezembro de 2010, 15h25
    0
    0

    Madeireiro é ele tambem, que com seu socio, fazem adulteração e aumentam o volume de todos os seus projetos de manejo e se seus engenheiros nao concordarem ainda prejudicam os mesmos, e pra liberar seus projetos pagam muito por uma vistoria e mais ainda na liberação juntop a sema. esses nao tem medo de nada, pois sabem que nada acontece. se lacram suas serrarias eles trabalham no nome de outros e ai vai.

  • Gean Carlo | Segunda-Feira, 27 de Dezembro de 2010, 14h54
    0
    0

    Discordo deste Prefeito de Juara, quem é correto, anda certo nos trilhos não tem que se intimidar com nada e ninguém, se o setor madereiro lá se sente assim, é porque ainda não se ajustaram conforme as leis e querem fazer do jeito mais rápido e "lucrativo", acabou esta época, para geração de empregos o Governo tem sim responsabilidade em criar novos setores economicamente nesta região, que não seja só o monopólio das madereiras que geram empregos, tem a fruticultura, pecuária, turismo, vamos inovar, botem a cabeça pra pensar e pensem no povo, pois políticos atrasados estamos cheio, gente nova, cabeça ativa e dinâmica nas atitudes, já!!!

Um novo embate entre Diane x Adair

diane alves 400 curtinha   Adair José Alves Moreira, que vinha atuando na assessoria do vice-governador Otaviano Pivetta, decidiu mesmo concorrer de novo à Prefeitura de Alto Paraguai. Ele já foi prefeito por duas vezes. Adair será o principal nome da oposição à prefeita democrata Diane Alves (foto),...

Taques ofuscado e sob mira do MPE

pedro taques 400 curtinha   Pedro Taques (foto) achou que o recall dos tempos de senador e governador, ajudando-o a se posicionar de forma razoável nas pesquisas, bem antes do início da campanha, o manteria como favorito na corrida ao Senado. Ledo engano. Não levou em consideração o alto índice de...

2 caciques não disputam Alto Garças

roland trentini 400 curtinha   Após décadas de rixas, de campanhas ostentadoras, rachas e brigas eleitorais intermináveis em Alto Garças, os ex-prefeitos Rolando Trentini (foto) e Júnior Pitucha resolveram não mais concorrer ao Executivo. Mas, um deles segue se movimentando nos bastidores. Pela...

Um ex-prefeito inelegível em Poconé

clovis martins 400   Dificilmente o ex-prefeito petebista Clovis Damião Martins (foto) terá registro de candidatura a prefeito de Poconé deferido pela Justiça Eleitoral. O promotor de Justiça, Mário Anthero, já pediu impugnação do registro do petebista por inelegibilidades. Clovis, que...

Briga em Sinop entre Juarez e Dorner

juarez costa 400 curtinha   Em Sinop, a briga eleitoral caminha para tensão e acirramento entre o emedebista Juarez Costa (foto) e Roberto Dorner (Republicanos). Hoje, o ex-prefeito seria eleito, mas Dorner vem crescendo nas adesões, com ajuda do vice de sua chapa, ex-vereador Dalton Martini (Patriota). O apoio da prefeita Rosana...

França elegível; CNJ desatualizado

roberto franca 400 curtinha   O advogado Rodrigo Cirineu, que assumiu a assessoria jurídica da campanha a prefeito de Cuiabá de Roberto França (foto), assegura que o ex-prefeito está elegível. Explica que o cadastro de inelegibilidades do Conselho Nacional de Justiça, constantando ainda o nome de...