Cidades

Sexta-Feira, 11 de Setembro de 2015, 12h:37 | Atualizado: 12/09/2015, 11h:47

Aperto

AMM sugere que prefeituras façam corte para enfrentar crise econômica

Gilberto Leite/Rdnews

neurilan_viaturas.jpg

Presidente da AMM, Neurilan Fraga (PSD), sugere que prefeituras façam cortes

A Associação Mato-grossense dos Municípios (AMM) propõe que as prefeituras do Estado adotem medidas para enfrentar a crise econômica que afeta todo o país. Isso porque o repasse da União só em relação ao FPM reduziu 38% em setembro e a AMM estima que 40% dos gestores estão pagando salários com a arrecadação do mês subsequente. Há também as obras paralisadas, subfinanciamento de programas e recursos insuficientes para investimentos.

Diante disso, a associação sugere corte de gastos, que pode vir da reduções do salário do prefeito e vice-prefeito, dos cargos comissionados, da remuneração dos cargos remanescentes, da jornada de trabalho nas prefeituras, exceto em áreas essenciais, dos recursos repassados para as Câmaras, da carga horária no Programa de Saúde da Família, do transporte escolar, além do corte de horas extras para servidores efetivos e a  suspensão de ajuda financeira para entidades conveniadas, entre outras providências. 

O presidente da AMM, Neurilan Fraga (PSD), ressalta o problema da falta de contrapartida da União, que inviabiliza os serviços e toda a responsabilidade acaba caindo nas costas do prefeito. Um dos exemplos da sobrecarga é a obrigatoriedade do pagamento do aumento dos pisos salariais dos professores e dos agentes de saúde. “O momento é delicado e é preciso cortar gastos para fechar as contas, sob pena de um iminente colapso financeiro, que poderá afetar ainda mais a população”.

 Para ampliar o debate sobre os problemas municipais e esclarecer a sociedade sobre o assunto, a AMM vai deflagrar  campanha institucional de divulgação sobre os reflexos da crise nos municípios. O objetivo é massificar os pleitos e demandas para que a sociedade tenha conhecimento das dificuldades do poder público municipal.

Previsões

De acordo com estudo realizado pela equipe técnica da AMM, a previsão  é de retração do PIB do país seja de 2,5% em 2015 e aumento do desemprego para 9%. Os primeiros oito meses do ano confirmam a redução do emprego em todos os setores da economia, como comércio, indústria, serviços e agropecuária. Além de queda nas vendas do comércio de forma geral, aumento da inadimplência tanto das famílias quanto das empresas e queda nas exportações de produtos agrícolas. Isso reflete na redução na arrecadação dos tributos federais, estaduais e municipais.

O presidente da AMM salienta que o anúncio da retirada do selo de bom pagador do Brasil, feito ontem por uma das maiores agências de avaliação de risco de crédito do mundo, ajuda a piorar ainda mais as incertezas fiscais e econômicas do país.

Aliado a isso, o governo federal envia ao Congresso Nacional um projeto de lei orçamentário para o exercício de 2016 com um déficit de mais de R$ 30 bilhões, sinalizando dificuldade de cumprir repasses voluntários básicos para os municípios brasileiros. (Com Assessoria)

Postar um novo comentário

Comentários (2)

  • benedito costa | Sexta-Feira, 11 de Setembro de 2015, 21h09
    0
    0

    Presidente da AMM, prefeitos reduzir os salários? isso é uma piada. Pode ser possível se o povo de cada cidade reagir. Agora: reduzir gastos é possível e sou a favor.

  • Gutemberg Abreu | Sexta-Feira, 11 de Setembro de 2015, 13h53
    1
    0

    A prefeitura de Alto Garças onerou ainda mais o contribuinte ao enviar Projeto para câmara, criando a taxa de coleta do lixo; Pode até ser legal mas não é oportuno diante da crise pela qual passa o país. com a palavra os vereadores que votaram a favor!

Breunig destaca aprovação de contas

adriano breunig curtinha 400   O professor Adriano Breunig (foto), ex-adjunto e ex-secretário de Estado de Ciência e Tecnologia no Governo Silval e hoje diretor de Políticas de Desenvolvimento Institucional do IFMT, contesta o registro em Curtinha, apontando-o como candidato reserva e "vulnerável" à...

Borgato não sairá mais de secretaria

nilton borgato 400 curtinha   Nilton Borgato (foto), ex-prefeito de Glória D'Oeste e filiado ao PSD, não sairá mais do comando da secretaria estadual de Ciência, Tecnologia e Inovação. Dias atrás, ele chegou a ser avisado pelo governador que seria substituído e que iria para o Escritório...

Dorner vai tentar prefeitura de novo

roberto dorner 400 curtinha   Em Sinop, o empresário e ex-deputado federal por alguns meses Roberto Dorner (foto), que deixou o PSD e aderiu ao Republicanos, está disposto a encarar de novo a disputa a prefeito. Em 2016, ele perdeu para Rosana Martinelli (PR) por uma diferença de 3.388 votos. É possível que ambos...

Um líder sob insatisfação dos colegas

dilmar dal bosco curtinha 400   O líder do governo na Assembleia, Dilmar Dal Bosco (foto), tem enfrentado crítica velada e insatisfação dos colegas, principalmente dos deputados da base. Reclamam que o interlocutor do governador Mauro não move uma palha em defesa da liberação das emendas e, nas...

Jogada do prefeito Francis em Cáceres

paulo donizete 400 curtinha caceres   A sete meses de concluir o mandato, o prefeito cacerense Francis Maris (PSDB) lançou uma jogada estratégica para ver se "cola". Apoia publicamente para prefeito o seu diretor da autarquia Águas do Pantanal, Paulo Donizete (foto), do mesmo partido, inclusive participou da reunião...

Luta por mais leitos de UTI em Sinop

rosana martinelli 400 curtinha   A prefeita de Sinop, cidade pólo do Nortão, Rosana Martinelli (PR), demonstra preocupação com os poucos leitos de UTI do Hospital Regional no município. A unidade atende moradores de mais de 30 municípios da região e só dispõe de 10. Rosana diz esperar...

ENQUETE

facebook whatsapp twitter email

Você conhece alguém próximo que foi infectado pelo coronavírus?

sim

não

em dúvida

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.